História The Touch -- Imagine Jungkook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jungkook
Visualizações 19
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Minha primeira fic.
Aceito críticas e dicas, por favor, digam o que acharam.
Desculpa se ficar confuso, eu tentei rsrs.

Capítulo 1 - Um dia com ele.


Fanfic / Fanfiction The Touch -- Imagine Jungkook - Capítulo 1 - Um dia com ele.

Eu costumava andar ás sextas naquela rua, quando não estava indo á alguma festa, ia até a casa de minha madrinha me refugiar. Ela era a minha segunda mãe e sempre me acolheu, seu filho, Jungkook, embora não quisesse demonstrar, devia gostar de minha presença, pelo menos esperava que assim fosse. Mas, há tempo venho sentindo algo por ele, toda vez que o via, meu coração pulava forte, ficava nervosa ou algo do tipo, e a outra vez quando isso aconteceu foi quando gostei de um coleguinha meu quando estava na sétima série. Sei que pode pensar "mas você nunca namorou?", sim, eu já namorei, mas eu nunca consegui gostar de alguém realmente, todos os garotos com quem fiquei era apenas caso de uma noite, ou então acabava cedo o relacionamento, acho que podia ser pela minha personalidade ser um pouco forte, ou então eu apenas não queria me prender á uma relação. Gostava do sentimento de liberdade, mas parece que Jungkook conseguiu reacender esse sentimento que não sentia á tempos. E lá estava eu, mais uma vez, caminhando até a casa deles, a brisa forte batia nos meus cabelos, fazendo com que tivesse que prendê-los. Mais algumas quadras, e cheguei ao meu destino, felizmente, a casa não era tão longe, mais ou menos uns 15 minutos da minha. Bati na porta e Jungkook veio me atender, perdi totalmente o fôlego quando me deparei com ele vestindo apenas uma toalha na parte de baixo, mostrando seu abdômen perfeito. Fiquei admirando enquanto pude, mas logo depois de me ver, ele ficou vermelho como um pimentão e fechou a porta rapidamente.

- Porque não avisou que vinha?! Me desculpa! - Ele berrou do outro lado da porta, e eu não conseguia parar de rir.

Um minuto depois ele voltou, vestindo vestimentas adequadas.

- Sou de casa, achei que não precisasse - Disse, entrando na casa - como iria saber que daria de cara com você… - Observei seu corpo, ele corou novamente, enquanto colocava suas mãos no rosto, suspirando.

- Só não conta isso pra Emma, ela vai me matar.

- Tudo bem… - Me sentei no sofá. - trouxe alguns lanches, vai querer?

- Não posso - Ele disse, enquanto secava seu cabelo no banheiro, porém com a porta aberta.

- Dieta? Se for, sabe que não precisa fazer… - Disse, enquanto dava uma mordida no meu lanche, fazendo referência ao que havia acontecido.

- Idiota.

Apenas ri da sua face emburrada, enquanto o provocava com meu hambúrguer.

- Tá muito bom, tem certeza que não vai querer? - Disse, ainda de boca cheia.

Ele bufou, logo largando o secador e vindo em minha direção, arrancando a sacola da minha mão.

- Se eu engordar, a culpa é sua - Ele deu sua primeira mordida.

- Já disse que não precisa fazer dieta, você é perfeito assim Jungkook. - Disse, mudando meu tom de voz, ele se importava com a opinião dos outros, por isso sempre procurou melhorar sempre, até demais.

Ele não respondeu, apenas fitou o chão, pensando no que eu havia dito. Logo um silêncio constrangedor tomou conta do ambiente. Ele continuava á pensar, até que suspirou.

- Valeu, vou terminar de arrumar meu cabelo. - Ele disse, largando o resto do hambúrguer que ele nem havia encostado praticamente. Balancei a cabeça, como ele não queria, eu acho que não teria problema se eu devorasse o resto…

19:07

- S/n, a Emma vai dormir na casa de uma amiga dela por conta da tempestade, ela volta amanhã cedo - Ele disse abrindo a porta do quarto que minha madrinha havia preparado para mim quando era pequena.

- Tudo bem…

Seria possível notícia melhor? Devido á chuva iria dormir ali, e seria sozinha com Jungkook, pois Emma está bem longe daqui. Sei que existia uma certa tensão entre nós dois, e hoje queria acabar com ela. Como já era tarde, tomei uma ducha quente, vestindo um shorts e um moletom vinho. Jungkook estava sentado no sofá jogando videogame.

- Não ia treinar hoje? - Provoquei-o, enquanto pegava uma garrafa de água na cozinha.

- Não posso por dois motivos. - Ele não tirou os olhos do jogo. - O primeiro é que está chovendo, e o segundo é que tenho que cuidar de você, criança.

Odiava quando ele me chamava assim, nós só temos 2 anos de diferença, o que não é muito.

- Então vá na chuva mesmo. - Tentei não parecer irritada, mas ele percebeu.

- Tá brava? Desconte a sua raiva comigo. - Ele me alcançou o joystick, me convidando para uma partida. Encarei-o rapidamente e aceitei.

Jogamos por duas horas seguidas, e minhas mãos já estavam doendo de tanto apertar aqueles botões, como estava com sede, resolvi pegar algumas bebidas que havia no congelador.

- Desde quando você bebe? - Ele franziu a testa observando-me com um copo de vodka na mão.

- Desde quando me conheço por gente. - Ofereci a garrafa pra ele, que aceitou sem pestanejar.

Bastou uma hora e meia bebendo para que eu ficasse bêbada. Minha visão estava um pouquinho turva, levantei numa tentativa de ir até a cozinha para buscar mais bebidas, mas teria caído se Jungkook não tivesse me segurado.

- S/n, deu de beber! Você já está completamente bêbada, quer ir parar no hospital? - Ele me segurou pelos ombros.

- Me deixa, quem é você pra me dar lição de moral? - Disse me desvilhando do mesmo, eu estava com a voz fanha devido á bebida, totalmente fora de mim e falava coisas sem sentido.

- Deixa de ser infantil, poderia deixar você beber até vomitar, mas me preocupo com você.

- Se se preocupasse tanto, saberia que gosto de ti! Porque você não gosta de mim? O que as outras garotas tem que eu não tenho? - Gritei sem sentido algum. Ele parecia um pouco surpreso com o que havia dito.

- Você não sabe o que está falando…

- Quem não sabe é você Jungkook! Me diz, o que elas tem? - Fui até ele, e comecei a socar seu peito, descontando toda a raiva que sentia, e ele permanecia estático, apenas observando a minha frustração. - Porque não gostas de mim? Me diz Jungkook! - Á essa altura eu já estava chorando, enquanto gritava coisas o soqueando. Meus gritos cessaram quando ele me abraçou fortemente, encostando minha cabeça no seu peito, fazendo com que eu parasse de bater nele, mas ainda sim chorava. E o pior é que não sabia o motivo.

- Criança… - Ele sussurou no meu ouvido, se fosse em outra situação teria o xingado, mas eu apenas queria o abraço e o carinho dele, eu apenas queria estar com ele naquele momento.


Notas Finais


Me digam o que acharam! ^•^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...