História The Tales Lie - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Casal, Fanfic, Fics, Lie, Love, Namoro, Romance
Visualizações 4
Palavras 360
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, leitores! Agradeço grandemente sua presença, deite-se, relaxe e curta a história s2
Fiz com muito carinho, então apreciem meus sentimentos em forma de versos.

Boa leituraaa!!!

[Baseado em uma história real]

Capítulo 1 - Capítulo Um - Beging.


Fanfic / Fanfiction The Tales Lie - Capítulo 1 - Capítulo Um - Beging.

CAPÍTULO I

"Hoje haverá céu nublado com pancadas de chuva, Amilton…"

Comentava a meteorologista do jornal das 8:00am.

E lá estava eu, sentado no mesmo bar de sempre, tomando meu saboroso Le Figue Cappuccino. Havia meses que não aspirava aquele aroma de nozes delicioso .

Apoiei-me com os cotovelos sobre os joelhos, franzi a testa e deslumbrei a fachada do Dragon School of Art's à frente.

- Eis-nos aqui, novamente, amigão. - murmurei e tomei um gole, relaxei ao sentir seu calor tocar meu estômago.

Anos atrás ganhei uma "bolsa de estudos" para cursar Tec. Arquitetura neste prédio. "Será totalmente grátis!" Exclamou alegremente Rafael, o jovem professor de arquitetura. Rafael mentiu. A verdade é que foram 3 longos anos de roubalheiras, apesar de tudo, fiz ótimos amigos ali.

Ao terminar o Ensino Médio, cursei Direito numa faculdade ao lado, abri um processo contra a Escola Dragon, e venci. Com um baita reembolso, decidi viajar pelo Brasil.

Em uma de minhas viagens, conheci a almirante Cercei Henryk - e sua irmã, Cecília. -, a mulher que mudou tudo.

- Espero que esteja orgulhosa de mim aí de cima, almirante. - levanto-me num impulso, ponho o copo sobre a mesa, e caminho com dificuldade rumo a minha Harley Davidson Rod Night.

O trânsito estava horrível, chovia, e os semáforos não funcionavam há horas. Foi naquele caos que a vi. Escondia-se debaixo de uma sacada, seus cabelos molhados, mas ainda era os mesmos cabelos curtos e castanhos, sua pele pele morena, tão linda.

Acionei a trava do capacete, o visor subiu, e a água gelada bateu forte em meu rosto.

- Mas como…? - Murmurei comigo mesmo.

Ela observou o movimento dos carros e seu olhar cruzou com o meu, ela me encarou por segundos, meu coração batia forte, mexeu no cabelo e virou o rosto.

Meu coração se encheu de um sentimento estranho, transbordando em um sorriso de medo e esperança.

O sinal abriu.


No próximo capítulo: "(...) - Ela fala de mim…? - Perguntei, minha voz saindo como um sopro.

A almirante manteve-se em silêncio, como se decidisse um sentença.

- Não, Hari, ela nunca perguntou por você. - Disse ríspida...".


Notas Finais


Ahhhh capítulozinho curto, MAS amanhã posto o segundo (talvez o terceiro também)! Espero que tenham gostado, amores, caso sim, comentem, critiquem positivamente e CUUURTAAAMM <3 Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...