História The way of the fairies - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Bickslow, Cana Alberona, Carla (Charle), Doranbolt, Elfman Strauss, Erik (Cobra), Erza Scarlet, Evergreen, Freed Justine, Frosch, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Ichiya Vandalay Kotobuki, Igneel, Ivan Dreyar, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kinana, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Lector, Leon, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Mest, Metallicana, Michelle Lobster, Midnight, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Mystogan, Natsu Dragneel, Nikora "Plue", Personagens Originais, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sherry Blendy, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Gale, Gruvia, Nalu, Romance
Visualizações 38
Palavras 1.503
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shounen, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse saiu em menos de 6 messes. kkkkkk
Boa leitura!

Capítulo 3 - A batalha se encerra, o começo da verdadeira aventura.


Fanfic / Fanfiction The way of the fairies - Capítulo 3 - A batalha se encerra, o começo da verdadeira aventura.

Enquanto Lucy ajudava a retirar os habitantes da pequena cidade Natsu derrubava um bandido após o outro sem nenhuma dificuldade. — Quem pegar o descabelado de cabelo rosa ganha o dobro do valor normal da senhora Mars! — um dos homens anuncia a oferta feita pela sua chefe que ainda não estava presente, após tais palavras todos ficam mais motivados em pegar a cabeça de Natsu para si. — “Será que ele vai ficar bem, apesar de forte parece meio tapado” — Isso não sai dos pensamentos da loira que não perdia a concentração no seu dever de ajudar aquelas pessoas, aos poucos a vila foi ficando mais e mais vazia até faltar somente uma casa e era lá que a senhora que Lucy havia ajudado estava se recuperando, ela ficava no canto da cidade possivelmente este era o motivo de não ter sido atacada, a loira parte em direção a casa. — Nenhum de vocês toca no baixinho, ele é todo meu. — Uma mulher alta, de cabelos pretos e segurando uma clava amarrada em seus braços por uma corrente de ferro que parecia pesada abará de chegar ao local e logo em seguida dispara em direção ao rapaz de cabelos rosas, em uma velocidade não muito surpreendente começa ataques pesados e violentos contra Natsu, o mesmo se desvia com facilidade, mas no momento em que desvia do último golpe é pego de surpresa, a clava que era pressa em uma corrente foi capaz de fazer algumas voltas prendendo assim o rapaz que não conseguia se soltar. —Agora você pagará pela minha comida roubada! — grita ela começando movimentos giratórios rápidos fazendo com que Natsu saísse do chão, ao se posicionar ela arremessa o garoto com toda sua força para a casa que até o momento era a única que permanecia em pé, — Lucy tentava convencer ajudar a senhora a se levantar, mas era impossível devido aos ferimentos de mais cedo. —Ok, eu vou carregar a senhora e leva-la daqui, o senhor também deve sair o mais rápido possível. — ela se posicionou para que a senhora subisse em suas costas, a caminho da porta com o médico e a senhora os três são surpreendidos com algo que acabara de entrar violentamente pela parede, destruindo boa parte da casa, — Entre a neblina de poeira formada pela queda estava Natsu se levantando e revelando alguns arranhões, ralhando algo que a loira não fora capaz de entender e olhando ao redor seus olhos foram de encontro com os da loira. — AH? oi Lucy, faltam muitas pessoas ainda? — questiona o rapaz que não aparentava ter se machucado severamente, — Falta somente esses dois! — Ótimo, eu vou terminar isso aqui rapidinho e encontro vocês lá fora. — Ao dizer tais palavras o rosado parte em direção a sua inimiga surpreendendo aos homens e a própria Mars por ter sobrevivido a queda que seria mortal para qualquer um, as risadas cessaram e a tensão tomou conta do local. — Você vai morrer garoto, não sabe quem eu sou? — Não sei mesmo e também não quero saber. — Ótimo eu irei lhe contar. — Ignorando a afronta do rapaz ela se senta ao chão e começa sua incrível história totalmente mentirosa. — Eu sou temida como viajante em toda Shinpuruna tochi.

—Shinpuruna tochi é a região conhecida como a mais simples e normal do mundo, onde não se era comuns ataques de viajantes, já que a maioria deles nasciam aqui, além dela existia mais duas e a segunda região conhecida como Tochi hakai, essa por sua vez era onde se encontrava a maioria dos viajantes e ela era dona de um clima aterrorizante onde só as mais forte das pessoas eram capazes de sobreviver naquele local e existe a terceira e última que era considera a mais perigosa e onde vivam os conhecidos demônios viajantes, eles dominavam o céu os mares e à terra. Ali era o palco de inúmeras disputas entre o governo e os viajantes sobre o domínio de terras, comparado a segunda região que ainda tinha uma grande influência do governo, está por sua vez era praticamente dominada pelos mais poderosos e perigosos viajantes, Akuma no tochi era o nome dado pelo governo a região e era lá, no céu, nos mares ou na terra que se encontrava o desejo de todos os viajantes oThe way of the fairies. — Após uma explicação de como era temida na mais fraca das regiões, Mars se pôs em pé novamente. — Então garoto o que você acha de estar em frente a uma ótima guerreira como eu? — Se vangloriando de sua mentira. — Bem, eu disse que não queria saber obasan. — Afirma Natsu com uma cara de tedio eminente, todos ficaram chocados e a velha Mars raivosa como nunca antes parte para cima do rosado com todas as forças e acertando um poderoso golpe de clava diretamente na cabeça de Natsu a força foi tanta que foi capaz de afundar os pês do garoto no cão, sem perceber que o golpe não o tinha afetado a moça em sua frente estava dando risada de toda a situação convicta de que ganhou o combate. — Muito fraco! — Foi a afirmação de Natsu que assustará a todos ali presentes, pois qualquer um que recebesse aquele golpe já não deveria estar vivo, em um simples movimento o rosado tira seus pês da cratera criada pelo golpe e segura a clava da mulher, ela tenta mexer sua arma com seus dois braços mas a força de apenas uma das mãos do rapaz era tamanha que ela mal movimentava o instrumento, assustada ela tenta usar sua corrente novamente. — Não vai rolar dessa vez, já gastei muito do meu tempo aqui, eu vou tirar vocês do meu caminho e não será uma velha gorda e fraca que vai me parar. — Ao dizer com um sorriso tais afrontas ele fecha seu punho direito, com uma velocidade e força considerável o punho acerta o rosto da mulher a sua frente a jogando na direção contraria da floresta onde se encontrava uma praia, o soco foi tão poderoso que fez a mulher ser jogada ao mar com violência, o rosado olha diretamente para os homens ali restantes. — Peguem ela e nunca mais voltem. — Assustados eles o obedecem e correm em direção ao mar, até mesmo os mais feridos dos homens reuniram energia e fugiram. — “Quem é ele?” — Se questiona Lucy que observava toda a batalha,Natsu se dirigiu até ela. — Eu disse que era forte. — Se vangloriando do fato de estar certo ele percebe que nenhum dos habitantes da cidade estava presentes. — Cadê todo mundo? — Todos estão bem, é uma boa hora para te mostrar a minha magia. — Ao terminar de falar um círculo na coloração tão dourada quanto seus cabelos, curioso o rapaz olha através do círculo criado pela garota e vê todos os habitantes do outro lado da floresta. — Incrível! — Grita Natsu assustando a loira e fazendo com que ela disparasse alguns socos nele. — Não precisa gritar seu doente. — Em um pulo o rosado se recupera dos ataques. — Ei, faz isso comigo, vai? Por favor Luce, mas o que é isso mesmo? — Implora e questiona ao mesmo tempo, visivelmente empolgado em passar por aquele círculo magico. — Primeiro meu nome é Lucy, e segundo você nem sabe o que é e mesmo assim quer que eu use em você. — Irritada ela berra com o rapaz que se encolhe de medo. — Bem isso é uma das minhas magias, Salto temporal, come ele eu posso abrir um portal que manda as pessoas para onde eu quiser, claro ela tem um limite como qualquer magia temporal, só posso transferir as pessoas uns 500 metros de distância da minha localização atual. — Ao terminar a explicação ela percebe os olhos brilhantes do rapaz a sua frente. — Ei Lucy, isso é incrível demais, que tal se tornar minha nakama, eu preciso de gente como você. — Lucy que não esperava a reação do rapaz logo decide responde-lo. — Que tal a gente manter essa aliança por um tempo, ai eu vou pensar no assunto. — Tentando desviar de assunto ela se vira e abre novamente o portal para que todos passassem por ele. —Natsu olhando atentamente para Lucy logo decide perguntar algo que o estava incomodando. — Você é uma nobre, disse “uma das minhas magias” somente nobres ou experientes com a magia consegue ter dois tipos diferentes de atributos, ou estou errado? — A loira em sua frente gela percebendo a gafe que acabara de cometer, mas decidiu abrir o jogo com o rapaz mesmo temendo pelo pior. — Sou Lucy Heartfilia, nobre e possuidora da magia temporal e celestial. — Ao terminar a frase ela sente pressionada com o silêncio predominante no local. — Incrível, essa sua magia é incrível mesmo meu mestre me disse que existem poucos mágicos celestiais e que é considerada uma magia ancestral. — Com os olhos brilhando Natsu não continha a empolgação em saber da magia da moça, por sua vez a loira não sabia como reagir, pois era a primeira pessoa que não se sentia assustada ou intimidada pela magia poderosa da jovem, ela por um impulso sorriu junto ao rapaz.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, qualquer erro me digam.
obrigado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...