História The War - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Exo, Kai, Kris, Lay, Luhan, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 880
Palavras 1.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoinhas.

Nada a dizer por aqui, apenas tenham uma boa leitura.

Bjinhos

Capítulo 44 - 44


Senti que meus olhos viajaram por todo seu rosto. Eu não sabia ao certo o que lhe responder. Minha boca ficou seca e eu imóvel. “Perguntas e respostas, elas estão todas em você”. Meu coração batia tão rápido que eu não estava conseguindo ouvir outra coisa a não ser ele e meus pensamentos.

 

Ele se remexeu um pouco endireitando sua postura. Sua mão que antes estava segurando a minha, percorreu meu braço até parar na minha bochecha. Vi ele entreabrir a boca para dizer algo mas logo voltou a fechá-la. Ele molhou seus lábios e então inclinou-se para mim.

 

Meu Deus, acho que vou enfartar.

 

Eu já estava fechando os olhos quando ouvi o som da porta se abrir atrás de nós. Eu me sobressaltei e me afastei um pouco. Suho fechou seus olhos, um tanto frustrado, e depois de fazer mais um carinho em minha pele ele se afastou também e olhou para trás.

 

Xiumin – Desculpe, eu não queria..

 

S/N – Está tudo bem – me levantei desviando meus olhos dos de Suho. Passei por Xiumin sem encará-lo. Quando fechei a porta me escorei na parede e levei minha mão até meu coração. – Eu não sei se isso é um bom sinal – murmurei notando que eu me sentia decepcionada por termos sido interrompidos.  – Eu não deveria.. – mordi meu lábio e respirei fundo.

 

Não querendo ser pega por nenhum dos dois ali no corredor, decidi voltar para a sala. Eu me sentia um tanto zonza pelo o que tinha acabado de acontecer. Eu sei que já nos beijamos outras vezes. Mas dessa vez me pareceu tão..sentimental.

 

Sehun, como eu já esperava, dormia tranquilamente. Sorri um pouco ao vê-lo e depois notei no homem de areia perto da janela. Me aproximei sem que ele ouvisse e fiquei ao seu lado.

 

S/N – O que está olhando? – perguntei arranjando uma forma de esconder minha vontade de correr por toda essa nave. Ele se assustou um pouco mas depois apontou para fora. – Os planetas são lindos não é?  - ele concordou – Aquele ali, bem azul, é o planeta Shinee.

 

Ele resmungou algo.

 

S/N – O que? – perguntei. Ele voltou a apontar – Ah.. aquele ali é o planeta das bruxas, mas acho que você não tem boas lembranças com elas não é? – concordou novamente – Bom, não sei se isso te conforta de alguma forma mas nós em Exoplanet também não temos bons momentos.

Ele me olhou curioso.

 

S/N – Ah, é uma longa história – suspirei – Qual seu nome? – ele apontou para si mesmo – Areia? Seu nome é areia? – fez que sim mas ao mesmo tempo não – Isso é confuso – ri da situação.

 

Ele se levantou e abaixou-se no chão. Franzi um pouco meu cenho e vi ele escrever, com areia, seu nome no chão.

 

S/N – Seu nome é Sand? – perguntei um tanto surpresa. Sand é areia em inglês – Hum, faz sentido. Sand é mais bonito do que areia. – ele concordou e eu ri novamente. Ele ao menos sabe da existência da língua inglesa?.

 

Sand apontou para perto do meu peito e eu olhei para mim procurando algo de errado. Não tinha nada em mim. Lhe olhei novamente e ele segurou minha mão e a colocou sobre meu coração.

 

S/N – Você também o ouve? – perguntei e ele assentiu – Ah, Sand. Eu estou fazendo errado em tentar esconder o que estou sentindo? – concordou – Mas você não acha que é arriscado viver uma coisa assim? – deu de ombros – Você é do tipo romântico? Que não se importa com os riscos?

 

Ele mexia sua cabeça repetidas vezes e concordância até parar e colocar sua mão sobre o queixo. Ele mexeu suas mãos como um “mais ou menos”.

 

S/N – Te entendo, Sand – sorri gentil – Te entendo.

 

(..)
 

 

Senti algo bater em minha cabeça. Abri meus olhos entre resmungos e dei-me de cara com Sehun. Eu saltei para longe na mesma hora. Ele continuava dormindo mas agora numa posição mais desconfortável. Como eu fui parar ali?

 

Olhei para Sand e ele ergueu os ombros, como se nem ele soubesse a resposta. Eu fechei meus olhos enquanto sentia minhas costas estralarem. Meu pescoço também doía.

 

Eu me virei para trás quando ouvi a porta se abrir. Xiumin e Suho vinham um seguido do outro. Xiumin tinha olheiras perto dos olhos e suas roupas estavam amassadas. Suho estava num estado bem melhor do que quando o pegamos. Internamente eu sorri por vê-lo conseguir andar novamente.

 

Xiumin – Que bom que está acordada – sorriu de lado – Pousamos em Exoplanet. – ele olhou para Sand – Me desculpe por não ter tido tempo para falar com você – começou a caminhar em direção a ele me dando uma visão total de Suho. Ele também me olhava.

 

Quando ele sorriu, notei que não tenho mais controle sobre meu coração. Ele bateu tão rápido que eu tive que olhar para Sand. Sem que Xiumin percebesse, ele fez um sinal de coração com os dedos.

 

Eu me remexi sentindo um calafrio estranho e continuei sentada observando Suho acordar Sehun. Sehun lhe deu um tapa na cabeça ainda desacordado. Ouvi Suho resmungar e então puxar a orelha dele.

 

Sehun – AHH.. – se levantou rapidamente chamando a atenção de todos nós – Que jeito é esse de me acordar? – estava sério até notar que era Suho quem estava a sua frente. Sua expressão suavizou e ele praticamente pulou nele o abraçando forte – Que bom que está melhor.

 

(..)

 

Sehun – Quando me disseram que estávamos em Exoplanet eu pensei que estivéssemos na base – reclamou pela terceira vez enquanto me ajudava a passar por alguns galhos.

 

Suho – Pare de reclamar, Sehun. Não foi você quem ficou desacordado e desidratado.

 

Sehun – Mas fui eu quem te salvou, ingrato – murmurou a última parte.

 

Xiumin – Não estamos tão longe – estava ofegante. Estamos andando a quase uma hora nessa floresta. Xiiumin disse que como não conseguiu entrar em contato com os guerreiros, teve que seguir um plano b.

 

S/N – Você está bem, Sand? – perguntei notando que ele observava algo. Ao ouvir minha voz ele pareceu acordar de seu devaneio.

 

Sand assentiu e seguiu pela frente perto de Xiumin.

 

Sehun também aumentou seu ritmo me deixando mais para trás.........com Suho.

 

Ficamos lado a lado um bom tempo sem dizer qualquer coisa. Quando ele tropeçou eu lhe agarrei o braço e esse foi nosso auge. Continuamos não dizer nada até vermos finalmente a base.

 

Os meninos comemoraram e correram para o portão. Enquanto a base fazia reconhecimento dos dados de Xiumin, Sehun e Sand esperavam atrás.

 

Senti Suho segurar meu braço. Ele mordeu sua boca e viu se alguns dos meninos nos observavam.

 

Suho – Espero que possamos conversar melhor na base – um sorriso nervoso surgiu em seu rosto – Você.. se importaria? – neguei no mesmo instante.

 

Sehun – Ei vocês dois – gritou de onde estava – A porta abriu, venham.

 

Nos entreolhamos por alguns segundos antes de seguir caminho. Suho segurou minha mão e foi um pouco mais na frente. Eu sabia que ele estava morrendo de vergonha.

 

Eu apenas sorri e deixei que ele entrelaçasse nossos dedos.

 

(..)

 

Já fazia alguns minutos que tínhamos entrado. Ainda não havíamos encontrado ninguém.

 

Sehun – Isso aqui está tão quieto – notou franzindo o cenho.

 

Todos nos sobressaltamos quando uma das portas se abriu mostrando um Lay e Chen ofegantes. Eles não hesitaram em correr e abraçar Suho e Xiumin.

 

Chen – Como chegaram aqui? – perguntou apertando ainda mais Suho.

 

Xiumin – Somos de Exoplanet – ele se afastou dos braços de Lay e olhou para mim e Sehun – E somos uma equipe, ninguém pode nos derrubar.


Notas Finais


YOU CANT BRING ME DOWN

Sand is the new favorite boy. Ai gente ele é tão fofinho aiai.

Suho e S/N sendo interrompidos aiaiaiaia

Vocês acham que eles deveriam logo "assumir" que se "gostam" ( supostamente) ou isso pode trazer ainda mais problemas?

O que Sand viu na floresta?

Me desculpem pelo capítulo meio "calmo demais", sei que vocês gostam de emoção e eu perdi as contas de quantas vezes mudei esse final, deixei que o "ocorrido" ficasse mais para frente. Os meninos estão precisando um pouco de paz neh <3

Alguém aqui foi no festival da cultura coreana em SP? Eu fui e comi Kimchi, gente que coisa apimentada.

Muito obrigada aos mais de 100 comentários me ajudando a escolher entre os guerreiros. Suho, Baekhyun e Sehun foram os mais votados. Eu vou deixar vocês um pouco mais curiosas e vou liberar a surpresa quando chegarmos nos 500 favoritos pode ser?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...