História The sleeping Prince and The Chosen Wizard ( Vampiro X Bruxo) - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, HyunA, K.A.R.D
Tags Hyumin, Jikook, Namjin, Taeyoonseok, Vampiroxbruxo
Visualizações 153
Palavras 1.461
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Lemon, Magia, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oieeeeeeeeeee

apreciem a bela treta que esse cap tem a oferecer

sorry qualquer erro e boa leitura
*-*

Capítulo 18 - Décimo Oitavo Capítulo


Fanfic / Fanfiction The sleeping Prince and The Chosen Wizard ( Vampiro X Bruxo) - Capítulo 18 - Décimo Oitavo Capítulo

Décimo oitavo Capítulo

 

 

- Um... bebê? – Jungkook franziu o cenho. – Era para isso ter acontecido, Jimin?

- Não. – o rosado murmurou. – Vocês não me disseram que não havia ninguém mais poderoso do que uma bruxa aqui?

- Droga! – HyunA quis se xingar muitas e muitas vezes. – Eu não posso acreditar que esqueci desse pequeno detalhe.

- O que foi que você esqueceu, querida? - O bruxo respirou fundo para não proferir palavras de baixo calão.

- É difícil de explicar, eu vou ter que contar tudo do começo. – a loira resmungou.

- E o que vamos fazer com o bebê? – o vampiro indagou preocupado.

- Vamos para casa. – Jimin suspirou. – Ele não vai ficar aqui por muito tempo, quando a magia perder o efeito ele vai desaparecer. Enquanto isso essas duas...garotas vão me explicar direitinho a merda que elas esqueceram.

Os quatro saíram o orfanato em ruína e foram  até a mansão Park, não havia muitas pessoas no lugar então todos puderam ficar na sala sem problemas.

O Jeon segurava o garotinho no colo e brincava com ele animadamente.

- Jimin...Tem certeza de que ele tem que ir embora? Eu gostei tanto dele. – o moreno disse enquanto deixava beijinhos nos cabelos negros da criança.

- Jungkook, ele é um fantasma. Não pode ficar no mundo normal. – o rosado revirou os olhos.

 - Se ele é um fantasma então por que eu posso segurar e sentir ele? – o vampiro franziu o cenho.

- Ele é pirralho forte. – o bruxo sorriu. – Fantasmas que possuíam poderes fortes quando era vivos podem ser tocados quando são invocados por alguém.

O Jeon assentiu e sentou-se no sofá voltando a dar atenção ao bebê que se encontrava dormindo em seu peito.

- Vocês podem começar a explicar o que aconteceu. – Jimin gesticulou com as mãos.

- Bem, á alguns meses atrás Banshees estavam por aqui. – HyunA começou. – A minha amiga bruxa que trabalhava no orfanato me contou que uma delas estava grávida e iria dar a luz a qualquer momento, essa Banshee em especial estava fugindo, mas nunca disse a minha amiga o motivo de sua fuga. Quando a criança nasceu ela soube o porquê. Aquela Banshee deu a luz a um menino, e você sabe que bruxos mortem Vox não podem existir.

- Porque o poder deles é tão imensurável que pode causar destruir sua própria espécie. – o rosado murmurou incrédulo.

- O incêndio no orfanato foi obra de Banshees que sabiam do nascimento desse garoto, elas tinham que matá-lo de qualquer jeito, mas não podiam saber qual era o bebê porque a mãe o camuflou com feitiços. – a loira suspirou cansada. – Então elas resolveram não correr riscos e queimaram todos que viviam naquele lugar.

- Então quer dizer que esse bebê fofinho no meu colo pode causar a destruição das Banshees? – Jungkook arregalou os olhos.

- Sim, e assim que elas descobrirem que ele ainda está vivo elas virão atrás dele e o matarão novamente. – Jimin sentou-se próximo ao moreno.

- Isso não é o pior. – HyunA continuou. –Minha falecida amiga me disse que elas estavam com medo, alguém estava as ameaçando e com o nascimento do garoto as Banshees estão ainda mais agressivas. Ainda há um perigo maior do que elas, por isso eu queria entrar em contato com essa bruxa, para saber o que realmente estava acontecendo.

- Tudo isso vai se resolver amanhã. – o bruxo afirmou. – O feitiço vai se desfazer em algumas horas e então ele vai voltar para onde estava, não temos com o que nos preocupar.

- Mas ele é tão lindinho. – o vampiro disse fascinado pela criança.

- Lindinho, mas muito perigoso. – o Park sorriu ao aproximar-se dos dois.

- Assim como você. – Jungkook sussurrou olhando-o nos olhos.

 

 

***

 

 

- O que nós vamos fazer agora? – Yoongi indagou animado.

Os três estavam conversando na antiga construção após o pedido constrangedor do garoto de cabelos azuis.

- Hum, eu estou morrendo de fome. – Hoseok reclamou.

- Vamos até a minha casa então, lá deve ter alguma coisa comestível. – o bruxo deu de ombros.

- Ele está falando de outro tipo de fome, Yoonie. – Taehyung riu. – Desde que chegamos nós ainda não nos alimentamos devidamente.

- Ohh, é só vocês me chuparem então. – o Min disse fazendo os dois vampiros engasgarem com a própria saliva.

- Você ficou louco? Já é tão magrinho e branquinho que poderia morrer se um vampiro te mordesse. – o ruivo falou de forma séria.

- Aish, eu nem sou tão magrinho assim. – Yoongi revirou os olhos.  – Minha bunda é grande.

- Isso não muda nada. – o acastanhado riu. – Nós não podemos nos alimentar de você, Yoon.

- Por que? – o de cabelos azulados arqueou a sobrancelha.

- Porque você é nosso amigo. – Hoseok respondeu. – E nós não machucamos nossos amigos.

- Hum...Então como eu posso ajudar?

- Bem, não se preocupe com isso, sim? – Taehyung pigarreou desconfortável. – Nós damos um jeito nisso depois, agora nós dois vamos levar o senhor até a sua casa, já está ficando tarde.

- Mas vocês vão ficar comigo lá, não é? – Yoongi pediu com os olhinhos brilhando.

- Claro, mas só um pouco. – Hoseok disse. – Eu e o Tae temos... coisas a fazer.

- Ah não, você vão deixar  o amiguinho de vocês sozinho e entediado? – o bruxo bufou inconformado.

- Vem cá, você não tem pai e nem por acaso não? – o ruivo bufou.

- Ter eu tenho, mas meu pai está mais ocupado sofrendo pela morte do amante dele, não tem tempo para mim. Somin é outra que me abandonou e está de conversinha com uma inimiga minha por aí. – Yoongi deu de ombros. – Então eu passo a maior parte do tempo sozinho em casa, não tenho companhia a não ser a Holly.

- E o seu amiguinho bruxo? – o vampiro insistiu.

- Jimin também está ocupado demais com o amiguinho vampiro de vocês. – o de cabelos azuis revirou os olhos. – Vocês vão ficar comigo ou não?

- Vamos logo, resolvemos isso quando chegarmos lá. – o acastanhado falou puxando a mão do menor.

Os três saíram do lugar e caminharam despreocupadamente até a mansão Min.

Ouviram as mesmas reclamações de Yoongi por conta do longo percurso e os dois vampiros percebiam cada vez mais o quão encrencados estavam.

Encrencados por estarem fodidamente atraídos por aquele bruxinho.

 

 

 

***

 

 

 

- Eu ainda quero os livros que você me prometeu. – Jimin resmungou antes que as duas bruxas fossem embora.

- Tudo bem. – HyunA suspirou. – Aquela velharia não me interessa mesmo, eu trago amanhã quando a criança já estiver no além, de onde ela nunca devia ter saído. Ela vai voltar para lá mesmo, não é?

- Claro que sim, eu conheço bem os meus feitiços. – o rosado garantiu. – Antes que o sol nasça ele já não estará mais entre nós.

- Então nós já vamos indo. – Somin disse. – Já está tarde e o Yoongi deve estar desconfiando da minha demora.

A loira assentiu e seguiu a ruiva com o cenho franzido.

O percurso até a mansão Min fora silencioso e Somin parecia não querer olhar nem falar consigo.Quando chegaram á mansão a expressão da menor era ainda mais vaga.

- Você está estranha. – HyunA disse desconfortável.

- Não estou não. – a Min desviou o olhar.

- Está sim, o que foi que aconteceu? – a mais velha indagou.

- Não é nada de mais. – Somin revirou os olhos.

A loira bufou e se colocou em frente a ruiva.

- Fala logo o que você tem! Eu ‘to ficando preocupada.

- Eu... Se eu fizer o que eu quero nesse exato momento você provavelmente vai me odiar. – a mais nova continuou a andar.

- Qual é? Nós somos amigas e você sabe que pode falar o que quiser comigo. – HyunA se pôs em sua frente novamente.

- Bem, foi você quem pediu. – Somin disse antes de aproximar-se ainda mais e puxá-la para mais perto.

A loira engoliu o seco ao sentir os lábios macios da ruiva entrarem em contato com os seus.

Fechou os olhos e apertou a cintura alheia com força, permitindo que a língua doce e habilidosa da Min dominasse a sua.

Retribuiu o beijo a altura enquanto sentia o corpo da ruiva colar-se ainda mais ao seu.

Somin mordeu seu lábio inferior antes de pausar o ato para respirar.

O olhos de HyunA brilhavam em excitação e antes que a ruiva pudesse falar alguma coisa, a loira voltou a beijá-la com ainda mais intensidade.

- MAS QUE PORRA É ESSA SOMIN? – Yoongi indagou com uma expressão de repulsa em seu rosto.

- E-eu posso explicar. – a ruiva disse com as bochechas tão rubras quanto o cabelo de um dos vampiros que acompanhava seu irmão.

- É bom mesmo ter uma boa explicação para estar aos beijos com essa vadia.


Notas Finais


khkhkhkhkkh
ai como eu adoro um barraco



até o próximo
byeeeeeeeeeeeeeeeeee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...