História The Stalker! (jjk x pjm) Jikook - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangatan, Bangtan Boys (BTS), Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Yaoi
Visualizações 36
Palavras 1.197
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


"Eu estou ficando louco, estou ficando exausto
Penso em você sem parar
Eu odeio tudo, odeio tudo cada dia."

"Olha, sou paciente com todos menos com você
Agora não posso viver um dia sem você, por favor"

Hold Me Tight ♫

Capítulo 8 - Hold Me Tight


Fanfic / Fanfiction The Stalker! (jjk x pjm) Jikook - Capítulo 8 - Hold Me Tight

-Olá, eu vim o mais rápido que pude. Desculpe por antes, dentro do consultório meu limite é ser um médico, mas agora estou aqui como amigo do Jungkook.

-Sem problemas, eu fui um pouco sem noção, mas ultimamente eu ando perdendo a cabeça.- Suspiro em derrota.

 E assim eu explico a situação  para Jin e ele tenta me inteirar de todos os detalhes que eu não sei, como por exemplo que não posso entrar em contato com o irmão dele porque ele não sabe o que se passa com Jungkook, porque Jungkook sempre tentou o deixar de fora de toda a confusão e o proteger de seu pai.

-Mas Jimin, a situação vai bem mais longe do que isso só que não pode ser eu a te contar. Isso acaba me levando de volta aos meus deveres e com o termo de privacidade não posso entrar em detalhes.- Ele diz 

-Então o que devemos fazer? o celular dele está desligado e não podemos alarmar o irmão dele. Você sabe onde ele mora?- Pergunto

-Na verdade estou em choque com a situação, pois Jungkook havia me dito que deixou a casa do pai anos atrás e o endereço que possuo é da avó dele, claro que sei que ele ainda mantinha contato com o pai. Mas,não desta forma.- Ele responde pensativamente 

-Jimin, vou mandar uma mensagem para o Yoongi de forma casual perguntando se Jungkook passou por lá hoje porque estava tentando marcar algo com ele.

Tento repassar todas as novas informações em loop em minha cabeça, enquanto esperamos que Yoongi entre em contato conosco a resposta não demora a vir.

-Ele disse que Jungkook não aparece lá faz uma semana e que ele também tentou ligar para ele nos últimos dias.- Jin não deixar de encarar o celular

  Estamos encurralados, ficamos sentados em silêncio pelo que parecem horas até que escuto alguém abrindo a por e a voz de Jungkook me atinge.

  Nesse momento sinto como se meu coração pudesse parar.

-Yoongi, eu já disse que está tudo bem e não eu não me envolvi em nenhuma briga. Sim, eu sei que não tenho aparecido mas estive ocupado e sim ainda estou na casa de Jimin- A voz dele parece irritada.

-Sim, vou mandar mensagem para o Jin não se preocupe. - Assim que ele chega na sala de estar e nos vê sentados ele fica em silêncio.

-Ok, Yoongi falo com você depois.- E desliga o telefone.

Ele nos encara por um momento e morde a parte interna da bochecha. Reparo que seu rosto está inchado e apesar de mais discreto do que da outra vez, sim ele está machucado novamente. Mas a obra de uma boa maquiagem deixa quase imperceptível. 

-Posso saber o que está acontecendo aqui?- Ele fala quase em um sussurro.

Sou o primeiro a falar me levantando e indo até ele.

-Isso é o que eu quero saber, você desaparece por dias e não dá sequer um sinal de vida. Você não foi a escola, seu celular está desligado e apesar de estar sempre desaparecendo não vai na casa do seu irmão a uma semana e nem Jin sabia do seu paradeiro, então se tem alguém aqui a se explicar é você - Digo sem fôlego e o fuzilo com os olhos.

-Jimin,  acho que neste momento você se esqueceu do seu lugar, eu não te devo nada. Nós não somos absolutamente nada. Nada,  entendeu? - Ele diz em um tom absurdamente baixo e controlado sinto um arrepio subir pela minha coluna e fico sem reação.

-Mas já que parece tão interessado em minha vida eu estava na casa de um amigo. - Ele  diz.

-Você não tem amigos, os únicos que têm moram nessa casa. Oh, desculpe o único já que aparentemente não sou nada para você. -Rebato com amargura.

Ele me lança um sorriso de dar medo. -Ok, não era um amigo. Quer que eu te conte exatamente o que eu estava fazendo com meu "amigo"? -Seu olhar não transmite nada além de raiva.

-Além do mais, eu repito quem você acha que é para entrar em contato com meu irmão e trazer meu terapeuta para a sua bagunça? - Ele conclui.

Me sinto um idiota, um completo tolo por ter me importado com ele.

Nesse momento tudo que eu gostaria era de poder dar um tapa na cara dele, mas nunca me atreveria a usar violência com ele e mesmo com tudo que me disse eu jamais gostaria de causar dor a ele.

-Tudo bem Jungkook, faça como quiser. Na próxima vez não vou me importar mais.- Digo e me retiro para meu escritório.

 Nesse momento a cena que se desenrola na sala é outra, Jin que esteve em silêncio durante toda a discussão esteve analisando Jungkook. 

  Jungkook é um de seus pacientes mais antigos e complicados, ele tem tantas camadas que sempre foi difícil para Seokjin se aproximar o bastante, mas ainda assim Jungkook nunca esteve mais óbvio através de suas mentiras como agora. 

-Jungkook, para quem  você está mentindo?- Seokjin pergunta por fim.

  Jungkook o olha de canto de olho e se senta no sofá, as palmas de suas mão estão marcadas onde ele esteve cravando suas unhas durante sua discussão.

 -Onde você quer chegar Jin, não estou muita paciência hoje.

-Vou ser direto então, Jimin pode ter acredito na sua mentira e você acredita nas suas palavras? Porque ao meu ver você só o quis atingir e o machucar na esperança de o afastar e devo dizer você teve sucesso.- Jin dá uma pausa e continua

-Mas e qual foi o seu sucesso, porque claramente  você não está feliz e parece ter se ferido tanto quanto o feriu. 

Jungkook não o responde, ele não fazia ideia de como proceder nesse momento. Estava ainda mais irritado por Jin estar ali naquele momento, não conhecia ninguém tão bom quando Seokjin em ler as pessoas e os pegar na mentira.

Com a falta de  resposta Jin prosseguiu.

-Sabe Jungkook, você deve achar que estava tendo sucesso em construir o seu castelo de mentiras e devo admitir que até certo ponto sim você teve sucesso, mas você sempre manteve todas as suas conexões separadas e assim era o único jeito. Mas no momento que você deixou Jimin entrar no seu coração, no momento que ele entrou e se importou com você,  você perdeu.

-Jimin será aquele que vai trazer o caos a sua vida e vai derrubar o seu castelo de mentiras ele pode não ter percebido, mas hoje ele uniu tudo e não há mais volta e eu não vou deixar isso em vão.- Jin conclui se levantando e parando em frente a Jungkook passando a mão em sua cabeça.

-Bom até mais, espero que fique bem. Sei que no momento você provavelmente se sente em pedaços. Amanhã você tem consulta, estarei lá para o ajudar a se levantar novamente.- E assim Seokjin se foi deixando um Jungkook perdido em pensamentos.

Sim Seokjin, Jungkook já sabia. Talvez, já tinha consciência a algum tempo.

A sua última decisão, quando abriu mão de sua obsessão seu único pensamento havia sido.

Eu perdi. 

 

 


Notas Finais


A Partir deste capítulo eu vou começar a dar nome para eles, não sei porque não fiz isso antes.

Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...