História The two sides of love - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Abandono, Amber Heard, Drama, Ed Westwick, Gravidez, Justin Bieber, Maggie Elizabeth Jones, Romance
Visualizações 105
Palavras 3.534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ufa! Quanto tempo né amores, mil perdão pelo sumiço que ultimamente minha vida anda corrida. Mas chega de conversa bora ler.

Boa Leitura!

Capítulo 38 - 37. Second Chance


Fanfic / Fanfiction The two sides of love - Capítulo 38 - 37. Second Chance

O ano novo havia chegado e nele trazia consigo uma verdadeira bagagem de novas esperanças, novos momentos, e acima de tudo novas conquistas e realizações. Fazia uma semana, que todas as festas haviam sessado e vagarosamente Paris, retornava a rotina de começo de ano, ainda envolta aquele clima de festa, turistas e seu inverno rigoroso com direito a muita neve e vários chocolates quentes. Na casa dos Bouvier, até então nada havia mudado, referente a ter somente mãe e filha na residência, Kassi começava a ficar preocupada e angustiada ao mesmo tempo em pensar que Mathews talvez não tivesse conseguido, digerir tudo que acontecera ano anterior, e seguir em frente. Como tinha que seguir a vida, após o recesso de natal e ano novo ela e Hope voltavam as aulas no começo da semana, a loira tinha tanto o que pensar, tanto dentro de casa como fora, afinal assim que chegou próximo do horário de ir embora, uma das secretarias da diretoria foi até sua sala chama-la. E após o termino do horário lá estava ela, adentrando a sala que ultimamente vinha sendo bem recorrente dela, sentada a mesa a diretora logo sorriu se levantando caminhando até ela.

— Aqui estamos nós novamente em senhorita Kassidy, bem após ótimos sementes e um excelente desempenho dentro e fora de classe, a senhorita chegou ao último ano muito bem e com pessoas de forte nome desejando tela, como assistente. Bem sem delongas, aqui está esse é o endereço de seu próximo e último estágio curricular, com o estilista Marc Jacobs, como fora indicado no baile.

Respirando fundo Kassi pegou a carta, que continha um lindo selo que provavelmente havia sido feito por uma das marcas que patrocinavam, um dos estilistas mais famosos e caros do mundo da moda. Por alguns segundos, ela apenas ficou olhando a carta, mas após notar o silêncio um pouco constrangedor, ela voltou a si olhando a reitora.

— Obrigada senhora Margareth, devo me apresentar ao estágio hoje mesmo?

A mesma assentiu. — Isso mesmo, no interior da carta contém o endereço e horário como da primeira vez.

Dizendo a reitora se afastou um pouco deixando mais espaço para Kassi, que ainda ficava receosa em abri o pequeno envelope em suas mãos, notando que tinha mais privacidade enfim ela abriu a carta com todo cuidado não desejando, danificar nada. Nela havia informações básicas, de quem viria dar o estágio, nome completo dela, endereço e horário de onde deveria comparecer aquela tarde, assentindo ainda com sentindo toda apreensão dar nós em seu estomago ela se despediu da diretora, seguindo para casa e depois no começo da tarde se encaminharia a um novo local, que só pelo endereço só pessoas da alta costura circulavam por aquelas ruas.

....

 Após se arrumar da melhor forma possível para seu primeiro dia, Kassi havia chegado ao endereço um lindo suntuoso, prédio parisiense, adentrando o mesmo logo se viu na recepção aonde uma moça muito sorridente, a recepcionou.

— Estágio com senhor Jacobs?

— Sim, aqui minha carta.

A moça analisou somente o emblema que selava a carta, e voltou a olhar Kassi com uma expressão surpresa, sorrindo em seguida ela lhe entregou um crachá especial, com fechadura, significava que ela era VIP e com o mesmo ela liberava as portas, que viria a precisar passar sem precisamente uma autorização de quem estivesse no andar. Surpresa com aquilo, Kassi seguiu pelo saguão do prédio até a área dos elevadores, e ao chegar no 8º ela saiu do mesmo caminhando por um corredor imenso até a única porta do local, lá haviam mais cinco moças e outra recepcionista, a loira se encaminhou para se apresentar e saber mais, a recepcionista sorriu.

— Pode se sentar, ele logo irá receber todas.

Assentindo Kassi se aproximou de um dos sofás, se sentando no vazio pôs odiava ficar no meio já que podia ficar no canto, se sentando elegantemente ela agradeceu mentalmente ter escolhido seu vestido logo preto, que a deixava confortável e segura, afinal ali não havia nenhuma se quer que não estivesse com algo da moda ou de marca caras, algumas até do próprio Marc Jacobs.

....

Passado um tempo a secretaria, que até o momento não havia dito mais nada se levantou se aproximando da segunda porta dupla, abrindo-a olhando em seguida paras os presentes ali.

— O senhor Jacobs, as espera na sala podem ir.        

Kassi se levantou um pouco surpresa, como assim ele as esperava ele nem se quer havia passado por elas, em nenhum momento, mas assim que se viu no interior da segunda sala ampla e totalmente adaptada para ser um ateliê, Kasi notou outra porta que provavelmente dela sairia o estilista. E foi o que realmente aconteceu, pôs não demorou muito um homem alto, corpo atlético muito bem vestido, cabelos um pouco grisalhos, juntamente com barba no mesmo tom, o mesmo assim que adentrou a sala analisou cada rosto ali presente, se escorando a frente da mesa da sala.

— Boa Tarde, então esses são os rostos das futuras estilistas do futuro?!

Ouve um burburinho entre os presentes, mas Kassi não se deixou entrar na onda focando seu olhar no homem a frente delas, e como se o olhar dele a acompanhasse ele se levantou, dando a volta a mesa pegando uma espécie de prancheta, voltando a olhar todas.

— Vocês estão aqui por que eu as escolhi, algumas de vocês já tiveram semestre passado um estágio com outros estilistas, e isso é muito bom, mas quero que daqui em diante esqueçam tudo pôs o que acompanharam do meu estilo é totalmente diferente.... Espero que tenham feito a lição de casa e pesquisado um pouco sobre meu estilo irreverente, e minhas opiniões.

....

Quando Kassi saiu do prédio aquela tarde, ela se sentia bombardeada com várias informações, afinal era um novo estilista, novas normais, novo estilo e cabeça. E parecia que Jacobs era bem mais excêntrico que Stella, tentando organizar seus pensamentos e tentando ver seu futuro sendo orientada por mais um nome de peso da moda, Kassi respirou fundo fechando seu casaco seguindo para o transporte público, que era bem mais viável em épocas de inverno e neve em Paris. Quando chegou em casa, ela logo notou a mochila de Hope indicando que a pequena havia acabado de chegar, tirando seu casaco deixando-o no cabideiro ela escutou a voz de Hope ela parecia extremamente feliz, seguindo a voz da filha Kassi adentrou a cozinha, e se deparou com a pequena nos ombros de Mathews e eles fazendo maior bagunça juntos, assim que viu a mãe Hope logo gritou.

— Mãe?! — Escutando a pequena, Mathews se virou vendo Kassi próxima ao batente da porta com uma expressão confusa, notando a situação ele logo colocou Hope no chão sorrindo para pequena que foi correndo em direção a mãe.

— Mamãe o papai... Math me trouxe presentes incríveis. — Vendo a animação nos olhos da filha Kassi procurou não corrigi-la e assentir com seu melhor sorriso, afinal ela ainda estava em choque com tudo aquilo.

— Que ótimo querida, depois quero ver todos eles.

Já entrando no clima de informa Hope que eles precisavam ficar sozinhos, Math se aproximou da pequena indicando que ele e a mãe dela, precisavam conversar as sós que depois eles iriam ver juntos todos os presentes. Assentindo a menininha, sorriu para os dois e saiu da cozinha em direção ao corredor subindo as escadas em seguida, agora totalmente sozinhos Mathews se aproximou de Kassi, notando-a ainda perplexa escorada no batente da porta, notando a aproximação dele ela não conseguia se mexer ao certo, pôs o choque e toda a confusão ainda borbulhavam em sua cabeça.

— Voce me parece surpresa ou até mesmo totalmente chocada em me ver aqui...

— A palavra seria exatamente essa mesmo “ chocada” por que a última vez que te vi era véspera de natal, e você estava me dizendo que ia embora para sabe deus aonde, para pensar sobre como ficaríamos .... E isso foi a quase 4 semanas, e depois mais nada, nenhum telefone, mensagem, e-mail nada apenas o silencio .... Aí você volta e quer que eu o receba como?

Surpreso com desabafo de Kassi, Math deu um meio sorriso se aproximando mais dela.

— Eu disse que precisava pensar, em tudo que aconteceu e não ia ser assim rápido e fácil ... E enquanto eu não tivesse a certeza da decisão que tomaria, eu continuaria longe sem dar sinal.

— Ótimo, agora você está aqui ... E o que tem a me dizer?

— Kassi, o que houve? Você me parece tão atribulada...

Ela suspirou desviando o olhar, olhando para um ponto aleatório ela deu de ombros. 

— Você nos abandonou em pleno natal, e sumiu em seguida a vida continuou e hoje acabei de voltar do meu primeiro dia de estagio com o Marc e ele nos bombardeou com ideias novas, novos estilos.... Que ainda estou zonza, e aí chego em casa e encontro você assim como nada tivesse acontecido.

Olhando-a ele ofereceu sua mão a ela, em gesto simples que pegou Kassi de surpresa, mas ela aceitou entrelaçando sua mão na dele, fazia tempo que ela não tinha mais aquela intimidade com ele, o toque a aproximação, ainda a olhando ele continuou.

— Vem vamos ao jardim, temos muito que conversar.

Os dois seguiram até o jardim, adentrando a estufa de flores, um dos lugares prediletos deles devido estar nevando lá fora, se sentando em um dos bancos em meio as rosas Kassi ficou observando Mathews andar de um lado para o outro, ele parecia buscar as palavras certas para aquela conversa que poderia ser a última, ou a primeira de um recomeço. Mas antes que ele disse qual quer coisa, Kassi questionou.

— Aonde você esteve?

— Em um chalé, nos Alpes...

— Todos esses dias? — Ele assentiu. — Sim, precisava pensar em tudo que havia me dito...

Kassi respirou fundo voltando a sentir aquele desconforto, no estomago a qual quer momento ele viria dizer qual havia sido sua decisão, percebendo que a mesma ficara totalmente em silencio Mathews resolveu logo dizer.

— Sabe por que eu precisei me afastar de você Kassi? Não foi nem tanto pelo ato, em si e sim a forma como você me contou tudo, a forma ... A cada palavra era como se você voltasse ao momento e seu corpo o reconhecesse novamente, precisava ver como seus olhos brilhavam em relembrar a forma como ele a beijou, como seu corpo se acendeu feito fogos de artifícios.... Foi horrível ouvir tudo aquilo, eu me senti um total inútil pelo fato de não conseguir despertar esse lado seu, então eu fiquei com raiva e muito ódio de você.... E os dias que fiquei no chalé eu me questionava a todo tempo se conseguiria esquecer tudo que havia escutado, e visto diante dos meus olhos, se vali pena lutar por o pouco que temos...

Desviando seu olhar do dela, Math deu alguns passos levando uma das mãos aos cabelos, voltado a olha-la novamente.

— E sim, vale a pena continuar lutando por você duas. —

Assim que ouviu aquilo Kassi, deu um suspiro que era um misto de alivio, alegria se aproximando dele ela se jogou em seus braços abraçando-o forte, sentindo seu coração acelerado Mathews apertou a loira mais forte em seus braços contente em poder tê-la assim novamente e não sentir mais o peso da raiva ou do ódio, após um tempo abraçados Kassi foi se soltando de Math voltando a olha-lo.

— Meu coração está totalmente feliz em saber que vai continuar em nossas vidas, não posso prometer que seremos aquele casal, que seguira a vida juntos hoje e sempre, mas quero passar muito da minha vida ao seu lado.

Surpreso com declaração Math balançou a cabeça, levando uma de suas mãos ao rosto dela, acariciando de leve, sentindo o toque dele Kassi inclinou o rosto levemente, sentindo o calor da mão dele em sua pele, se aproximando mais dela Mathews segurou o rosto dele gentilmente sorrindo feito menino sussurrando. — Te Amo! — Aproximando seus lábios dos dela, rapidamente ele fora totalmente bem recebido, seus lábios se emolduravam em uma forma única, suas línguas se tocavam inicialmente de forma lenta e castra, voltando a se reconhecer. Deslizando seus dedos pela nuca dele, Kassi sentia o calor tomar conta de seu corpo, e lentamente as mãos de Math desceram de sua face para, as curvas de seu corpo e automaticamente o clima esquentar completamente, e beijo que antes era lento e gentil se torna mais intenso e carregado de desejo. Entre o beijo ele sorria sussurrando — Com senti falta disso — Kassi sorria alternando suas caricias, entre sua nuca e seus cabelos enroscando seus dedos agitados conforme o clima esquentava completamente.... Em um movimento rápido, Mathews deitou Kassi sobre uma das mesas, afastando o que podia da mesa, rindo entre o beijo devido a bagunça que faziam eles continuavam no clima de desejo e reconciliação, vendo-a deitada sobre a mesa lentamente o loiro começou a despi-la, tornando o ato totalmente sexy e romântico ele queria poder rever cada centímetro do corpo dela, queria ama-la como da primeira vez. Tirando pesa por pesa ele parava sentindo o delicioso perfume de Kassi, que o olhava sorrindo inebriada pelo momento.... Após retirar totalmente suas roupas, Math continuou a apreciar a amada, mas não restando continuar sem toca-la mais intensamente ele logo veio a se desfazer de suas roupas também. Assim que seus corpos se reencontraram, a química existente era forte, voltando a beija-lo Kassi deslizava suas mãos pôr as costas dele, arranhando de leve escutando-o gemer vagarosamente aquilo a excitava ainda mais, se afastando dos lábios dele Kassi seguia descendo beijando o canto de sua boca, seu pescoço, o perfume de sua pele juntamente com o calor que emanava dele, a deixava mais atiçada a tudo que estavam vivendo ali.... Voltando a deita-la Math a cobriu de beijos, dando ênfase em seus seios acariciando-os dando algumas mordidinhas que fazia Kassi arquear e gemer mais alto, satisfeito ele continuava seus carinhos e beijos até chegar em sua intimidade notando a excitação dela, o mesmo não demorou muito e preliminares pôs como ela, ele se sentia totalmente excitado. Unindo seus corpos novamente Math voltou a beijar Kassi que passou suas pernas a volta dele, sentindo seu membro roçar levemente seu sexo, gemendo entre o beijo ela acariciava os cabelos dele deixa- mais bagunçados e ainda mais sexy, em meio ao beijo quente e intenso, várias caricias mais intensa logo Kassi pode senti-lo dentro de si se deixando levar ela movimentando seu quadril, sentindo os movimentos de entrada em saída que faziam a gemer ainda mais intensamente, apertando segurando em um dos braços dele , a loira deslizava suas unhas pelas costas dele, escutando-o seus gemidos abafados , procurando seu olhar ela se inclinou mais , em meio a excitação do momento ela ficou o olhando notando seu rosto levemente suado, suas bochechas vermelhas, e seus lábios na mesma cor, sem contar o brilho que emanava de seus olhos, que roubava totalmente seu fôlego. Sorrindo maliciosamente Kassi mudou rapidamente de posição ficando sobre ele, agora rebolando sobre seu membro ela sentia as mãos dele em sua bunda apertando-a algumas vezes, fechando os olhos Kassi se entregava de corpo e alma aquele que a escolhera para ser dele... Em meio a vários sussurros, gemidos , já sentindo seu corpo se aproximar do clímax , a loira aumentava ainda mais os movimentos , não demorando muito a se desmanchar a volta de Mathews que sorriu, inclinando beijando-a continuando os movimentos para que seu amado chegasse ao seu ápice também, foi a vez dela senti-lo em seu interior preenchendo-a.... Não querendo quebrar aquele momento Kassi deitou sua cabeça no peito suado de Mathews sentindo seu coração acelerado como o dela, tentando regularizar suas respirações os dois continuaram ali abraçados , desejando que aquele sentimento se perdurasse por muito tempo.

....

A paz havia se estabelecido novamente na casa dos Bouvier, Kassi e Mathews pareciam um casal de recém-casados, sempre um acompanhando o outro eram sempre sorrisos para tudo e para todos, finalmente as coisas havia se endireitado. E até o que parecia que seria complicado e bastante desgastante para Kassi, estava indo perfeitamente bem “ seu estágio” Marca não era o bicho de sete cabeça que ele pintara no primeiro dia, e com um excelente humor e muita harmonia com tudo que fazia, Kassi tirava de letra seu último estágio.

....

Com seus estudos em ordem, tendo desafios como todo estudante Kassi começava a se preparar para deixar Paris, e ir até mais além pensando em seu retorno a Charlotte, e como daria início sua carreira como estilista, em segredo ele seguia desenhando seu ateliê, e mais uma outra coleção bem diferente da primeira, com detalhes apreendidos com Marc e Stella.

....

O mês de março chegou com desafios grandiosos, afinal falavam apenas dois meses para as provas finais, e constantemente Kassi estava sendo posta à prova tanto no colégio como no estágio, coisa que ela tentava absorver e entender que seria da mesma forma, quando ele estivesse trabalhando para uma grande marca de renome. Só para afronta-la e deixa-la mais sobrecarregada Marc, pedira a ela para fazer uma única peça que não fosse vestido, e que não tivesse as características de seus últimos trabalhos expostos, e ele dera aquele desafio unicamente a ela pôs as demais estagiarias continuavam com seu aprendizado normal. Totalmente irritada Kassi procurou Stella, em seu antigo ateliê.

— Kassi você por aqui?  O que foi?

Indignada Kassi desabafou com a morena, expondo todas as suas novas frustrações com Marc, Stella rio balançando a cabeça.

— Serio? Não vê que ele está te testando, ele quer o seu melhor sobre pressão pôs é exatamente assim que as grandes marcas trabalham, sei que tem coleções em aberto e uma pronta.... Mas foque no agora se ele está te testando mostre para ele que aguenta e o surpreenda da melhor forma, se quiser produzir seu look aqui tem total espaço aqui.

Entendendo tudo agora pela primeira vez, Kassi entendera sorrindo animada ela abraçou Stella agradecendo pela dica, e a oferta, mas iria fazer em seu pequeno porão mesmo. Voltando para casa ela comprou alguns livros, duas garrafas de vinho, e dois pacotes de folhas canson tamanho A2 e alguns lápis novos, ela estava decidida então tudo indicava que a noite seria longa. Ao chegar em casa, Kassi colocou as duas garrafas de vinho na geladeira, guardou seus materiais de trabalho em seu micro “ ateliê” em seguida correu para ficar com Hope, matar um pouco da saudade que ela sempre ficava, “coisa de mãe” e ajuda-la em alguns trabalhinhos que ela vinha apreendendo na escolinha, sem falar que a pequena já estava apreendendo a falar francês e inglês nas aulas intermediarias coisa que enchia Kassi de orgulho. Com o cair da noite, ela se juntou a filha e Mathews no jantar e apôs uma breve relaxada na sala, entre brincadeiras com eles, seguiu acompanhando Hope até seu novo quarto que fora feito especialmente para ela, com tudo que ela mais amava, colocando a filha para dormir após a continuação da mais um capítulo do livro encantado que Hope amava ouvir antes de dormir, dando um beijo na testa da filha Kassi deixou a luz do abajur ligada saindo do quarto deixando a porta entre aberta. Mesmo se sentindo cansada ela tomou um banho, colocou sua roupa confortável e seguiu para o andar de baixo pegando suas garrafas de vinho, dando uma passadinha no escritório de Mathews para ver o que ele fazia, mas vendo-o distraído seguiu para seu objetivo da noite, desenhar algo que surpreenderia Marc e a ela mesma.

Enquanto produzia sua mais nova obra prima, Kassi seguia bebendo uma taça de um château haut-brion, e parecia que o vinho, o momento, o calor da lareira estava surtindo total efeito em Kassi pôs automaticamente ela começava a traçar formas, e novas ideias fluíam bem. Distraída ela nem notou quando Mathews adentrou seu pequeno ateliê, surpreendendo-a com um beijo em seu pescoço exposto, levando um susto ela parou virando repentinamente quase derrubando vinho em Math que rio.

— Uau! Vinho, ateliê, minha garota produzindo... Humm!

Ela rio, balançando a cabeça. — Sua garota, sério? — Ele assentiu. — Sim totalmente minha, e como não a encontrei em seu quarto logo soube aonde procurar.

— Hoje terá que se acostumar com ideia de ficar sozinho, tenho que terminar esses croquis e começar a emoldura-los no manequim em uma forma decente.  O Marc quer me testar eu irei responde-lo com moda...

— Uau! Determinada minha Kassi, fica tão sexy assim... — Sussurrou ele no ouvido dela, Kassi sentiu um arrepio empurrando-o para outro canto.

— Para tenho que trabalhar aqui, deixe de ser tentador. Voce e vinho não.... Vai dormir.

Mathews rio puxando-a para seus braços, e seus lábios se encontrando acariciando o rosto de Kassi ele a beijava com ternura e certa provocação, que ela evitava em cair, rompendo o beijo ela balançou a cabeça.

— Fora, agora mocinho.

Rindo ele Math pegou a taça dela bebendo o vinho que restara na mesma, mandando um beijo de longe para ela, voltando a encher a taça e focar no desenho a loira sorria por vários motivos, entre eles era poder se sentir leve e até mesmo apaixonada por um certo francês de olhos claros. 


Notas Finais


Olha só esse desfecho...
Bem amores esse foi mais um lindo capitulo de nossa amada fic, espero que tenham gostado desse novo desfecho entre nossa Kassi e Mathews . Agora em diante vamos acompanhar a etapa final do curso da loirinha, e sua estadia em Paris e novas revelações... Ainda há muito a se descobrir nesse serie , e espero que continue acompanhando essa historia incrivel.

Quero agradecer o comentario do ultimo capitulo, peço de coração que continuem pôs a opnião de voces e a participação na continuidade dela , é importante pôs me inspiram a continuar.

Aos novos leitores o meu gentil Sejam Bem-Vindos!

Até o próximo capitulo 😘

Xoxo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...