História The Submissa ( Imagine Park Jimin ) - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Bts, Romance, Violencia
Visualizações 598
Palavras 1.206
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ❤

Capítulo 22 - Traição?


Fanfic / Fanfiction The Submissa ( Imagine Park Jimin ) - Capítulo 22 - Traição?



- Nunca mais fique longe de mim - abracei Jimin assim que ele entrou em casa 


- Prometo, meu amor - me deu um beijo 


- Vocês são muito grudentos - brincou Hoseok e depois abraçou o amigo 


- Também senti saudades e você - brincou ele 


- Agora vem, quero um momento com você - segurou minha mão e saiu me puxando em direção ao nosso quarto 


Entramos em nosso quarto, e ele foi logo me agarrando atacando meus lábios e chutando a porta com o pé. Me colocou com cuidado na cama e ficou por cima de mim cheirando meu pescoço.  


- Senti falta do seu cheiro, dos seus beijos, da sua pele de como reage aos meus toques, de tudo em você - disse enquanto levantada meu vestido 


- Só passamos um dia longe - sorri quando ele puxou meu vestido pra cima me deixando apenas de calcinha 


- Foi uma eternidade pra mim - sorriu e esfregou sua ereção na minha intimidade 


- Ah - gemi com seu toque e ele sorriu - Vamos tirar isso então - abri os botões de sua camisa 


- Amo quando você faz isso - sorriu e tirou a camisa rápido 


Me sentei na cama fficando em frente ao seu corpo, comecei a dar beijinhos no seu abdômen e ele suspirava com meus lábios molhados, quando levantei os beijos mais um pouco percebi um chupão perto de seu peitoral e me levantei na hora. 


- Por isso que está com tanta vontade de mim - apontei para a marca - Esta arrependido do que fez na china, Park Jimin? - o olhei com raiva e saiu pisando dura em direção ao banheiro 


- Você entendeu errado, não é como você está pensando, não foi culpa minha, Jisoo qu...- O interrompi 


- Você ainda tem coragem de me dizer o nome da vadia com quem você transou? - pausei - Canalha - lhe acertei um tapa no rosto 


Entrei no banheiro e me tranquei, e ouvi ele bater forte na porta e chamar pelo meu nome. Eu me sentei em cima da privada e comecei a chorar abraçada em meus joelhos enquanto ainda estava apenas de calcinha. 


- Ele traiu nós, filho - me referi ao bebê na minha barriga - Ele foi tão fraco e canalha - me levantei e comecei a quebrar as coisas do banheiro 


Me senti tão fraca, e comecei a suar frio. Me apoiei na pia e só senti o baque com o chão e tudo ficou escuro. 



(...)



Acordei em um quarto todo branco e deduzi está no hospital, olhei pro lado e avistei Hoseok sentado de cabeça baixa. Assim que peecebeu que eu estava acordada veio rapidamente perto e mim. 


- Que susto você nos deu, princesa - disse ele aliviado 


- O que aconteceu? - perguntei sonolenta 


- Jimin Me gritou e disse que você estava trancada no banheiro e não falava nada, arrombados a porta do banheiro e lhe encontramos caída no chão desacordada - me senti com vergonha de saber que ele me viu semi nua 


- Esta tudo bem com meu bebê? - Foi a única coisa que eu quis saber 


- Sim, você perdeu um pouco de sangue, mas o médico disse que é normal no seu caso - suspirei aliviada - Jimin não está aqui, porque me disse que sabia que você não iria querer ver ele ao acordar - sorriu e eu sabia que ele já sabia da nossa briga 


- Quero que o Jimin se foda junto com a cachorra que ele comeu na china - me alterei 


- Você devia ouvir ele - disse por um fio - Não foi porque ele quis - me olhou 


-Que se foda ele, assim que eles saí daqui eu vou embora com meu filho pra bem longe dele - disse confiante 


- Vai embora mesmo (s/n) ? - ouvi a voz rouca que me fez arrepiar toda - Responda? - disse grosso 


- Não te interessa nada sobre minha vida, a vida é minha o filho é meu, e eu vou pra bem longe de você, seu galinha - disse totalmente irritada 


- Princesa, se acalme - pediu Hoseok - Jimin, por favor, saía - pediu ao amigo 


- Escutei bem, escute o que vou dizer, você é  MINHA e não vai a lugar nenhum, se não quer me ouvir agora tudo bem, mas outra hora vai ouvir o que tenho a dizer - disse furioso e saiu do quarto batendo a porta com força 



(...)



- Sério, se Taehyung não tivesse viajado teria ido pra casa dele - disse a Hoseok assim que me deitou na cama 


- Você iria era antecipar a passagem do Tae para o inferno - gargalhou ele 


- Saía Hoseok, preciso ficar atento sós com minha mulher - disse Jimin autoritário 


- Jimin, cuidado com suas palavras, sabe muito bem que ela não pode se estressante ou outro coisa - disse ao passar ele amigo e saiu 


- Pequena - disse se aproximando de mim e eu me virei pro outro lado para não lhe olhar - Eu errei em ter deixado a garota fazer isso comigo, mas...eu tinha bebido com uns amigos da empresa, e ela veio ao meu encontro e começou a se esfregar em mim, lhe empurrava toda hora, até que resolvi dar logo o que aquela vadia queria pra me deixar em paz, lhe levei pro banheiro e fiz ela me chupar como uma qualquer, foi então que rola deixou essa marca em mim, mas eu juro que não transei com ela.... Apenas dei o que ela queria, que era pagar um boquete ela me mim - suspirou - Foi apenas isso, não é pra tanto - me virou para lhe olhar - Não chore por isso, eu não gosto de lhe ver chorando - acariciou minha bochecha 


- Não toque em mim, saia daqui - me virei de volta 


- PORRA (s/n), foi apenas um boquete e não significou nada pra mim, não precisa desse ciúmes todo - o ouvi sorrir e me levantei ficando na sua frente 


- Certo então, assim que Tae voltar, irei pedir pra ele me chupar, também não vai significar nada pra mim - sorri o provando e seus olhos ficaram vermelhos de raiva 


- Antes dele tocar um dedo em você, ele será um homem morto - me jogou na cama e lambeu meu pescoço e eu gemi - Ele iria fazer você gemer assim, huh? - meteu a mão dentro da minha calcinha e começou a esfregar meu clitóris e eu dei um gritinho - Ele conseguiria lhe deixar tão molhada rápida assim? - sorriu vitorioso e tirou sua mão - Apenas eu, ouça bem, apenas eu consigo fazer molhada a calcinha apenas com meu olhar - sorriu vitorioso e se levantou 


- Não sei, nunca transei com ele pra saber, mas tenho certeza que ele deve ser selvagem na cama - mordi meu lábio provando 


- Então farei você gritar meu nome , pois essas suas provocações é apenas pedindo pra levar pau de mim a noite toda, agora aguente, meu amor - veio pra cima de mim de novo a atacou meus lábios com urgência 



Continua...


Notas Finais


Hot fica pro próximo cap
Que ousadia do Jimin deixar outra pagar um quete nele
E (s/n) provando em Kkkkk

Essa Tava pediu pra levar pau do Jimin 😂😂😂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...