1. Spirit Fanfics >
  2. The Tattoo (Imagine Jikook) >
  3. EP;02

História The Tattoo (Imagine Jikook) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Perdoa pelos os erros.. espero que gostem

Boa leitura 💜

Capítulo 2 - EP;02


Saiu andando quando as portas se abriram. Entrou no seu carro e seu motorista foi ao rumo o estúdio.

Chegando ficou na porta do estabelecimento que era proibido de estacionar. O medelo saiu do carro com a máscara preta em seu rosto com um boné preto também com duas argolas. Entrou rapidamente do estabelecimento sem olhar para trás mas ouviu seu motorista ligando o carro.

Foi até a recepcionista do local, havia alguns bancos para espera e tinha umas quatros pessoas.

- Bom dia senhor, tem horário e dia marcado?.- a mulher tatuada falava sem tira os olhos do computador.

- Não, quero que o tatuador me atenda agora...- foi ríspido ao falar.- sou o Park Jimin e quero se atendido agora..- tirou a máscara e o boné dando uma leve bagunça em seus fios loiros.

A mulher tomou um susto ao ver o modelo em sua frente. A mulher digitou rápido e deu uma ligada confirmando a entrada.

- Pode entra, ele já estava te esperando..- a mulher voltou atenção no computador.

Antes de entra na sala saiu uma mulher com uma tatuagem quase completa com um olhar de nojo ao sair. Park revirou os olhos pela milésima vez do dia e jogou seus fios para trás, como costume.

Entrou na sala, era muito moderna. As paredes eram cinzas escuras com várias desenhos na parede, desenhos animados dava o ar mais infantil. Os olhos de Park foram para o tatuador o modelo não conseguiu decifrar se ele era velho ou jovem pois a máscara preta em seu rosto, fios negros, tatuagens no pescoço, dos braços e mãos.

Mesmo sem saber a idade do homem achou ele lindo, é normal acha não fazia um homem gay. Revirou os olhos ele era gay, imaginava que ele iria ataca-lo ao qualquer momento.

- Bom dia Sr Park, vamos começa..- disse educadamente trocando de luvas e a máquina.

- Hum, vamos..- disse rude sentando deitando na marca.

O modelo tirou a camisa já sabia onde iria fazer a tatuagem, na costela.

- Quer ver algumas tatuagens ou já sabe o que quer e onde?.- indagou pegando algumas cartelas de tintas, de variadas cores.

- Já sei, vou fazer na costela e quero que escreve "Nervemind", na cor preta..- foi ríspido ao querer pegando o aparelho ligando e começou a digitar.

- Tudo bem, não quero que se mexa..- explicou o tatuador pegando a máquina ligando.

- Qual é seu nome? Quantos anos você tem?.- indagou curioso mas sem tira os olhos do aparelho.

Park fazia algumas caretas de dor quando a máquina encostava na sua pele começando a fazer o desenho, que ele escolheu.

- Sou Jeon Jungkook, tenho trinta e cinco anos..- apresentou-se passando o algodão do local e começa a escrever.

[.....]

Park sentiu muita dor mas conseguiu aguentar até o final o modelo gostou do resultado. Pegou a blusa no chão e colocou e saiu da marca.

O tatuador tirou a máscara e as luvas e o Park quase paralisou ao ver o rosto do tatuado. Seu rosto parecia se esculpidos pelos os anjos, seus olhos pareciam duas jabuticabas, tinha uma pinta embaixo do nariz quase não era visível para ver e seus lábios eram um cheios e tinha uma pintinha no lábios que Park queria deixá-la na coloração avermelhada.

"Isso é muito gay mas esse homem e lindo morrer."- pensou consigo mesmo distraindo o olhar para qualquer objeto.

- Gostou da tatuagem?.- indagou limpando as mãos.

- Sim..- murmurou por pensar em outras coisas.

- Recomendo que o Sr toma banho e use sabonete líquido e esse hidratante.- pegou a sacola e deu para o modelo que quase saiu correndo com aquela aproximação.

- Quanto é a tatuagem e esses produtos?.- indagou tentando mostra sem interesse ao homem.

- É de graça, as primeiras tatuagens são de graça..- explicou saindo de perto do modelo.

- Tinha que pobre..- murmurou confirindo os sabonetes.

- Eu não sou pobre, mas não sou um riquinho mimado..- jogou a indireta com um olhar provocador cruzando os braços.

Park respirou profundamente tentando não perde a paciência para um plebeu.

- Escuta aqui seu plebeu, você acha quem é quem?..- se estourou se dando como um perdedor.

- Jeon Jungkook sou tatuador prazer é meu..- provocou dando uma piscadela.

Jimin estalou a língua no céu na boca irritado deu um risada debochada jogando os fios loiros para trás.

- Você alugou essa merda para construir o que quiser, você é um gay de merda..- elevou seu tom de voz mais que o normal dando um sorriso de lado.

Jeon ficou observando o modelo desses pequenos segundos de deboche. As suas bochechas eram gordinhas, seus lábios carnudos sua vontade era de deixá-la roxa e seu corpo era muito bonito musculoso.

O tatuado deu uma pequena risada e baixou a cabeça por segundos com um sorriso sapeca em seu rosto.

- Nossa, sabia não..- disse ironicamente.

O modelo já estava estressado ficou mais ainda saiu da sala batendo a porta e do estúdio colocando a máscara e o boné. A tatuagem estava doendo um pouco mas era suportável a dor. Chamou seu motorista que chegou rapidamente entrou no carro e o motorista partiu para a empresa de volta.

"Esse homem adora me ver irritado". Pensou consigo, murmurando da dor.

Chegou no estúdio e logo tirou a camisa e "um curativo", não poderia tira mas era Park Jimin nada podia mudar de ideia, colocou a boxe branca que marcava seu membro.

- Olha quem encontrei aqui..- a voz meio grossa, lhe assustou.

Se virou, não era possível o destino está brincando, queria estrangular esse filho da puta porém se fizesse isso o próprio morreria.

Continua.....


Notas Finais


@TheEvil_Queen a melhor 💜..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...