História The Travel - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags A Viagem, Aventura, Drama, Originais, Romance, The Travel, Viagem
Visualizações 3
Palavras 1.426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - O começo de uma grande aventura.


Residência Evans, 9:40 da manhã, Sábado.

Calvin estava sentado na frente de seu computador, com seu cabelo loiro todo bagunçado, com olheras e com uma cara de cansado, em mais um partida das mais de 25 que ele havia jogado diretamente.

Calvin - Tsc, tsc. Será que você tem algum tipo de problema? Como você não consegue simplesmente acertar um cara?  O time perder foi tudo culpa sua! - Calvin dizia com sangue nos olhos para o novato.

Jogador - Da pra você esfriar a cabeça? O cara acabou de começar a jogar! E além disso porque você não vai dormir? Está aqui desde as 23:00!

Calvin - Aah... Talvez você esteja certo... Eu tenho que dormir. - Disse o jovem desligando o pc e apoiando a cabeça sob a mesa.

Calvin - Talvez eu deva parar com esse vício. - O jovem foi ao banheiro lavar o rosto e logo após voltou onde deitou em sua cama.

Francine - Hm? Você pelo menos dormiu? Não vai me dizer que você tá sem dormir de novo? - Disse a irmã do jovem, após abrir a porta do quarto dele.

Calvin - Tsc, já não basta o papai e a mamãe e agora é você me pertubando, eu só queria sumir nessas horas. Por que ninguém me deixa em paz nessa casa? 

Francine - Ah irmãozinho, é que eu me importo com você... Você é a única pessoa nessa porra de casa que realmente se importa comigo... Eu só me preocupo com sua saúde. - Disse a jovem se aproximando da cama do jovem e se sentando, afundando seu rosto no meio de seu joelho.

Calvin - Hum... Me desculpe é que os jogos são as únicas coisas que me acalmam pelo estresse todo que eu venho passando. - Disse se virando para sua irmã e fechando os olhos.

Francine - Ei... Tipo imagina se a gente fugisse até atravessar para o outro lado do país ou chegar em outro continente! Fugir de tudo e viver uma grande aventura! Isso seria tão.. Empolgante! - Disse a garota rapidamente se levantando animada.

Calvin - Oque? Você anda bebendo? Sem chance nenhuma! Atravessar o país ou chegar em outro continente isso é ideia de maluco Francine! - Se virou para o outro lado e se cobriu com o cobertor.

Francine - Mas... Sabe seria uma aventura a se viver isso seria legal!

Calvin - Tá tá.. Agora cai fora do meu quarto eu to quase desmaiando de sono. - A irmã decepcionada saiu do quarto fechando a porta e voltando a sua cama.

Residência Park, 23:04, Dia anterior, Sexta-Feira.

Sooyoung acabava de chegar do cinema em casa. Novamente sempre quando subia as escadas a felicidade que estava enquanto estava com os amigos, havia acabado. Antes de abrir a porta branca que levava ao inferno, Sooyoung engoliu a saliva, respirou fundo e entrou. A primeira coisa que encontrou foi seu pai na sala, assistindo TV, com sua garrafa de cerveja do lado. A garota com medo do que iria vir, lentamente disse ao seu pai:

Sooyoung - O-Oi Ada- - A garota foi cortada imediatamente pelo forte grito de seu pai.

Adam - QUANTAS PORRAS DE VEZES EU VOU TER QUE DIZER 22:30! CARALHO GAROTA VOCÊ ACHA QUE ISSO É HORA DE ESTAR NA RUA? SUBA PARA SEU QUARTO AGORA, E ALIAS VOCê NUNCA MAIS SAI COM SEUS AMIGUINHOS DE MERDA! - Disse seu pai gritando na sua cara.

Sooyoung - M-Mas foi s-só meia hora, isso não é nada... 

Adam - Hahaha... HAHAHA, SÓ MEIA HORA, MEIA HORA É O BASTANTE PARA EU TE ENCHER DE PORRADA! SE EU TE ENCONTRAR CHEGANDO ESSA HORA EM CASA, VOCÊ TÁ MORTA ENTENDEU? MORTA!

Sooyoung - QUAL É? QUEM VOCÊ PENSA QUE É? VOCÊ NEM MEU PAI É, É APENAS UM ALCOÓLOTRA QUE MINHA MÃE ENCONTROU POR AI!

Adam - Eu cansei de gritar com você... Se você não subir para seu quarto agora eu vou te encher de porrada que amanhã você nem consegue levantar da cama.

Sooyoung - S-Sim senhor. (Eu não acredito... Eu cedi novamente, e agora como todos os dias eu vou subir chorando para aquele quarto..) - A garota se deitou e não pode evitar a choradeira, as lagrimas desciam sem parar pelo seu rosto. Porque? A garota se perguntava. Porque aquilo acontecia com ela? Novamente ela ficava com medo do monstro que seu pai era, e o terror que era sua vida... - Porque eu simplesmente não fujo? Porque eu simplesmente não abandono tudo? ...Não, eu não posso...

Bar Tom's, 21:05, Sexta-feira.

Kwan estava ali, com as pessoas que mais amava, seus amigos, Francine, Sooyoung e mais três. Tudo estava indo perfeitamente, até porque uma noite entre amigos é quase sempre perfeita não é mesmo?

Sooyoung - Ei, Fran, porque Calvin não veio mesmo?

Francine - Porque você acha? Os jogos novamente! Eu to cansada, já não basta meus pais e agora ele só pensa nos jogos... - Disse Francine, bufando e botando a palma da mão sobre seu queixo. 

Kwan - Ei, calma, a gente sabe o clima que é sua casa, talvez os jogos são apenas uma coisa que acalme ele!

Francine - É... Talvez você tenha razão.

Scott - Enfim vamos acabar com esse clima pesado, vamos tomar uma dose? - Scott perguntou, por mais que eles fossem menor de idade.

Kwan - Eu aceito.

Sooyoung - Oque? A gente é de menor! Não podemos beber!

Francine - Qualé Soo, vamos nós nunca temos liberdade mesmo, eu já to cansada de ser a certinha, mas afinal como nós vamos pedir? Somos menor de idade.

Scott - Deixa comigo... Identidade falsa. 

Kwan - Scott, Scott... Que monstrinho você em! - O plano deu certo, eles estavam tomando drinques agora mesmo enquanto contavam piadas, quando um carro branco se aproximou do local, dele saiu uma mulher, coreana muito bem vestida. 

Sun-Hi - KIM KWAN! AGORA AQUI! - A mulher simplesmente puxou Kwan pela mão, colocou dentro do carro e saiu correndo com o veículo. 

Francine - Novamente ela fez isso...

Sooyoung - Essa mulher é louca.

No carro

Sun-Hi - MEU DEUS! OQUE EU FIZ DE ERRADO? MEU FILHO, BEBENDO? OH MEU DEUS!

Kwan - Mãe.. Eu tenho quase 18 anos, me deixa ser livre e fazer loucuras de vez em quando... - Kwan disse virando sua cabeça para a janela e bufando.

Sun-Hi - Oh Jesus, eu criei meus filhos tão bem pra ficarem desse jeito... Que decepção...

Kwan - "Meus filhos"? Você teve mais filhos? - Kwan disse um pouco surpreso

Sun-Hi - O-Oque? Não! Não... V-Você nunca mais vai sair entendeu?

Kwan - Aah.... 

Sun-Hi - VOCÊ ME ENTENDEU?

Kwan - Sim...

Parque San Adam's, 13:40.

A tarde, os 4, Kwan, Sooyoung, Francine e Calvin se encontram no parque central da cidade de Stonlake

Francine - Eai pessoal! Como passaram o final de semana? Pois o meu foi uma porra...

Sooyoung - Igualmente, eu fiquei trancada a noite inteira no quarto.

Kwan - Eu também desde sexta...

Calvin - A minha é a mesma da minha irmã.. Uma porra.

Francine - Gente! Já que nossas vidas não valem a pena e não tem mais nada pra fazer além de suicídio, eu tive uma ideia!

Calvin - Isso de novo Francine? Pelo amor isso é sem cabimento! 

Francine - Deixa eu falar! Então minha ideia é a gente pegar 500 ou 1000 reais dos nossos pais e simplesmente... Sair! Atravessar o país ou chegar em outro país ou continente. E então aproveitar essa grande viajem com todos juntos!

Sooyoung - EU VOU! Calvin... Essa é a melhor ideia que eu já ouvi durante minha vida, eu não aguento mais aquela casa, eu não aguento mais sentir medo de ficar em casa! Eu vou.

Kwan - Eu vou... Eu NUNCA pude ser livre, e viver uma baita de uma aventura como essa... Seria tão legal fugir por ai passando por cidades, dormindo em um hotel por dia ou até mesmo na rua, viver por ai... Eu topo eu vou até hoje se quiser.

Calvin - E-Eu... Eu não sei agora que vocês falaram... É uma grande chance... Sair daquele inferno onde nossos pais não conversam com a gente a 2 meses e usam drogas escondidos da gente... Quer saber, eu topo.

Francine - Eu.., Isso é loucura? Não é? Vamos.... Hoje a noite sem medo, a gente vai se encontrar aqui as 4:30 da manhã e vamos pegar um ônibus para a próxima parada e continuar andando sem rumo... É hoje que tudo começa!

 


Notas Finais


Olá! Essa é minha primeira fanfic, me esforcei para escrever e espero que tenha tido um bom resultado. Espero que gostem ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...