História The Selection - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Chanlu, Kaisoo, Sebaek, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 19
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Ha-Na


Era uma vez um jovem alfa.

Um jovem príncipe.

Um jovem sonhador.

Oh Sehun era o herdeiro do trono, único filho alfa dos reis e o mais novo dos irmãos. O príncipe fora o grande milagre da realeza, era a luz do futuro.

Seu omma Kim Junmyeon era apaixonado por crianças, desde que se casou era um grande sonho encher a casa de filhotes. De primeira vieram os gêmeos Minseok e Luhan, ambos ômegas, a gestação foi difícil e o médico da família havia dito que Junmyeon não poderia mais ter filho algum ou morreria. Sehun foi o "acidente" de percurso e também o milagre. Desde a barriga lutou para continuar vivo, mesmo com toda a dificuldsde o rei jamais mataria seu próprio filhote e foi com esde pensamento que trouxe o herdeiro à vida.

Sehun cresceu bem, muito dócil e com a personalidade idêntica à Yixing, mas nem tudo em um reino são flores. Sehun já tinha completado 21 anos e como era obrigatória, uma seleção para encontrar seu companheiro estava se iniciando. Pessoas de todas as castas, desde a primeira até a sexta. Ômegas de várias idades, jeitos e personalidades mantidos naquela casa por 2 meses. Sehun tinha medo de mágoa-los e principalmente, de não encontrar a pessoa certa entre eles.

-Meu querido, se acalme. Você só irá começar os encontros na próxima semana. -O rei Yixing comentou calmo enquanto via o filho ansioso.

-Aish, eu realmente não gosto disso appa. -O alfa bufou e se deitou na cama.

-Eu também passei por isso. Seu omma era o ômega mais lindo do mundo, todo tímido e inteligente. Cada um deles tem algo, basta descobrir qual dessas coisas lhe chama mais atenção. O que é mais importante ou precioso para si.

-Qual coisa? -O rei sorriu. Havia passado pelas mesmas coisas anos atrás e ainda se lembrava das sensações que teve quando encontrou Junmyeon em meio a tantos outros.

-Filho, nós só descobrimos o que estamos procurando quando achamos. Eu não sabia o que queria na seleção, mas quando vi Junmyeon e tudo o que ele era meu lobo apenas mudou, e eu soube o que faltava. Espere, dê tempo ao tempo e vai encontrar essas coisas.

-Obrigado pelos conselhos appa.

-Tome cuidado também, algumas só estão aqui pelo poder. -Yixing bufou. Sabia bem que muitos vinham por poder e seu maior medo era que o filho acabasse se apaixonado por alguém assim.

-Eu sei appa. Creio que ficarei bem. -Sehun sorriu. Queria ter um casamento como seus appas. -Vou dar uma volta.

Decidiu caminhar pelo jardim, sentia o cheiro de diversos ômegas e um em especial lhe chamou atenção, cheiro de flores. Qualquer ômega dessa espécie era mais rara de se encontrar e o príncipe acabou ficando curioso sobre o tipo de pessoa que poderia ser.

Enquanto caminhava encontrou seu amigo Jongin fazendo guarda. Poderia parecer estranho para a maioria das pessoas que um príncipe pudesse ser tão próximo de um simples guarda, mas Sehun cresceu com esse amigo, como tinham idades iguais com apenas dois meses de diferença eles se tornaram extremamente amigos.

-Kai. -O guarda se virou meio assustado e riu quando percebeu que era apenas seu amigo.

-Sehunnie. O quê faz aqui fora? Não deveria estar descansando em um sono de beleza para encontrar seus amados?

-Nem me fale. Estou ansioso demais, espero encontrar alguém logo.

-Eu vi algumas das pretendentes quando chegaram e já aviso que são muito belas. A maioria tem cheiros enjoativos para mim, principalmente da casta um e dois, mas pode ser por causa de perfumes caros e a combinação tenha sido errada.

-Entendo, você deveria se casar em breve também hyung. Encontre alguém e poderemos criar nossos filhotes próximos como fomos criados certo?

-Claro, claro. Basta encontrar alguém. -Jongin não era o tipo de pessoa que estava realmente procurando. Era jovem e queria estar ao lado de Sehun como seu pai sempre esteve ao lado do rei. Tinha muita vontade de criar uma família, porém, as qualidades necessárias de um ômega para si eram bem difíceis de serem achadas.

-E o Chen? -Chanyeol era um príncipe que cresceu no palácio já que os reinos possuíam relações entre si que apenas aumentaram quando perceberam que o alfa era alma gêmea de Minseok.

-Ele não apareceu por aqui hoje. Eles devem estar aproveitando o tempo que possuem juntos antes de voltarem à rotina.

-É verdade. Eu acho que irei dormir um pouco, amanhã tenho que me apresentar formalmente à todos. Estará do meu lado certo?

-Como sempre estive não é? -Sehun abraçou o amigo e voltou para seus aposentos. O dia de amanhã prometia muitas coisas.

***

Havia amanhecido rapidamente para todos, talvez pela ansiedade. O príncipe já estava devidamente vestido quando Jongin bateu na porta do amigo.

-Vamos? -Caminhavam pelo corredor em silêncio. Sehun estsva nervoso demais e quando entrou no salão principal recebeu várias reverências.

-Bom dia à todos. Hoje será iniciada uma nova etapa em suas vidas. Eu peço que por favor sejam vocês mesmos em minha presença, sejam bem-vindas. -Sehun não conseguiu falar muito além disso e seu omma pronunciou-se dizendo todas as regras enquanto o príncipe analisava um à um.

Algumas o encaravam com desejo, com ambição. Aquilo era um severo erro. Seu appa havia o contado que pessoas que encaravam os reis sem medo eram as piores, pois já possuíam a soberba de se acharem os melhores. Aqueles deveriam ser os de castas maiores enquanto outros olhavam mais baixo, percebeu três deles encarando o chão, encolhidos.

Quando os assuntos reais terminaram todos os ômegas foram para seus aposentos. Sehun era meio despercebido mas Jongin logo notou um certo incômodo entre alguns deles.

-Sehun.

-Sim?

-Você reparou?

-No quê? -Jongin bufou.

-Alguns dos ômegas parecem estar incomodados. Eu reparei que os de castas menores estão bem separados e penso que talvez não estejam sendo muito bem recebidos pelos outros. Seria bom que você ficasse de olho nisso.

-Aish, qual o problema dessas pessoas? Tudo o que importa para elas são as castas? -Sehun odiava com todas as forças essas pessoas que discriminavam os menores. Não era culpa deles. -Eu me recuso à aceitar alguém assim do meu lado.

-Pois então prevejo que você já vai eliminar uma boa quantidade de pessoas. -Sehun riu.

-Pode ser que esse seja o caso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...