História The Shadow of crow - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias High School DxD
Personagens Personagens Originais
Tags Junsui-kira, Karasu, Tsukasa
Visualizações 31
Palavras 1.115
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Harem, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Outra fanfic... eu to muito criativo esses dias.

Joãozinho:Você não faz idéia.

Capítulo 1 - O corvo que pousa sobre o demônio


Todo dia , eu me lembro daquele dia. Minha mãe avia acabado de morrer , eu talvez não tenha aguentado a pressão ou algo do tipo , simplesmente abri a janela de casa e comecei a voar pra longe. Eu não pensei no meu pai ou na minha irmãzinha ou em ninguém , eu simplesmente continuei voando e segui em frente.


- Eu não tenho um motivo pra ficar aqui mas não consigo voltar... - Tsukasa diz sentado na beirada de um prédio. 


Um guerreiro de verdade não teme a batalha mas por que eu continuo temendo es se sentimento de tristeza.


- Eu preciso fazer algo pra esquentar o sangue... - Tsukasa se levanta começando a se alongar. 


Tsukasa antes de voar , ele pega uma máscara de pássaro e a coloca.

  

- 3! 2! 1! Vamos nessa. - Tsukasa salta do prédio alcançando vôo rapidamente. 


Tsukasa continuou voando até que ele sentiu uma energia que chamou a atenção dele. Ele vôo até um parque aonde de longe , ele viu um anjo caído que avia atacando um jovem. 


- Obrigado deus por deixar aquele anjo cair. - Tsukasa vôo rápido pousando em cima do chafariz do parque. 


- Quem é você ? - A anjo caído disse. 


- Eu sou a justiça , eu sou a iluminação... Eu sou karasu. Diga seu nome perante a morte. - Tsukasa disse sacando sua espada e a apontando pra a anjo caído. 


- Meu nome é Raynare. Então você que tem matado os exorcistas ? - Raynare diz fazendo uma lança de luz. 


- Sim , eles me atacam então... eu retalho. - Tsukasa diz desviando de uma lança de luz.  


Outra lança veio em sua direção mas ela bateu em alguma que a fez explodir. 


- Como assi-. - Raynare se surpreende ao ver a katana de tsukasa atravessando seu peito. 


- A lua pálida surge para todas as almas negras perfuradas por minha espada , agora se junte a ela. - Tsukasa tira a espada do peito de Raynare. 


Raynare caiu no chão enquanto suas asas iam desaparecendo lentamente. 


- Derrotado por sua paixão... um péssimo fim pra um homem. - Tsukasa fechou os olhos do cara e seus olhos brilharam. 


Ele viu pequenos flashs desse cara envolto de muitas garotas. 


- Esse mano tem ou vai ter sorte...? Bem! Não é problema meu afinal. - Tsukasa voa para o céu. 


Salto de tempo. 


- Tsukasa-senpai , por que você está tão desligado. - Murayama diz.


- Murayama-chan , ele deve estar sonhando acordado de novo. - Katase diz. 


- Estou apenas... admirando a beleza do céu. - Tsukasa diz olhando para as nuvem no céu com um sorriso no rosto. 


As duas garotas ficaram encantadas com o amor de seu senpai pelos céus.


- Vamos logo antes que eu crie asas e saia voando hihihi. - Tsukasa diz começando a correr. 


- espere pela gente , senpai. - Katase diz correndo atrás dele. 


- Esperem por mim. - Murayama diz tentando os alcançar. 


Salto de tempo. 


Tsukasa soltou um bocejo que parecia mais um pássaro. Ele estava doido pra abrir suas asas e atravessar as nuvens mas seus pensamentos são interrompidos por um grito. 


- Vou lá ver. - Tsukasa vai na direção do grito. 


Quando ele chega lá , ele vê todo o clube de kendo cercando três garotos. Ele corre entrando na frente das garotas que já iam os atacar. 


- Senpai , saia daí! - Katase grita.


- O dever de um guerreiro é proteger seus compatriotas , não importa oque eles tenham feito a vocês , talvez possamos resolver isso sem violência. - Tsukasa diz com os braços cruzados.


- Eles estavam nós espiando no banheiro! - Murayama gritou.


O sangue de Tsukasa ferveu quando ele ouviu isso. Ele se virou lentamente para os três com uma cara de espanto.


- Eu sugiro que corram... - Tsukasa diz tremendo. 


Salto de tempo. 


- Espero que aqueles caras estejam bem... - Tsukasa diz passando a mão no cabelo. 


Uma lâmpada surgiu na cabeça de Tsukasa quando ele percebeu uma coisa.


- Um daqueles caras é o idiota que morreu ontem. - Ele teve que se segurar pra não gritar.


Tsukasa subiu o mais rápido possível quando começou a procurar ele.


- Eu definitivamente devia ter me lembra dele , eu vi ele morto. - Tsukasa diz então colocando sua roupa de combate. 


Assim que sua máscara surgiu em seu rosto , ele começou a voar até que sentiu a aura dele então vôo ate ele indo até o prédio abandonado da escola. 


- Eu coloquei a roupa atoa. - A roupa de tsukasa volta ao normal. 


Ele vai até o segundo andar e chuta a porta. 


- Onde está aquele zumbi. - Tsukasa diz.


- Bem vindo senhor Kusatsu. - Uma garota ruiva diz tomando chá. 


- Senhorita gremory , desculpe por invadir o seu clube mas tinha mais alguém aqui antes deu chegar ? - Tsukasa pergunta.


- Não , eu estou aqui até agora organizando algumas coisas. - Ela diz. 


A aura dela empesteava o lugar , Tsukasa conseguia sentir o calor infernal da aura de um demônio.


- Rias-chan , que tal fazermos uma brincadeira. Você me fala o seu segredo mais secreto e eu falo o meu. - Tsukasa diz se sentando no sofá. 


- Eu gosto de dormir pelada. - Ela diz ficando corada.


O cérebro de Tsukasa quase explodiu com essa resposta inesperada.


- Comparado ao meu isso não é tão vergonhoso... - Tsukasa diz.


- Então diga o seu. - Rias diz. 


- Eu fico excitado em olhar o céu . Toda vez que olho para ele sinto como se não existisse limites para mim. - Tsukasa diz apontando seu punho pra cima. 


- Mais no que isso lhe excita. - Rias pergunta. 


- O universo é cheio de coisas inexplicáveis como seus peitos que são naturalmente maiores que a media... - Tsukasa diz. 


Se o cérebro dele iria explodir agora foi pro espaço. 


- Que situação constrangedora... - Tsukasa diz corado. 


- Sim... - Rias responde também corada. 


Rias se levantou e sento-se do lado de Tsukasa.


- Qual é a da mudança repentina de lugar ? - Tsukasa diz ainda corada. 


- Eu apenas queria ficar mais perto de você durante a conversa. - Rias diz e a mão dela fica sobre a de Tsukasa. 


Antes que Tsukasa pudesse falar alguma coisa rias o beijo. O Beijo poderia estar sendo bom para Rias mas várias barreiras de segurança foram quebradas para Tsukasa. 


- Rias... Eu... Nós , não devíamos ter feito iss. - Rias o beija de novo. 


Depois desse Beijo , Tsukasa tinha mais que reclamar sobre a sua maldita sorte por vários fatos que veriam no futuro.


Fim.


Notas Finais


Sim... o título é uma analogia ao sexo... só pra deixar claro.

Joãozinho:O meu irmão pousou muito ontem deu pra ouvir até usando fone.

... a culpa é minha ? Não! Então se fode ai. Espero que tenham gostado até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...