História The Time Traveler - Imagine Min Yoongi (ShortFic) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Agust D, Bangtan Boys, Bts, Imagine, Min Yoongi, Parkandy85, Shortfic, Suga, Você
Visualizações 98
Palavras 929
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Científica, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee, Espero q goste do cap

Boa leitura amores.

Capítulo 4 - IV - Completo idiota.


Fanfic / Fanfiction The Time Traveler - Imagine Min Yoongi (ShortFic) - Capítulo 4 - IV - Completo idiota.

The Time Traveler - Imagine Min Yoongi 

IV - Completo idiota.

Sigo Jimin pelos corredores, alguns cavalheiros passam por nós e fazem uma reverência à Jimin. Quando eles olham para mim, ficam sérios.

— Eu em…. — Murmurei, olhando para os soldados.

— Algum problema? — Jimin me olha e eu nego com a cabeça. — Bem, vamos ver como você se sai no campo de batalha.

— Como é que é?

[…]

Corro novamente e Jimin me empurra, cruzando os braços.

— Yoongi, não pode correr do inimigo! — Jimin fez o cavalheiro que estava me atacando parar.

— Sou novo nisso ok? Dá um desconto. — Faço bico e o mesmo ri.

Jimin me joga uma espada e pega uma para ele. O mesmo levanta uma sobrancelha e me. chama com a cabeça.

Dou um sorriso e avanço contra o mesmo, ele se defende com a espada e me dá uma cotovelada.

— Ai! — Ponho a mão no queixo. — Não vale.

— Min Yoongi. — Jimin caminha até mim e me empurra com o dedo e bate na minha cabeça. — Numa luta contra milhões de soldados, tudo vale. Eles não têm um golpe certo, eles vêm o lugar onde dá para acertar e bate. Entenda isso!

— Okay, eu entendo. — Sorrio e Jimin me ataca novamente.

Uma hora ou outra eu morro nesse lugar!

[…]

Passou-se cinco dias que estou aqui, Hoseok falou que irá demorar ainda mais para consertar a máquina, bem. Pelo menos ficar aqui não está sendo chato como pensei. Jimin me ensinou bastante coisas, ele é um cara legal. S/n, bem… Ela tem estado muito triste nesses dias, então sempre a levo para um lugar que eu descobri por aqui, adoro quando ela abre aquele sorrindo radiante dela e tão contagiante.

Não sou muito de rir e sorrir, mas perto dela sou um pouco diferente, ela me deixa feliz e gosta de me fazer rir.

— Jimin… Quer dizer, Chefe Jimin. — Jimin me olha enquanto amolava sua espada. — Por quê a princesa tem que se casar com esse tal Jungkook?

— Bem, a família de Jungkook está falida, cheia de dívidas. O pai de Jungkook é muito amigo do rei Phil… E o pai de Jungkook mentiu, falando que esse cara ama a princesa e quer se casar com ela. O rei aceitou, sem ao menos questionar ou perguntar a opinião da princesa…

— Nossa. — Olho para o lado.

— Pois é... Hey, o que é isso no seu pescoço? — Falou apontando com o dedo para minha pequena tatuagem.

— É uma tatuagem. — Olho para Jimin que fez uma expressão engraçada.

— Tatua... o quê? É feito de tatú? — Inclinou a cabeça para o lado e rio.

— Não. E feito com tinta... ela dura para sempre e você pode tatuar o quê quiser.

— Magnífico! — Falou sorrindo.

— Vocês falam tão certinho, dá até agonia.

— Você fala como fosse de outro país. Ou… outra década. — Ele serra os olhos, me fitando. — Que idiotice minha né?

Ele se levantou rindo e eu suspiro aliviado, pondo a mão no peito.

Saio de lá e subo as escadas lentamente, olhando ao redor e indo até o quarto de S/n. Bato na porta e ela abre a mesma.

— Suga… — Ela dá um sorriso e eu pego a mão dela, puxando-a para fora.

Nós corremos, ela tentava não tropeçar no vestido longo e dava pequenas risadas quando eu quase caia. Nos fomos para um lugar onde costumávamos ficar e nos sentamos.

— Uma hora ou outra eu vou cair! — Ela resmungou, colocando a mão em seu vestido.

— Desculpe. — Falei rindo. — Então, mais alguma pergunta sobre meu século?

— Bem, tem máquinas de quê?

— De tudo, tudo mesmo. — Digo sorrindo e pegando uma pedrinha, jogando a mesma num lago ali perto.

— Isso é legal… — Ela olhou para o rio. — Você não acha que sua companheira esteja sentindo falta de você?

— Companheira? — Franzo o cenho. — Ah, eu não tenho namorada…

Vejo a mesma corar e olhar novamente para o rio.

— Entendi. — Murmurou.

Mordo os lábios e olho para ela, a mesma se inclina para pegar uma pedrinha que estava um pouco longe. Ajudo ela e ela me dá um sorriso fraco.

Olho para suas íris castanhas e desço meu olhar para sua boca avermelhada. Ela faz a mesma coisa então me aproximo, colocando minha mão em sua nuca e a beijando calmamente.

Peço passagem com a língua e a mesma cede, o beijo era calmo e apaixonante. As mãos dela ficam em meu rosto, acariciando levemente.

De repente ela me empurra e se levanta rapidamente. Me levanto também e a olho.

— Meu Deus... a gente não pode fazer isso! — Ela põe as mãos em seu rosto.

— Desculpe, eu… fui eu quem a beijei. — Falo envergonhado e me aproximando dela. — Pensei que queria também...

— Eu… quero, mas não podemos, sou noiva, não posso trair o Jungkook. — A mesma começou a andar.

— Desculpa... — Digo baixinho, olhando para o chão.

A mesma me olha e sai correndo, segurando seu vestido para que não caía. Olho para a frente e abaixo meu olhar para minhas mãos.

Sou tão idiota, por quê fiz isso? E agora, como é que vou olhar para a cara dela novamente?

— Idiota, Idiota, Idiota! Sou um completo idiota! — Ponho ambas mãos em meus cabelos e me levanto, começando a andar levantamente até o castelo novamente. 

Continua...


Notas Finais


Até a próxima amores, dscp qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...