História The Selection - Jikook (ABO) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Abo, Chanbaek, Hunhan, Jikook, Kaisoo, Kristao, Mpreg, Namjin, Nutellas2s2, Sexo, Sulay, Taeyoonseok, Xiuchen
Visualizações 280
Palavras 1.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá unicórnios.

Boa leitura , até às notas finais.

Capítulo 6 - Extra: Chanbaek - Esse e seu noivo


            P.O.V Byun BaekHyun


Quando se é um ômega com uma família de boa classe social , mas que sempre pensam nos pontos positivos e de como poderia almentar sua glória e fazer com que seu nome cresça mais e mais. 

Pode ser dizer que é bem ruim.

 Eu sou Byun Baekhyun , ou como os outros me chamam o riquinho metido que foi adotado pelos Park's. 

Sim , posso dizer que eu sou dessa familia mais , ao mesmo tempo sinto como se não fosse embora Jimin , JongDae e Misoek falacem que eu fasso parte eu me sentia como a ovelha negra da família a pessoa menos amada e a que sempre toma no cu quando algo da errado. 

Sinto como se tudo ao meu redor fosse um sonho que a qualquer momento posso despertar e acordar no mesmo orfanato onde fiquei os meus dois 2 anos de vida. 

Mais chega desse conversa melancólica não quero me passar por coitadinho , afinal se algo me irritar ou se eu não gostar de alguma coisa e a pessoa tentar insistir posso fazer da vida dela um verdadeiro inferno. 

Por isso disse que talvez eu seja a ovelha negra da familia. 

"Brincadeiras" a parte , vamos falar sério agora , como disse antes fui adotado quando ainda era pequeno sobre como fui parar lá e todo o resto da estória ai eu simplemente não gosto de contar e não poderia lhe dizer por completo. Então esperem ate um dia que minha pessoa esteja confortável para falar sobre o caso. 

Mas o assunto de hoje não é sobre isso - não chega nem perto - , agora esta minha maravilhosa pessoa , diva das porpurina é o caralho aquatro , sentado no sofá confortável da minha maravilhosa casa , ouvindo os senhores Park's falarem como tenho cido um filho inresponsável durante essas semanas. 


-Certo podem ir direto ao ponto , sei que quando vocês falam muito querem dizer algo - murmurei e na mesma hora ambos se entre olharam , logo alhando para mim .

-Certo Baek meu filho querido ... 

-Pensei que você gostase mais do Jiminie appa - ri enquanto olhava a cara de reprovação que ele fazia.

-Pare de ser engrato sabe que eu amo os dois da mesma forma - Falou 

-Vamos logo direto ao ponto Baekhyun já que e assim que você quer - suspirou meu omma , era a primeira vez que eu o via tão nervoso - Sabe que você não tem nosso sobrenome embora tenhamos o adotado sabe que foi uma escolha nos deixarmos você com o sobrenome de seus pais de sangue - Deu uma pausa novamente - O quero dizer Baek e que , você e prometido ao príncipe do Japão por causa de uma antiga tradição de sua família de samgue.

- Então pera deixa eu ver se eu entendie direito , só por causa de um sobrenome besta que todos temos eu fui prometido a um príncipe que eu nem conheço - me exaltei , não era culpa minha meu cio estava próximo o que siginificava que os efeitos já estavam começando. 

-Acalme-se Baekhyun , não temos culpa disso sabe disso - meu appa falou serio - Mesmo que tenhamos concordado com isso assim que pegamos sua guarda era nossa obrigação , quem seria a pessoa que iria contra a familia real japonesa , sei que fomos um tanto culpados com esse acordo mais não tinhamos mais nada o que poderiamos fazer.

-E se eu não aceitar me casar com ele , assim que chegarmos ao altar ou seja la onde essa merda de casamento acontecerá - perguntei apreensivo , afinal meus pais me conheciam muito bem ao saber o ponto que eu poderia dizer não na frente te todo mundo.

-Já cogitamos essa idéia mais parece que talvez averam consequências se não aceitar  , eles não nós falaram nada sobre isso ou o que poderia ser. - suspirou appa.

 Minha mente estava um turbilhão de pensamentos ,  é eu não sabia o que pensar ou como agir , então apenas me levantei do sofá indo em direção ao meu quarto fechando a porta e me deitando na cama. 

 Era nessas horas em que eu me sentia um estúpido por ser um ômega , á essas drogas de hormônios como eu odiava isso era sempre a mesma coisas. 

Por que sempre era assim para nós , por que nos ômegas tinhamos que nascer com isso tudo que nos deixava sensivis tenho certeza de que se esses sentimentos fosse os dos alfas eles não aguentariam nem metade do que nos ômegas passavamos. 


                                 ××××××××


Eu estava em um starbucks nesse momento , após um pequeno ataque de choro que tive por não saber o que iria fazer , tirei um cochilo é como não queria ficar em casa resolvi que seria melhor dar um volta. 


Já estava por volta de uma hora e meia naquele lugar já tinha bebido duas das minhas bebidas preferidas e agora estava bebando uma que eu nunca avia provado , mais por encrivel que pareça o gosto realmente me agradava. 

Levantei da mesa em que estava sentado com a bebida em mãos disposto a voltar para casa , prefeira ir a pé assim me daria um pouco mais de tempo para pensar quem sabe. 

 Hoje o céu estava realmente bonito embora o tempo estive frio mais ainda sim estava um tempo agradável para mim , eu adorava esse tempinho frio.

assim eu poderia ficar deitado na minha cama o dia enteiro apenas comendo besteira e vendo filmes qualquer que passavam na TV. 


A todo momento eu não podeira deixar de notar carros e mais carros que passavam ao meu lado onde era a pista do mesmo , mais alguns desses carros me chamaram atenção eram carros pretos , entorno de uns três era como se estivessem escoltando algum parecia que o carro do meio era o  mais importante. 

Depois de aproximadamente mais dez minutos de caminhada finalmente cheguei em casa pude ver que aqueles mesmo carros estavam enfrente a ela.

Ja podia sentir , ai tem coisa. 

Corri para dentro de casa ja gritando. 

-OMMA VOCÊ VIU OS .... 

Parei de falar assim que vi que estava meu appa , meu omma e alguns outras pessoas que não conhecia , na mesma hora corei. Me curvei como se pedisse desculpas e pude notar que o homem que estava sentando em frente aos meus pais na pequena poltrona que avia na sala me olhava a todo o momento , ele era tão bonito. 

Assim que me curvei fui em direção a escada já pronto para subir nela , mais logo assim que pisei no primeiro degrau , escutei meu appa falar : 

-Ei Baekhyun venha para cá , temos que falar com você - falou meu appa , é no mesmo instante dei meia volta sentando entre o meu omma é meu appa no sofá. 

Eu brincava com meus dedos enquando sentia as pessoas ainda não indentificadas por mim me fuzilaram com o olhar , daqui a pouco eu poderia ser queimada por eles. 

-BaekHyun esse e Park Chanyeol , príncipe do Japão e seu futuro noivo.


Notas Finais


Desculpa a demora mais uma vez , vocês sabem pelo oque eu passei com o meu celular mais eu estou de volta.
Espero que vocês tenham gostado , desculpa os erros.

E até amanhã.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...