História The Venue - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~KingTae

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Hyoyeon, Jessica, Seohyun, Sooyoung, Sunny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yuri
Tags Amor, Drama, Intensidade, Revelaçoes, Romance, Taeny, Tensão, Yulsic, Yuri
Visualizações 146
Palavras 2.819
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite ^°^

Bem, aqui é a @KingTae e devo desculpas por não ter postado no prazo novamente, mas dessa vez mereço um crédito kkkkkkkkkkkkkk. Nesses dois finais de semana tive que fazer a prova infernal do enem, help me que prova era aquela socorro.

Então estou aqui com mais um cap e espero que vocês me perdoem. @KwonLaika tbm está mandando beijos pra vcs.

Boa leitura ^•^

Capítulo 8 - Seleção


Fanfic / Fanfiction The Venue - Capítulo 8 - Seleção

Jessica P.O.V

Ao pensar em como será o desenrolar de todo o projeto da coleção Fuego, sinto a adrenalina escorrendo por minhas veias. Gérard deseja que essa coleção venha carregada de um espírito de sensualidade e malícia, algo a altura de uma campanha de lingeries. A nossa parceria tem uma pintada de interesse da Chanel em conquistar o mercado asiático, principalmente o sul coreano e esse conceito vai balançar a estruturas conservadoras que formam as mentes coreanas. Eu amo a Coréia como meu segundo lar, mas digo que muitos dos momentos mais difíceis e sombrios da minha vida passei por ali. Creio que Gérard aceitou essa parceria pelo simples fato de termos interesses em comum, além de uma grande ambição. Ele sabe que os asiáticos são meio resistentes ao ocidente, por isso se filiou a Blanc Eclare, agora tenho que suprir todas as expectativas apostadas em mim.

Ao chegar em frente ao prédio da Blanc Eclare, suspiro fundo e espero que tudo esteja em seu devido lugar ou cabeças irão rolar. Digamos que sou muito rígida e perfeccionista, com tudo que envolve o meu trabalho. Vou a passos fundos até o elevador e ao adentrar o mesmo aperto o botão que me levaria ao andar em que minha empresa está. Estou ansiosa para ver as candidatas e espero que a que for escolhida seja ao gosto de Gérard, vai ser uma grande seleção, em que os jurados serão Krystal, Irene, Gérard e eu. No final ficaram cinco candidatas para uma eliminatória, em que nessa fase a que for do agrado dos quatro, será a escolhida.

As portas do elevador se abrem e vejo tudo em seu devido lugar, os meus funcionários bem posicionados e Irene está na porta da minha sala me aguardando, porém o seu rosto está com um semblante preocupado e isso não era algo nada bom. Sigo em passos duros até meu escritório e só escuto os barulhos do meu salto sobre a madeira bem encerada do lugar. Irene abre a porta e adentra o lugar e faço o mesmo. Coloco meu casaco em seu devido lugar, deixo a minha bolsa na bancada e vou em direção a minha mesa. Sento na cadeira de CEO que tanto me orgulhava, apoio meus cotovelos sobre a mesa e observo Irene já se sentando de frente pra mim com uma revista em mãos.

— As candidatas já estão me aguardando? – Pergunto antes dela falar sobre o que tinha em mãos, pois já tinha até uma ideia.

— Elas estão todas lhe aguardando – Ela passa a forçar um sorriso e fico preocupada com isso.

— Certo – Começo a massagear minhas têmporas já me preparando pela bomba — Agora pode me contar o que está acontecendo.

— Jessica, veja você mesma — Ela me estende a revista e observo meu nome na margem da capa com uma fonte média.


“ Festinha da Blanc Eclare em boate de striper!! Saiba mais ”. Pag 27


Ao olhar para a foto minha e de Tyler sabia que a Hwang tinha armado mais uma, odeio quando ela apronta esse tipo de coisa. Não sabia que ela era tão baixa para chegar a esse ponto, o problema nem era a boate ser de striper, e sim, as palavras que ela usará. Todos amavam a escrita da Hwang e sua opinião é muito importante para qualquer estilista em Seul. O problema era que ela nunca respeitava minha marca e nem a minha pessoa, sempre fazia críticas ridículas e ferrenhas, e a maioria apoiava aquilo.

— Sabia que ela faria isso – Olho para Irene com indiferença e encosto minhas costas no encosto da cadeira.

— Você ainda não terminou de ver – Ela me olha com a mesma indiferença, ambas odiavam a Hwang — Abra na página 27.

Faço o que ela manda e vejo toda a matéria dela falando mal da boate de Taeyeon, ela foi uma pessoa tão boa e calorosa, não merecia aquelas palavras sobre a sua boate. Então, observo umas fotos minhas com Tyler após o término do evento, uma em que eu andava na frente e ele atrás, outra de nós dois dentro do carro discutindo e mais uma em que pegava em perfeito ângulo ele olhando para frente e eu de rosto virado, como se estivéssemos tido uma briga feia. Leio o que ela escreveu sobre as fotos, “ Casal em crise, o poderoso Tyler Kwon (34) que foi responsável pela preparação do evento, parece ter discutido com Jessica Jung (29) sua amada noiva [...], esse evento pode ser classificado como o pior da Blanc Eclare.

Pego a revista e a jogo com toda a minha força em um canto qualquer da sala, passo a olhar para a Irene com fúria, queria matar a Hwang.

— Aquela miserável dessa vez ultrapassou os limites – Balanço a minha cabeça indignada — Depois dessa seleção irei falar com ela, não aceito mais essa baixaria com meu nome.

— Você sabe que não irá adiantar nada – Irene diz um pouco triste — A nossa Stephanie parece que nunca mais irá voltar.

— Stephanie agora é “Tiffany Hwang” – Digo irônica — Dessa vez ela me decepcionou, pensei que ela tinha superado, mas depois dessa percebo que ela é extremamente vingativa.

— Me lembre de nunca ter um relacionamento com a Hwang – Irene acaba soltando e fecha a boca na mesma hora ao ver meu olhar sobre ela.

— Também não me lembre disso – Falo assustadoramente e vejo Irene engolir em seco, então acabo sorrindo alto.

— Para de fazer essas coisas Sica-ah – Ela diz soltando o ar que estava preso em seus pulmões.

— Você tinha que ver a sua cara – Falo ao observar Irene meio sem jeito, ela morria de medo do meu lado sério. Ela acaba mostrando a língua.

— Agora vamos, pois as candidatas estão esperando – Ela se levanta e eu faço o mesmo, então nos dirigimos até a porta.

— Eu espero que vocês tenham acertado dessa vez – Seguir até a sala em que haveria o desfile.

— Você sabe que eu e Krystal somos uma dupla imbatível – Ela diz bem confiante já abrindo a porta da sala. Adentro o ambiente, que já se mostrava todo nos devidos conformes para a apresentação das candidatas.

— Onde está Soojung? – Pergunto já me sentando na bancada dos jurados.

— Ela está com as candidatas e já vem sem juntar a nós – Ela diz se sentando na outra ponta da mesa – Gérard também já está chegando para nos acompanhar nas escolhas.

— Certo – Digo me encostando na cadeira totalmente descontraída e acabo me recordando da dançarina. Só de pensar nela sinto meu corpo esquentar, algo dentro de mim deseja reencontrá-la novamente. Porém, não posso me permitir a isso, ela não faz parte do meu mundo e nem eu do dela.

— Pensando em quê Senhorita Jung? – Ouço Gérard e acabo sorrindo sem graça.

— Em nada – Digo rapidamente e me a jeito na cadeira — Estava esperando por você.

— Oh sim! – Ele diz já se sentando em uma cadeira — Desculpe meu atraso.

— Você não se atrasou pode ficar tranquilo – Digo e vejo os papéis com os perfis das candidatas, paro em um certo rosto meio que familiar, mas não me recordo de onde o vi.

— Onde estão as nossas candidatas? – Ele pergunta um pouco empolgado ao pegar os papéis com os perfis.

— Já estão todas prontas em seus devidos lugares — Escuto a voz de Soojung e o sorriso em meu rosto era inevitável.

— Krystal Jung – Gérard se levanta de sua cadeira e vai até minha irmã. Estende a sua mão para pegar a de Soojung e deposita um beijo — Estou feliz por ter você conosco nessa seleção.

— O prazer é todo meu – Krystal diz um pouco sem jeito e os dois se dirigem aos seus devidos lugares na bancada. Soojung fica ao meu lado.

— Vamos iniciar agora – Diz Irene já pondo em ordem os papéis com os dados das candidatas.

— Sim, pode começar – Falo com um sorriso no rosto.

Irene dar as ordens para o início do desfile e observo a primeira candidata adentrando a passarela, agora tudo é a escolha da mulher perfeita para representar a rosto dessa coleção.



Yuri P.O.V


— Bom, aqui estamos. — Pensei em voz alta, antes de passar pela mulher da portaria para receber meu crachá de identificação. Antes de sair de casa, deixei Yoona na faculdade, ela estava curiosa para saber onde eu iria tão arrumada e de salto. Eu precisei rir... Afinal, eu sempre me arrumava dessa forma quando o emprego era relacionado a minha aparência física.

— É apenas uma seleção de emprego Yoona... Nada demais. — Eu disse, e ela começou a negativar com a cabeça, dizendo que era muito mais que isso. Rimos durante todo o caminho, foi ótimo para me distrair de pensamentos que não iriam ajudar em nada a minha concentração.

Quando cheguei no prédio, fui muito bem atendida... O Que eu não esperava, era aquela infinidade de concorrentes, eram cerca de cem mulheres para uma única vaga... Todas pareciam querer morrer pelo emprego, enquanto a mim? Bom, se não desse certo eu saberia me virar com outras coisas, sem problema nenhum.

Era cerca de nove horas da manhã, um olheiro passou por nós e foi anotando em sua prancheta algumas características... O meu número era dezessete, assim como eu tinha um número as demais também tinham. Se passou cerca de uma hora... E o mesmo homem voltou com sua prancheta em mãos. Chamou cinquenta meninas, entre elas eu.

—Obrigada as outras concorrentes, agradecemos pela disponibilidade, mas já temos as nossas cinquenta escolhidas para a segunda fase. Obrigado! — Arqueei uma das sombrancelhas, e me dirigi ao camarim onde a equipe estava nos direcionando... Nunca foi tão fácil passar na primeira fase de um concurso.

— Bom garotas, sejam muito bem vindas, nos desculpem pela pequena demora em nosso tempo previsto. Vocês são as cinquenta selecionadas para a segunda fase, dentre vocês, apenas cinco iram permanecer na disputa. — Pude ver o espanto de todas, uma modelo olhando para outra como se fosse o fim do mundo. Eu apenas cruzei minha perna, e fiquei observando a mulher que nos estava mantendo informadas de tudo... É claro, era a mesma garota que me convenceu a me inscrever.

— Sigam as instruções do Stuart, e as vejo daqui meia hora na passarela, boa sorte a todas, deem o melhor de si. — Eu estava curiosa para ter a certeza de que era Krystal, até iria levantar a mão para perguntar seu nome, mas outra modelo foi mais rápida que eu nesse aspecto.

— Senhora, qual seu nome? — A garota loira perguntou, e um sorriso brotou nos lábios da informante.

— Meu nome é Krystal.... Krystal Jung. — Ok, eu esperava pelo primeiro nome, mas não pelo segundo. Ela era irmã de Jéssica Jung?! — Boa sorte a todas! — Antes que virasse uma zona, Krystal se retirou do local e deixou todas ali especulando coisas... Inclusive eu, afinal... A irmã da toda poderosa Jung fez questão que eu me inscrevesse... Isso seria um sinal?

Bom, não iria focar na informação que eu tinha acabado de receber, é claro. Meu foco seria em seguir os conceitos do estilista, e me vestir adequadamente conforme ele sugerisse. Acredito que a primeira peça de roupa que vesti já tinha caído como uma luva, não precisaria ficar trocando várias e várias vezes.

— Yuri! Está magnifica, tudo em você fica perfeito. — Ele disse, e eu sorri em sinal de agradecimento. Qual era meu modelito? Bom... Era moda praia, cai justamente com esse tema, então, vesti uma calcinha de biquíni que mais parecia um shortinhos curto na coloração verde limão claro, a parte superior acompanhava esta mesma coloração, porém, a parte do tecido que contornava meus seios era em um tom azulado, parecido com tinta de caneta. Para finalizar o look, vesti uma blusa de mangas verdes claras, cuja frente era cinza e aberta... Ela acompanhava o comprimento da parte superior do biquíni, deixando assim, minha barriga nua, como minhas pernas estavam.

Meu cabelo foi solto, segundo o cabelereiro o ar de umidade junto com um leve cachear nas pontas seria o ideal, então, assim foi feito. Deixei que cortassem uma leve franja, para que ficasse perfeito aos olhos deles.

— Agora sim, está perfeita! — Me levantei da cadeira, e me olhei no espelho. Eu adorava o que estava vendo, de fato... Eles sabiam o que estava fazendo. A única coisa que me incomodava muito, era sentir os olhares caindo sobre mim... Não sei se me olhavam por que haviam curtido o trabalho final, ou se me olhavam com ar de crítica. Sinceramente? Não me importava nem um pouco.

~~ 5 MINUTOS PARA ENTRAR! FIQUEM NAS POSIÇÕES! ~~

Um dos organizadores entraram no grande camarim, para nos apressar. Como eu já estava pronta, tratei logo de ficar no meu lugar na fila. O meu número, dezessete, permanecia grudado em meu quadril do lado esquerdo. Ah! Esqueci até de mencionar... Embora fosse um modelito de praia, os saltos não seriam livrados de mim. Me fizeram calçar um Scarpin preto maravilhoso... Afinal, era impossível avaliar uma modelo fora de um bom salto agulha não é verdade?

Aos poucos, as modelos foram entrando ao som da música da Hayley Kiyoko– Feelings... Juro, achei essa escolha muito sugestiva, mas o que eu poderia fazer não é? Era uma das letras que eu mais amava. Além de ser sensual a batida era envolvente. Eu estava até curiosa para ver quem seria o corpo de jurados.

E lá fomos nós... Passarela adentro. Uma das meninas caiu... Outras não conseguiram se exibir da forma que precisavam... Algumas permitiram que o nervosismo tomasse conta. Sei que era ruim pensar dessa forma, mas... Quanto mais elas se atrapalhassem, melhor seria para mim.

— Vamos lá dezessete, é a sua vez! — Afirmei com a cabeça que sim, e entrei na passarela.

Desfilei com toda a confiança necessária, passo após passo enquanto cantava a música em minha medemais



It's really not that fair, fair

I can’t help but care

Na verdade, não é justo, justo

Não posso deixar de me importar

I over communicate and feel too much

I just complicate it when I say too much

Eu falo e sinto demais

Eu apenas complico quando digo demais


Estava louca para mover meus lábios, mas eu sabia que isso tiraria muitos pontos de mim, e que eu não estava na boate para cantar junto, e muito menos dançar ao som daquele ritmo que era uma delícia de se ouvir. Quando coloquei meus olhos nos jurados, vi a minha frente Krystal, que estava sorrindo abertamente para mim, assim como uma outra mulher que aparentava ser alta... Porém não fazia ideia de quem era, ao lado delas... Um homem, senhor de idade já... Seu rosto era familiar, porém... Seu nome desconhecido.

E por fim... Ela, a mulher da boate que havia ficado hipnotizada na minha dança, assim como eu fiquei presa em seus olhos.... Jéssica Jung. Como se fosse um imã, ficamos presas outra vez no olhar uma da outra... Quando parei na ponta da passarela, eu dei uma volta e deixei uma das mãos em minha cintura, joguei meu cabelo para o lado, e os olhei de soslaio.


I laugh about it, dream about that casual touch

Eu dou risadas sobre isso, sonho com esse toque casual

Sex, fire, sick and tired of acting all tough

I'm hooked on all these feelings

I know exactly what I’m feelin'

Sexo, fogo, doente e cansada de agir com toda força

Estou entusiasmada com todos esses sentimentos

Eu sei exatamente o que estou sentindo


Notei que justamente nessa parte da música, Jéssica estava me olhando de cima a baixo, e eu estava amando a sensação de ser observada daquela forma desejosa por ela. Virei de frente para eles outra vez, e pisquei para Jéssica antes de mandar um beijinho para Krystal... Eu posso dizer que os jurados amaram a minha ousadia, o velho homem que ali estava sentado quase aplaudiu em pé.


This love asylum, like an island, just me and you

You spent the night, you got me high

Oh, what did you do?

Este asilo de amor, como uma ilha, só eu e você

Você passou a noite, você me deixou chapada

Ah, o que você fez?

Nesta parte da música, eu dei as costas para a bancada julgadora, e voltei a caminhar em passos firmes e sedutores até o meu destino final que era o camarim por trás da estrutura gigantesca que foi construída apenas para aquele desfile seletista. Eu estava satisfeita comigo mesma, estava amando a sensação de ter feito um excelente trabalho.... E acima de tudo, estava amando ter tido a oportunidade de ter visto ela novamente... Essa mulher, está fora de qualquer fonte de compreensão conhecida por mim.


Notas Finais


Aqui está o link da música tocada no capítulo. E digam suas opiniões meus jovens, até o próximo cap.

https://youtu.be/TV-_Yuc228s


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...