1. Spirit Fanfics >
  2. The Surrender - Zayn Malik >
  3. A admiração

História The Surrender - Zayn Malik - Capítulo 19


Escrita por: 1dwriters

Notas do Autor


Voltei!
Espero que gostem e aguardo a opinião de vocês <3

Capítulo 19 - A admiração


Fanfic / Fanfiction The Surrender - Zayn Malik - Capítulo 19 - A admiração

- Queria ter dormido contigo também, mas fiquei com medo do Ashton aparecer do nada e não podemos... - tentei dizer enquanto as mãos dele grudavam em minha cintura, tentando se aproximar do meu rosto, desviei quando percebi que ele vinha em minha direção - Não podemos nos beijar em público – terminei e ele apenas respirou fundo. 

- Não gostei disso não - disse em um tom mimado e gargalhei, puxando-o para o elevador em direção ao andar da nossa sala - Um beijinho só, estamos sozinhos no elevador - ele sorriu de forma vitoriosa e ri me aproximando do garoto para beijá-lo, ao ouvir o barulho do elevador, nos afastamos, senti o braço de Zayn me puxar assim que saímos do elevador - Vamos matar aula. 

- Não - eu disse rindo e ele fez um bico enquanto eu o puxava a contragosto para entrarmos na sala de aula. 

... 

No outro dia, 

POV´S ON ZAYN, 

Eu já sabia que eu estava viciado no beijo da Alissa quando ocorreu a primeira vez na escadaria até os dormitórios femininos, mas não pensei que eu estava tão obcecado como me vejo agora. Não sei o que era aquilo, mas eu a olhava sem ao menos perceber por quanto tempo que eu fazia, quando não estava com ela o que eu mais queria era chegar logo ao lado dela. Eu não conseguia parar de pensar nessa garota mesmo quando estava ao seu lado. Não sei o que de tão intenso é isso, mas ao mesmo tempo que me sinto bem em sentir, me sinto péssimo também. Não sabia como controlar tudo aquilo. 

- O que vamos fazer agora? - Alissa perguntou ao sairmos da sala de aula. 

- Está livre hoje? A Laura não vai aparecer que nem ontem para te roubar de mim? - questionei entrelaçando os meus braços em sua cintura e ela riu negando. 

Ontem eu e a Alissa estávamos extremamente empolgados, especialmente por termos passado tanto tempo juntos sentados em uma sala de aula sem poder dar um beijo se quer, havíamos planejado fazer alguma coisa, ficar embaixo de alguma árvore atrás dos prédios, apenas passando o tempo, conversando e nos beijando, mas a Laura ligou antes para a Alissa, ela e o Harry acabaram brigando, resultado: a Laura sequestrou a Alissa pelo o resto do dia, então hoje queria poder fazer tudo isso. 

- Hoje sou toda sua – respondeu tirando devagar os meus braços que estavam sobre ela – Só estou tirando porque estamos em público, ok? - ela se justificou com um olhar preocupado e sorri fraco para ela, sentindo seu beijo quente em minha bochecha depois – A Lau estava mal, Zayn.  

- O que o Harry fez? - perguntei enquanto caminhávamos até a árvore que eu costumava ficar quando queria passar o tempo. 

Aquele lugar era tão sossegado, nunca tinha ninguém além de mim por ser mais afastado do prédio, quando eu queria ficar sozinho ou fumar um pouco em paz era ali que eu ficava. Aquele lugar me deixava um pouco mais calmo e eu conseguia escrever poemas e desenhar tendo apenas o silêncio como meu grande aliado. Foi aqui que eu trouxe a Alissa uma vez para desabafar quando ela estava mal, o que resultou em maconha e risadas de nossa parte. 

- Ele deu bola para uma menina que ele ficou antes da Laura e ela não gostou – arregalei os olhos - Você poderia falar algo para ele, né? 

- Falar o que? Eles estão namorando ou não? - perguntei sentando-me de forma que eu apoiasse minhas costas no tronco da árvore, deixei as minhas pernas abertas para que a Alissa sentasse ali, me assegurei que não havia ninguém por perto antes de segurar a mão dela, tentando puxá-la para mim.

- Dizer que ela não gostou. Sei lá, tem hora que eu acho que sim, tem hora que eu acho que não, então acho que não, né? - dei risada. 

- Confusa o suficiente... - disse me referindo a sua fala – Senta aqui comigo. 

- Vou fazer o que se a relação deles é confusa? Talvez eles só estejam se pegando também... - ela deu de ombros e respirou fundo olhando ao redor por um tempo - E se alguém nos ver? - acariciei sua mão tão macia e dei um leve beijo ali.

- Não tem ninguém aqui – murmurei e ela sentou-se entre as minhas pernas, envolvi meus braços em sua cintura, beijando seu pescoço repetidas vezes fazendo-a rir e apoiar-se ainda mais em mim, seu corpo quente era tudo o que eu precisava agora, droga, minha mente está sempre indo para o outro lado quando estou com ela – Dormiu bem ontem? – sussurrei em seu ouvido, beijando sua orelha e ela se encolheu enquanto tentava assentir com a cabeça. 

- E você? - concordei, ainda beijando seu pescoço - Isso é ponto fraco, Za – ela jogou mais sua cabeça para trás, apoiando-a em meu ombro, era visível o arrepio de sua pele justamente onde eu beijava e era gratificante para mim saber que eu causava esse efeito, já que ela causava o mesmo ou pior em mim. 

Foi difícil para mim sair daquele carro naquele dia, levá-la até o meu quarto e não fazer nada nada além de beijos, a minha cabeça estava criando tantas sacanagens que pensei que não resistiria a essa garota. Eu sei que não estou resistindo, mas sinto uma conexão além de apenas física com a garota e quero provar a mim mesmo que consigo.

- É ponto fraco? - apertei sua barriga e a ouvi gargalhar enquanto eu continuava com as cócegas - Você me enfraquece todos os dias só de olhar para mim.

- Não faz isso – ela gritou quase se contorcendo em cima de mim, gargalhando tão alto que me fazia rir também, suas mãos seguraram os meus braços e ela se afastou – Eu já disse para parar – ela ainda tinha um sorriso em seu rosto, mas estava agora de frente para mim, quase que ajoelhada na grama para ficar mais a minha altura. 

- Só se me beijar – ela umedeceu os seus lábios com a sua língua por um segundo antes de se aproximar de mim e sela-los devagar, levei as minhas mãos até os seus cabelos, puxando-os enquanto nossas línguas se encontravam, eu me sentia em completo Ecstasy nos beijos dessa garota, seu calor, seu sabor e seu toque era coisa de outro mundo, não tinha nada de comum, meu coração sempre parecia que iria pular pela a boca, isso porque ainda nem transamos, eu terei um infarto quando fizermos?

Senti meu celular vibrar e tocar em meu bolso, permaneci envolvido ali com a garota, apenas o tirando do meu bolso, olhando por um segundo o “mãe” no visor, rejeitei a chamada e deixei o celular na grama, entrelaçando as minhas mãos na cintura de Alissa, mas logo voltou a tocar de novo. 

- Pode atender – ela se afastou de mim e voltou a se sentar, apoiando seu corpo sobre o meu, peguei meu celular que estava ao meu lado tocando ainda. 

A minha mãe quase sempre me ligava logo depois da aula, então eu não atender só a fazia ficar ainda mais nervosa, se a Ali não se importava, eu deveria atender. 

- Oi mãe - disse, segurando o telefone com uma mão, ainda com a Ali apoiada sobre mim – Tudo bem? 

- Oi sunshine, por que não me atendeu? 

- Estou ocupado com um pessoal da sala, posso ligar mais tarde? 

- Pode falar com a sua mãe, Za – Alissa sussurrou pegando o celular da mochila e voltando a se aconchegar em mim. 

- Pessoas ou pessoa? Ouvi uma voz feminina – minha mãe disse de um modo malicioso e revirei os olhos. 

- Pessoas – respondi tentando não modificar a minha voz nessa hora - A noite eu te ligo. Beijos, mãe! - desliguei o telefone, voltando a entrelaçar os meus braços na cintura de Alissa e beijá-la na bochecha que apenas suspirou com um sorriso lindo nos lábios.  

- Não tinha problema falar com ela agora, Za – neguei com a cabeça e beijei seu pescoço mais uma vez. 

A garota mexia no celular, não queria olhar, mas era impossível já que estava tão perto de mim, ela estava na tela inicial do aplicativo de mensagens, ali tinha mensagens do seu irmão, Tyler e sua mãe, desviei o olhar ao ver que ela estava respondendo a mãe dela. 

A Alissa e o Tyler ainda estão conversando? É, eu sei que eu não gosto do cara, mas não tenho nada com a Alissa para ficar puto toda a vez que a vejo com ele, já admiti que isso era ciúmes, mas ela não tem culpa nenhuma de eu me sentir assim enquanto ainda não temos nada sério, não sei porque eu esperava que ela não falasse com ele mais após o que conversamos na festa e no carro aquele dia. Não tenho direito nenhum – repeti – Mas ela não vai ficar mais com ele, vai? Pare com isso, você não é assim... – eu dizia à minha própria consciência. 

- Seu sotaque se aflorou ainda mais no telefone, sabia? - ela virou o rosto um pouco em minha direção e arquei as sobrancelhas, suas mãos apertaram as minhas bochechas e permaneci assim até ela me dar um selinho.

- Sério? Nem percebi, deve ser por escutar o sotaque – senti sua mão acariciar o meu rosto de um jeito tão gostoso que sorri de lado fechando os meus olhos por alguns segundos para aproveitar, senti seus beijos em minha bochecha e depois em meu pescoço. 

- Vamos comer alguma coisa? Meu estômago está roncando – ela virou-se um pouco em minha direção e concordei enquanto a via se levantar, a garota esticou a mão na minha direção, me ajudando, voltamos a andar em direção ao refeitório dessa vez, nós nos mantivemos lado a lado e nossos ombros tocavam enquanto andávamos, eu olhava para a garota, checando algumas vezes o chão para não cair enquanto admirava-a como um belo de idiota que eu estou me tornando.

Eu estou me sentindo um babão ultimamente, eu a admiro todos os dias e mesmo assim não parecer ser o suficiente. 

- Estão indo comer?! - ouvi a voz do Ashton e me assustei vendo-o atrás de mim, Alissa deu alguns passos para o lado, deixando Ashton ficar exatamente no nosso meio, senti a mão dele em meu ombro e o meu corpo pareceu ficar tenso com aquilo. 

Eu agora estava com medo, medo que ele desconfiasse de algo, medo que ele descobrisse que eu estou ficando com a irmãzinha gêmea dele. O pior de tudo é que o cara divide quarto comigo, ele pode muito bem me matar enquanto eu durmo. 

- Sim, quer ir? - Alissa questionou me dando apenas um olhar rápido, o que me fez entender que eu deveria seguir aquele caminho, Ashton assentiu com a cabeça, nos acompanhando até o refeitório, os dois se sentaram lado a lado, Ashton ficou a minha frente enquanto a Alissa permaneceu no canto. 

- Nossa, eu estou com uma dor nas costas, está me matando... – Ashton reclamava enquanto eu e a Ali permanecíamos em silêncio, apenas assenti com a cabeça, tentando parecer envolvido com o que ele dizia, mas a verdade era que eu estava aterrorizado. Achava que o simples fato de olhar a Alissa fosse o suficiente para ele achar que tinha algo estranho e que não a olhar também é! Então tentava alternar entre as minhas próprias loucuras. 

- Você jogou futebol hoje? - a garota cortou o silêncio e a olhei, seus lábios vermelhos estavam perfeitos, seus olhos azuis me chamavam mesmo que estivessem com a atenção no irmão dela, ela é uma sereia com um encanto raro, creio nunca ter conhecido alguém tão linda, tão carinhosa, tão... que ódio por não conseguir parar de venerá-la mesmo quando estou com ela ali. 

- Joguei, mas saí um pouco antes do treino, o treinador disse que eu precisava cuidar das minhas costas, você podia fazer uma massagem hoje em mim, né? - perguntou a sua irmã que negou fazendo uma careta instantaneamente, apenas dei risada. 

- Vai pedir para a menina que você está ficando, ela ficará bem feliz em te fazer uma massagem – Alissa frisou o bem e ele apenas balançou a cabeça negativamente. Decidi ficar quieto enquanto via aqueles dois falando sem parar e trocando farpas, a ligação que eles possuíam era bastante pelo o que se percebe. 

- Você faz melhor, Ali – ela negou novamente - Zayn – ele se virou na minha direção - Sabia que quando éramos criança a Alissa cobrava para fazer massagens nos meus pais e tios? - dei risada junto com o garoto – Sabia que ela... 

- Cala a boca, Ashton – ela tapou a boca do irmão que tentava tirar a mão dela que o impedia de falar. 

- Fala mais – pedi e a Ali apenas cerrou os olhos para mim, sorri de lado antes de voltar a atenção ao seu irmão, com medo de que ele percebesse algo – Vou querer uma massagem também - fiz uma cara de dor e apoiei a mão nas costas, Ali apenas assentiu com a cabeça uma única vez e ri ainda mais.

- Vocês dois fiquem quietos, vou ao banheiro porque estou apertada, se vierem anotar o pedido, digam que eu quero macarronada com almôndega – sorri para ela assentindo com a cabeça e a vendo se levantar e sair, mal percebi que eu ainda a olhava até ouvir a voz do Ashton com a garçonete, fazendo nossos pedidos. 

- Ok, agora que estamos sozinhos eu preciso te perguntar uma coisa e quero que seja honesto – apenas essa frase de Ashton me fez paralisar enquanto focava nos olhos dele de cor semelhante ao da Alissa, sentia meu coração palpitar em uma velocidade tão rápida que a minha própria saliva ficava presa em minha boca, eu parecia não ter o controle de nada, minhas mãos soavam enquanto o meu pé parecia mexer constantemente, batendo repetidas vezes no chão - Você fica mais tempo com a Alissa por conta das aulas e a levou de volta para o campus no dia da festa... - ele voltou a dizer, olhando para trás mais uma vez, creio que checando se a Ali tinha realmente saído. 

Ok, ele sabe, ele está desconfiando e eu estou completamente fodido. Eu sei que se fosse o contrário eu ficaria puto, não gosto que meus amigos se aproximem das minhas irmãs, mas droga! Ele percebeu por conta dos meus olhares com ela? Ou ele viu algo? Ou ficou sabendo de algo? 

- A Ali está ficando com o Tyler? - após a fala dele senti meu corpo relaxar parcialmente, parecia que a minha alma voltava ao lugar, consegui engolir a minha própria saliva que antes estava presa – Ele não para de me perguntar dela, vejo ele de gracinha, aquele dia no nosso dormitório ele pediu para a chamar, eu não queria acreditar que isso estava acontecendo, mas antes de ontem naquela festa, cara... ele não tirava os olhos dela, eu tinha bebido bastante, mas não estava cego... ele sentando com ela no sofá... estava estranho não? - dei de ombros. 

- Não sei cara, acho que é melhor perguntar para ela, né? 

- Ele nunca apareceu na sala de vocês? Você nunca os viu juntos? - perguntou ainda completamente vidrado em mim e eu respirei fundo.  

O que eu faria? De qualquer jeito eu teria que mentir, não queria que ele desconfiasse sobre mim e a Alissa e acho que não estou em posição para falar sobre o Tyler porque afinal eu nem sei se ela está ou não saindo com ele mais ou se vai sair.

- Não, nunca vi – o respondi que pareceu bufar. 

- O que eu deveria fazer? Se eu perguntar para ela, eu sei que ela vai ficar com muita raiva. 

- Então não pergunta, ela fica com quem ela quiser, é a vida dela, ela não ficou perguntando nada da Lilian, ficou? - perguntei sério e ele apenas pareceu confuso. 

- Não, mas o Dave... 

- É a vida dela, ela terminou com esse cara já, esquece isso aí – o interrompi – E é a sua vida, cada um faz o que quiser, deixa a sua irmã - conclui, vendo que a garota estava voltando em nossa direção, Ashton apenas permaneceu quieto enquanto a Ali sentava-se ao lado dele. 

- Fizeram o pedido? - assenti a pergunta da garota – Meu irmão ficou falando mal de mim? - ela me olhou, aguardando a minha resposta e neguei com a cabeça rindo. 

- Eu te amo, irmãzinha, nunca falo mal de você - Ashton disse com uma voz estranha e não pude não rir. 

- Isso aí é mentira – eu disse dessa vez e ela voltou a me olhar. 

- Me diga tudo o que o Ashton te contou – pediu apontando a faca na minha direção, gargalhei com aquilo, negando com a cabeça e agradecendo por estar vindo a comida. 

- E a Amanda, Zayn? Não falou mais com ela? - o garoto perguntou e notei a atenção da Ali vir totalmente para mim mesmo enquanto ela comia. 

- Não, mas ela mandou mensagem me chamando para ir em uma festa de novo essa semana... - respondi baixinho. 

- Você vai? - Alissa questionou e a olhei que tinha os braços apoiados levemente sobre a mesa me olhando de maneira séria. 

- Com ela? Não. Na verdade, eu nem sei se irei, estou meio saturado de festas. 

- A verdade, Ali, é que o Zayn está apaixonadinho por uma garota que não dá bola para ele – arregalei os olhos com a fala do Ashton com o intuito de fazê-lo se calar, a Alissa pareceu sorrir e rir de maneira fraca. 

- Não estou apaixonadinho... só... só... 

- Só não consegue parar de pensar nela – Ashton completou e mostrei o dedo do meio a ele que gargalhou – Cheguei na faculdade e o Zayn dizia sobre o desperdício de tempo no que as pessoas acreditavam ser o amor, que eu deveria aproveitar a minha vida e ir nas festas, agora que eu vou ele não vai mais... fala a real, quem é a garota que fez isso com você? - após aquela fala creio ter olhado para a Alissa por um segundo de forma involuntária antes de voltar até Ashton. 

- Você não conhece – murmurei – E para de falar disso. 

Eu me sentia completamente envergonhado agora, apaixonado é uma palavra extremamente forte e ter a Alissa ali ouvindo tudo me deixou ainda mais nervoso. Eu não estou apaixonado, estou? Não que eu saiba muito o que é e qual a sensação, mas acredito que isso demanda mais tempo, coisa que eu preciso e quero com a Ali, mas não posso negar que eu gosto dela, que eu gosto de quando estou com ela, da sua risada, sorriso, olhos... drogajá desviei do assunto de novo

- Deixa o Zayn, Ash – Alissa pediu – Falou com a mamãe hoje? 

- Sobre o feriado? Sim. 

- Que feriado? - perguntei os olhando. 

- Um feriado católico mês que vem, é em uma quinta, então ficaríamos livres quinta, sexta e o final de semana – Alissa me respondeu – Nossos pais nos querem na Flórida, vai ser curto, mas dá tempo. 

- Flórida? Vocês não moram na Califórnia? 

- Sim, mas nossos pais tem uma casa na praia na Flórida. Eles iriam para lá e nós vamos em seguida, são 2h00 de voo mais ou menos – Alissa continuou – Se fossemos para a Califórnia seriam 6h de voo. 

- É... para mim não compensa, pegar um avião e ficar 7h até Londres, depois um carro até a casa dos meus pais... eu vou ficar mais tempo no caminho do que com eles... - olhei para a Ali que fez um biquinho com dó. 

- Ficar aqui no campus vai ser um saco... se quiser ir com a gente – Ashton disse e olhei para a Alissa que apenas olhou para o irmão. Eu sei que o Ashton estava sendo simpático e um bom colega de quarto, mas creio que no final das contas ele não iria gostar muito disso. 

- Ah não cara, não quero atrapalhar vocês com os seus pais... 

- Ele vai atrapalhar? - Ashton perguntou olhando para a Alissa que negou sorrindo fraco, mas eu não sabia se ela estava concordando apenas por estar ali. Eu sei que seria um saco de verdade ficar preso nos dormitórios por todo esse tempo, ainda mais sem ter a Alissa ali comigo, mas creio que seja melhor conversar a sós com ela sobre isso. 

- Zayn, venha com a gente, você vai gostar das praias – ela disse com um sorriso meigo. 

O que eu poderia fazer aqui? E o que eu poderia fazer com eles na Flórida? Talvez fosse uma bela forma de tortura, passar esses dias com a Alissa ali do meu lado sem poder beijá-la, abraçá-la e como seriam os pais deles? Seriam eles críticos sobre mim? Pessoas extremamente religiosas não costumam gostar de mim logo de cara... 

- Não vou atrapalhar vocês? De verdade? - eles negaram – Vou pensar, obrigado pelo convite. 

Terei que conversar com a Ali sobre isso mais tarde, por mais que eu não queira ficar aqui, ir talvez não seja uma boa opção. Continuamos ali por mais tempo após termos terminado de comer, apenas conversando e passando o tempo. O Ashton parecia empolgado com a viagem até a Flórida, falando sobre as praias, o tempo e como eu iria gostar. 

- As garotas da Flórida são lindas, você vai até esquecer dessa garota aí...  

- Estou começando a achar que é você que está obcecado pela a menina, Ash – Alissa disse o olhando séria e apenas rimos. 

Ela não pareceu gostar muito da ideia do Ashton me apresentar alguma garota lá, é bom saber que eu não sou o único a ter ciúmes.

- Só quero tirar o Zayn dessa, como um bom amigo que eu sou! - respondeu com um sorriso travesso no rosto – Bom, eu vou na enfermaria tentar ver se me dão algum remédio para a dor nas costas, até mais tarde – Ashton antes de sair beijou a bochecha de Alissa e apertou a minha mão, continuamos olhando para o rapaz enquanto ele saía do estabelecimento. 

- Desculpa pelo o Ash... - senti as mãos da Ali nas minhas por apenas alguns segundos – Ele sabe ser sem noção quando quer e a faculdade o mudou... ele está mais... aberto. 

- Tudo bem, vocês estão falando sério sobre eu ir? 

- Foi sugestão dele, não? Eu quero que vá e que bom que ele te chamou, eu te chamar talvez fosse estranho para ele... - ela acariciou as minhas mãos antes de afastá-las novamente - Não quero que fique aqui sozinho – ela formou um biquinho em seus lábios e ri fraco – Mas eu entendo você ficar nervoso, tem tempo para se decidir – ela piscou de maneira sorridente. 

- Você é um anjo – voltei a puxar as suas mãos, beijando-as. 

A minha cabeça voltou para a fala do Ashton novamente, dessa vez sobre o Tyler e a Alissa, sei que por ser amigo dele eu deveria manter a minha boca calada, mas não poderia esconder isso da Ali. 

- Ali, o Ashton me perguntou se eu sabia sobre algo de você e o Tyler, disse que começou achar estranho porque o Tyler sempre perguntava de você, te olha de um jeito... - tossi enquanto ela arregalava os olhos para mim – Eu disse que eu não sabia de nada e para ele cuidar da vida dele – ela fechou os olhos, passando as mãos no rosto - Você não tem que ficar preocupada assim... 

- Eu não estou, é que o Ashton não gosta de se sentir traído... como... - ela hesitava, creio que tentando arranjar as melhores palavras – Como os amigos dele dando em cima de mim. 

- Normal, eu também sou assim quando é sobre as minhas irmãs. 

- Zayn, mas eu e o Ashton somos gêmeos... é diferente, costumávamos dizer tudo o que fazíamos, éramos unha e carne até entrar nessa faculdade. Eu nunca escondia nada dele e ele nunca escondia nada de mim, sei que não estamos fazendo isso por querer, estamos porque não temos mais tanto tempo como tínhamos antes, ele dorme em outro prédio, enfim, fica mais difícil, mas eu sei que se ele descobrisse hoje que eu estou ficando com você, ele ficaria muito bravo, como eu sei que ele vai ficar se descobrir que eu fiquei com o Tyler. Não é da conta dele, eu sei disso, mas ele pode sentir ainda que eu devo dizer essas coisas para ele, entende? Como uma... como uma obrigação, já que costumávamos fazer quando estávamos na escola. A questão é que agora é diferente, crescemos, cada um tem os seus amigos... antes dividíamos até os amigos – ri da sua fala - Então mesmo ele não fazendo o mesmo, ele pode se sentir traído... - ela repetiu e eu respirei fundo. 

- Temos que manter isso em segredo então. 

- Já não estamos? - assenti rindo fraco. 

- Mas quero dizer... sem falar para a Laura ou eu falar para os meus amigos. 

- Eu acho que isso já caiu por terra – franzi a testa com a sua fala – O Liam nos viu aos beijos naquela festa e a Laura, bem, eu não consigo esconder nada dela, ela olha para a minha cara e adivinha as coisas, fora que estamos fazendo ser bem óbvio, o Niall já se ligou, até o Harry que é o poço da lerdeza entendeu... - gargalhei. 

- E o Louis sabe também. 

- Então, todos sabem! Você faça os seus amigos manterem a boca fechada, vou fazer o mesmo com os meus. 

- Sim, senhora! - a vi morder os lábios após a minha fala.

- Eu vou ao banheiro.

- De novo? - ela riu negando.

- Vem comigo - pediu saindo primeiro, após alguns segundos eu saí atrás dela, encontrando-a no corredor do banheiro, sua mão se esticou até mim, me puxando para o banheiro masculino, abri ainda mais os olhos, surpreso com a aquela ação, mas logo fomos até uma cabine, o banheiro parecia vazio, trancamos a cabine que estávamos e ela me olhou séria.

- Não vou aguentar ficar escondendo isso por tanto tempo, nos escondendo para dar um beijo...

- Fica quieto - Alissa pediu envolvendo suas mãos em minha nuca e unindo nossos lábios, envolvi as minhas mãos na cintura da garota enquanto a língua dela pedia passagem.

Enquanto o beijo acontecia eu só pensava em como queria pegá-la, como queria um local reservado e sem que ninguém aparecesse, queria todo o meu tempo sendo passado com esta garota e estava odiando não poder dar um mísero beijo nela na frente de todos.

... 


Notas Finais


O que acharam?

O Zayn deveria ir nessa viagem?

O Ashton está tramando algo? Ou só está sendo simpático?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...