História "The Sweet Angel" - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Sobrenatural, Yaoi
Visualizações 42
Palavras 2.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei! aproveitem o cap!

Capítulo 15 - "Black armor"


Fanfic / Fanfiction "The Sweet Angel" - Capítulo 15 - "Black armor"

- Mas o que eu estou fazendo aqui de novo? – pergunto meio confuso.

- Eu trouxe você até aqui. – disse Lúcifer.

- Estava se sentindo só de novo? – atrevi-me a perguntar.

- Hã? Não mesmo, nunca me sinto só. – respondeu de braços cruzados.

- Sério mesmo? – pergunto o encarando.

- Tá, me senti um pouco só, disse que voltaria, mas não voltou. – respondeu irritado.

- Desculpa.

- Mas mudando um pouco o assunto, como foi com o Jungkook? Parecia estar aproveitando bastante. – disse rindo. – Eu iria tomar o controle de seu corpo na hora, mas eu queria ver até onde ele iria, e olha o respeito por isso.

- Quando você pode aparecer, decido ficar quieto? Poderia ter me ajudado.

- Você fez o pacto, a responsabilidade é sua.

- Falando nisso, quando eu voltar preciso falar com o Sehun, ele contou detalhadamente sobre o pacto, tsc!

- Jungkook saberia uma hora ou outra, o fato de que você seria comido por ele, aconteceria mais cedo ou mais tarde. - respondeu rindo.

- Mas você heim!

- Calma. Outro motivo por eu não ter aparecido, foi porque parecia que estava gostando bastante.

- Bom, isso não posso negar...

- Então pronto!

- Mas por que me trouxe aqui afinal?

- Na verdade queria prende-lo aqui.

- Hã? Por quê?

- Se voltar agora, provavelmente se machucará...

- Como assim?

- Eu sei quem foi que o atacou da última vez, e se voltar agora, sofrerá com o que encontrará e descobrirá.

- Você está me deixando preocupado. Da última vez que eu vim aqui, os minutos que fiquei, foram dias lá fora. É a mesma situação agora?

- Talvez...

- Aconteceu alguma coisa?

- Se eu dissesse que não, estaria mentindo.

- Me diga, o que houve enquanto eu dormia?

- Seus amigos, foram atacados por Astaroth, e Jungkook, foi levado.

- Mas como ele entrou no palácio? Ninguém nunca conseguiu isso antes. E como ele descobriu que estávamos aqui? Como ele chegou ao mundo inferior?

 - Se acalme, a ira e o ódio estão comigo, não você.

- Mas não faz sentido...

- Jungkook foi por livre e espontânea vontade.

- O quer dizer com isso?

- Aparentemente, ele sabia que Astaroth apareceria. Provavelmente, fez isso para te proteger...

- Me proteger? Ele é idiota? Por que não me disse nada?

- Isso eu não sei. Mas eu gostaria que ficasse aqui.

- Como posso, sabendo do que aconteceu lá fora?

- Como eu disse se for lá fora sofrerá mais ainda.

- Preciso salvar Jungkook!

- Mesmo que isso custe um laço importante que você tem com alguém, mesmo que custe sua vida no final de tudo?

- Se ao menos eu conseguir salvar o Kook e os meus amigos, eu não me importo.

- Você é um idiota!

- Diz aquele que também faz parte de mim.

- Depois não diga que eu não avisei.

- Sei que queria me proteger, mas não posso deixar ele sozinho.

- Aish!

.

 

.

 

.

 

Acordei e como havia me dito, Jungkook não estava mais do meu lado. Corri por todo o palácio, e nenhum rastro, cheguei na sala principal e lá estava Jin, ao lado do corpos de Jimin, Yoongi e Sehun que estavam desacordados no chão.

 

- JIN! O QUE VOCÊ FEZ? – voei em sua direção, agarrei se pescoço o chocando contra a parede. Foi tão rápido, que não teve tempo o suficiente de desviar-se. – Me dê um bom motivo para eu não te matar agora!

- Poderia solta-lo? – perguntou enquanto agarrava meu braço.

- Quem é você?

- Já se esqueceu de mim?

- Namjoon?

- Sim! Agora solte-o! Não foi Jin quem fez isso, ele estava curando os outros.

- HÃ?

- T-tae, me solta, por favor... – disse Jin com dificuldades.

 

Assim o soltei, o mesmo começou a tossir pela falta de ar...

 

- O que aconteceu? – pergunto sério.

 - Foi Astaroth, quando cheguei aqui os outros estavam caídos no chão, e ele já estava fugindo com o Jungook. Pedi para Namjoon correr atrás dele, mas o perdeu de vista.

- Sinto muito. – disse Namjoon se ajoelhando.

- A culpa não foi sua. – disse Jin tentando acalma-lo.

- Desde quando ele sabe sobre tudo? – perguntei confuso.

- Eu o transformei num demônio por completo, e ele virou meu guarda-costas particular.

- HÃ? Tem como transformar alguém em 100% demônio? – perguntei surpreso.

- Tem. Apenas com o pacto vai acontecendo...

- Como assim? O pacto tem suas limitações.

- Com o decorrer de alguns dias, o assinante do contrato se torna um demônio completo, ainda mais se você souber como controlar o processo.

- Ainda não entendi.

 - Meu caro Lúcifer, acho que não lhe alertaram muitas coisas não é mesmo?

- Baekhyun sempre me contou tudo, mas não disse nada dessas coisas.

- Depois que acabarmos com Astaroth, eu te explico tudo.

- Mesmo que acabemos com ele, do que adiantaria? Ele está seguindo ordens e não sabemos de quem.

- Vamos descobrir.

- O que está acontecendo? – perguntou Jimin que já estava de pé junto dos outros.

- Tae! O Jungkook foi levado! – disse Sehun desesperado.

- Nós tentamos impedir, mas Astaroth tinha trago outros demônios junto dele. – disse Yoongi.

 

Sehun veio até mim, e se ajoelhou.

 

- Me desculpe, você me pediu para que cuidasse de todos, que protegesse todos, mas eu não consegui. Não fui forte o suficiente, se eu ainda fosse um anjo, eu poderia ter usado minha armadura... Foi por minha culpa. – disse Sehun quase chorando.

Coloquei minha mão sobre sua cabeça, e fiz um leve carinho.

- Não foi sua culpa, eu que não cumpri o meu dever de proteger todos vocês.

- M-mas... - dizia Sehun se levantando – Eu que devia...

- Eu que coloquei isso nas suas costas, eu quem fui fraco me desculpe.

 

- Então fez um pacto com um anjo! Estou impressionado! – disse Jin.

 

- Não é momento de ficar impressionado. – falei.

- Você sabe mais do que ninguém, que eles são bastante poderosos. – disse.

- Mas eu deixei de ser um anjo puro, não sirvo para mais nada. – falou Sehun.

- Pelo contrário! Você já tentou usar a sua armadura? – perguntou Jin.

- Mas eu não sou mais um anjo. Deus foi claro que, a partir do momento que você cai, não é possível usar mais a armadura de ouro, nem a espada. – respondeu tristonho.

- Exato! Não é possível usar a de “ ouro”, mas a armadura negra sim. Você tecnicamente, ainda é um anjo, mas caído. Os seus poderes continuam com você, talvez até mais fortes.

- O que quer dizer com tudo isso Jin? – perguntei confuso.

- RESUMINDO ele pode usar a armadura.

- E como você sabe disso tudo? – perguntei.

- Tudo está escrito em um livro antigo que estava no antigo quarto de sua mãe. Parece que ela anotou bastante coisa importante nele. Foi nele que descobri como transformar alguém em 100% demônio.

- Quando eu acho que sei de tudo, descubro que não sei é de nada. – falei. – Mas e quanto ao Yoongi? Ele também é um caso especial, 50% dele já era anjo caído.

- É uma matemática simples, ele era metade anjo caído, ao fazer um pacto com você, completou os 50% faltantes.

- Então eu sou 100% agora? – perguntou Yoongi.

- Claro que você também pode usar uma armadura negra.

- E como faço isto? – perguntou Yoongi.

- Depende da situação, você só precisa imaginar como se fosse colocar uma roupa. -respondeu.

- Nossa! Todo mundo tem poderes sobrenaturais! – disse Jimin surpreso.

- Você também deve ter sua anta! – falei.

- Eu tinha! Depois que Astaroth me atacou, não consigo usa-los.

- Hã? Por que eu não sabia sobre isso? Afinal, por que ninguém me contou nada? Ultimamente estão escondendo tudo de mim, e eu achando que sabia das coisas.

- Tae, você também tem alguns poderes que não tem conhecimento. – falou Jin.

- Como assim? 

- A sua outra “personalidade”, por exemplo, é uma fonte dos seus poderes demoníacos. Para usar esses poderes, precisam apenas entrar em sincronia. Mas também tem a chance dele tentar te controlar. Mas também por ter sangue de um anjo em suas veias, pode usar a armadura negra, só que um estágio mais avançado.

- Sobre isso, acho que não terei mais problemas. Afinal nos tornamos bons amigos. – falei com um sorriso no rosto.

- Pois bem, eu sei disso tudo, porque também estava escrito no livro que sua mãe deixou.

- Por acaso ela era uma bruxa, além de demônio? – perguntei.

- Não era uma bruxa, apenas a progenitora dos demônios. Mas ela tinha um oráculo, pelo que descobri. E como devem saber, eles preveem o futuro.  Provavelmente ela viu tudo que aconteceria no futuro, e preparou o livro para ajudar.

- Então ela sabia que iria morrer, que tudo o que aconteceu até agora, aconteceria de fato... Mas e o plano de Astaroth?

- Eu li todo o conteúdo do livro, e nele fala sobre você. Que o superior dos anjos caídos, iria a terra e se apaixonaria por um humano, mas que seria alvo de muitos pelo seu enorme poder.

- E isso significa?

- Significa que estão tentando tirar você do seu trono, ameaçando a pessoas que você mais ama, e as pessoas ao redor dela. – disse Namjoon. – Me desculpe interromper, mas o Jin foi muito burro! Poderia ter te dito isso desde que virou o superior dos demônios, mas não o fez. Poderia estar evitando isso tudo agora. E o pior, talvez tudo isso, acabe virando uma guerra, como a de dois mil anos atrás.

- Nossa Namjoon, resolveu mostrar as caras? – perguntou Jin.

- Se quiser mesmo discutir, sabe como isso terminará. – disse Namjoon olhando de um jeito malicioso.

- Ele também se rebelou contra você Jin?

- Mas ou menos isso...

- Jungkook fez o mesmo.

- Deve ter sido bom heim! – disse Jin rindo.

- Poderiam parar de rir, e ter foco nesse momento critico? – perguntou Namjoon meio sem paciência.

- Me desculpe. – respondeu Jin.

- O que fazemos agora então?

- LUCY!!! – gritou Baek vindo voando em minha direção e me abraçando. – Você está bem? Se machucou? - perguntou preocupado.

- Estou bem, mas invadiram o palácio, e levaram Jungkook.

- Mas como? Por quê?

- Ainda não sei direito.

- Se ficarem sabendo que deixou seu trono ausente e que fez um pacto com um humano e um anjo, irão quer te tirar a autoridade de superior. – disse Baek.

- Se isto acontecer, você terá que assumir. Simples assim!

- Mas eu não tenho experiência para isso.

- Você ficou perto de mim por mais de dois mil anos, sabe muito bem o que deverá fazer.

- Se isso chegar a acontecer farei o meu melhor! – disse convicto.

- Bem, agora devo procurar Kook.

- Te ajudarei, levarei alguns anjos caídos comigo, caso eu o encontre tento lhe contatar. – disse Baek se retirando.

- Nós também precisamos nos mover! – disse Jimin.

- Com você sem poder usar seus poderes? Acho que não. – disse Jin.

- Mas eu quero ajudar.

- Tae, faça um pacto com o Jimin! – disse Jin.

- HÃ?

- Quanto mais ajuda, melhor.

- Mas por que eu?

- A pergunta certa é: quem disse que eu vou deixar? – disse Yoongi.

- Então faça você ué! – disse Jin.

- E eu posso? – perguntou confuso.

- Você não é mais humano, se quiser pode fazer qualquer pacto, ninguém pode te impedir.

- Por que não me disseram isso antes?

- Mudaria alguma coisa? – perguntei.

- Sim, poderia ter feito um com o Jimin há muito tempo. – respondeu.

- É mesmo? – perguntou Jimin.

- Sim.

- Ótimo! Façam o sonho de vocês se tornar realidade logo, porque já perdemos tempo demais conversando. 

 

 

...

 

*Jungkook*

 

Depois que Tae adormeceu, Astaroth veio até mim, eu já sabia que isso aconteceria, foi o que aviamos combinado. Ele disse que se eu me entregasse a ele, não se aproximaria de Tae, que não o mataria.

- Já se despediu do seu querido amor? – perguntou com um sorriso de vitória.

- Não pense que acabou ainda.

- Ah, mas acabou sim meu querido Jungkook, como eu prometi não matarei seu amado, agradeça o criador desse plano. Ele não pretende matar o Lúcifer, mas tirar o seu poder como superior. No final de tudo, talvez ele me mande te matar, mas antes eu e você nos divertiremos um pouco. – disse passando sua língua em meu pescoço.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONTINUA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


risus risus e + risus...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...