História The Trampoline Girl - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Loona
Personagens GoWon, Olivia Hye
Tags Chaewon, Go Won, Hyewon, Olivia Hye, Oliwon
Visualizações 86
Palavras 4.360
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Fluffy

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OOOOOI DE NOVO
Seguinte, plotei KKKKK e na minha opinião, foi o melhor plot que eu já tive até hoje.
Tô muito viciada em Hyewon, então seria óbvio o plot ser com elas né
Boa leitura, gente!

Capítulo 1 - .único


Fanfic / Fanfiction The Trampoline Girl - Capítulo 1 - .único

Desde o começo, Hyejoo sabia que aquele mês seria agitado para toda a sua família. Era mês do aniversário dos irmãozinhos gêmeos dela, Chaeyoung e Shownu, ambos iriam completar 6 anos e estavam planejando uma super festinha. E uma da exigência dos gêmeos era uma cama elástica.

Em um dia tranquilo, Hyejoo voltava para sua casa após um dia cansativo na faculdade, a morena já conseguia ver seus pais descendo do carro, carregando caixas e pacotes de balões, então concluiu que seus pais haviam ido comprar a decoração da festa dos gêmeos.

— Vocês querem ajuda? - a Son perguntou educadamente para seus pais, mas seu rosto de mau humor era evidente.

— Sim, querida, por favor - sua mãe pediu e entregou as caixas que carregava - Já estou ficando de idade, nem isso consigo carregar mais.

— Isso aí é desculpa, sua mãe é folgada, Hye - seu pai resmungou - As caixas estão leves - terminou sua frase em tom de brincadeira, recebendo um olhar mortal de sua esposa.

— Hye, vou precisar de sua ajuda - a mulher mais velha chamou Hyejoo, que colocava as caixas em cima da mesinha na sala.

— Sério, mãe? Não posso nem descansar primeiro? - Hyejoo deixou seu mau humor exalar, fazendo sua mãe revirar os olhos, já estava acostumada com a grosseria da menina.

— Larga de ser chata, Hyejoo! Falta uma semana e meia para o aniversário de seus irmãos, e nem eu, nem seu pai vamos conseguir ir atrás da companhia de aniversário, para termos a cama elástica e mais algumas atrações. Preciso que faça isso por nós - Olivia estava prestes a reclamar, quando foi cortada por sua mãe - Não precisa ser hoje, Hye, você tem até o fim de semana para ir no escritório.

— Tudo bem, mãe - Hye disse por fim, mesmo não gostando da ideia.

— Toma o cartão com o telefone e endereço, foi a companhia que seu pai e eu mais gostamos - sua mãe estende o cartão e Hyejoo pega, analisando os gráficos do cartão, com um nome colorido na parte de cima “YYXY COMPANY”.

— Eu hein, nome estranho.

 

(...)

 

Os dias passaram quase arrastando para Olivia, e é óbvio que a menina deixou o pedido de sua mãe para última hora. Já era sábado, o último dia do prazo que a menina tinha, já que no domingo o lugar não estaria aberto.

Hyejoo tinha chamado uma de suas melhores amigas, Hyunjin para lhe acompanhar até a visita no estabelecimento.

Quando estacionaram em frente ao local, Hyejoo respirou fundo, parecendo buscar paciência.

— Não sei nem o quê vim fazer aqui - Hyunjin resmungou, tirando seu cinto de segurança.

— Você veio me acompanhar em um lugar chato, pois tem o incrível poder de animar tudo - Hyejoo disse, saindo do carro e sentindo os raios de sol em seu rosto - E você ama a Chaeyoung - Olivia riu, vendo a expressão de verdade no rosto de sua amiga, que também saía do carro.

— Você podia ser fofa assim mais vezes, sabia? - Hyunjin disse, abrindo a porta do lugar e dando passagem para Hyejoo.

— Não, obrigada, estou muito feliz do jeito que sou.

O local não era muito diferente do cartão que foi entregue para Olivia. Era muito colorido e aconchegante. Havia uma mesinha com um computador, que era facilmente julgado ser o lugar onde a secretária ficava, - ou melhor, no momento não estava - além de também ter um ventilador de teto e um sofá para, aparentemente, esperar.

— Oh, perdão! - uma terceira voz se pronunciou no cômodo onde as duas meninas estavam, logo viram uma jovem garota, vestindo seu uniforme de trabalho com a logo da companhia - Me chamo Ha Sooyoung, desculpe por não ter alguém para atendê-las, Jungeun saiu para ir buscar alguns cartões na gráfica.

— Sem problemas. Nós queríamos contratar vocês para uma festa de criança - Hyejoo pediu educadamente.

— Claro, vou levar vocês para a gerente e vocês combinam - Sooyoung disse e as duas meninas seguiram a menina - Aliás, como se chamam? - ela questionou quando parou na frente de uma porta branca

— Eu sou a Hyunjin e ela é a Hyejoo.

— Podem entrar, Haseul está livre - disse e deu três batidas na porta, abrindo-a em seguida - Essas meninas querem contratar.

— Vão entrando! - uma mulher que estava sentada em uma mesa bem organizada abriu um sorriso para nós, apontando para as cadeiras em frente a mesa - Então, como nós podemos ajudá-las?

Depois de muita burocracia, Hyejoo conseguiu contratar as atrações para o aniversário de seus irmãos, como os gêmeos só queriam a cama elástica como brinquedo, a mãe de Olivia não se importou de pedir para Hyejoo contratar a pintura no rosto e o algodão doce também. Nem é necessário dizer que Hyunjin ficou super animada com a última informação.

 

(...)

 

O resto da semana havia passado muito rápido, era muita movimentação, até mesmo para Hyejoo. Era época de provas e trabalhos em seu curso na faculdade, além de que a menina precisou correr atrás de um presente para seu irmão, uma bicicleta.

O dia da festa já tinha chegado, Olivia estava uma pilha de nervos, precisava se arrumar, ir buscar o presente de Shownu e ainda ir buscar Hyunjin e Jiwoo. Seus pais e seus irmãos já tinham saído, pelo horário, Hyejoo supôs que os amiguinhos dos dois estavam começando a chegar no salão alugado.

A menina se arrumou na velocidade da luz, saindo de sua casa para ir buscar a bicicleta de Shownu na loja antes que a mesma fechasse.

Estacionou logo na primeira vaga que viu e saiu correndo na direção da loja, empurrando a porta e indo direto ao balcão.

—Olivia Hye! Que bom te ver novamente - Yerim abriu um sorriso ao ver a garota.

— Olá, Yerim, queria muito mesmo conversar, mas eu vim buscar a bicicleta que comprei, já estou atrasada para o aniversário dos gêmeos - Olivia disse tudo correndo, causando uma risada em Yerim.

— Relaxa, Hye, o salão não vai sair de lá - brincou, acalmando um pouco a morena - Vem, ela está lá no depósito.

A Son seguiu a funcionária da loja, indo até um quartinho nos fundos, e revelando a bicicleta colorida em um azul marinho.

— Muito obrigada, Yerim - a morena comemorou aliviada e pegou no guidão da bicicleta, levando ela até seu carro e se despedindo da funcionária com um aceno.

Destravou o alarme e com a chave destrancou o porta-malas, encaixando a bicicleta de um jeito que não impedisse-o de fechar.

Hyejoo saiu acelerada com seu carro para a casa de Hyunjin, onde Jiwoo e ela estariam esperando. Quando chegou, buzinou e viu duas meninas muito bravas saírem da casa e entrar em seu carro.

— Você está atrasada - Jiwoo disse e Olivia revirou os olhos - Quem diria, a menina que odeia atraso está atrasada!

— Eu sei, Jiwoo, me perdoem, unnies - Hyejoo tentou se redimir, ganhando um olhar compreensivo das outras duas.

— Tudo bem, Olivia - Hyunjin sorriu

— Jiwoo, você pode pegar meu celular e discar para a minha mãe, por favor? - a mais nova pediu, suspirando pesado ao ver que uma quantidade de carros à sua frente.

Jiwoo atendeu ao pedido da amiga, discando o número e entregando o celular para Olivia. O eletrônico só chamou duas vezes e logo foi atendido por sua mãe.

Hyejoo, onde você está, filha? - a voz do outro lado da ligação soou, parecendo visivelmente preocupada.

— Eu vou demorar uns minutos pra chegar, me atrasei pra pegar o presente do Shownu e agora tem muitos carros aqui na frente - Hyejoo explicou com calma.

Eu tinha dito pra você se arrumar e ir atrás do presente antes, Hye, mas você não quis ouvir.

— Eu sei, me desculpa.

Tudo bem, qual é o motivo da sua ligação?

— Queria saber se a cama elástica e o resto das coisas já chegaram.

Chegaram sim, Hye, já tem criança correndo com o rosto pintado e pulando - a mulher riu.

— Ótimo! Agora eu tenho que desligar, o trânsito voltou a fluir.

Depois de longos minutos, Hyejoo conseguiu seguir seu caminho calmamente, achou até rápido o tempo que levou para chegar ao salão de festas.

Estacionou em uma das vagas no estacionamento que o lugar tinha, e destravou o porta-malas, tirando a bicicleta e já chamando a atenção de várias crianças. Quando a morena foi se aproximando da entrada com suas amigas, seu irmão saiu correndo em disparada em sua direção, com os olhinhos brilhando de emoção ao ver a bicicleta.

— Finalmente - Shownu disse animado - A mamãe deu um presente enorme para a Chaeyoung e não deu nada para mim, depois ela disse que eu tinha que esperar você chegar.

— E valeu a pena esperar esse tempo? - Hyejoo perguntou sorridente, pegando o irmão no colo.

— Muito! - ele disse animado, mas sua feição foi se tornando chorosa, logo seus olhos encheram de lágrimas e um biquinho se formou em seus lábios.

— Ei, que foi? - Jiwoo perguntou preocupada, a reação do menino foi inusitada.

— Eu tô muito feliz - ele disse enxugando algumas lágrimas que haviam escapado e enlaçou com força o pescoço da morena com seus bracinhos, dando um abraço apertado nela - Muito obrigado! - o baixinho deixou um beijo na bochecha de sua irmã e desceu de seu colo, montando em sua bicicleta novinha para ir mostrar aos amiguinhos.

— Você é uma ótima irmã, Hye - Hyunjin elogiou, fazendo carinho nas costas da mais nova.

— Eu tento ao máximo, pelo menos - ela sorriu e notou que Jiwoo estava totalmente paralisada - Chuu?

— Gente, eu acho que vi um anjo - ela disse baixinho e Hyejoo seguiu, vendo a menina que pintava o rosto das crianças do lado de fora do salão, no espaço livre que tinha para as atrações da companhia.

— Aquela não é a Sooyoung? - Hyunjin questionou e Olivia concordou.

— Como vocês sabem o nome dela? - Jiwoo perguntou depois de um longo tempo observando a menina.

— Foi ela que me atendeu no escritório quando fui contratar as atrações, e Hyunjin tinha ido comigo - Hyejoo explicou

— Se eu soubesse, teria ido também - Jiwoo murmurou irritada. As meninas entraram no salão e foram recebidas com um abraço apertado da mãe de Hyejoo, que aparentava estar bem mais aliviada por terem chegado.

 

(...)

 

Depois de quase duas horas, Hyejoo não viu mais suas amigas. Hyunjin estava se afogando nas comidas e naquele exato momento tinha ido pegar algodão doce e Jiwoo falou que ia arranjar um jeito de observar o “amor da sua vida” - ela mesma estava chamando Sooyoung assim - e sua primeira opção foi ir pintar o rosto, resultando em uma Jiwoo com um pinguim enorme do lado esquerdo de seu rosto.

— OLIVIA, ME SOCORRE - Uma Hyunjin apareceu desesperada no campo de visão da mais nova. Hyunjin se encontrava visivelmente chocada e com um algodão doce inteiro em sua mão. Hyejoo logo estranhou o fato de sua amiga ainda não ter comido.

— Aconteceu alguma coisa séria??

— Muito séria.

— Me diz então!

— Acho que eu me apaixonei - Hyunjin disse com um sorriso bobo e brilho nos olhos.

— Até você? - Hyejoo revirou os olhos - Vou mesmo ficar encalhada pra sempre. Enfim, apaixonada por quem?

— Vem comigo - Hyunjin puxou a mais nova pelo pulso, levando ela até uma das janelas do salão de festas, de frente para a menina que preparava o algodão doce para as crianças com um sorriso encantador nos lábios.

— Ela é bonita mesmo - Hyejoo comentou, ganhando um olhar mortal da menina ao seu lado - Mas é toda sua, relaxa.

— O nome dela é Heejin - deu um suspiro apaixonado, olhando para a menina.

— Já até descobriu o nome? Que avanço! - Hyejoo riu e as duas ficaram encarando a menina por um bom tempo enquanto entregava o doce para as crianças que esperavam na fila.

Depois que serviu a última criança, por uma questão do destino, Heejin olhou logo a janela que as duas estavam, colocando seus olhos bem em Hyunjin.

— Ai, meu Deus! - a mais velha se assustou e abaixou tentando se esconder - Ela me viu! - do lado de fora, Heejin ria da reação de Hyunjin, achando-a extremamente fofa.

— Levanta, idiota - Hyejoo puxou a menina pra cima e posicionou o rosto na fresta aberta da janela - ELA TE QUER! - gritou para a menina enquanto apontava para Hyunjin.

— Son Hyejoo! - a mais velha murmurou irritada - Não acredito que você fez isso.

— Ela está toda vermelha e envergonhada - Olivia analisava a menina - Vai lá falar com ela.

— Não - Hyunjin negou desesperada.

A mais velha não teve tempo nem de pensar que já estava sendo arrastada por Hyejoo até o lugar onde Heejin estava.

— Olá! - Hyejoo disse animada, chegando perto de Heejin.

— Olá - Heejin respondeu, ainda com um sorriso envergonhado por causa da situação anterior.

— Meu nome é Hyejoo, e essa… - puxou Hyunjin, que se escondia atrás dela - É a Hyunjin.

— Oi, Hyunjin - Heejin se direcionou a Hyunjin, que no momento ficou corada - Vocês vão querer um algodão doce?

— Eu quero, por favor - Olivia pediu e Heejin assentiu, ligando novamente a máquina e jogando o açúcar dentro da mesma. Hyejoo já conseguia ver os fios aparentes e Heejin começando a rodar o palitinho por toda a máquina.

— Aqui está! - Heejin deu o doce para Hyejoo quando já estava em sua forma.

Quando tirou o primeiro pedaço para comer, sentiu duas criancinhas agarrarem duas pernas e sabia muito bem de quem se tratava.

— Vem pular com a gente, Hye - Chaeyoung pediu com um biquinho, sendo acompanhada de Shownu.

— É, Hye, por favor! - agora foi a vez do menino implorar.

— Quando eu já disse não para vocês, né? - Hyejoo abriu um sorriso quando seus irmãos soltaram ela e começaram a comemorar e puxá-la pelo casaco que usava - Hyunjin, come isso aqui pra mim - a mais nova jogou o doce na mão de sua amiga, que ainda estava hipnotizada pela beleza de Heejin.

Sem nem perceber, Olivia foi sendo arrastada até a cama elástica. Seus irmãos estavam eufóricos e muito animados para finalmente pular com a irmã mais velha. Quando foi se aproximando, Hyejoo viu uma menina loira virada de costas para ela, provavelmente avisando às crianças que pulavam que o tempo delas havia acabado, pois estava ajudando-as a descer.

A morena estava tão distraída tirando seus sapatos que nem percebeu que a loira já tinha virado, quando levantou o olhar, sentiu tudo ao seu redor ficar lento.

A menina era simplesmente a mais linda que Hyejoo já havia conhecido, e sabia que não existia ninguém que se comparasse.

A morena travou no lugar, abrindo e fechando a boca várias vezes enquanto encarava a loira, que também tinha um olhar fascinado em cima de Hyejoo, mas suas bochechas começaram a ganhar um tom rosado com o olhar da morena.

— Destrava, Olivia- Jiwoo chegou ao lado de Hyejoo, dando um tapa na sua cabeça.

— Você… Já pode entrar - a loira se pronunciou pela primeira vez. Sua voz causou arrepios em Hyejoo.

— Você pode segurar para mim? - a morena perguntou com vergonha para a loira segurar seu casaco. A menina sorriu simpática e apenas assentiu, estendo a mão para pegar a roupa em suas mãos. As duas sentiram um choque percorrer seus corpos quando suas mãos entraram em contato. Foi um toque simples, mas que tiveram uma reação enorme nas duas garotas. Olivia sentiu como se tivesse ido ao céu e voltado em questão de segundos vendo o sorriso da menina em sua frente, ela sorria abertamente para a morena, que tremia da cabeça aos pés.

— Hye! Vem logo - seus irmãos chamavam, impacientes.

— Já estou indo! Apressados.

Hyejoo pulava animada com seus irmãos, até parecia uma terceira criança no meio dos dois. A morena mal percebeu que estava sendo observada pela menina da cama elástica com um sorriso bobo. A loira não conseguiu evitar de sentir o cheiro de Hyejoo que estava preso no casaco. A menina levou o casaco até uma posição considerável para conseguir ter mais contato com o cheiro, mas também não dar na cara que havia se encantado por aquele cheiro. Mas seu ato só não passou despercebido por Hyejoo, que notou os movimentos da menina.

Como não tinha nenhuma criança esperando para pular, a loira deixou que os aniversariantes e a irmã pulassem mais. A morena esbanjava um sorriso enorme pulando de mãos dadas com os gêmeos. Olivia amava seus irmãos e protegia eles mais que qualquer coisa. Tratava-os com muito amor e carinho e os três saíam todos os domingos para tomar sorvete na sorveteria preferida da sua família.

— Ai, eu cansei - Shownu resmungou, sentando na cama elástica.

— Eu também - Chaeyoung tentava recuperar o fôlego.

— Vamos descer então - Hyejoo desceu as escadinhas da cama elástica e se posicionou de frente para escada, pegando seus irmãos no colo para ajudá-los a descer. Os dois nem esperaram sua irmã e já saíram correndo na direção de seus amiguinhos.

— Você deve gostar muito deles - Hyejoo se assustou ao ouvir a loira falando com ela - Desculpe, não queria assustar.

— Tudo bem, não tem problema.

— Como você se chama?

— Son Hyejoo, mas meus amigos me chamam de Olivia, e você? - a morena estendeu a mão.

— Park Chaewon - a loira aceitou a mão de muito bom grado, sentindo mais uma vez o mesmo choque de antes, só que em uma intensidade bem maior. As duas afastaram suas mãos, assustadas. Não entendiam o que estava acontecendo naquele momento - S-Seu casaco - Chaewon devolveu a peça de roupa para Hyejoo, com vergonha.

— Obrigada.

— Meninas! - as duas ouviram uma voz, que pertencia a mãe de Olivia - Venham, nós vamos cantar o parabéns.

— Tudo bem, mãe - Hyejoo respondeu e sua mãe se afastou sorrindo, indo chamar o resto das crianças e as outras meninas que trabalhavam - Vamos? - a morena atraiu a atenção de Chaewon.

— Sim, vamos.

As duas andavam lado a lado até o salão, e no meio do caminho as amigas de ambas apareceram e cada trio foi para um lado do salão.

— Vocês nem acreditam! - Jiwoo falou animada e mostrou o lado branco do cartão da companhia. No cartão tinha escrito um número de celular - Eu consegui o número de celular dela! -  Jiwoo fez uma comemoração discreta.

— Eu também consegui o da Heejin - Hyunjin abriu um sorriso enorme e mostrou um pedaço pequeno de papel.

— Se não fosse por mim, você estaria correndo pelos cantos de vergonha - Hyejoo murmurou e revirou os olhos.

— OBRIGADA, HYE - Hyunjin gritou e pulou na morena mais nova, dando um abraço apertado. O grito de Hyunjin chamou a atenção de várias pessoas ali, até do outro trio no salão.

— Hyejoo! - sua mãe chamou-a - Tem como avisar para as meninas que elas podem encerrar o turno? Acho que depois de cortar o bolo, ninguém vai comer algodão doce e nem pular, além de que todo mundo já está com o rosto pintado - encarou Jiwoo com uma expressão engraçada.

— Aviso sim, mãe - sua mãe sorriu em forma de agradecimento e se retirou.

— A gente vai com você - Jiwoo e Hyunjin falaram ao mesmo tempo.

— Vamos então, sombras.

As três começaram a ir na direção das três meninas, que no momento estavam de costas para elas, observando os irmãos de Hyejoo se posicionarem atrás do bolo. Hyejoo se aproximou de Chaewon e colocou a mão na cintura da mesma, para lhe chamar. Chaewon deu um pulo com o susto e colocou a mão no coração, tentando te acalmar.

— Por Deus, Ollie! Não faz isso - Chaewon sem nem perceber, tinha dado um apelido para Olivia, que abriu um sorriso enorme ao ouvir.

— Desculpe, Chaewon. Enfim, minha mãe pediu para avisar que os serviços de vocês estão dispensados. Ela acha que as crianças não vão mais ir brincar - Olivia explicou e as três meninas assentiram.

— Mas não precisam ir embora! - Hyunjin atropelou a fala de Hyejoo - Podem ficar para aproveitar, se puderem, claro.

— Podemos sim! - Heejin se prontificou, sem nem perguntar a opinião das outra duas.

— Ótimo - Hyunjin sorriu, animada.

As luzes foram apagadas e as velas do bolo acesas, iluminando o rosto dos gêmeos e logo em seguida todos começaram a cantar.

 

(...)

 

Depois que os pedaços de bolo foram distribuídos, Olivia percebeu que suas amigas haviam saído, junto com suas respectivas “crushs supremas”.

Chaewon sentiu a mão de Hyejoo tocar e sua e seus dedos se entrelaçaram. Hyejoo andou para fora do salão, puxando delicadamente Chaewon consigo.

— Você aceita pular comigo? - Olivia brincou.

— Claro que aceito! - Chaewon deu aquele sorriso que deixava as pernas de Hyejoo bambas.

— Vamos então.

Hyejoo entrou no brinquedo e ofereceu a mão para Chaewon, ajudando-a subir. Chaewon conseguia notar que Hyejoo estava nervosa, mas nem por isso a morena deixou de sorrir e se divertir pulando com a loira. As duas riam e pulavam, ora juntas e de mãos dadas, ora cada uma em uma ponta. As amigas das duas olhavam-nas de longe, todas com um sorriso no rosto, vendo a alegria que as duas mostravam.

Por um descuido de ambas, uma colisão aconteceu e as duas garotas caíram na cama elástica. A única coisa que não estava planejada era a posição um tanto intimidadora que foi o resultado do tombo.

Chaewon se encontrava em cima de Hyejoo, sentada em seu quadril, seu corpo curvado para frente e suas mãos dos lados da cabeça de Olivia. A morena estava totalmente intacta, sua respiração foi se tornando pesada. Os lábios de Chaewon estavam perigosamente perto dos seus. Hyejoo não conseguiu evitar o olhar. Seus olhos estavam presos aos de Chaewon, a loira mantinha um brilho inexplicável nos olhos, ela conseguia sentir a respiração de Hyejoo batendo em seu rosto. Aos poucos, Olivia foi descendo o olhar até a boca da menina, os lábios da loira estavam revestidos por um batom rosa bem claro, quase imperceptível. Uma súbita vontade de beijar Chaewon invadiu todo o corpo de Hyejoo, e pelo jeito a mesma vontade invadiu Chaewon. A loira foi se aproximando aos poucos, diminuindo toda a distância que ainda existia entre as duas garotas. Hyejoo ansiava pelo toque dos lábios da loira nos seus… Óbvio que não aconteceu.

Chaewon beijou o canto da boca de Hyejoo e se afastou com um sorriso divertido, sentando-se ao lado da morena. Já Olivia, se encontrava totalmente emburrada, também se sentando.

— Desculpa, Ollie, não beijo no primeiro encontro - Chaewon piscou e Hyejoo revirou os olhos.

— Avisasse pelo menos - a morena fez um biquinho, ouvindo as risadas de Chaewon.

Olivia via que as risadas de Chaewon foram caindo e ela se manteve séria, olhando para frente. Hyejoo percebeu que a menina começou a tremer e viu seu corpo arrepiado, e com isso constatou que a loira estava com frio. Chaewon percebeu quando Hyejoo começara a tirar seu casaco e deu um sorriso mínimo. Olivia se posicionou atrás da loira e colocou o casaco nos ombros dela.

— Obrigada - Chaewon agradeceu e vestiu o casaco e deitou na cama elástica e começou a observar as estrelas que preenchiam o céu naquela noite. Hyejoo deitou ao seu lado e Chaewon rodeou a cintura de Hyejoo, aproveitando o calor do corpo dela. Óbvio que a menor não perdeu a oportunidade de posicionar seu rosto no pescoço de Hyejoo e aproveitar o cheiro da maior. Olivia sorriu com sua atitude e passou a fazer carinho nos fios loiros de Chaewon.

As duas ficaram naquela posição por longos minutos, até Chaewon suspirar triste contra o pescoço de Olivia.

— Que foi, pequena? - Hyejoo perguntou quando percebeu o ato da menina.

— Eu preciso desmontar a cama elástica - ela murmurou - Você me ajuda?

— Ajudo, princesa - Chaewon sentiu seu coração aquecer com os novos apelidos que havia ganhado de Hyejoo. A loira deixou um beijo no pescoço de Olivia e levantou para desmontar o brinquedo.

Com a ajuda de Hyejoo, Chaewon conseguiu desmontar e guardar as peças do brinquedo no carro da companhia bem mais rápido de quando fazia sozinha.

— Vamos, Chae? - Sooyoung chamou Chaewon.

— Vamos sim - Chaewon estava se preparando para tirar o casaco, mas foi impedida por Hyejoo.

— Pode ficar com ele - Olivia disse tranquila.

— Ficou doida, Hyejoo? Eu não vou ficar com ele - Chaewon respondeu brava, cruzando os braços.

— Então você me passa seu número e me manda mensagem com o endereço da sua casa pra eu ir buscar ele - Hyejoo disse sugestiva.

— Ta bom - Chaewon pediu para Heejin um papel e uma caneta, escrevendo seu número no pedaço de papel e em seguida entregando-o para Olivia.

— Achei que ia ser mais difícil - Hyejoo disse divertida.

— Preciso ir, Olivia - Chaewon disse triste e se aproximou de Olivia. As duas deram um abraço longo e aconchegante. Chaewon se afastou um pouco e ergueu a cabeça para conseguir olhar para Hyejoo, dando um selinho rápido nos lábios da morena e se soltou do abraço, andando em direção ao carro que suas amigas estavam, chocando Hyeoo.

— Achei que você não beijava no primeiro encontro! - falou alto e sorrindo para a loira, que virou na direção de Hyejoo.

— Tchau, Ollie.


Notas Finais


AAAAAA, FOI ISSO
Espero que tenham gostado!
Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...