1. Spirit Fanfics >
  2. The Servant-maid >
  3. Capítulo 5 - Sou uma mera empregada aqui

História The Servant-maid - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Capítulo 5 - Sou uma mera empregada aqui


Fanfic / Fanfiction The Servant-maid - Capítulo 5 - Capítulo 5 - Sou uma mera empregada aqui

Uma manhã tão bela, e fria, só um casaco não esquentaria, as pessoas andavam nas ruas frias de Seul, todas acompanhadas, todas quentes com seus sobretudos. Casais andavam de mãos dadas, os rapazes segurando as mãos de suas namoradas dentro de seus próprios casacos, proporcionando romantismo e acima de tudo um lugar quente.

Todos se sentindo renovados com a brisa gelada da manhã batendo em seus rostos, não havia época mais bonita sem Seul do que o outono, não era uma época do ano extremamente fria como o inverno, no entanto haviam dias muito frios também, geralmente a temperatura é fresca e o ar muito limpo, permitindo que as pessoas possam fazer muitas atividades ao ar livre.

A temperatura de outono em Seul vária de 11º a 19º, hoje era um dos dias mais frios do outono, mas ainda sim, um dia maravilhoso para dar uma volta e apreciar a bela paisagem, o céu alto e limpo, as folhas de outono chegando ao seu esplendor máximo.

Enquanto isso os sete garotos pensavam se deveriam falar para a garota da boate/cafeteria ou empregada... que sabiam que ela trabalhava na casa deles, queriam saber mais sobre a jovem, o motivo por ter aceitado um trabalho desses, tendo uma beleza exuberante, por que morar em uma dispensa?

– Acho que não devemos falar agora. – Disse o mais velho de cabelos amarelados.

– Eu concordo hyung. – Respondeu Namjoon.

Todos os garotos assentiram com a cabeça e então foi resolvido, não mencionar nada a garota no momento, acharam melhor esperar uma oportunidade melhor, talvez dando uma chance para que ela mesmo tomasse a frente ou pisasse na bola, a ponto de que eles se esbarrassem na casa.

Decidiram apenas conhece-la, queriam desesperadamente saber o nome da mais baixa, saber seus gostos e tentar tirar informações básicas da mesma, achavam que talvez começando uma amizade a garota poderia se abrir.

– Sente-se. – Disse Taehyung com sua voz rouca pegando em seu braço, assim que a garota pretendeu sair.

Ela puxou uma cadeira e se sentou na ponta da mesa, sendo encarada pelos sete.

– O que querem? – Perguntou com a voz tremula.

– Está nervosa? – Perguntou Namjoon a olhando sério.

A garota abaixou o olhar, não ousava olhar nos olhos de nenhum deles, era uma mera empregada dizia ela em seus pensamentos. Ela suspirou e olhou para a bandeja em sua frente.

– Quem não ficaria nervosa com sete garotos querendo conversar com você? – Ela disse tentando ser firme.

– Prefere conversar em casa? –  Jungkook respondeu e ela arregalou os olhos.

– O-O que disse? – Gaguejou.

Os garotos se entreolharam e sorriram uns para os outros vendo o nervosismo da morena, ainda encarando a bandeja a sua frente.

– É um convite. – Afirmou Jungkook. – Se acha desconfortável conversar conosco em público, podemos ir conversar em nossa casa.

A garota soltou o ar que nem percebeu que prendia, suspirou aliviada, por um momento pensou que garotos tinham descoberto sobre sua estadia em sua casa e o fato dela ser a empregada faz-tudo deles.

– Me sinto mais confortável ficando em público. – Hyeri respondeu de uma maneira um pouco grossa, fazendo os meninos se olharem um pouco surpresos. – O que vocês querem?

– Seu nome? – Taehyung disse encarando a garota.

Hyeri levantou seu olhar para o garoto ao seu lado, mais não o olhou nos olhos, encarou a ponta de seu nariz e em seguida sua boca, evitando ao máximo o olhar nos olhos e sentir aquela sensação estranha que teve da primeira vez.

– Por que quer saber meu nome? – Retrucou a jovem.

– Não consegue me olhar nos olhos? – Ela olhava para sua boca e ele sorriu timidamente e então ela desviou seu olhar olhando para frente, na janela atrás dos garotos.

– Sou uma mera empregada aqui. – Ela disse ríspida.

Os meninos a encaram surpresos, seus pensamentos eram exatamente iguais, por que ela achava que era inferior a eles? Se perguntavam. A jovem se levantou da cadeira e pegou a bandeja.

– Kang Hyeri. – Disse por fim e guardou a cadeira no lugar.

Saiu sem dizer mais nada e foi até o balcão onde sua amiga a encarava apreensiva.

– Eonnie, preciso ir. – Disse pousando a bandeja em cima do balcão.

– Está tudo bem? – Hwasa disse preocupada vendo o rosto aflito da amiga.

– Tenho que ir ao banco mandar dinheiro para os meus pais. – Sorriu para a amiga.

Os garotos ainda estavam sem reação.

– Então o nome dela é Kang Hyeri? – Disse Hoseok.

– É um nome muito bonito, combina com ela. – Respondeu Jungkook.

Eles se olharam por um tempo e não disseram mais nada, apenas prestaram atenção na conversa da morena com sua amiga Hwasa.

– Espera, aqui! – Disse Hwasa estendendo um envelope para sua amiga.

– O que é isso?

– Abre. – Sorriu.

Hyeri abriu o envelope e viu que continha dinheiro, olhou para sua amiga com uma sobrancelha arqueada.

– Por ter me ajuda ontem e hoje, obrigada Hyeri-ah.

A jovem fechou o envelope, colocou em cima do balcão e passou de volta para a amiga.

– Eu ajudei minha melhor amiga, não fiz isso por dinheiro, obrigada, mas eu recuso seu dinheiro. – Hwasa entortou sua cabeça para o lado curiosa por sua amiga, já imaginava que ela não iria aceitar. – Te vejo depois, até mais eonnie.

Novamente os garotos se olharam, a jovem atiçava a curiosidade dos sete meninos. Taehyung começou a pensar ainda mais em Hyeri, agora que sabia seu nome tudo se encaixava de uma forma melhor em sua mente, por que ela não aceitou o dinheiro se ela precisa? “Ela tem algo especial” pensou ele.

A jovem sorriu e se virou de costas ainda sorrindo segurando seu livro em mãos, reparou os meninos a encarando, curvou a cabeça minimamente em um cumprimento, ia sair pela porta quando o seu amigo Travis chamou seu nome.

– Hyeri?

Ela se virou passando seu olhar rapidamente pelos meninos e encarando seu amigo, sorriu simpaticamente para ele sem mostrar os dentes.

– Sim?

– Hm.... – Ele parecia um pouco envergonhado ao se aproximar da garota. – Você....

– Eu? – Ela riu percebendo o nervosismo do amigo.

– Que livro está lendo? – Disse de repente.

O garoto queria convida-la para sair, mas todas as vezes que tentava falar com ela, travava completamente e acabava falando algo idiota, sem sentido ou perguntava a primeira coisa que vinha na cabeça.

Os meninos que assistiam tudo de perto, começaram a rir entre si.

– Não consegue nem chamar a menina para sair. – Disse Jimin para seus amigos.

– Na verdade acho isso ótimo. – Respondeu Jungkook.

– Por que? – Perguntou Yoongi.

– Porque eu estou pensando em chama-la para sair. – Respondeu o de cabelos rosa.

Os meninos encararam Jungkook com suas sobrancelhas arqueadas, e Taehyung suspirou pesado revirando os olhos. Pararam de conversar para continuar a ouvir a conversa.

– Ah. – Ela riu. – “Sonhos” da autora Alysson Noel.

– Oh.

O garoto perdeu o fio da meada, seu coração estava disparado e ele não sabia mais o que dizer a ela, queria continuar uma conversa casual, antes conseguia, mas assim que começou a suprir sentimentos pela jovem, perdeu totalmente a capacidade de conversar com ela.

Hyeri ao perceber o nervosismo do amigo, se pôs a ajuda-lo, ela não sabia dos sentimentos dele, mais sempre gostou muito de conversar com ele, e estranhou quando ele se fechou para ela.

– Gosta de ler? – A jovem perguntou tentando puxar assunto.

Travis sorriu para ela, se sentiu feliz em ver que ela estava puxando papo, pensou que talvez ela sentisse algo por ele.

– Gosto sim, no momento estou lendo “O desafio de amar” dos autores Stephen Kendrick e Alex Kendrick.

– Oh. – Ela disse parecendo surpresa. – Eu já li esse livro.

– E é bom? – Perguntou o garoto entusiasmado.

– Muito, mas não posso te dar spoiler. – Ela riu.

Os sete garotos encaravam os dois na maior cara de pau, reviravam os olhos quando a conversa se iniciou, Taehyung queria ir embora, Jungkook queria chama-la para sair logo, mas com esse garoto no pé dela, estava deixando ambos irritados.

– O que acha de nos encontrarmos mais tarde? – Travis criou coragem, mas percebeu que a garota ficou sem palavras. – Podemos trocar livros. – Disse tentando quebrar a tensão.

E conseguiu, a garota sorriu olhando para baixo, levantou seu olhar para o jovem colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha.

– Espera, ela acabou de flertar com ele? – Sussurrou Jungkook para Taehyung, que o ignorou.

– Eu adoraria trocar livros contigo Travis. – Disse a garota se virando para ir embora. – Até mais. – Se virou completamente e foi em direção a porta.

– Eu te ligo. – Disse Travis em um grito para a garota acenando mesmo que ela não estivesse vendo, o jovem correu em direção ao Hwasa. – Noona!

– O que foi dongsaeng?

– Hyeri aceitou meu convite. – Hwasa o olhou surpresa.

– Mas ela sabe que é um encontro? – Ele sorriu tímido e ignorou a mais velha voltando para o seu trabalho. – Pirralho, não faça besteiras. – Disse em um tom alto fazendo ele fechar o sorriso.

Os meninos olharam aquela conversa atentos.

– Vou ficar de olho nesse tal de Travis. – Disse Jungkook.

– Yaah, você nem é namorado dela, por que está com ciúmes? – Disse Hoseok rindo.

– Não é ciúmes, na verdade não me importo. – Respondeu se levantando. – Vamos embora?

Os garotos se levantaram e seguiram para a van. Taehyung estava pensativo, será que seu maknae estava a fim da Hyeri? Passou o caminho todo pensando na garota olhando para a rua através da janela, não sabia como se sentia em relação a morena, mas sabia que era algo diferente, que nunca sentiu antes, se sentia bem quando a via, mesmo que não falasse com ela, ele sorria apenas de vê-la envergonhada ou sorrindo.

Seus olhos pairavam pela rua quando o carro parou no sinal e pessoas começaram a atravessar a rua, e notou Hyeri andando na faixa em alguns pulinhos, como se estivesse dançando e então notou que a mesma estava de fones de ouvido, se pegou rindo da cena fofa que presenciou.

– Aquela não é a Hyeri? – Disse Jin que estava dirigindo.

Todos os meninos se levantaram e encaram a janela e viram a mesma cena que Tae acabará de ver, ele suspirou desapontado, não queria que todos vissem, ele queria algum tipo de exclusividade, se sentiu um pouco enciumado.

– Ela é engraçada. – Disse Jimin. – E muito, bonita.

Taehyung o olhou rapidamente e viu o sorriso estampado no rosto de seu hyung, suspirou novamente e olhou para frente cruzando os braços.

Hyeri estava atravessando a rua calmamente com seus fones de ouvido, e por coincidência ouvia uma música do bts “MIC Drop”. Enquanto dançava atravessando a faixa de uma maneira louca, olhou para o lado onde uma moto vinha com a maior pressa, ela soltou um grito e se abaixou segurando sua cabeça entre as pernas, abriu os olhos lentamente e viu que o motorista havia parado a tempo.

Os meninos que presenciaram a cena, ficaram assustado, Taehyung ameaçou a sair da van, mas os garotos os seguraram, ele não pode aparecer em público assim, ficaram apenas ouvindo o cara gritar com ela. V estava com raiva, sabia que a culpa era dele, não da Hyeri.

– Yaah! – Gritou a garota assustando o motoqueiro e aos meninos que ouviam tudo com atenção. – O sinal está vermelho ahjussi (senhor).

– Não me culpe por não olhar para os lados.

A jovem ignorou o motoqueiro e se virou de costas voltando a andar, mas foi impedida pelo mesmo segurando seu pulso com brutalidade.

– Ahjussi está me machucando. – Olhou incrédula para o mais velho.

– Não vire de costas para mim, não terminei de falar.

A jovem suspirou tentando puxar seu braço e falhando, o motoqueiro era muito mais forte do que ela, uma garota totalmente frágil.

– Temos que fazer alguma coisa hyung. – Disse Taehyung olhando para Jin.

– Ele vai machuca-la. – Continuou Jungkook.

Olharam pela janela e viram o homem olhar para o sinal que abriu, ele soltou o braço da garota, a mesma empurrou a moto do homem e correu igual a uma louca.

– Yaah. – Gritou o motoqueiro tentando levantar sua moto.

Jin continuou o caminho e os meninos não conseguiam conter suas risadas.

– Ela é uma garota estranha, gosto disso. – Disse Namjoon aos risos.


Notas Finais


CONTINUAAA...??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...