1. Spirit Fanfics >
  2. The Seven Princes - BTS >
  3. Uma Bagunça

História The Seven Princes - BTS - Capítulo 47


Escrita por: camillabrantt

Capítulo 47 - Uma Bagunça


Voltando no tempo brevemente, para recordar os últimos acontecimentos e se aprofundando um pouco mais no ocorrido:


Passando pelo rol de entrada do castelo que levava as escadarias para subir para o segundo andar, vi alguém prendendo uma das escolhidas na parede embaixo das escadas. Era inevitável me aproximar, já que tinha que passar por perto para subir. Logo deduzi que era uma das escolhidas pelo vestido de cetim longo que usava, me aproximei mais um pouco, e a moça que era beijada, rodou um dos príncipes e o colocou prensado na parede da mesma forma com que ela se encontrava antes, e o beijava intensamente. As mãos do rapaz eram inquietas, uma percorria pelas costas da moça sem parar e a outra a puxava para si. Pela forma que tudo ali estava sendo conduzido, ela parecia querer muito ele, pela atitude que ela deve naquele momento de prensa-lo na parede.

Me aproximei tentando não fazer barulho nenhum, não queria ser notada ou invadir a privacidade de alguém, tentava não olhar toda aquela agarração, mas quando estava tão perto para identificar quem era, minhas pernas amoleceram.

Estava ali, Yoongi e Camila, minha pernas moles não se mexiam, meu coração ficou acelerado, Camila não consegui me ver de costa e Yoongi de frente para mim com os olhos fechados não via nada, o jarro começou a ficar pesado que precisei da outra mão para ajudar a segura-lo, abaixei a cabeça e as lágrimas começaram a vir, quando olhei novamente os olhos de Yoongi se abriram e contratam os meus e ele a largou imediatamente e a afastou para longe de si.

Camila rapidamente se virou para mim e me deu um sorriso de canto com os lábios todos borrados com o batom cor de rosa que usava antes. Enquanto não conseguia me tirar dali, enquanto meus pés anda não se moviam, Camila se aproximou de Yoongi e se agarrou em seu braço, as mãos dela entorno dele me davam repulsa e uma vontade enorme de vomitar. Olhei em seus olhos mais uma vez... dava para ver o arrependimento em seu rosto, mais arrependimento nenhum faria eu apagar aquela cena de minha cabeça e o nojo que eu estava sentindo. 

Respirei fundo, segurei a jarra com uma das mãos e com a outra limpei as lágrimas em meu rosto, me virei e sai andando normalmente, segurando o grito e a vontade que estava de correr para bem longe dali. Subi as escadas e quando virei no corredor onde sabia que não poderiam mais me ver, eu corri com a jarra cheia de água que derramava toda em meus pés e no tapete de camurça vermelho no chão, que se estendia por todo o corredor dos quartos das selecionadas. 

Entrei no quarto, tranquei a porta e cai no choro em minha cama. O desespero cada vez ficava pior, e o soluço logo veio junto para piorar tudo. Abafei os gritos com o travesseiro em meu rosto, eu sentia um aperto no coração que nunca havia sentido na minha vida, parecia que tinha alguém com o meu coração nas mãos e o espremia fortemente me fazendo sofrer mais e mais. Minha cabeça doía e meus pensamentos estavam uma bagunça, tudo o que eu queria era ir embora para casa, onde ninguém nunca seria capaz de me machucado dessa forma, onde eu ficava livre desses jogos, do perigo de morrer e longe da pessoa que me causava dor.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...