1. Spirit Fanfics >
  2. The Stars Chouse You (Vkook - Taekook). >
  3. Parte 47 - FORTY SEVEN.

História The Stars Chouse You (Vkook - Taekook). - Capítulo 50


Escrita por:


Notas do Autor


💜🤗°•~~▪

Capítulo 50 - Parte 47 - FORTY SEVEN.


Fanfic / Fanfiction The Stars Chouse You (Vkook - Taekook). - Capítulo 50 - Parte 47 - FORTY SEVEN.


Minutos antes...


O dia estava radiante e ir a praia sem ao menos da um mergulho não fazia sentido, então fez. E depois de um mergulho rápido e refrescante, pegou seus chinelos e sentou na areia encarando a imensidão da água, até que viu o se aproximar de alguém que não imaginava ver por um bom tempo.


JM: Momo...- elevou o olhar para a garota que parou em sua frente.


MM: Jimin, podemos conversar, é algo bem rápido.


Franziu em confusão, levantando e seguindo ao lado da garota.


JM: Você não devia está bem longe daqui, o que aconteceu.


MM: Desse jeito fica até difícil conversar...- olhava para o corpo de Jimin que vestia apenas uma short fino...- uma pena ter dono.


JM: Sem graça...- riu envergonhado...- responde minha pergunta.


MM: Meus planos deram errados, conseguiram me encontrar e tive que voltar para aquele inferno, e o pior, eles estão atrás de você gatinho, por isso minha conversa aqui é breve.


JM: Sei, você é boa em fugas, mais pra onde você vai, você sabe que pode...


MM: Jimin, não dar, eles vão me encontrar de qualquer maneira, e sabem que eu viria até você.


JM: Como assim, eu não entendi...


MM: Antes de fugir daquele lugar, eles me marcaram, um rastreador que não pode ser removido. Jimin, eu nunca vou conseguir me esconder, eles sempre vão me achar, não importa quantas vezes eu fuja, e eu não quero isso pra você, entendeu...- parou em frente de um carro vermelho...- eu tenho que ir.


JM: Não, você enlouqueceu, vamos dar um jeito, eu não vou te deixar sozinha depois de tudo, tem que ter uma saída.


MM: Não é escolha sua Jiminnie, eu não quero que você termine como eu, apenas tenha cuidado. Agora tenho que ir, eles podem aparecer e....


JM: QUE SE DANE...- gritou assustando Momo, que sentiu seus braços serem apertados...- sei o que pensa em fazer, eu não vou deixar esta me ouvido, eu não...


JK: JIMIN... o que pensa que está fazendo...- chegou presenciando os dois olhares nervosos.


Virou o olhar nos dois que estavam próximos junto ao nervosismo que se instalou em se, soltou os braços da garota que estava com a face entristecida e nervosa, e ainda pelo encarar julgativo do moreno.


JM: Jungkook, estava ouvindo a minha conversa.


JK: N-não, só não entendi porque estava tratando ela...


JM: Não achou que eu iria bater nela, achou! Fala sério né Jungkook...- pegou as chaves do carro da mão de Momo.


JK: Onde você vai desse jeito...- cruzou os braços ainda olhando para garota que parecia confusa.


JM: Ah...- percebeu que ainda estava de chinelos e short...- é coisa rápida, leva minhas coisas Junggukie...- abriu a porta do carro e entrou.


 Momo ainda hesitava, se perguntava o que Jimin estava tramando, talvez se tivesse ligado teria sido diferente, com os olhos de Jungkook ainda cravados em se, entrou no carro. Jungkook apenas via o carro fazendo a volta e logo ir embora.


TH: Aí tem coisa, só espero que ele não machuque o Min, porque se não...


JK: Não era você que queria tentar amizade...- virou para Taehyung que deviou o olhar...- eu tenho certeza que o Jimin jamais faria isso, principalmente com o Yoongi.


TH: Hmm, acho bom mesmo. Vamos, tenho uma surpresinha pra você mais tarde.


Retornando de volta para areia, para perto dos outros que riam alto enquanto Hosoek era enterrado e gritava para ser retirado. Namjoon deu uma vaga olhada para todos os lados sem conseguir ver Seokjin, pegou o celular do bolso e ligou, mais o celular do namorado acabou tocando ao seu lado. Levantou de cima da toalha e saiu a procura indo na direção do calçadão, verificando por alguns segundos e nada, apenas algumas pessoas que passavam, já se vendo preocupado, Seokjin não é de sumir assim do nada sem avisar. Voltando a estaca zero. Assim que viu Sana, perguntou se o viu em algum lugar, e pelo que a garanta, Seokjin tinha ido paras as grandes pedras, um pouco distante dali.

Não estava com bons pressentimentos e isso não o ajudava, olhou a hora em seu pulso vendo que já passava das onze, apressou os passos logo chamando por Jin subindo na pedreira olhando os arredores. Realmente estava ficando preocupado, seu olhar foram de encontro a algo que reluzia entre as pedras, agachou e pegou uma correntinha de braço com um solzinho, estava quebranda, não era de Seokjin então talvez seja de algum banhista, foi o que deduziu. Outra vez voltando a estaca zero. Desceu do lugar íngreme e foi encontrar os outros que já devia está se reunindo.

Namjoon arrumou suas coisas e de Seokjin, dando outra olhando em várias direções soltando um suspiro alto, vendo todos reunidos perto dos carros.


NJ: Alguém viu o Seokjin, já vasculhei a praia toda e não o vi...- colocou as coisas no carro.


SN: Você foi na pedreira, a última vez que vi ele foi para aquela direção.


NJ: Fui e não encontrei nada, apenas essa correntinha quebrada...- mostrou a cor dourada para os amigos.


HS: Isso aí é do Jackson...- pegou a correntinha verificando e olhando em volta...- é, é dele sim, ele também não está aqui.


YJ: Tem certeza que é do Jackson, porque tudo isso é muito estranho, os dois se odeiam e agora somem do nada.


HS: Claro que tenho, foi eu mesmo que dei de presente.


LS: Tae, Não tem como você procurar eles, como fez quando o Jungkook e o Jimin ficaram presos na ilha.


TH: Não, é difícil dizer já que não faço ideia de onde estejam, só conseguir sentir a presença de Jungkook porque estava no mesmo ambiente, já tentaram ligar.


NJ: Ele deixou o celular, ele nunca sumiu assim, principalmente sem me dizer nada.


JK: Acho melhor irmos pra casa e bolar alguma coisa, vai ajudar mais.


HS: Jungkook tem razão, e rápido porque parece que vai chover...- apontou para imensidão azul.


Terminaram de guardar suas coisas e logo saíram. Ao fim daquele mar, um temporal levantava, as nuvens em tons azuis escuro que trazia rajadas de vento e trovões, e parecia ser uma das grandes. No caminho, Namjoon ainda seguia com perguntas sem respostas divagadas em sua cabeça, " como assim Jackson também sumiu", estariam juntos", como estariam juntos se não se dão bem?", não poderia pensar em besteiras, Seok jamais o trairia ou faria algo parecido. Relaxou e focou apenas em dirigir e chegar logo.


Na cidade, Jimin acabava de estacionar o carro em uma rua calma e sem movimento, tinha pensado em algo e agora torcia para que desse certo, pelo menos não custava tentar. Saiu do carro e foi em direção a porta tocando a campanhia.


JM: Oi Jin,  eu preciso falar com o Baek urgentemente...- deixou um pouquinho de preocupação transparecer.


JG: Sinto muito Jimin, mais ele esta com o Yoongi, e não vão terminar o que estão fazendo agora...- seu olhar bateu bem na entrada vendo uma garota perto do carro...- algum problema, e que corpinho é esse...- focou no abdômen descoberto recebendo uma encarada mortal.


JM: Na verdade, estou sim, e acho que você pode me ajudar, no caso, ela.


Jinyoug não entendeu o que o loiro quis dizer, mais logo Jimin chamou a garota e falou sobre o problema, Jinyoug apenas analisava e pensava, algo que deixava os dois no sofá agoniados esperando alguma fala positiva.


JG: Vocês humanos inventam cada coisa... mais eu consigo tirar, mas, isso vai doer, e não é pouco.


MM: Como assim, o que você quis dizer com vocês humanos, Jimin...- encarou o amigo que apenas sorriu.


JM: Nada de mais, mais então, vamos fazer, ela não opina, quando começamos...- levantou do sofá sendo seguido pelos olhos confusos de sua amiga.


MM: Como assim eu não opino Jimin, tá doido, ele disse que vai doer, você não ouviu não.


JM: Você prefere a dor ou....


MM: Tá tá , e-eu aceito, mais, bom, como você vai fazer isso, não vai machucar tanto, não é...- medo! Seus olhos transparência puro medo.


JG: Tenho meus dons. Vamos para o quarto, tem dois seres concentrados na casa. 


Os três seguiram para o andar de cima. Entraram no quarto e Jinyoug puxou uma cadeira dando entender que era para Momo ficar ali, mandou a mesma retirar a blusa e prender o cabelo, Jimin apenas agachou e segurou a mão da amiga lhe passando energias positivas e com um aceno que tudo ficaria bem.

No quintal, Baekhyug e Yoongi se concentravam em seu treinamento, ou pelo menos tentava, o vento frio da chuva que se aproximava não ajudava, e logo foi interrompido por Baek dizendo que tinha visitas na casa e como fim de treino, deu o dever de Yoongi descobrir quem seria a presença na casa.


YG: Jimin, o Jimin está aqui, porque o Jimin está aqui, quer dizer, quando ele voltou.


BK: Perguntas demais, vamos logo, temos que voltar daqui alguns minutos se esse temporal passar... na verdade, estamos encerrados, vai chover.


Notícia melhor do que essa Yoongi não esperava, agora iria ficar com Jimin e marca algo pra fazer, estava com saudade, principalmente daqueles lábios carnudos sabor morango. Caminhou ao lado de Baek, entraram na casa, chegaram a sala e não viram ninguém, estava vazia. Subiram para o andar de cima e Baek bateu na porta do quarto de Jinyoug. 


BK: Jinyoug, o que você esta fazendo, o Jimin esta aí com você...- colou o ouvido na porta assim como Yoongi.


JG: Ah, não estou fazendo nada, e... o Jimin esta sim.


YG: O que os dois estão fazendo aí trancados, posso saber...- bateu na porta com força. Logo ouvi a tranca da porta e a mesma abrir.


JG: O que os dois querem...- pergunta sem deixar os dois entrarem no quarto...- só estou ajudando o Jimin com algo. Coisa que não é da conta de vocês.


YG: Que grosseiro, só achamos estranho os dois aí trancados, eu tô de olho em...- Yoongi para ao ver Jimin passar por Jinyoug...- mais o que é isso, que roupa é essa Jimin.


JM: Eu estou bem, e sentir sua falta Jimin, obrigada por perguntar. E o que tem minha roupa, eu estava na praia com o pessoal e surgiu um imprevisto.


YG: Tá. Mais era tão importante que não deu de vestir uma camisa.


JG: Aí, não se preocupar não viu, minha atenção e para outra... agora dão o fora daqui, vou curtir a chuva sozinho...- fechou a porta e logo a tranca.


BK: Eu vou para meu quarto e tomar um banho, não tô afim de ficar aqui vendo isso...- andou até virar o corredor.


JM: Então, você estava com ciúmes de mim com o Jin, você não existe não é...- sorriu travesso.


YG: Você é meu Jimin, ninguém ousaria tirar você de mim...- puxou Jimin pela cintura deixando um chupão nos lábios carnudos...- eu estava com saudades.


JM: Não acho adequado ficar me agarrando no corredor, porque não aproveitamos a chuva juntos...- abraçou Min pelo pescoço deixando seus rostos bem próximos.


YG: Isso é bastante tentador, mas, que tal mudar essa roupa e vermos alguma coisa.


JM: Nossa, você quem manda querido...


Na Mansão, todos já tinham comunicado o sumiço de Seokjin e Jackson, não tinham pista alguma de onde os dois poderiam esta, e com as primeiras gostas de chuva caindo lá fora não iriam ajudar, não tinham nem por onde começar essa busca. Namjoon estava sem saber o que fazer, pois não tinha realmente nada em mente, só queria saber se seu namorado estava bem onde quer que esteja.

Os planos que Taehyung tinham haviam sido adiados, tanto pela chuva quanto pelo desaparecimento dos amigos, mesmo que o assunto seja de importância, tinha algo bem mais para resolverem. No momento estava sentindo o corpo quente de Jungkook no seu, ouvindo o som da chuva, apenas ali, quietinhos sentindo a respiração um do outro.


Algumas horas antes da chuva... na ilha.


Seokjin havia caído com tudo na água, e Jackson seguiu logo atrás procurando o mesmo que afundava completamente desacordado. Voltando a superfície com Seokjin, nadando de imediato para a praia, temia pelo pior e o estado do seu corpo parecia não se importar, e logo conseguiu pisar no chão de areia, pegou Seokjin no braços caminhando com pressa, mais logo uma dor imensa o corroeu, havia cortado o pé em alguma pedra e estava sagrando. Descartou a dor e deitou Seokjin na areia, fez pressão com as mãos contra o peito do mesmo tentando reanima-lo. Não adiantava, teria que fazer, soltou o ar dos pulmões e fez, colou seus lábios ao de Seok fazendo a tal respiração boca a boca. Um alivio ressurgiu quando viu os olhos a sua frente se abrirem e cuspir toda água engolida fora em desespero.


JN: E-eu tô morto...- encarou Jackson...- eu... eu estou no inferno...- sua voz saia baixa em sei deixar o contato com o da sua frente. 


JC: Não, você não esta morto...- levantou ajudando o seok fazer o mesmo.


JN: Aí meu Deus...- olhou em volta se recordando dos minutos atrás...- você me trouxe pra cá, você me deixou cair e quase eu morri,  e aquela coisa...- se desesperou tentando encontrar algum vestígio...- aquela coisa vive aqui, oh meu Deus, vamos morrer aqui. É sua culpa, tudo é culpa sua.


JC: Hey fica calmo aí, vamos...- foi interrompido por um soco que o fez desequilibrar e cair devido o pé machucado...- ficou maluco.


JN: Isso não é o bastante, você precisa de uma lição seu pindinte, se não tivesse feito aquela brincadeirinha sem graça, estaríamos em casa, seu idiota...- andava de um lado pro outro impaciente e encarando Jackson com raiva.


JC: Vá a merda princesinha de Roma...- levantou sentindo a dor do machucado, tinha que cuidar daquilo urgente. Abriu suas asas e vôou alto mais logo topando em algo que não conseguiu ver, que o fez voltar com tudo para areia da praia.


JN: Seu imbecil, estamos presos nessa droga, esta feliz jacksinho...- bufou virando de costas começando a caminhar para longe.


JC: A onde pensa que vai...- tentava levantar com um pouco de dificuldade...- filho de uma puta.


Jackson começou a caminhar deixando um pequeno rastro de sangue, o corte foi feio e tinha que fazer alguma coisa para aquilo parar, olhou para trás e via Seokjin um pouco distante, imaginava que aquilo não iria durar, tinha percebido o jeito amedrontado do outro e sabia que não iria demorar ouvir gritos e sorrir da situação. Parou perto de um coqueiro e sentou ali se encostando no mesmo, retirou a camisa e a rasgou em seguida, retirou uma tira tentando limpar o sangue do pé que ainda escorria e depois amarrou com intenção de parar o sangramento.

Mesmo com aquele pouquinho de medo que sentia lá no fundo em temer a criatura que havia visto mais cedo, Seokjin tentava usar o que aprendeu no acampamento, e se apressou ao ver as nuvem se formando, aquilo não era bom, principalmente pra quem estava em uma ilha. Seu principal foco era lenha, e procurou o bastante e logo começou a tentar construir um tento que aguentasse pelo menos a metade da chuva.

Os ventos fortes sopravam as chamas de sua fogueira, e o frio se fazia cada vez mais presente, o céu já estava quase por completo em nuvens, e agora terminava o seu teto, estava completamente orgulhoso de se mesmo, jamais imaginaria que conseguiria fazer tal coisa. Não sabia que horas poderia ser mais imaginava ser pouco mais de uma hora. Sentou sobre as folhas que colocou forrando o chao ouvindo as ondas se chocarem com as pedras e a ventania nas folhas, torcia muito para aquele abrigo não desabasse em sua cabeça. Algo lhe veio a cabeça, ou por assim dizer, alguém, Jackson, pensava se teria sido grosso demais com o mesmo. Saiu o abrigo olhando ao longe e não conseguiu ver se quer o rastro, certo, não se importava, mais daria a desculpa de querer o importunar, então começou a andar com todo aquele vento procurando a sombra de sua raiva.

Já decidindo voltar com o aparecer das gotas de sereno, avistou o indivíduo ao pé do coqueiro em uma situação nada confortável.


JN: Não acredito, nem um abrigo você teve a coragem de fazer seu preguiçoso...- exclamou vendo o olhar de raiva em sua direção.


JC: Me deixa em paz seu merda, não tô afim de brincadeiras, então sai daqui inferno...- fechou os olhos novamente se encostando na palmeira.


JN: Que calamidade meu pai, você vai passar a chuva toda aqui, vai ficar doente com essa birra...- continuou ali parado, e logo percebeu o pé enfaixado, percebendo o do porque esta sem camisa.


JC: Mais que droga cara, qual a diferença de ficar doente ou não, eu não me importa com essa merda...- continuou de olhos fechados mais sabendo que Seok ainda estava ali.


JN: E o seu pé, parece bem machucado, olha...- se aproximou agora tendo atenção..- eu gostaria de matar você, você estragou os meus dias desde que chegou e não abro mão de uma chance como esta, mais séria covardia já que esta nesse estado.


JC: Gostei das suas palavras, são bem acolhedoras em uma hora como esta, quer um obrigado por essa declaração sincera.


JN: Não, mais acho melhor irmos, a chuva já vai engrossar...- se inclinou para ajudar Jackson a levantar.


JC: O que pensa que esta fazendo em...AAiiiaiiii.


JN: Vou te dar um teto por essa noite, só pra não dizer que sou uma pessoa má, agora para de frescurinha.


JC: Maldito seja...- reclamou começando a  andar com  ajuda de Seokjin, a chuva parecia engrossar a cada segundo.


Chegaram no abrigo ensopados pela forte água, Seokjin reforçou a fogueira para se aquecerem, o frio estava insuportável e tudo que Seokjin imaginava era se Namjoon estava a sua procura, queria sair daquele lugar e correr para os braços quentinhos de seu namorado. Com uma olhada de relance, Seokjin viu Jackson tirando a bermuda que vestia com cuidado.


JN: O que esta fazendo, meu abrigo não é cabaré não...- reclamou sendo ignorado.


JC: Tá frio, a roupa tá molhada, o que você quer que eu faça, que fique que nem você aí, parecendo um pinto molhado...- se deitou ouvindo o grande barulho de trovão.


JN: Esse indigente, é assim que me agradece...- retirou a camisa começando a trorcer...- ora essa, pinto molhado é isso que você chama de pau isso sim.


JC: De novo não, deixar eu ficar sossegado, essa chuva não vai parar tão cedo...- virou de lado ficando de costas para Seokjin.


JN: Folgado do caralho...- colocou mais gravetos na fogueira e deitou se certificando da distância do outro.




Notas Finais


🤪🎧💤....
Desculpem os erros...💬💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...