História The things I wanna say but I don't have the guts - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias AOA, Black Pink, EXID, Pristin, Red Velvet, TWICE
Tags 2yeon, Chaeyoung, Dahyun, Jeongyeon, Jihyo, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Twice, Tzuyu
Visualizações 135
Palavras 659
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Orange, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus anjos!

Bom eu tentei postar os capítulos meio que seguidos pra recompensar vocês, já que agora eu vou entrar em período de provas e vai ficar difícil de atualizar

mas enfim, fiquem com esse capítulo escrito com muito "amor"

Capítulo 6 - Come and get it


Fanfic / Fanfiction The things I wanna say but I don't have the guts - Capítulo 6 - Come and get it

Prendi Momo contra a parede do quarto e a beijei, um beijo envolvente e ardente que só paramos quando faltou o ar. Mordi seu lábio inferior levemente e beijei seu pescoço onde deixei um suave, mas intenso chupão.

Por que Nayeon tinha que namorar aquele mauricinho de merda? Por que ela tinha que namorar qualquer um? Eu sei que esse pensamento é totalmente egoísta, mas não posso deixar de ficar irritada com isso.

Chego a sua clavícula e tento tirar seu vestido, mas sem sucesso. Momo me afasta o suficiente para tira-lo e me joga na cama.

Hoje eu não queria nem pensar mais em Nayeon, mas do nada ela aparece. Bom, ela não estragaria meus planos para está noite!

Deixo Momo tirar minha blusa e subo em cima dela. Dou um beijo leve em seus lábios e vou depositando outros conforme desço, ela estava sem sutiã o que facilita meu trabalho. Agarro seu seio e chupo, enquanto ela geme baixinho.

Minha mão vai deslizando pelas curvas de seu corpo até sentir sua calcinha, que já estava molhada. Eu já tinha feito esse trajeto algumas vezes e, independentemente​ do que eu sentisse por Nayeon, eu tinha que admitir que o corpo da loira embaixo de mim era totalmente perfeito.

Deslizei meus lábios devagar pelo seu corpo, o que fez ter pequenos tremores. Desci beijando-a até sua vagina. Dou um beijo por cima da calcinha e puxo lentamente o tecido, tirando-a.

- Jeongyoen...-geme Momo.

- Se acalme, hoje vamos fazer do meu jeito!

Abro seus lábios com os dedos e experimento seu clitóris, ela geme e eu continuo os movimentos, aumentando a intensidade aos poucos. Sugo, chupo e mordo lentamente; ela segura meus cabelos, me fazendo ir mais fundo. Eu amava a sensação de te-la sobre meu controle, de certa forma eu amava Momo, não como ela queria, nem como eu deveria ama-la de fato, mas ainda sim era uma espécie de amor. Quando achei que estava bom, enfiei dois dedos sem tirar minha boca de sua intimidade. Conforme aprofundo meus movimentos, Hirai aumenta seus gemidos .

Momo goza em meu rosto sem aviso mas eu não me importo, lambo o liquido de meus dedos e volto a beijar sua boca, dessa vez estamos menos selvagens. Momo continua o beijo enquanto desse a mão dentro do meu short e toca minha vagina.

Ela introduz movimentos rápidos e contínuos me fazendo gozar rapidamente. Eu me sentia mais satisfeita em fazer alguém sentir prazer, mas não vou dizer que desgostava dos dedos de Momo passeando por minha intimidade. Ela se jogou do meu lado e nos cobrimos com os lençóis.

- Faz tempo que não ficamos assim Jeon- ela se aproxima mais e permito que se aconchegue em meu corpo.

- Faz mesmo.

Fico assim até Momo cair no sono, e então me desfaço do abraço com cuidado para não acorda-la; viro-me para o lado tentando dormir também mas sem sucesso.

Aqui também é o quarto de Nayeon, é inevitável não pensar nela enquanto olho de longe a estante de livros e a cama perfeitamente arrumada. OK, eu não consigo mais ficar aqui

Levanto-me com cuidado e procuro minhas roupas no chão, as vestindo rapidamente. Mas antes de chegar à porta me deparo com algo. Na parte do quarto de Nayeon, tinha um pequeno mural de fotos decorado com luzinhas de natal (agora apagadas), flores e alfinetes coloridos.

Em meio à decoração fofa, estava uma foto nossa tirada no ano em que entramos em Yeoljeong. Eu ainda não tinha cortado o cabelo e estava cabisbaixa, enquanto Nay me segurava com um braço e dava um belo sorriso, coisa que ela tem até hoje. Estendo a mão como para pegar a foto mas rapidamente a recolho. Não, eu tenho que aprender a me controlar

Abro a porta e saio sem fazer barulho. Eu já tive ação de mais por um dia, agora eu só queria ficar pra sempre de baixo de minhas cobertas.

 


Notas Finais


e ai o que acharam?

não vou nem perguntar se gostaram porque vocês são tudo umas bixas safadas que eu sei rsrsr

brincadeiras a parte, espero que tenham gostado mesmo do capítulo e prometo atualizar assim que puder!

Saranghae!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...