História The Sound of our Hearts - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Justin, Music, Trixie
Visualizações 39
Palavras 1.623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


hey! como eu disse que faria, cá está o capítulo 4.

ATENÇÃO: antes de ler esse capítulo, baixem a música ALL THE MATTERS, do nosso querido Justin Bieber. LINK NAS NOTAS FINAIS!!!

baixou? ok, agr vamos ao capítulo.

boa leitura:)

Capítulo 4 - What is a king's bed without a queen?


Acordei ao ouvir o despertador tocar, demorei alguns minutos para realmente acordar, mas quando o celular começou a tocar de novo, peguei o mesmo debaixo de meu travesseiro e desliguei o despertador.

Vi o horário. Eram 07:25 e eu precisava me apressar, até por que entro no trabalho as oito e meia da manhã.

Me levantei da minha cama, indo diretamente até o banheiro. Escovei os dentes, fiz um coque em meu cabelo e logo depois tomei um banho rápido. Quando terminei, sai do banheiro e corri até meu closet, tirando de lá uma calça jeans clara, uma blusa curta branca, e um sobretudo preto.

Vesti minhas roupas e calcei um tênis também preto. Fui até minha penteadeira, soltei meus cabelos e os penteei, deixando natural. No rosto, passei base, pó, blush e gloss. Coloquei minhas argolas pratas e estava pronta.

— Beatrice, venha tomar café logo, já estamos ficando atrasados! — Ouvi a voz do meu pai vindo do andar de baixo.

Antes de sair do quarto, peguei minha bolsa, colocando lá meus pertences. Sai do mesmo, desci as escadas e fui até a sala de jantar, encontrando meu pai tomando seu café da manhã.

— Bom dia, papai. — Me sentei numa cadeira, ao lado do meu pai. Vi minha governanta em pé, ao lado do meu pai. — Bom dia, Constance.

— Bom dia, menina. — Constance respondeu.

— Bom dia. Dormiu bem? — Meu pai perguntou.

— Uhum, e você? — Perguntei, enquanto enchia uma xícara com café, logo tomando um gole.

— Dormi também. — Papai respondeu. Sorri para ele.

Peguei um pedaço de bolo, começando a comer.

Ouço o som abafado do meu celular, vindo da bolsa. Peguei o mesmo, vendo que era uma mensagem de Zoe.

Zoe sz: Trixie, será que pode me buscar hoje? 

Zoe sz: O carro do meu pai deu problema.

Após ler, a respondi:

Posso, esteja pronta às 08:20.

Voltei a comer, e ao terminar, me levantei da cadeira, pegando minha bolsa.

— Já vou indo. Vou buscar Zoe. — Informei meu pai, que assentiu.

— Se for atrasar, me avise. E não se esqueça que você hoje fica comigo no estúdio. — Papai diz, comigo concordando com a cabeça.

Passei pela minha governanta, e depois de me despedir, sai de casa, indo até o estacionamento.

Andei até meu carro, abri a porta do motorista e entrei. Liguei o mesmo e dei partida, seguindo para a casa de Zoe.

Ao chegar, buzinei três vezes, vendo a japa sair de sua casa, andando até o carro e entrando no mesmo.

— Bom dia. — Zoe me cumprimentou.

— E aí. — A cumprimentei.

Graças a Deus, Zoe não costuma falar muito quando está de manhã, ela apenas esticou o braço e ligou o som do carro.

Segui a caminho da gravadora, sem dizer nada, apenas cantarolando baixo a música que tocava. Olhei para o lado e vi que Zoe tinha os olhos fechados. Ri fraco com isso.

Logo, chegamos, descemos do carro, indo até a cafeteria da empresa e pedimos dois cafés, um para ela e outro para meu pai, como sempre.

— Te vejo no almoço? — Zoe resmungou, comigo assentindo.

Minha amiga seguiu o seu caminho e eu fui em direção até minha mesa, cumprimentando alguns funcionários.

Coloquei minha bolsa no canto da minha mesa, tirei meu celular de lá e meu tablet também. Arrumei algumas coisas, e logo fui até a sala do meu pai. Bati na porta e ele liberou minha entrada.

Entrei na sala, vendo-o sozinho, mexendo em seu notebook. Andei até a sua mesa e me sentei em uma das poltronas.

— Seu café. — Lhe estendi o copo de sopor.

— Obrigado. — Ele disse. 

— Então, o que temos para hoje? —Perguntei, com meu tablet no colo.

Ele deu um gole no café e logo respondeu:

— Hoje iremos ficar na gravação das músicas do JB. — Deu outro gole. — Quero Zoe te substituindo hoje, avise ela.

— Beleza. — Respondi. Desbloqueei o tablet, entro no bate-papo e envio uma mensagem, enquanto meu pai voltou a mexer no notebook.

Meu pai te quer no meu lugar hj.

Minutos depois, sua resposta chegou.

Zoe sz: Por que? 

A respondi: 

Vou ficar no estúdio hoje. Ele quer que eu o ajude na gravação do CD do Bieber.

Provavelmente ela surtaria, mas ok.

Zoe sz: O QUE? Não acredito! 

Zoe sz: Talvez ele se lembre de ti! Isso é tão empolgante! ^^

Decidi ignorar as duas últimas mensagens, e respondo:

Daqui a pouco te envio suas tarefas de hj.

Minutos após isso, ouvimos três toques na porta do escritório. Me levantei da poltrona, ficando ao lado do meu pai, que estava sentado em sua cadeira enorme. 

Meu pai arrumou a postura e disse:

— Pode entrar. 

Quem abriu a porta foi Scooter, entrou na sala, e atrás dele estava Justin Bieber. Por milésimos de segundos, o vi olhando para mim, mas logo desviei meu olhar para qualquer canto da sala.

— Bom dia, Gustav. — Scooter cumprimentou meu pai. 

— E aí. — Foi a vez de Justin cumprimentar meu pai, que os saudou de volta.

Scooter olhou para mim.

— Te vi ontem, mas seu pai não nos apresentou. — Começou a dizer. Ele estendeu sua mão para mim. — Sou Scooter Braun, é um prazer. Você é...?

— Beatrice, é um prazer conhecê-lo. —Apertei sua mão. 

— Ela estará conosco no estúdio agora. —Meu pai anunciou. Scooter assentiu.

Olhei para Justin, ele estava apenas observando nossa conversa, franzi o cenho.

Garoto mau-educado. 

— Ok, vamos? — Papai diz.

— Claro. — Braun respondeu. 

Saímos do escritório e andamos em direção ao elevador. Entramos e meu pai apertou o botão que nos levaria para o último andar.

Nem preciso dizer que o clima ficou tenso, enquanto meu pai e Scooter conversavam, Justin Bieber e eu ficamos em silêncio.

A diferença é que esse garoto não parou de mexer no celular.

O elevador apitou, anunciando que já estávamos no nosso destino. Saí na frente, parando na porta do estúdio e abri, me mostrando minha parte favorita da empresa.

Era comum, como todos os estúdios, havia uma cabine onde estava instrumentos e microfones, era onde ficavam os cantores e músicos. E também tinha o lado de controle, com algumas cadeiras, a mesa de som e um frigobar.

— Vamos começar. — Meu pai disse e se sentou na sua poltrona. — Justin, já está com as letras aí? 

— Sim. — Ele respondeu, se sentando ao lado meu pai. — Está no meu celular.

— Essa semana iremos passar todas as canções, e nas próximas semanas, vamos gravá-las e produzi-las. — Papai disse. — Justin, pegue o violão, vamos passar a primeira música.

— Beleza. - Bieber diz. 

Peguei uma cadeira e a coloquei do lado esquerdo de meu pai. Justin estava no direito.

Bieber se levantou, andou até a porta da cabine de gravação, abriu ela e entrou lá. Foi até a parte que estava os instrumentos e pegou um violão preto.

Ao voltar para a sala, sentou na cadeira e arrumou o violão no colo, começou a dedilhar sobre as cordas. E então, começou a cantar:

— Oh oh, just as sure as the stars in the sky. I need you to show me the light. Not just for the meanwhile, For a long long time. Better believe it... — Foquei meus olhos nele, mesmo que quisesse desviar, eu simplesmente não conseguia. 

Porra, a voz dele parecia como a de um anjo.

Oh-oh, tão certo como as estrelas no céu

Eu preciso de você para me mostrar a luz

Não só por agora

Por um longo tempo

Pode acreditar.

— Oh oh, whenever you're not in my presence. It feels like I'm missing my blessings, yeah. So I sleep through the daylight, Stay awake all night. ‘Til you're back again, oh, yeah, yeah... — Voltou a cantar, e eu ainda tinha os olhos retos a ele.

Uh-oh, quando você não está na minha presença

Parece que estou perdendo minhas bênçãos, sim

Então eu durmo ao longo do dia

Fico acordado à noite toda

Até você voltar, sim, sim...

Ele tocava e cantava concentrado, e sua voz saia perfeitamente. Era... Como se fosse a cena mais linda que já vi.

Ah, qual é, Beatrice? 

— You think I'm biased. To my significant other. You hit it right on the head. Only been missing my lover. Got a whole lotta texts on my phone and I don't reply, The next eight bars tell you why...

Você acha que eu sou obcecado

Pela pessoa que importa pra mim

Você coloca isso na cabeça

Só estou sentindo falta do meu amor

Tem um monte de mensagens no meu telefone e eu não respondo

Os próximos oito compassos vão te dizer o porquê...

Caralho, eu estava extasiada, simplesmente... Não conseguia desviar meus olhos dele, não conseguia não dar atenção ao seu timbre, sua voz...

Ele trocou de acorde, olhou para mim e voltou a cantar:

— You're all that matters to me, yeah, yeah. Ain't worried about nobody else, If it ain't you, I ain't myself. You make me complete. You're all that matters to me, yeah, yeah... 

Você é tudo que importa para mim, sim, sim

Não me preocupo com mais ninguém

Se não for você, eu não sou eu mesmo

Você me faz completo

Você é tudo que importa para mim, sim, sim... 

— What's a king bed without a queen. There ain't no "I" in team. To make me complete... — Ele ainda olhava para mim, e eu sentia meu corpo esquentar a cada palavra, cada acorde... — You're all that matters to me. Yeah, yeah, yeah, yeah... You're all that matters to me. Yeah, yeah, yeah, yeah... You're all that matters to me.

O que é uma cama de rei sem uma rainha

Não existe "eu" no time

Para me fazer completo

Você é tudo o que importa pra mim

Sim, sim, sim sim

Você é tudo que importa para mim

Sim, sim, sim, sim

Você é tudo que importa para mim.

 

 

 

 

 


Notas Finais


link da música: https://youtu.be/haTdG2_ghQY

e aí está o capítulo. gostaram?

gnt, to me arrumando pro rolê ent não vou falar muita coisa.

COMENTEM, FAVORITEM E COMPARTILHEM COM OS MIGXS!

caso queiram falar comigo: https://twitter.com/gcwbsarah/status/1166726347378561029?s=12

xoxo. GCWB.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...