História The Secret Love - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Personagens Annie Cresta, Cato, Cinna, Clove, Coriolanus Snow, Effie Trinket, Finnick Odair, Gale Hawthorne, Glimmer, Haymitch Abernathy, Johanna Mason, Katniss Everdeen, Madge Undersee, Mags, Marvel, Peeta Mellark, Personagens Originais, Plutarch Heavensbee, Primrose Everdeen
Tags Everllark, Hunger Games, Jogos Vorazes, Katniss, Peeta
Visualizações 105
Palavras 1.276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi Lindezas!<3 Tô me esforçando pra aumentar os capítulos ta! Mais um aí ó. Aviso: imaginem a roupa da Johanna com um short de saia atras, procurei as imagens o mais parecido possível com minha imaginação. Boa Leitura...

Capítulo 4 - Quem cuida do meu coração


Fanfic / Fanfiction The Secret Love - Capítulo 4 - Quem cuida do meu coração

Eu não sei a graça que todo mundo via nisso. Esse teatro vai ser um desastre e só eu percebo isso. As aulas foram normais. A única diferença é que conheci um monumento de homem com olhos incrivelmente azuis piscina no penúltimo tempo. Gale Howthorne tinha se mudado da cidade vizinha com seus pais e um irmão. Ficamos amigos logo de cara. Na saída da aula marcamos com a turma no shopping, mais especificamente no Subway, eu e Peeta pedimos a ajuda deles para o teatro mas sem contar o que fariam (pois eu já sabia que desistiriam e o tema é segredo). Claro que tivemos uma chantagenzinha básica mas eles aceitaram: Finnick, Johanna, Cato e Annie iam nos ajudar. Depois de muita relutância e curiosidade deles revelamos o tema do teatro. O resultado: Risadas.

_Kat amiga! Vo... você vai ser a...

_Vou sim Johanna e honestamente isso não vai prestar.

_Não mesmo miga! –Annie concordou e riu mais.

Depois que pararam com o show de risadas, Johanna começou a mexer no celular, segundos depois uma mensagem toca no meu.

Loka: VAMOS CANTAR!

Anjo: NÃO MESMO! Eu não canto em público e você sabe Joh, e eu nem sou tão boa assim.

Loka: Que nada boba, vai deixar o ursão babando...

Pimenta: Boa Joh, cantaremos!

Loka: E vai ser aquela lá ó, filet! ;)

Anjo: Eu não vou cantar e muito menos dançar daquele jeito.

Pimenta: Você consegue Kat, você é gostosa por natureza. Vai ser tão fácil quanto respirar pra você.

_Galera, os figurinos e a música deixa com a gente ok!? – Annie disse.

_Ai não Annie, não vai papagaiar a gente tá.

_Calma Peeta, vocês vão ficar lindos.

Ficamos ali e discutimos o assunto por mais uma hora. Quando saímos deixamos a tarefa de imprimir as falas, o cenário eles também montariam. Teríamos que arrumar muitos, mas muitos pisca-piscas mesmo. Fomos nós três no carro da Annie pra minha casa e elas já cantavam a bendita música no caminho (elas cantam muito bem). Eu cantarolava a música no banco de trás e já estava desenhando os figurinos no caderno. Me deu uma inspiração louca. Minha tia Effie, que também é a treinadora das Líderes de Torcida (mais um motivo para eu ter de aguentar a Glimeranha) é uma costureira fantástica, ela fazia as roupas das líderes. Muitas das roupas que tenho, e que a maioria nunca usei, é ela quem fez. Pedirei a ela para fazer o nosso figurino. Para Annie imagino um corpete preto e dourado, com um short de couro preto com amarração e ilhós nas laterais. Nos pés uma pep toe dourada com uma fita presa ao calcanhar que subia como uma sapatilha de bailarina até abaixo dos joelhos. Com seus cabelos ruivos, longos e encaracolados, vai ficar perfeito! Já para a Johanna, também um corpete, mas dessa vez preto com detalhes em vermelho brilhante e presas logo abaixo dos braços duas mini-mangas de babado preto brilhante. Um short mais curto em vermelho opaco com uma meia saia de babados vermelhos brilhante na parte de trás (quanta coisa brilhante) que ia até o meio das coxas. Nos pés, uma pep toe vermelha (que eu sei que ela tem) com uma meia telinha até os joelhos. Elas ficariam perfeitas. Quando chegamos em casa corremos para o meu quarto para escolher as músicas, estávamos na cama comendo chocolate com o notebook no colo.

_Kat, o que você tanto escrevia no carro? – Johanna pergunta.

_O esboço do figurino de vocês. – elas ficaram de olhos arregalados.

_Deixa a gente ver! – Annie praticamente gritou.

_Pega o caderninho azul com nuvenzinha aí.

Quando elas viram, os olhinhos brilharam como se fossem duas crianças conhecendo o Papai Noel.

_Kat você é divah, estão lindos! Mas quem é que vai costurar? Porque eu não sei pregar nem um botão.

_Caso você não se lembre senhorita líder de torcida, a minha tia, sua treinadora, é costureira. Vou pedir pra ela, mas não se empolguem, não garanto que ela fará. Aí só temos que conseguir os sapatos.

_Mas pera lá Katniss, – Johanna se pronuncia - o que é que você vai vestir?

_Ai, tô pensando em um vestido de cetim vermelho, mas ainda não tem nada definido.

Terminamos de escolher as músicas e elas não paravam de namorar os desenhos. Quando fui me deitar naquela noite, havia uma mensagem de Peeta.

Pooh: Script imprimido! Deu mais folhas do que meu livro de física! Só as partes que você queria. Andei pesquisando e vendo algumas fotos da peça. Você não vai vestir aquelas roupas lá não né?

KitKat: Claro que vou! Kkk #sqn (você consegue me imaginar naquilo? Porque eu com certeza não). Obrigada, você é demais ursão.

Naquela noite dormi pensando no teatro...

***

Quando cheguei no portão naquela manhã, encontrei Gale entrando.

_Oi Kat, Bom Dia!

_Bom Dia Gale. Preparado para mais um dia de aula?

_Acho... não sei... talvez! – rimos.

_Nossa você tá animado hein!

De repente, logo na frente, um ser de branco começa a pular e me gritar como se fosse uma pulguinha na micareta brasileira cantando Ivete.

_Ehh... Kat? Acho que tem alguém te chamando. – ri.

_Tem sim. Vem comigo, quero te apresentar para os meus amigos.

_Bom Dia Katzinha Linda – Johanna praticamente gritou – Euzinha, como sou fabulosa, consegui uma coisinha linda pro figurino da Annie. – ela já sai me puxando até o banquinho sem me deixar dizer “bom dia”. Mas eu esqueci de tudo quando vi o que ela tirou de dentro de uma caixa: Uma pep toe completamente dourada. Linda!

_Oh Meu Deus! Johanna onde foi que você conseguiu isso?

_Querida sou divah! Lembrei que uma prima minha tinha e fui lá olhar ontem a noite. A nossa sorte é que cabe certinho no pé da Annie!

_Você é demais Joh! – nos abraçamos e começamos a pular como retardadas. Só quando todos começaram a rir é que me toquei do resto. Nos separamos e voltei a realidade. Quando minhas ideias e projetos começam a se tornar realidade, eu surto.

_Bom Dia gente, desculpa.

_Bom Dia. – responderam.

_Gente, eu queria que vocês conhecessem um amigo. Turma esse é Gale Howthorn. Gale, esses são: Finnick Odair, Cato Ludwig, Johanna Mason e Annie Cresta.

_Oi, é um prazer conhecer todos vocês.

_Gente, Cadê o Peet? – perguntei.

_Já entrou com a Glimmer, eu acho.

Depois de conversarmos mais um pouco o sinal bateu e fomos para as nossas salas. Eu iria com Annie pra aula de filosofia.

_Miga, me conta onde foi que você achou aquele bofe do Howthorne porque eu vou lá buscar um pra mim também! – eu e Annie conversamos muito nessa aula.

_Senhoritas Everdeen e Cresta, podem por favor parar com a conversa?- profs chato.

Não demora muito e um caderno aparece na minha frente. Com uma caneta rosa marcando uma das paginas. Ao abrir nossa conversa continuou.

(annie) Conta tudo!

(kat) Ai miga, ele eh só um amigo. Conheci na aula de Biologia.

(annie) Bom eu vi o jeito que ele te olha. Quem sabe ele te faça esquecer um certo capitão por aí?

(kat) Acho pouco provável Annie...

(annie) Não é por mal Kat, mas é que me dói te ver tristinha por esse amor não correspondido. Eu vi como você ficou agr no começo da aula.

Ela tinha razão sim, eu estava era puta com isso. Será que o Peeta não percebe que aquela piranha só vai fazer ele sofrer? Encerrei o assunto com apenas uma resposta. Por mais que eu não pudesse parar de pensar no Peeta, Annie estava certa e já sofri tempo demais por ele.

(kat) Eu sei miga, quem sabe meu coração não mereça alguém que cuide dele...


Notas Finais


Então Lindezas, eu tô me esforçando ao máximo pra postar capítulos maiores. Espero que tenham gostado do capítulo de hoje. Comentem, adoro saber a opinião de vocês. Alguém aí tem alguma ideia do que é o teatro deles? comentem. Bjks, até o próximo cap! Amo Vocês! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...