História The Scientist - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster
Tags Coldplay, Gray X Erza, Grayza, Grerza, Questões, Romance, The Scientist
Visualizações 54
Palavras 1.031
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Fluffy, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoal, aqui é Empress Mavis, com mais uma one de Grayza, desta vez com uma das minhas musicas preferidas, eu amo á letra dela e o significado por trás das palavras é maravilhoso.
Eu acredito que ficou um tanto "incompleto", eu coloquei poucas atitudes e falas dos personagens, pois a letra da musica já transmite á mensagem que os personagens querem passar um para outro.
Eu admito que essa one é mais uma tentativa, pois foi uma ideia que surgiu enquanto eu escutava á musica que inspirou essa história.
Espero que vocês gostem, ;3
Boa Leitura, pessoal!

Capítulo 1 - Capitulo Único. Oh! vamos voltar ao começo.


Narração on:

Quando você deixa alguém ir, mas essa pessoa nos faz mais falta do que imaginamos sentir, o que fazer?

 O que fazer, quando seu amor está longe, por própria culpa, por tê-lo deixado ir, como conseguir traze-lo para perto de novo?

Como mudar totalmente a situação e suas próprias atitudes e você não pode regressar o tempo e nem voltar ao começo?

Era isso que Erza Scarlet se perguntava todo o dia, desde que entendeu que ela estava apaixonada por Gray Fullbuster.

Erza nunca fora muito sociável e tinha medo de fazer amizades, mas Gray era diferente, se conheciam desde crianças e ele era seu melhor amigo, por mais tímida e reservada que fosse, com Gray sempre era diferente, ela podia se permitir um pouco mais de liberdade.

Talvez por se parecerem tanto nesse ponto, Gray também era muito fechado com todos, com exceção, dela.

No entanto, por mais que fossem muitos semelhantes nisso, eram tão diferentes em várias coisas, possuíam seus próprios mundos e segredos, que um queria descobrir do outro.

Eram próximos até demais, isto é, até Erza não conseguir mais negar com todas as suas forças o inevitável, estava apaixonada, apaixonada por Gray.

Mas havia um problema, seu medo de se apaixonar e acabar por sofrer era tanto que ela resolveu que não aquilo não podia se concretizar, então resolveu afasta-lo, na tentativa de impedir que aquele sentimento tão temido por ela continuasse.

E assim ela fez, mantinha distância, conversava cada vez menos com ele e agia com muita frieza, uma frieza que magoou Gray.

Ela então por fim conseguiu afastá-lo, porém não entendia porque não se encontrava feliz com aquilo, não era isso que ela queria, para que pudesse matar esse sentimento e não sofrer.

Porém aquilo foi pior ainda, só aumentou mais e mais o sentimento, a diferença agora era que Gray era frio igualmente com ela, conforme os dias iam passando, a Indiferença do Fullbuster para com ela, estava machucando demais.

Agora, Erza Scarlet estava parada a alguns metros de Gray Fullbuster, a brisa soprava lentamente arrepiando alguns poucos fiozinhos dos cabelos de ambos.

Estava ali por uma única razão.

O amor que ela deixou ir e desejava trazer para perto de si novamente.

“Come up to meet you, tell you I'm sorry
You don't know how lovely you are”

“I had to find you
Tell you I need you
Tell you I set you apar”t

“Vim pra lhe encontrar, dizer que sinto muito

Você não sabe o quão amável você é

Tenho que lhe achar, dizer que preciso de você

E te dizer que eu escolhi você”

 

- GRAY – A ruiva o chamou e ele imediatamente se virou para encara-la.

As pernas de Erza fraquejaram e ela se virou, recuando, tinha vindo atrás dele, porém agora não sabia como agir, só pensava em voltar, não conseguia ir adiante.

Se preparou para sair correndo, porém antes que pudesse fazer isso, Gray a segurou pelo braço e a impediu de prosseguir.

- Acho que nós temos que conversar.

 

“Tell me your secrets
And ask me your questions
Oh, let's go back to the start”

“Running in circles
Coming up tails
Heads on a science apart”

“Conte-me seus segredos, faça-me suas perguntas

Oh, vamos voltar pro começo

Correndo em círculos, perseguindo a cauda

Cabeças numa ciência à parte”

 

Erza assntiu com a cabeça e Gray a soltou, os dois se encararam em silêncio, por alguns minutos, até que Erza começou a falar.

- Estou aqui para dizer que sinto muito... – Eu estou sentindo muito sua falta. – Ela fechou os olhos, não entendia o porquê de não conseguir encara-lo.

- Droga! – Exclamou. – Porque é tão difícil, queria tanto poder voltar ao começo.

“Nobody said it was easy
It's such a shame for us to part
Nobody said it was easy
No one ever said it would be this hard”

“Oh, take me back to the start”

“Ninguém disse que era fácil

É uma pena nós nos separarmos

Ninguém disse que era fácil.

Ninguém jamais disse que seria tão difícil assim

Oh, me leve de volta ao começo”

 

Gray soltou uma leve risada e segurou o queixo de Erza, a forçando encara-lo.

- Sabe Erza, nunca foi fácil entender o que você quer dizer, talvez porque eu sempre soube que você tinha muita dificuldade de lidar com os sentimentos, mas eu sempre rejeite seus quebra cabeças, pois no final eu sempre compreendia, você nunca conseguiu esconder alguma coisa de mim, por muito tempo.

 

“I was just guessing
At numbers and figures
Pulling the puzzles apart”

“Questions of science
Science and progress
Do not speak as loud as my heart”

“Eu só estava pensando em números e figuras

Rejeitando seus quebra-cabeças

Questões da ciência, ciência e progresso

Não falam tão alto quanto meu coração”

 

Com toda á coragem que ela tinha, rebateu, perguntando.

- Mas e agora, você sabe o que eu estou querendo dizer?

 

Numa súbita ação Gray a pegou pelos braços, firmemente, porém  não para machuca-la e a presou na parede, deixando -a, surpresa.

 

Erza se encontrava encurralada, entre o corpo de Gray e a parede, não conseguiria sair dali, agora o Fulbuster possuía um pouco mais de força que ela e ele estava determinado a não deixa-la ir, diferente do que ela fez anteriormente.

 

Ele se aproximou mais ainda dela, estavam á milímetros um do outro.

Gray sussurrou em seu ouvido, lhe causando arrepios.

- Erza, diga que me ama, vamos voltar para o começo?

“Tell me you love me
Come back and haunt me
Oh, and I rush to the start”

“Running in circles
Chasing our tails
Coming back as we are”

“Nobody said it was easy
Oh, it's such a shame for us to part
Nobody said it was easy
No one ever said it would be so hard”

“I'm going back to the start”

“Diga-me que me ama, volte e me assombre

Oh, quando eu corro pro começo

Correndo em círculos, perseguindo nossas caudas

“Voltando a ser como éramos”


 

“Ninguém disse que era fácil

É uma pena nós nos separamos.

Ninguém disse que era fácil

Ninguém jamais disse que seria tão difícil assim”...

 

 

 

 

“Eu estou indo de volta para o começo”

 

 

 

 

 

 

Fim

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


E então, como ficou?
Já havia um tempo que eu desejava desenvolver algo com essa música, que eu gosto tanto, a ideia surgiu naturalmente, talvez tenha ficado melhor na minha cabeça do que quando iniciei a escrita, mas depois disso, eu sentiria muito se voltasse atrás, então decidi escrever mesmo assim.
A Música de inspiração foi - The Scientist - Coldplay.
Até logo!
Empress Mavis S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...