História The War - Capítulo 43


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Exo, Kai, Kris, Lay, Luhan, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 599
Palavras 1.362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoinhas

Gente esse cap tá tao fofofofofofofofofofofo

Boa leitura hehe

Capítulo 43 - 43


Fanfic / Fanfiction The War - Capítulo 43 - 43

Xiumin ainda tentava entrar em contato com os meninos em Exoplanet quando eu saí da sala de comando. Tomei um pouco de água e depois peguei dois cobertores. Estava ficando um pouco frio.

 

Passei por alguns quartos e como não encontrei ninguém, supus que Sehun estivesse na sala. Abri mais algumas portas e me assustei quando dei de cara com o homem de areia. Ele levantou suas mãos pedindo desculpas pelo susto e correu para outro assento. Sehun estava voltando de algum lugar.

 

Sehun – Você achou cobertores – sorriu e se aproximou os pegando de minha mão – Eram para mim, certo? – assenti e procurei por Suho – Ele não está aqui, o coloquei no quarto.

 

S/N – Mas... – olhei para o corredor – Eu não o vi enquanto passava.

 

Sehun – Sério?- franziu o cenho  - Talvez ele tenha ido ao banheiro. – enrolou o cobertor sobre seu corpo – Ah, muito melhor, você quer um? – perguntou ao homem que negou imediatamente.

 

S/N – Se tornaram amigos? – perguntei com um pouco de estranheza. Me sentei ao seu lado e Sehun passou o cobertor por nós dois.

 

Sehun – Ele me contou algumas coisas – suspirou – Eu não sei ao certo de posso acreditar em tudo mas.. faz sentido, entende? Ele disse que meus irmãos os traíram pela sombra – prestei um pouco mais de atenção – Mas a bruxa apareceu por El Dorado e os manipulou. Então eles estão meio que... hipnotizados..

 

S/N – Isso realmente faz sentido – mordi a ponta do meu dedo enquanto pensava. – Ligando isso ao fato de que eu os vi no castelo e no meu sonho.

 

Sehun – Espera, o que? – me encarou.

 

S/N – No castelo, quando todos vocês estavam sob o controle dos colares, eu sonhei com Luhan, ele dizia para mim ir embora. Mais tarde, nesse mesmo dia eu vi 3 garotos com os olhos vermelhos perto da bruxa.

 

Sehun – E por que não nos contou antes?

 

S/N – Eu disse a Suho – meus ombros caíram – Mas ele não acreditou em mim.

 

Sehun – Ah.. – suspirou – Isso é .... difícil. – ficamos em silêncio por alguns instantes – Já caiu a ficha do que fizemos?

 

S/N – Como assim?

 

Sehun – Fomos nós quem salvamos eles – sorriu orgulhoso – Mesmo com todos os contras.. nós tiramos eles de lá.

 

S/N – Acho que eu ainda não acredito – deitei minha cabeça em seu ombro – Mas me sinto muito feliz por termos conseguido.

 

Sehun – Somos uma boa dupla afinal – afagou minha cabeça com carinho – Estou ansioso para mostrar para meus irmãos o que conseguimos. Você acha que Chen consegue inventar um celular?

 

S/N – Para ele tudo é possível – sorri – Mas você provavelmente iria viciar então prefiro que não tenhamos celulares por Exoplanet.

 

Sehun – Ah.. isso é muito egoísta não acha? – me cutucou.

 

S/N – Claro que não. – ri baixinho.

 

Sehun – Esse é seu argumento? “Claro que não?”

 

S/N – Não tenho mais nada a declarar sobre isso – me afastei um pouco e o observei por alguns segundos – Ás vezes eu me pergunto se seríamos amigos num outro universo.

 

Sehun – Você provavelmente seria muito popular para me dar atenção – bati em seu ombro – Ei, eu estou dizendo a verdade, você já teria muitos dos meus irmãos correndo atrás de você.

 

S/N – Isso não é verdade.. – senti meu rosto esquentar.

 

Sehun – Bom, vamos fazer algumas contas. Atualmente você tem Kai, Lay, Suho e Baekhyun desejando que..

 

S/N – Pare – o interrompi antes que continuasse. O homem de areia estava nos encarando – Lay e Kai são como irmãos para mim – Sehun arqueou as sobrancelhas – Baekhyun não gosta de mim desse jeito, se depender ele não gosta de nenhum jeito enquanto a Suho .... – suspirei – Eu não sei o que se passa na sua cabeça, ele tem me mantido longe todos esses dias.

 

Sehun – Está me dizendo que não considera Baekhyun e Suho como seus irmãos?

 

S/N – De tudo o que eu falei, você absorveu isso?

 

Sehun – Peguei a parte mais importante – sorriu – Sabe, eu até entraria nessa sua lista de possíveis romances mas acho que muitos já estão na minha frente.

 

S/N – Ah.. pare de falar bobagens – desviei meu olhar

 

Sehun – Suas bochechas estão vermelhas iguais quando eu te vi pela primeira vez – ele passou o braço por meu ombro e me puxou – Não fique com vergonha, S/N. Essas coisas acontecem quando 9 guerreiros ficam muito tempo sem ter contato com o mundo feminino. E você é toda diferente então..

 

S/N – Você está deixando a situação um pouco mais embaraçosa, Sehun. O homem de areia não precisa ouvir essas coisas – torci para esse assunto acabar logo. O homem de areia apenas fez um sinal para que continuássemos a falar. Ah, não acredito.

 

Sehun – Bom, o ponto ao que quero chegar é que, sim, Baekhyun gosta de você, ele apenas não sabe lidar com isso e talvez nunca aprenda a lidar com isso já que seu amor próprio é maior do que qualquer outra coisa – suspirou triste – Enquanto a Suho.. você pode até não ter reparado mas por trás de toda as expressões sérias, todas as vezes que ele te ignorou ou disse coisas que de certa forma te magoaram existe um homem realmente triste.

 

S/N – Você... realmente acha isso?

 

Sehun – Somos irmãos – deu de ombros – É claro que eu sei.

 

(..)

 

Depois de um tempo, Xiumin nos alertou que Exoplanet estava quase próximo. Nós apenas conseguiríamos pousar com a autorização dos outros guerreiros então, talvez, isso demandasse um pouco mais de tempo.

 

Deixei Sehun e o homem de areia na sala e decidi caminhar um pouco pela nave. Sehun estava quase dormindo quando eu sai, o homem por outro lado, permanecia quieto e só abria a boca quando algo lhe era perguntando.

 

Passei por um pequeno laboratório e identifiquei na hora que tudo isso era obra de Lay. Haviam flores, frascos e muitas seringas. Entre na salinha e passei minha mão pela cômoda. Tudo estava limpíssimo.

 

Parei diante de uma caixa com algumas cápsulas dentro. Peguei uma delas e quando li o que ela fazia pensei na hora que poderia dar a Suho. Se foi Lay quem fez tenho certeza de que ele se sentirá melhor.

 

Fechei a caixinha e sai da sala indo em direção para onde os quartos ficam. Quando entrei no corredor, notei um silêncio absoluto, eu apenas conseguia ouvir a minha respiração. Continuei a caminhar sentindo meu coração bater mais rápido. E se ele não quiser minha companhia?

 

Olhei alguns quartos que estavam com as portas abertas e não vi nenhum sinal dele. Meio ansiosa, continuei a checar cada um deles até parar diante da última porta. Eu respirei fundo antes de pegar a maçaneta e girá-la.

 

Lá estava ele. Parecia adormecido.

 

Caminhei lentamente até a cama e com cuidado me sentei ao seu lado. Arrumei o cobertor sobre seu corpo e toquei sua testa. A temperatura está boa.

 

Estava prestes a tirar minha mão quando ele a segurou. Me sobressaltei um pouco mas quando vi seus olhos se abrirem me senti um pouco mais aliviada. Ele parecia cansado.

 

Ele percorreu minha mão com seus dedos até que elas se entrelaçassem. Fechei minha boca para que ele não ouvisse minha respiração acelerada e permaneci com meus olhos nos seus.

 

Suho – Você está fria .. – disse baixinho. Eu apenas dei de ombros.

 

S/N – Não é como se eu realmente sentisse frio – sorri nervosa.

 

Suho – Por que veio aqui? – seu dedo começou a acariciar minha mão.

 

S/N – Fui até o laboratório do Lay e encontrei um remédio.. eu achei que você pudesse se sentir melhor.

 

Suho – Deixe-o ali, por favor – moveu lentamente sua cabeça para a cômoda. Eu ia protestar mas decidi apenas colocá-lo para lá. – Obrigado..... Por tudo.

 

S/N – Sabe, você não precisa agradecer eu..

 

Suho – Na verdade eu preciso – ele respirou fundo e então apoiou-se pelos cotovelos. Eu tentei lhe parar mas ele parecia bem determinado – Eu preciso porque... ao contrário do que eu sinto... palavras dolorosas saem da minha boca – senti meu estômago revirar-se. Ele me olhava profundamente, parecia arrependido – Eu fiz você ter dificuldades, e eu estou tendo dificuldades também. Apesar da minha determinação, nada está melhorando, eu sempre te deixou triste e... eu me arrependo disso também. Eu.. só tenho que parar de pensar tanto e admitir que .. perguntas e respostas.. elas estão todas em você ...

 

 

 


Notas Finais


Ain meu coração foi atingido...

;( Suho porque tão lindo?

Sehun até entraria na lista haha

Homem areia apenas observa.

Estamos quase em Exoplanet.


Ps- Gente, eu adoro quando certas coisas que o Exo faz, simplesmente se encaixam tão bem na minha fic. Eu já tinha pensando nesse capítulo a muito tempo e essa fala do Suho aparece na música Universe, podem pesquisar a tradução, simplesmente combina demais. Aiai, é isso :)

Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...