História The Sunset Strip - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Guns N' Roses, Mötley Crüe
Personagens Axl Rose, Duff Mckagan, Izzy Stradlin, Nikki Sixx, Slash, Steven Adler
Tags Axl Rose, Duff Mckagan, Guns N' Roses, Izzy Stradlin, Motley Crue, Nikki Sixx, Rock, Slash, Steven Adler
Visualizações 21
Palavras 841
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - Insegnante


Fanfic / Fanfiction The Sunset Strip - Capítulo 31 - Insegnante

> Eme 

Está chovendo.  

Caindo um temporal. Pelo menos, é isso que me parece quando vejo a Sunset Strip quase vazia devido à chuva.

- Eu estou muito feliz de vocês estarem aqui.

Úrsula me abraça e depois abraça Michelle enquanto a gente olha a chuva da varanda do seu apartamento.

Hoje é um dia muito especial para ela...

Faz 3 semanas que Úrsula conheceu um Italiano de nome Alfredo em um evento de moda e desde então os dois não se desgrudam.

Ela nos advertiu que quer que nos comportemos na frente dele e isso me deixou bem desconfiada. Porque não nos comportaríamos?

Somos uns amores.

Depois de algum tempo a companhia toca e Úrsula começa pular na cozinha:

- Oh, é ele. É ELE! (Minha amiga diz enquanto confere seu vestido e passa a mão nos cabelos)

Michelle me lança um olhar divertido enquanto Úrsula desce para abrir a grade para o homem.

Úrsula nunca foi de namorar... estou curiosa.

Seu único namorado no Brasil foi o Danilo: Um babaca que vivia na academia e gostava de exibir sua namorada bonita por aí.

O homem entrou primeiro na sala e quando vi seu sorriso sorri automaticamente para ele.

Ele é moreno e tem um dos maiores sorrisos que já conheci.

Impossível não reparar nos seus dentes brancos e brilhantes e no seu cabelo liso e negro, que está úmido devido à chuva.

Ele é bonito.

Usa uma echarpe verde e um vestido vermelho xadrez. Seus dedos estão cheios de anéis e suas orelhas tomadas por pequenas argolinhas de aço.

Alfredo é artista plástico e seu visual exótico combina muito com sua profissão.

Ele se aproxima de mim e sorri ainda mais estendendo a mão:

- Ciao, piacere di conoscerti.

Vejo Michelle ao meu lado prender uma risada.

Abri a boca, mas não emiti nenhum som.

- Am... (Olhei para Úrsula em pé atrás do rapaz) – Oi, eu acho.

Revirando os olhos minha amiga se aproximou da gente:

- Alfredo ainda está aprendendo a língua. (Úrsula sorri tocando seu braço num gesto de apoio)

- Sono sicuro che tra qualche mese parlerò molto bene la tua lingua. (O homem agora estende a mão para Michelle que aperta meio sem jeito) - Úrsula è una grande insegnante! (Alfredo finalizou)

Para quem não fala nada da nossa língua ele até que fala bastante.

- Sim, Úrsula insegnante mesmo! (Repeti)

Michelle finalmente sorriu, tapando a boca com a mão logo em seguida.

- Meninas... (Repreendeu Úrsula, quando passou por nós indo na direção da sala)

Vai ser uma longa conversa.

Úrsula empurrou o convidado para sentar-se na sala, e notei que o cômodo parecia ter reduzido de tamanho quando ele entrou.

- Ele deve ter o que... uns dois metros? (Michelle sussurrou no meu ouvido)

Balancei a cabeça positivamente enquanto pensava no significado de insegnante.

Os olhos de Alfredo sentado no sofá estavam fixos em minha amiga loira.

Finalmente vi alguém olhar para ela assim.

Úrsula não é fácil de acompanhar ou entender, mas acredito que as pessoas com as personalidades mais difíceis são as mais encantadoras de se conhecer.

- Eu vou pegar os drinks e petiscos Alfredo, tenho certeza que você vai adorar! (Michelle se inclinou para a frente, com ar confidencial, como se falando assim Alfredo fosse entender suas palavras.) – Eu fiz os drinks e Úrsula os petiscos!

Ele sorriu.

Úrsula deu um aceno de aprovação para a Michelle que piscou para ela, animada.

In-seg-nan-te

Será assim?

- - * - -

Apartamento de Axl e Eme - NO OUTRO DIA

- Coloque o telefone na viva voz Eme! (Axl falava entusiasmado do outro lado da linha)

Novamente como ele me obriga quase todo dia ele vai começar falar com o feto.

- Axl ele não vai responder nem mexer. Ainda nem fiz três meses!

- Não vejo por que ele te responderia já que você o chama de feto.

Silêncio.

É eu falei em voz alta sem querer.

- Todas suas ideias de nomes são péssimas baby. (Provoquei)

Do outro lado da linha ouvi Axl rindo pela minha óbvia intenção de tirar o foco da minha culpa.

- Johnny? (Ele tentou)

- Juvenil demais.

- Eduard?

- Imperial demais.

- Emery?

- Assassino demais.

Axl bufou do outro lado.

- Ora, ora, Sr. Rose Um homem com a sua inteligência pode fazer melhor do que isso.

- Que tal Elric, então?

- Não serve.

- Por que não? (Retrucou meu ruivo, de forma impertinente) - Eu gosto do nome Elric!

- Elric. (Rolei o nome em minha língua)

- Vá doçura... (Eu já sabia ao que ele se referia)

Então aproximei minha mão da barriga e esperei enquanto com a ligação na viva voz Axl chamava:

- Elric?

Nada.

- Elric?!

Nada.

Comecei dar uma risadinha vitoriosa.

- Talvez não seja um menino. (Falei rolando os olhos e esticado ainda mais minhas pernas sobre cama)

Axl riu e rosnou ao mesmo tempo.

- É um menino amor. (E eu fechei os olhos apreciando suas palavras)

 

-- * --

 


Notas Finais


Oi lidxs;
Me falem sugestões de nomes para menino e menina!
Pode mandar mais de um.

Capítulo levinho pra gente respirar. :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...