História The Summer with Linkin Park - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Linkin Park
Personagens Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, Mike Shinoda, Rob Bourdon
Visualizações 6
Palavras 982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction The Summer with Linkin Park - Capítulo 5 - Capítulo 5

Tentava abrir meus olhos com a claridade batendo no meu rosto. Não suportava a luz junto a pancada forte que vinha na minha cabeça. Ressaca. Realmente eu não tinha costume de beber e eu tinha passado dos limites. Tomei um banho rápido pra ver se melhorava a sensação e desci para comer alguma coisa. Já era mais de meio dia e Bia já estava na cozinha com seus óculos de sol. Júlia estava dormindo ainda, com certeza a mais dorminhoca de nós. 

-Bom dia, como está sua cabeça Bia? 

-Latejando, Nani acabou de me dar analgésicos…

-Acho que também preciso de uns.

-Tome aqui senhorita Isabela, vai ajudar um pouco - Nani e Susi estavam a todo vapor realizando as tarefas da casa.

-Obrigada Nani - eu mal conseguia abrir os olhos ainda.

-Caraaaa, que ressaca da porra. - escutei uma voz das escadas, e finalmente a bela adormecida descia parecendo que um trator tinha passado por cima dela!!!

-Bom tarde Juli. 

-Boa tarde? Dormi tanto assim? - Julia sentou toda torta na cadeira econstando a cabeça na mesa. Nani já percebendo a situação, deixou alguns analgésicos pra ela também - obrigada Nani, você é demais. Que dor de cabeça, meu Deus.

-Boooaaaaa tardeeee garotaaaaas - John entra pela cozinha animado.

-Nossa John, porquê você está gritando? Meu Deus...

-Nossa, garota você está horrível. A noite foi boa eim?! Espero que Brad esteja melhor do que vocês.

-Hahaha Brad é um fofo, cuidou da gente e nos trouxe sãs e salvas. Ele com certeza está ótimo. 

-É Bia, realmente não tem como ficar pior do que vocês hahahaha… mas e aí preparadas para hoje? Com certeza hoje vocês irão conhecer todos da banda.

-Sério John? Meu Deus, mal posso esperar - Bia respondia com entusiasmo.

-Claro Bia. Hoje a noite a banda vai se apresentar em uma casa de shows aqui de L.A. Vocês poderão vê-los num local privilegiado e depois poderão conhecê-los pessoalmente. Então, seguinte: tirem o restante do dia para se recuperarem dessa ressaca horrorosa de vocês. Pegaremos vocês às 7 PM, ok? Por favor, não se atrasem.

-Ok John. - Respondemos em uníssono.

Após o coquetel de analgésicos, muita hidratação e algumas vitaminas feitas dela Susi, eu me sentia melhor. Coloquei um biquíni e me sentei na cadeira ao lado da piscina para aproveitar o dia. Bia e Julia faziam o mesmo. Relembramos o dia anterior com entusiasmo e como éramos sortudas em estarmos ali. A tarde passou rapidamente e fomos nos arrumar. Escolhi uma camiseta do Linkin Park preta com apenas o símbolo da banda na frente. Coloquei uma saia preta curta de botões e meu bom e velho ALL star de cano médio. Fiz uns cachos despojados no cabelo, uma maquiagem leve porém caprichada e estava pronta aguardando John e Claire.

Entramos no carro a caminho do show. Chegando lá, estava lotaaaado, filas e filas de pessoas até a entrada. Lembrei de mim mesma no lugar deles, aguardando ansiosamente o show da minha banda favorita. Ri com aquilo e agradeço aos céus por estar ali com pessoas tão incríveis. John nós levou até o local que iríamos ver o show. A visão era privilegiada e tínham vários seguranças próximos. John e Claire não ficaram com a gente naquele momento pois estavam muito ocupados trabalhando.

Minutos se passaram e estávamos atentas a tudo a nossa volta. Estava uma loucura. O lugar era lindo e muito grande, cercado de fãs loucos e apaixonados, assim como nós três. Sabíamos que iríamos vê-los hoje, só não em qual momento seria, o que aumentou ainda mais a nossa ansiedade.

As luzes começaram a escurecer, e o show começou com Fallout levando a galera a loucura. Mike Shinoda entra animando o público, e foi aí que faltou tudo: o ar, o chão, o equilíbrio, o corpo, a vida, o mundo… eu sabia que ele era lindo e incrível, mas não imaginava o quanto. Pessoalmente é difícil descrever o que aquele homem realmente é. Eu mal conseguia prestar atenção no resto, apenas nele. 

As meninas gritavam e pulavam do meu lado e quase me esmagavam ou jogavam no chão de tanto que pulavam. Em outro momento eu já tinha xingado até a mãe delas, mas meus olhos e a minha atenção estavam fixados em uma só pessoa. Foi aí que a minha consciência me trouxe de volta à terra e eu pude ver o que realmente estava acontecendo. A minha banda favorita estava ali, na minha frente e eu ainda não tinha conseguido processar tudo. Chester estava impecável como sempre, Brad com seus megafones e seu estilo único, Phoenix concentrado no baixo, Joe se divertindo com seus equipamentos e Rob arrebentando na bateria. O Mike? Ahh, ele estava INCRÍVEL!!! 

Mais uma música… Um introdução que eu conhecia bem. Papercut. Ahhhh…. A minha favorita da vida. Desde os 9 anos ouvindo esse clássico e hoje eu podia curtir junto com eles plenamente. Foi minha vez de parecer uma maluca pulando, gritando, cantando e fazendo tudo ao mesmo tempo. 'The Sun goes downnnnn' Mike veio até mim me olhando nos olhos fazendo aquele dueto com Chester que eu amava. Putaquepariu. A banda interagia com a gente, mas nenhum deles tinha chego assim tão perto. Senti Mike me analisando por um tempo mesmo de longe até o término da música. Sem dúvida, a melhor versão de Papercut da minha vida.

O show foi incrível. A galera foi a loucura com Bleet it out que fechou o set. Depois da memorável despedida do público, eles se foram. Alguns minutos se passaram e John veio até nós para nos levarmos aos bastidores para finalmente conhecê-los. Pra variar, eu estava super distraída com todo aquele movimento e ainda tentando recuperar as forças nas pernas, estava realmente difícil de andar. Encontramos com inúmeras pessoas no caminho o que dificultava muito a nossa passagem e foi aí que eu me perdi do bando. 


Notas Finais


E agora eim? O que vai acontecer? Não percam o próximo capítulo. Bjooos 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...