História The seven ones - BTS - (Short Fanfic) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), La Casa de Papel
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 7
Palavras 2.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Saga

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eaii gente lindaa❤️❤️❤️eu tava vendo um filme assim do género da Fanfic e pensei, porque não? Ai o nome do filme é Ocean's 8. Eu era para fazer tudo num capítulo só mas deu muita preguiça por isso irei dividir por dois. AEEEE.
Desculpem qualquer erro e boa leitura ❤️

Capítulo 1 - O assalto - Parte 1


Fanfic / Fanfiction The seven ones - BTS - (Short Fanfic) - Capítulo 1 - O assalto - Parte 1

The seven ones


Um jovem de olhos castanhos e olhos escuros, pele clara e lábios rosados estava sentando numa cadeira com uma roupa laranja, estava de frente para pessoas de autoridade e não podia fazer muito pois estava algemado.


–Nome?


—Jeon Jungkook


–Idade?


–24 anos


–Porque foi preso?


–Roubo, furto de carro, condução perigosa, condução sobre álcool.


–Porque estavam daquela maneira, senhor Junghook?


–A minha namorada traiu-me entrei em descontrolo e bebi demais, foi inconsciente da minha parte.


–O que iria fazer se fosse libertado?


–O meu pai e irmã foram ladrões e por isso acabaram por perder a vida. Eu só quero uma vida nova. Trabalhar, casar, ter filhos.


–Voltaria a voilar a lei, voltar a ser inconsciente beber? Sairia do país? 


–Não senhor. Não o voltaria a fazer sob qualquer circunstâncias – suspirou e deu um olhar triste para quem o questionava. – Eu só quero voltar para a minha família.


[...] 


Jungkook estava à entrada da esquadrão vestido com um termo preto e são lhe uma sacola com relógio, carteira. Os pertences dele. 


–Livre hm – falou a policial que lhe tinha dado a sacola. 


–Liberdade doce liberdade – falou pondo um relógio no pulso.


–Bonito relógio – falou o olhando.


–Era do meu pau, roubei-o – Falou Jungkook olhando o relógio e então olha para a policial que o olhava com desilusão –Oh Beatric, relaxa, ele o roubou e eu roube dele. –Jungkook sorrio e piscou lhe o olho.


–Não te metas em problemas!


–Não vou! – vestiu a jaqueta e olhou dentro da carteira. – 20 Wons, da para um táxi. – sorrio e começou a andar saindo da esquadra e então estende a mão chamando a atenção do Táxi que para do lado dele.


Jungkook entra no carro.


–Para onde vai?


–Para o centro. – Jungkook pôs o cinto.


[...]


Jungkook sai do carro e começa a andar até a um hotel. Se sentou numa mesa e pegou uma revista. De longe um casal falava com a rececionista, Jungkook ouve sem olhar.


~Casal e rececionista ~


–Desculpe queríamos desocupar o quarto 81. 


–Claro,o quarto está em que nome?


–Mathew Matson, iremos apanhar o avião.


–Certo, uma boa viagem.


O casal começa a andar. Jungkook fecha a revista com um sorriso e começa a andar até ao elevador, pega uma mala de hóspede qualquer sem ele perceber, tira uma jaqueta e entra no elevador que não tinha ninguém. Pega o cell e liga para o Hotel.


*CHAMADA ON*

–Hotel Sunset, em que posso ajudar?


–Daqui é o Mathew estive aí ainda à pouco.

–Ah Sim, aconteceu algo?


–Perdemos o voo agora só o teremos amanhã, será que podíamos ficar com o mesmo quarto?


–Sim claro, deixo na sua conta?


–Sim, eu vou só comer algo com a minha mulher e estaremos no hotel mais logo.


–Certo, até mais logo então Sr e Sra Matson.


–Até querida.

*CHAMADA OFF*


Jungkook desliga com um sorriso. O elevador abre e ele começa a andar até ao quarto 81. Lá estavam as empregadas a limpar. Ele entre, põe a mala no chão e tira a jaqueta.


–Podem ir, deixem estar eu depois arrumo, não dr chateiem, além disso estou muito cansado acabei de chegar de viagem, poderia ficar sozinho?


As empregadas assentem.


–Obrigada – sorrio e as empregadas saíram fechando a porta. Ele tranca a porta e se joga na cama.


[...]


Já era de noite, Jungkook estava na banheira, tomando um banho de espuma. A luz da lua se refletia no peito dele. Ele olhava um papel e então pegou o cell e ligou para alguém.


*CHAMADA ON*


–Alo?


–Encontra me amanhã na esquina do restaurante Golden.


–Jungkook???


–Tenho um novo trabalho – sorrio e desligou.


*CHAMADA OFF*


Jungkook suspira e relaxa na banheira.


No dia seguinte... 


Jungkook sai do hotel coma jaqueta e então anda até à esquina como tinha planeado. 


Um rapaz de cabelos pretos, termo preto, olhos escuros e pele clara se aproxima dele. 


–Olá Jungkook, não pensaria que te voltaria s ver sem grades à frente. 


Jungkook rio. 


–Jimin meu parceiro!!


–Que trabalho? 


Jungkook Rio e começou a andar em direcção ao restaurante. 


–Direto ao ponto gostei, vem, vamos almoçar, já comeste?? 


Jimin o seguiu. 


–Ja almocei. 


Os dois entraram no restaurando pediram uma mesa. O garçom serve a comida para Jungkook e o mesmo começa a comer. 


Jimin o olhando fala:


–Acabaste de sair da prisão e já queres vir com um novo trabalho??


–O que posso dizer? Está me no sangue – falou Jungkook enquanto comia.


Jimin suspira.


–Que trabalho seria então?


– O banco de baixo da universidade de Gaala. 


–Estás louco??? É o maior cofre fechado e mais cheio de seguranças do país!! Seriam precisas 50 pessoas para o assaltar..


– 7!


–Ahn?? –Jimin fazio o cenho e arqueia uma sobrancelha.


–Seriam precisas 7 pessoas.


–É muito dinheiro...Deve ser uns 500 milhões de Wons (moeda da Coreia) lá dentro.


–651 milhões de Wons, 93 milhões cada, se correr como planeado mais ainda.


–Por quanto tempo pensaste neste plano Jungkook?


–1 ano, 8 meses, 5 semanas e 3 dias. A prisão torna se solitária às vezes. Massa? – falou estendendo para Jimin o garfo que tinha massa.


Jimin revirou os olhos e comeu a massa do garfo.


–Qual é o teu plano?


–Primeiro, vamos precisar de alguém bom em condução para sairmos mas também alguém que consiga qualquer objeto do mercado. 


–Estás a pensar no... 


–Kim Namjoon 


–Não ouço de falar dele à anos ouvi falar que se casou.


–Sim depois de despistar 50 caminhões cheios de marcadoria. Eletrónicos, coisas de casa. Máquinas pesadas. Ele é um cleoptomaniaco. Sabe bem o que faz.


[...]


Na casa do Namjoon a mulher jogava pratos contra a parede.


–OH MIN JÁ DISSE QUE NÃO TE ESTOU A TRAIR!!!


–Eu sei que estás!! Sabes que mais estou farta deste relacionamento, f-a-r-t-a!


A mulher saiu porta fora, Jungkook estava na frente da mesma. A mulher o empurra e entra no carro saindo de lá.


–E eu que pensava que a minha ex tinha um tpm insuportável – falou Jungkook na frente da porta aberta rindo.


Namjoon o vê e arregala os olhos.


—Jungkook!! Saíste da prisão meu!! Boaaa, estás com bom aspeto, já pensaste no que é que vais fazer na tua nova vida?


–Estás bastante contente para quem acabou de ser deixado.


–Ah ela faz isso todas as semanas. Vamos – Namjoon faz sinal com a cabeça para os dois entrarem em casa. Eles entram. –Então, novidades?


–Tenho um novo trabalho.


Namjoon o olha.


–Não, ok! Não!!! Eu sou casado, eu fiz a minha vida. Não volto a isso.


–93 milhões de Wons, e é só o começo.


Namjoon morde os lábios.


–Onde exatamente?


– Já ouviste falar do cofre de Gaala?


–És louco, nunca ninguém conseguiu chegar perto do cofre.


–Ninguém nunca teve um plano como o meu.


–És louco. Bem que o teu pai assaltou três casinos.


–E conseguiu meu caro. Por isso o que dizes? Posso contar contigo? –perguntou Jungkook sorrindo.


[...]


Jungkook entra dentro de uma casa e põe uma jaqueta no sofá.

Jimin estava com um copo de vinho e anda até ele.


–E então? – falou se sentando no sofá.


–Consegui o convencer – Jungkook sorrio e se sentou.


–Ótimo, mas.. Jung.. Porque isto? Porque este assalto?


–Era o que o meu pai e irmã iriam querer. Se este plano correr como planeado para o próximo mês estaremos ricos. – Sorrio.

Jimin sorrio dando um gole no copo de vinho.

–Quem é o próximo?


–Alguém bom em Hacker, que controle as câmaras e a segurança. Conheces alguém?


–Nome?


– Suga. 


Jungkook franzio o cenho. 


–Suga? Que nome é esse? 


Jimin Rio. 


–Não te preocupes com ele, eu trato dele. Mais? 


–Haverá um grande evento na universidade, será por lá que entraremos no cofre mas esse evento o dono do cofre persistiu em ter um estilista que não seja muito conhecido. Precisamos arranjar um estilista que seria o nosso espião lá dentro. 


–Ideias? 


Jungkook pegou uma revista que mostrava um rapaz de cabelos vermelhos e olhos escuros e sorrio. 


–Devo ter uma ideia. 


[...]


Jungkook e Jimin estavam num desfile de modelos.


–Qual é o teu plano? – falou Jimin baixo para o Jungkook.


Jungkook sorrio e respondeu igualmente baixo.


–Este estilista já está quase sem carreira ninguém tem comprado os seus trabalhos. Fazemos o acreditar que adoramos as obras dele, ele fica feliz, falamos do dinheiro e.. Bam! Estilista!


Jungkook e Jimin aplaudem quando o desfile acaba e vão até aos camarins. Lá um jovem de cabelos vermelhos estava com cara triste e a comer um enorme pote de gelado.


–A minha carreira está arruinada!!


Jimin se aproxima dele e força uma tosse. Jungkook estava do lado dele.


–Senhor Jung Hoseok? –perguntou Jimin, rápido e frio. 


–Só Hoseok por favor – os olhou – quem são vocês?


Jungkook sorrio e estendeu a mão e Hoseok apertou a mão dele.


–Fans, grandes fans. O seu trabalho é incrível!!


–Agradeço, embora já ninguém o ache!!!


–Mas há uma forma do que achem – falou Jungkook sorrindo de lado.


Hoseok os olha feliz.


–A sério, como??


–Digamos que terá de fazer um fato para o dono do banco Gaala.


–Ele quer me contratar?


–Não mas quererá, mas deixe me explicar o plano até ao fim


[...]


Jungkook e Jimin saiem do desfile e entram num carro.


–Estilistas, Hacker, condutor. O que mais? Falta nos dois.


–Iremos precisar de alguém bom em identidades falsas e alguém com especialização em bombas.


Jimin liga o carro.


— Jin e Taehyung –começou a andar com o carro.


–Les te me os pensamentos. Temos equipa feita!


[...]


Uma semana depois...


Estavam os 7 reunidos numa sala em casa do Jimin, tinha algo projetado num quadro branco.


Todos estavam sentado menos Jungkook que estava de pé.


–Bem penso que conheça todos menos.. Suga não é?


–Sim sou eu!


–Suga é o teu nome verdadeiro?


Suga da de ombros.


–Da me um nome para eu te chamar sem ser Suga!


–Açúcar!


Jungkook revira os olhos e olha Jimin.


–Ei não venhas com essa cara! Ele nunca revela o seu verdadeiro nome.


Jungkook suspira.


–Bem está na hora de explicar o plano.


O cofre de Gaala. Cheio da maior segurança do país. O plano é o seguinte:


–O Hoseok será o nosso espião, durante uma semana serás os nossos ouvidos e os nossos olhos enquanto fazes lhe um termo. Mas tu não andarás sozinho, tu terás dois seguranças contigo sempre, eu e o Jimin. Todos teremos identidades falsas para andarmos pelos os corredores. Não nos conhecemos lá dentro. Enquanto o Hoseok estará a ouvir e perguntar detalhes sobre o cofre e do evento ao dono do cofre, Theo Gaala, eu e o Jimin vamos compreender a segurança do cofre e ganhar a confiança dos outros guardas.

No dia do evento, o dinheiro da compra dos bilhetes irá diretamente para o cofre, é ai que o Taehyung entra. Ele irá dentro de um carrinho de porte de dinheiro, nos o iremos levar para dentro cofre. Entretanto o Jimin apagará o nosso sinal de vida naquele cofre e evento.

Quando o Taehyung estiver dentro do cofre, Suga irá apagar a luz do prédio inteiro e desativa o sistema de segurança. Assim Tae assim poderá por as bombas silenciosas na porta do cofre sem ser notado, as bombas não explodiram, apenas abriram a porta delicadamente . E agora Jin entra em ação como técnico e eletricista. A luz volta mas o Jin fala para o Theo Gaala que mais vale garantir que não volte a acontecer e de que vai chamar uma equipa técnica pois os espaço é enorme para uma pessoa só . E então vamos até ao cofre que será aberto pelo o explosivos, metemos o dinheiro dentro das sacolas e o trocamos por dinheiro falso. Mais falso que o meu ex relacionamento. Enfim. Com isto com o dinheiro das sacolas o Suga vai ter connosco ao cofre, vestimos fatos de técnicos que o Hoseok irá fazer e saímos do prédio. Entramos numa carrinha que tem um o logótipo de técnicos da cidade, que o Namjoon conseguirá arranjar e conduzirá, metemos lá as sacolas com o dinheiro como se nada fosse, apenas coisas de técnicos. O Jin fala com o chefe do banco dizendo que quando a luz apagou que houve uma quebra na segurança um problema qual ele e sua a tua equipa de técnicos trataram mas o cofre foi aberto, ele irá confirmar se o dinheiro está lá. Quando vir que estiver o falso não terá nem tempo para ver se é verdadeiro pois está a meio de um evento, assim manda fechar o cofre e é como se nada tivesse acontecido. O Hoseok será o único que ficará até ao fim do evento, e depois virá ter connosco e o dinheiro será dividido por nós 7.


–Dúvidas?


Hoseok levanta a mão.


–Como é que fazemos 651 milhões de Wons em apenas uma semana.


–Eu tenho várias máquinas para isso, uma vez roubei um caminhão cheio não será um problema. – falou Namjoon. 


–E se eles perguntarem pelos os meus "Seguranças"? 


–Falas que lhe destes uma folga – falou Jungkook confiante. – temos o plano pronto então. Vamos o por em prática.. 


Continua... 




Notas Finais


Eu sei que não é bem o tipo de fanfic que vcs estão acostumado mas se gostaste diz para eu saber se ponho o ultimo capítulo ou não.
Espero que tenhas gostado!!
Se sim, e talvez, até ao próximo capítulo ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...