História O patinho feio - Markson - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Black Pink, Got7, HyunA
Personagens BamBam, HyunA, Jackson, JB, Mark, Personagens Originais, Youngjae
Tags 2jae, Markson
Visualizações 239
Palavras 672
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Outra crise


Ele veio até mim. Pegou em minhas mãos olhando os ferimentos. Como disse havia sido muitos socos, os meus dedos provavelmente estavam na carne. Ri soprado.

- Não está vendo ? E sangue. - Ri dessa vez com as lágrimas descontroladas descendo sobe meu rosto.

- Mark vem eu vou te levar pra sua mãe ver o que fazemos. - Saiu me puxando, fazendo ora ou outra tropeçar em meus próprios pés. Minha mãe olhou pra nós logo vindo até nós.

- Jackson o que aconteceu ? - A cara dela era de pânico, ri da mesma.

- Parece que vocês não sabem o que e sangue. Tolos. - Ri quase caíndo sendo segurado por Jackson.

- Outra crise. - Olhei pra minha mãe que chorava.

- Crise ? - Ri de novo, enquanto as lágrimas desciam. - Que crise ? Estou completamente normal. Não está vendo ? - Ri soprado.

( Somente nesses momentos será narrador observador )

A mãe de Mark pediu para que Jackson o leve para o carro, Mark estava tendo mais uma de suas crises.

Ele guardava toda sua magoa dentro de si, e quando soltava entrava em mais uma de suas crises. Sempre aparecia machucado em alguma parte do corpo falando coisas que quase ninguém entendia. Desde criança quando o mesmo havia se declarado para o menino que gostava era assim. Surtava, era triste ver o garoto alegre e bonito assim, ferido, machucado, e chorando, rindo de sua desgraça.

Acordou no hospital, só que dessa vez era diferente o quarto  do hospital estava diferente só tinha uma cama e os aparelhos que lhe eram usados.

Mark Tuan

Levantei assustado, vendo aquilo, arranquei a agulha que me dava soro. Fui até a porta olhei as minhas mãos e elas estavam infachadas.

- MÃE SOCORRO MÃE. - gritava, era completamente agoniante ver uma sala toda branca e o pior era eu estar sozinho.

Logo entraram minha mãe, Jackson e um doutor.

- Prendam ele na camisa de força ele está um pouco descontrolado. - Vi dois homens vindo em minha direção, olhei pra minha mãe e ela estava chorando, Jackson estava ao lado dela apoiando ela.

Os homens seguraram em meus braços.

- Socorro mãe, tão querendo me prender, mãe não me deixa aqui. - as lágrimas desciam descontroladamente sobe meu rosto.

- Pode ficar tranquila dona iremos tratar muito bem do seu filho e ele vai voltar a ser normal.

- Não me deixem aqui por favor. - Me debatia os senhores estavam me segurando. Jackson veio até mim e empurrou os senhores pra longe me abraçando, eu estava confuso. O que estava acontecendo eu não sabia, mas queria que alguém me abraçasse e não me deixasse ali.

Eu não sou louco, eu não sou louco. Era o que repetia baixinho no ouvido de Jackson enquanto as lágrimas caiam em seus ombros.

- Eu sei que você não e louco. - Minhas lágrimas junto de meus soluços eram altos. - Foi tudo culpa minha, foi tudo culpa minha. Me desculpa. - A voz de Jackson ecoava pelos meus ouvidos.

- Não me deixa aqui por favor. - Pedi baixinho.

Jackson se soltou de mim pegando em minha mão.

- Ele não vai ficar aqui e ninguém vai me impedir de levar ele daqui. - Delicadamente me levou para fora do quarto indo em direção a saída.

Ainda estava com a roupa dos hospital. As pessoas me olhavam estranho.

- Jackson, porque estão me olhando estranho ? - Falei em um sussurro próximo ao seu ouvido.

- Elas não estão te olhando estranho apenas estão... - Jackson não disse nada. Com certeza eu tive mais uma de minhas crises e devo ter machucado ou mostrado meu lado ruim a elas. 

- Eu fiquei doido né ? - Sussurei de novo.

- Você não estava doido estava apenas soltando a sua magoa.

[•••]

Chegamos em casa depois de alguns minutos.

- Me desculpe, não vai mais acontecer. - Disse e fui ao meu quarto e me deitei em minha cama. Logo adormecendo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, não se esqueça de comentar o que achou me ajuda a ter inspiração, e quando tenho inspiração atualizo mais rápido.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...