1. Spirit Fanfics >
  2. The story told by a demon >
  3. Passo 1: Juntar Taehyung e Namjoon

História The story told by a demon - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu tive essa inspiração do nada e agora tô postando. Depois do segundo Cap vou fazer cronograma de postagem.

História narrada por Jackson, sim, ele vai fazer povs dos meninos, mas será com apenas as informações que ele sabe. Bem-vindos a esse mundo, boa leitura.

Capítulo 1 - Passo 1: Juntar Taehyung e Namjoon


Oi, amigos, sou Jackson Wang, um demônio, serei eu à contar essa história. Não sei bem quando foi o ano que ela aconteceu, sei que desde novo fui treinado para juntar esses 7 meninos que na época eram desconhecidos, eu serei seu guia na cidade sem vida em que moro, Seul, capital da Coreia do Sul, conhece? Se está lendo isso claro que sim. No seu universo esses meninos são os BTS, mas no meu mundo não é bem assim; no seu mundo eles são humanos, no meu são seres sobrenaturais, como vocês mesmo dizem. Vamos começar com meu melhor amigo, Namjoon, nos conhecemos na escola até seus pais descobrirem uma doença psicológica, eu em especial não ligo, mas para os pais de Namjoon ele era um doido por ser mais de um em apenas um corpo, claro que isso tem que ser tratado, mas não vem ao caso.

 

—Namjoon? O que faz aqui em casa? Não estava naquele lugar fedido? – perguntei em dúvida, se ele estava em um manicômio até minutos atrás por quê ele estava na porta da minha casa?

—Depois te explico, deixa-me entrar? – abro espaço para o moreno entrar, assim que o faz fecho a porta e o sigo até a sala.

—Bem, eu consegui fugir por conta do Jeongmal, foi fácil sair quando os guardas estavam distraídos – revirei os olhos e ri, tinha uma ideia do que o lado brincalhão do moreno tinha feito 

—Céus, Hyung, tenha cuidado, se te pegarem não vai ser tão fácil lá

—Relaxa, cara, eles não vão me pegar – passamos a tarde toda conversando e chegando a noite fui dar uma volta na cidade, acabei por ver um outro garoto que estava nos planos de Lúcifer, Taehyung. 

 

Me esbarrei no rapaz mais alto que me olhou meio assustado, se desculpou e no momento pude ter absoluta certeza de que era ele. É um garoto bonito, mas vou contar melhor dele mais tarde, em outro capítulo. Voltei para a casa e vi Namjoon dormindo no sofá, ri sem motivo aparente e em um estalar de dedos o rapaz foi para o quarto de hóspedes, esse é o bom de ter poderes. Segui rumo ao meu quarto e me deitei na cama, fiquei pensando como iria achar os outros meninos, Namjoon estava no quarto de hóspedes de minha casa e Taehyung trabalhava em uma clínica mais perto do que imaginava, mas mesmo assim longe o suficiente para não se ver todo dia. Na manhã seguinte fui acordado por um Namjoon conversando sozinho? Não, tem duas vozes, quem tu trouxe para a minha casa, Namjoon? Com esse pensamento vou para a sala, nada, caminhei até a cozinha, nada novamente.

 

—Namjoon, não me assusta assim! Quem é esse? – pergunto assustado quando fui ao meu jardim e vi um menino com Namjoon

—Calma, Jackson, esse é... – foi interrompido pelo menino que logo descobri ser estrangeiro, um parente de Namjoon

 —Prazer, meu nome é Mark Tuan – sorri achando fofo o sotaque americano, ele retribuiu com um sorriso bonito.

 

Juntar Taehyung e Namjoon. Depois conquistar o moreninho, será que vamos conseguir? Façam suas apostas agora.

 

—Jack? – vejo os dedos de Namjoon estralarem na frente dos meus olhos para me acordar para o mundo, sinto uma dorzinha no ouvido.

—Vou preparar algo para comer, me esperem – entro na cozinha e atendo o chamado de meu chefe.

—Ainda nada, Wang? Você tem apenas dois anos aí na terra. – a voz grave de Lee Félix, ou Lúcifer, foi ouvido em minha mente.

 

Respondo-o falando: Ainda tenho tempo, mas não tenho tanto tempo assim, são sete garotos criados por pessoas diferentes, em ambientes diferentes, vai ser difícil de lidar com eles, com seus traumas e suas tristezas. Não posso decepcionar meu chefe para não correr o risco de ser expulso do inferno, nasci e cresci lá ao lado de meus pais, quero continuar lá ao lado de quem ame, mas na hora eu não sabia que meu amor seria alguém impossível de conquistar já que se ele morresse iria para o céu. Namjoon fazia magia branca e negra, já Mark apenas magia branca.

Fiz uma comida de fácil preparo e peguei uma garrafa de coca com três copos, rumei ao jardim e coloquei a garrafa com os copos no chão, voltei para a cozinha, peguei três pratos, três hashis, aproveitei para colocar a comida em um pote e voltei ao jardim com tudo. Comemos e nos divertimos no jardim de casa.

 

—Eu estou procurando emprego, sabe onde procuram um psicólogo? – logo me lembrei de Taehyung, acho que vai dar tudo certo em apenas um mês.

—Tem uma clínica na rua de cima, tente lá 

—Vou tentar, me desejem sorte – sorriu e acabei sorrindo junto.


Notas Finais


Namjoon tem transtorno de dupla personalidade.
Namjoon e Mark são primos, magos.
Félix mandou Jackson para juntar os meninos e assim se aproximar do nosso personagem que vai representar Deus, mas o Wang também aproveitou para se aproximar do Tuan.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...