História The Walking Dead - Interativa (Hiatus) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Abraham Ford, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Glenn Rhee, Hershel Greene, Maggie Greene, Michonne, Negan, O Governador, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Tara Chambler, Tyreese
Tags Interativa, The Walking Dead
Visualizações 38
Palavras 1.249
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


FODASSIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII



Ninguém vai morrer porque eu não aguento.
Eu demorei?
Eu demorei

Ta uma bosta?
Ta uma bosta

Mas eu to sem ideias, por isso mandem ideias para os personagens em mensagens (para não dar spoiler)

Capítulo 6 - Um Dia com Uma Criança- Ultimo capítulo da 1 temporada


Fanfic / Fanfiction The Walking Dead - Interativa (Hiatus) - Capítulo 6 - Um Dia com Uma Criança- Ultimo capítulo da 1 temporada

-So pode ta me zoando veio

         -Parece que o destino quer que fiquemos juntos não?- Perguntou com um sorriso de lado

         -Se toca coreano

         Coloquei umas coisas em uma cadeira e ele me levou para conhecer o lugar. Ate que esse asiático não é tão insuportável. Fomos para uma cantina e vi algo que achei que nunca mais veria. Uma criança.

         -Essa é a Judith, filha do Rick- Disse no um ouvido e eu me assustei

         -Não faça isso, sorte sua que não meti a faca

         Ele revira os olhos e sai, é bipolar. A Judith engatinhou ate mim e agarrou minha perna. A peguei no colo e ela ficou brincando com meu cabelo. Não sou tão acostumada com crianças.

         -Ruiva... Wow... Já tem filhos?- Perguntou Sabrina

         -Não, é filha do Rick, eu mãe? Ata!

         -Segura- Dei a loirinha para Sabrina e fui andar

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

         -Ruiva!- Rick me chamou

         -Que?

         -Preciso que você vá a uma busca com algumas pessoas

         -Pode ser

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

         Eu, Maggie e os coreanos fomos para a cidade pegar umas coisas para a Judith. É fácil falar com Maggie, ela é bem sociável. No caminho conversamos, é bom conversar com alguém de novo. Chegamos a um Shopping, serio? Se não fosse o cheiro de podre e... Tudo mais pareceríamos padrinhos indo comprar presentes para a sobrinha.

         Separamos-nos em dupla, queria ficar com a Maggie, mas acabei ficando com o Jeremy. Casais, sempre juntos. Entramos em uma loja de brinquedos e pegamos algumas bonecas. Vi um boneca em especial e a tirei da caixa.

         -Aconteceu algo?

-Não, eu só... Lembro que quando eu era criança pedia essa boneca a minha mãe, ela nunca me dava porque dizia que eu iria ficar mimada se ela me desse tudo o que quisesse...

-Pode ficar com ela

-Não posso

-Por quê?

-Tem um general do meu lado

Ele riu um pouco e tapou os olhos, fingindo que não via nada. Ri com aquilo e guardei a boneca de volta na caixa, a coloquei em minha mochila e fui pegar outras coisas.

-Conhece muito de brinquedos

-Já tive uma infância sabia? Bom, ate os sete anos

-Como assim?

-Por favor... Não quero falar sobre isso

         -Se assim deseja

         Saímos e fomos para o terraço, não vimos nenhum zumbi ate agora. O asiático apoiou-se na pequena parede do terraço. A parede caiu e ele foi junto. O corpo do coreano caiu justo em cima de um carro, deve ter doido pra K7.

         Ele levantou, mas tinha umas duas dúzias de zumbis indo em sua direção. Ele atirou em alguns

..........................................................................................................

Point of view of Jeremy Rhee

         Que merda! Minhas costas! Atirei em alguns zumbis, mas tinham muitos. Onde estava tinha uma grade que me separava de mais caminhantes. Mas ainda estava infestado aqui dentro.

         -Dixon! Me ajuda!

         Ela olhou pra mim e saiu correndo, caralho!

         Fiquei matando quantos eu podia, mas estava sangrando muito e ficando fraco. Escutei um barulho de porta se abrindo. A ruiva matou alguns zumbis e pulou o muro. Ela quase foi pega, mas deu seu jeito. Matamos os que tinham ali.

         -Pensei que tinha me largado

         -É a pessoa menos irritante que conheci a vida inteira, não poderia te deixar para morrer

         Ela fez uns bagulhos la e abriu uma van, sentou no banco do motorista e eu no do carona.

         -Tira a camisa

         -O que?

         -Tira a merda da camisa, se não estancarmos isso você morre de hemorragia antes de chegarmos a prisão!

         Ela pegou um kit de primeiros socorros e tirei minha camisa. Ela estava com as bochechas vermelhas quando começou a limpar o corte em minhas costas, acho que era o cansaço. Depois ela enfaixou, não ficou muito bom, mas não posso reclamar.

         -Pronto

         Quando ia vestir minha camisa a van balançou. Os zumbis quebraram a grade. Eles estavam cercando o automóvel.

         -Me diga que tem gasolina!

Ela ligou o carro e deu a partida.

-E o Glenn? E a Maggie? Temos que voltar agora!

         -Querido, eles ouviram os tiros e provavelmente estão vindo!

         -Mas...

         -Não confia no seu irmão?

         Fiquei calado e um tempo depois chegamos à prisão. Ela estacionou e sai primeiro. Olharam-me estranho por eu estar sem camisa, mas depois que viram minha situação e as mãos ensangüentadas da ruiva eles notaram.

         Fui para a enfermaria e a ruiva foi tomar um banho.

         -Uhh, isso ta feio- Disse Rob

         Tive que tomar uns remédios e acabei dormindo.

..........................................................................................................

         Tomei um banho e fiquei pensando “por que eu corei?”. Mano, que corpo era aquele Jesus? Para de pensar nisso menina! Ele é uns dez anos mais velho que você! Bem normal brigar com a própria mente não?

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

         Fui à enfermaria e vi Judith com Carol e Sabrina. Coloquei os brinquedos no chão e olhei rapidamente para o coreano e sentei no chão. Ficamos brincando com a bebe.

         A loira fazia bolhas e Judith estourava as mesmas e ficava rindo. Peguei um bambolê e fiquei brincando. Ali, naquele momento, nem parecia que estávamos em um apocalipse.

..........................................................................................................

Point of view of Jeremy Rhee

         Acordei e olhei ao redor para ver o que estava acontecendo. Vi Judith brincando com a loirinha angelical e com a ruiva. Elas pareciam se divertir.

         Enquanto todos olhavam a ruiva girar 3 bambolês, um em cada braço e o outro na cintura eu sai de fininho e me troquei em minha cela. Fui fazer a guarda e encontrei meu irmão.

         -Não deveria estar descansando?

         -Não, tem pessoas que precisam de mim irmão, não irei deixá-las em perigo

         Ele nem falou nada e continuamos fazendo a ronda.

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

         Soube que Robert queria me matar por ter sumido do nada e fui para a enfermaria encontrando Beth cantando para Judith que dormia em seus braços.

         -Você é boa

         -O que?

         Apontei para a Sabrina e para a ruiva que dormiam serenamente no chão. Rimos e Carl apareceu levanto a loira para a cela que eles dividiam. Sem escolha peguei a Dixon no colo e a levei para nossa cela.

         A coloquei deitada na cama e para deixar mais confortável tirei seu casaco e botas, alem das armas. Fui no pequeno banheiro que tinha la e molhei meus cabelos, tirei os sapatos e a camisa, aqui estava quente.

         Tranquei o portão e fechei as cortinas. Deitei no meu lado da cama e fechei os olhos. Um tempo depois senti pequenas mãozinhas me abraçarem e quando olhei para baixo vi a ruiva me abraçando e colocando a cabeça no meu peito. Não me importei e adormeci.

..........................................................................................................

         Acordei em um lugar consideravelmente confortável, mas quando estava inda com os olhos fechados senti um corpo bem próximo ao meu e uma mão segurando minha cintura....

         PERAE

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

.

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         .

         Quem ta me abraçando?

         Deve ser o Daryl, mas ele dorme com a Carol...

         Abri os olhos e dei de cara com um peitoral forte e enfaixado. Seja la que for é bem fortinho e se machucou feio. Coloquei minha mão em seu peitoral e fui levantando devagar.

         Quando já estava quase saindo da cama essa pessoa me puxou pela cintura e me abraçou. Vi que era aquele coreano e revirei os olhos. Ele estava dormindo tão serenamente que deu pena de acordar, mas não sou de sentir pena.

         -Acorda!- Dei um murro em sua barriga

         Ele acordou confuso e eu levantei.

         -Nunca falaremos disso!

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...