História The Vampire! - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias 2NE1, Black Pink, G-Dragon, Taeyang, The GazettE, Versailles (Banda)
Personagens Aoi, Cl, G-Dragon, Hizaki, Jennie, Jisoo, Kai, Kamijo, Lisa, Masashi, Minji, Park Bom, Personagens Originais, Reita, Rosé, Ruki, Sandara Park, Taeyang, Teru, Uruha, Yuki
Tags Aoi, Chaelisa, Chaera, Chaerin, Dara, Jennie, Jisoo, Kai, Lisa, Lisoo, Reita, Rose, Ruki, Taeyang, Uruha, Vampiros
Visualizações 118
Palavras 1.515
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá povo, voltei.

Preparandos para o despertar de Manoban?

Capítulo 22 - O despertar!


Fanfic / Fanfiction The Vampire! - Capítulo 22 - O despertar!

Bom - Chaeyoung? - Chamou da porta. 

Rosé - Eu... - Levantou e foi até a morena. 

Bom - Está na hora meu amor, vamos acordar sua namorada. 

As duas desceram e foram para uma sala onde tinha uma enorme piscina de sangue, Bom entrou na mesma e nadou até o corpo de Lisa que boiava bem no centro. 

Bom - Saiam todos, vão para o jardim. 

Todos que estavam no local saíram correndo, Rosé ficou sem entender e olhou para a mãe confusa. 

Bom - Venha até aqui Chaeyoung. 

Rosé - E -Eu? - A mulher acentio - porque? 

Bom - Está com medo? Hahaha, Acalme-se criança, só quero que esteja ao lado dela.

Rosé entrou na piscina e tomou Lisa nos braços, Bom se distanciou bastante e Rosé pôde ver o corpo da mulher se transformando em sombras. Bom levitou e dois tentáculos de sobras foram em direção às garotas, cada um entrou no peito de Rosé e Lisa, a que estava acordada setia dor, num mixto de quente e frio, parecia que sua estava sendo arrancanda, ela já estava quase desmaiando quando escutou a voz da mãe. 

Bom - Como minha filha você se sairá muito bem, eu te manterei viva até você voltar. Não é fácil acordar um Daemonuim mas vou te intermediar com ela, procure-a, quando acha-la traga pelo caminho que percorreu, não solte a mão dela em hipótese alguma. 

Rosé - Para onde irá me mandar? 

Bom - Para a mente dela, um Daemonuim tem que enfrentar seus medos antes de acordar e como ela é o seu maior medo é uma ótima oportunidade para acordar as duas. Não se preocupe, nada dará errado, sua mãe está aqui. - Rosé desmaia - boa sorte minha filha. 

Povs Rosé. 

Acordo com uma puta dor de cabeça, olho para os lados e vejo um jardim de rosas brancas, me levanto e começo a andar sem rumo, então lembro que minha Omma mandou voltar pelo caminho que vim, começo a memorizar meus passos até encontrar um coelho branco. 

- Estou atrasado, muito atrasado. 

" A váh, Alice?! " -pensei. 

- Sério?  Não brinca.- Ironizei

- Saia da minha frente garota. 

Ele tenta passar por mim mas eu o pego pelas orelhas.

- Vai me responder tudo o que te perguntar, ou eu vou ter que te matar?  - Mostrei minhas presas e ele começou a tremer de medo. - Assim que eu gosto. Diga-me coelho, quem é a rainha vermelha? 

- A mulher mais bela do reino. 

- Nome. 

- Rainha Jennie Kim. 

- Quem é o chapeleiro? 

- Kwon Ji-Yong. 

- Viu por aí, Lalisa Manoban? 

- N-não. - Ele olha para o lado 

- Eu odeio sangue de animal mas você tá pedindo. - Aproximei minha boca e ele pediu para parar.

- Eu conto, ela está nos domínios da rainha Kim, perderá a cabeça esta noite no grande banquete. 

- Coelho, eu não pertenço a este lugar, mas posso matar todos aqui, então vamos fazer um acordo, eu não te mato e você me leva até Lisa Manoban. 

- Impossível, ela está no quarto da rainha. 

- Me levará até a porta. - Ele acentio 

- Não conseguirá entrar assim, posso conseguir um bolo que faz diminuir o tamanho. 

- Só me leva até a porcaria do castelo que eu mesma desafio a Kim e acabo com isso. 

- Mas é perigoso, muito perigoso. 

- Eu sei coelho, mas te garanto que não é mais que eu com vontade de matar. 

Coloquei o coelho no chão e ele me levou até a porta do castelo, o fosso era repleto de cabeças e tinha um odor infernal. Duas cartas impediam minha passagem. 

- Calma, sou Lady Park, Roseanne Park amiga da rainha. 

- Está mentindo, Roseanne Park está morta.

- Como se estou a sua frente? 

- É o que veremos. - Uma voz conhecida veio de trás. 

Olhei para a garota e identifiquei de cara, era Jisoo vestida de valete. Ela me acompanhou até a sala do trono onde Jennie estava sentada. 

Jn 

Jn- - Park Roseanne? Achei que estava morta.

Rs - Eu estou bem diante de ti meu amor. 

Jn - Me poupe de tal falsidade, foi por amor a Aquela.... Aquela...Jisoo, ofenda a tal Garota por mim. 

Js - Por amor a aquela piranha magricela de quinta categoria. 

Jn - Obrigada maninha. - Ela olha pra mim - Que você me abandonou. 

Rs - Já acabaram com a ceninha?

Jn - Como ousa falar comigo assim?

Js - Guardas.

Rs - Eu desafio Kim Jennie para um confronto. 

Jn - Sou uma rainha, não um guarda. 

Rs - Vai amarelar?

Jn - Jisoo, vá buscar a ruiva quero que ela assista a morte de Park Roseanne. 

Jisoo saiu e logo voltou com Lisa, quando eu a vi meu coração apertou, estava com o rosto inxado, a boca sangrava, as costas flageladas, ela mal conseguia ficar de pé. 

- Pagará caro por isso Kim Jennie.

Ls - R-Rosé! - Ela cospe um pouco de sangue. 

Jennie levantou de seu trono e caminhou até Jisoo, ela tira a espada da cintura da irmã e crava no coração de Lisa atravessando seu corpo. Eu senti meu chão cair, desabei enquanto gritava o nome de meu amor, sentia uma agonia, vontade de gritar, de matar e querer morrer. 

Jn - Meu primeiro golpe, doeu Park Roseanne? 

Lisa tomba para o lado e Jennie puxa a espada, ela passa a língua no sangue e saboreia vindo em minha direção. 

Jn - Dê sua lança a ela. - Diz olhando para um guarda que veio até mim e colocou no chão a arma. - Levanta Park, não tenho o dia todo. 

Lisa não se mexia, e eu também não, o choque, o medo estavam me paralisando, minha inimiga se aproximou e me deu um chute no rosto.

Jn - Eu mandei Levantar.

Eu não consiguia, procurei desnorteada pelo corpo de minha amada e quando o vi estava sendo levado por Jisoo. 

- Jisoo, pare. Deixa-a aqui.

Jn - Você não manda na minha irmã. 

Desta vez Jennie atravessou a espada em meu corpo, a dor era muito forte e foi inevitável não soltar um grito, ela arranca a espada me fazendo cospir sangue e começa a distribuir chutes no machucado, já estava quase desmaiando quando vi ela atravessar o peito de Jisoo com a mão, Jennie olhou para trás e viu Lisa comendo o coração de sua irmã. 

Jn - Vagabunda. 

Jennie pega a lança e arremessa em Lisa, a centímetro do rosto a lança para no ar, ela gira frente a Jennie e veio tão rápido quanto um raio, porém inexplicávelmente Jennie desviou.

Jn - O que foi Manoban? 

Ela me chutou mais algumas vezes e Lisa veio para cima dela como um touro, Jennie desviou e cravou a espada em mim mais uma vez, eu já não consiguia mas respirar, meu corpo gelou, estava vendo tudo borrado, algo quente saia da minha boca nenhum sentido mais funcionava então tudo ficou escuro. 

[...]

Js - Mestre Teru, Tem um minuto? 

Teru - Meu anjo, pode me chamar de Teru, é claro que tenho tempo para você. 

Ele arruma uns papéis e entrega para um rapaz que sai de imediato. O homem levanta e vai até a moça que estava frente a mesa. 

Teru - O que minha futura esposa deseja? 

Js - Meu príncipe, isto acabou de chegar. - Ela o entrega um papel 

Teru pega o papel e após lê-lo sorri sádico.

Teru - Cl sempre gostou de um bom derramamento de sangue, mas esta assinatura é falsificada. Cl nunca escreve, ela manda suas mensagens de outra forma. 

Js - Devo matar o mensageiro meu amor? 

Teru - Não meu anjo, traga-o até aqui. 

Jisoo sai e após 5 minutos ela traz um cainita assustado.

Teru - Quem o enviou?

Lay - Um amigo de Lady Lee, disse que ela mesma escreveu e como estava indisposta pela ausência de Lady Park o pediu pessoalmente para me entregar. 

Teru - Dizem que um mensageiro não tem culpa das mensagens que transmite. Porém tem culpa quando não trás as mensagens das pessoas certas. Eu te deixarei viver por mais 3 dias. Você voltará ao castelo Lee e contará tudo a Chaerin, diga a ela que chegarei em 24 horas após sua chegada e levarei minha noiva. Diga também que é pra ela manter os dois japoneses no castelo. 

Lay - Sim senhor, mestre Teru. 

Teru - agora saia da minha frente. 

O cainita reverência os dois e sai da sala, Teru pega uma lança e mira para a parede, após alguns minutos ele arremessa o objeto que após atravessar 8 paredes é cravada no crânio de Lay.

Teru - Mudei de idéia. - Ele sorri para a noiva - Prepare uma mala meu amor, nós vamos para a Coréia. 

[...]

Mz - Jennie... - Chamou balançando a garota 

GD - Ela ainda não acordou? - Ele aparece na porta 

Mz- Faz cada pergunta. Claro que não... Vc e eu vamos ter que fazer isso juntos. 

GD - Me tira dessa. Deixa ela dormir por mais um mês, se não acorda faremos o rito


Notas Finais


Depois volto com mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...