História The time of life to love - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Angel, Aries, Bacchus Groh, Bickslow, Cana Alberona, Erza Scarlet, Evergreen, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Hibiki Lates, Igneel, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Metalicana, Michelle Lobster, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Scorpio, Silver Fullbuster, Ur, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Visualizações 28
Palavras 1.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


- Olá crianças adivinha qem voltou hahahahahahahahahahaha'
- Como prometi o cap de hj ta prontinho pra vcs, dou um beijo de luz em qem adivinhar o que vai acontecer no proximo cap'! kkkkkk'
- Sem enrolar mais. boa leitura crianças'

Capítulo 2 - Memórias


Fanfic / Fanfiction The time of life to love - Capítulo 2 - Memórias

*17 de maio, lugar desconhecido*  ~~~~ 5 anos atrás ~~~~

   Grandine On (flash back On)

- Onde aquela pirralha foi? Quando eu pegar aquela vadia, além de ladra ela vai servir pros negócios. - falou um velho, com uma expressão sombria em sua face.

- Por que estão fazendo isso comigo, eu não roubei nada! Foi aquela garota de cabelos curtos. - dizia a si mesma o que tinha visto.

A garota escutou passos pesados, se assustou, mas se manteve calada. Os passos haviam sumido, ela olhou pela fresta de onde estava e viu que estava sozinha novamente, percebendo isso ela suspirou aliviada. 

Uma mulher aparentava seus 20 anos, ela carregava consigo um jaleco branco, ela parecia perdida em pensamentos, pensava em algo tão distante que nem percebeu uma menina bem frágil, de cabelos loiros e grandes olhos castanhos. Tirada de seu transe, ela percebeu que sem querer esbarrou naquela garotinha, que por sinal estava suja, assustada, e que chorava muito.

Grandine On 

Eu estava tão distraída, pensava em como meu filho não poderá ter filhos.
Isso será um baque para ele afinal seu sonho é casar e ter filhos, assim que encontrasse a pessoa certa. Fui tirada de meus pensamentos quando olhei assustada para aquela pobre menina, ela estava assustada, isso era visível em seus olhos.

- Você está perdida? - indagou preocupada.

Não obteve resposta, então concluiu que ela morava na rua.

- Venha, vamos comigo. A partir de agora você irá morar comigo. - concluiu com pressa, ao perceber que um homem muito assustador estava a procura de alguma coisa ou de alguém.

Percebendo isso ela pegou na mão daquela menina e foi em direção contraria  à que estava indo.

~~~~****~~~~

*17 de maio, ainda no lugar desconhecido*

 

Lucy On

Eu estava com medo daquela mulher fazer o mesmo que aquele velho nojento tentou fazer. Só de pensar eu me encolhia com medo do pior...
 De repente eu vi aquela mulher se aproximar de mim, eu só conseguia a encarar com medo, apenas medo e pavor.

- Ei... Olha não tenha medo de mim, eu cuidarei de você a partir de hoje. Prometo que nunca mais ninguém vai lhe machucar. - disse calma, sempre olhando em meus olhos.

- Meu nome é Lucy... - falei quase em um sussurro.

- Que bom Lucy, eu me chamo Grandine, cuidarei de você agora, tudo bem? - perguntou com um sorriso gentil.

- Sim... - respondi suspirando aliviada.

 

~~~~****~~~~

 

*18 de maio, Magnólia
(Ainda em memória)

 

- Filho se acalme, tenho certeza que sua mãe vai encontrar a cura e você vai sim realizar seu sonho. - falou um homem que aparentava seus quase 30 anos.

- Mas pai, você ouviu eu só vou poder ter uma família se encontrar uma garota com a mesma doença que eu! -  exclamou desesperado com aquilo.

- Confie em sua mãe, ela sabe o que faz. - afirmou confiante.

- Será que vai demorar muito? - perguntou já descrente com a situação.

O home mais velho apenas suspirou cansado com a situação...

*Flash back Off*

~~~~***~~~~~  ~~~~~****~~~~

 

*16 de janeiro, Brasil, no hotel*

Lucy On

- Eu estou nervosa! - exclamou, pensando alto.

- Se acalme, o máximo que ele poderá fazer é surtar. -  gargalhou com gosto da cara de pânico da loira.

- É serio hahaoya¹! - exclamou claramente em pânico.

- Olha eu sempre lhe falei o que acho de Hibiki, sabe que eu nunca fui com a cara dele, nem sei como ele não tentou ainda ir pra cama com você. E agora depois de meses você volta com uma filha que não é dele, isso vai ser hilário. - falou se divertindo com seus pensamentos.

- Ele me ama e tenho certeza que ele vai entender quando eu explicar a situação. - comentou calma, apenas por fora.

~~~***~~~~~      ~~~~~*****~~~~~~

*16 de janeiro, Brasil, C.U Fairy Tail*

 

Dois garotos se encontravam jogados em um quarto do campus, estavam entediados era visível, até o garoto de cabelos rosados receber uma mensagem.

Mensagem On

Hahaoya¹ - Cheguei, tenho algo importante para lhe falar, esteja aqui no máximo ás 15hrs, é importante!

N.D - Sim senhora, estarei ai sem falta.

Mensagem Off

Suspirou cansado, sabia que não teria nenhuma novidade sobre seu caso, isso o angustiava, porém encarava como uma puta sorte.

''Quem não iria querer ir pra cama com alguém e ter certeza de que não engravidaria nenhuma garota por apenas um descuido?''

Natsu On

*Olá me chamo Natsu, Natsu Dragneel. Como você é novo aqui não deve saber muito né? Então vou me apresentar e te contar um pouquinho. Bem eu tenho 17 anos, desde dos 9 anos eu descobri que tenho uma doença rara e que não posso ter filhos, isso ainda não é tudo, eu também não posso me relacionar com qualquer garota, pois ela se tornaria estéril no mesmo instante. Meus espermas tem uma especie de vírus que faz com quem não o tenha ficar sem seus sistema reprodutor, sim, esse vírus seca o útero caso a menina não o possua. Traduzindo, entre bilhões de pessoas no mundo eu teria que ter uma puta sorte de encontrar alguém com essa mesma doença que eu tenho e rezar aos céus e a Kami - Sama para nos darmos bem a ponto de casarmos e termos filhos, meio louco não?
 Pode acreditar, eu ainda custo a acreditar nisso, porém minha mãe é medica e disse que esta a procura de uma cura para mim ou algo que reverta essa situação, espero que ela encontre logo essa solução.. Bem acho que é isso.*

Me levantei e fui em direção a minha mochila, a peguei e sai do quarto, afinal aquele cabeça de prego ja havia dormido fazia tempo. O que será que minha mãe tem de importante para me falar?
Com esses pensamentos fui rumo ao hotel onde ela sempre fica quando vem pra cá...

''Talvez o fio do destino seja controlado por uma criança de 5 anos que apenas junta pessoas que ela de apenas imaginar juntas, fica feliz com o que imaginou, porém nem sempre da certo. Talvez o fio do destino erre as vezes, mas quem irá contradizer algo inexplicável ao ponto de nem todos acreditarem que o mesmo exista''

 


Notas Finais


- Oía eu aqui de novo hahahahaha, o cap foi pequeno eu sei podem me matar no próximo kkkk'
¹Hahaoya = mamãe em japones.
As * no final significa a autora falando e qando o Natsu usa elas significa qe ele esta falando com vcs, eh como se vcs fossem o diario dele entendem, caso nn finjam qe ele eh maluco e qe fala sozinho kkkkk'
kissus de luz crianças encantadas'! <3 ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...