História The White - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama
Visualizações 3
Palavras 1.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Adolescente, Mistério
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - EM MAUS LENÇÓIS


Fanfic / Fanfiction The White - Capítulo 4 - EM MAUS LENÇÓIS

 

Aquela semana estava sendo difícil para Dr. Lewis, ele estava indo ainda sem acreditar para a cena da fuga.

- Isabelle é bom ver você. – Cumprimentou Lewis.

- Edgar Lewis, que bom que está aqui. – Disse a mulher.

A moça usava um casaco grande e preto com um capuz, eles estavam andando pelos grandes corredores do centro de pesquisa, até chegar em uma sala com vários adesivos de princesas e sereias colados na porta, eles entraram nela.

- Dr. Lewis, Sra. Isabelle nossos especialistas investigaram o ocorrido. – Disse Sr. Barnes.

- Pode nos explicar o que houve então? – Perguntou a mulher.

- Os poderes da menina evoluíram, e acham que ela usou isso para fugir. – Falou o homem.

- Os dutos. – Disse Isabelle olhando para a grade do duto aberta.

- Como ela escaparia do tubo de ensaio, tem uma tranca quase impossível de abrir. – Indicou Lewis. - Olharam a sala Branca? – Perguntou ele.

- Já procuramos por todo o prédio. – Respondeu Barnes.

- Vamos começar a procurar pelas redondezas então – Sugeriu Isabelle.

- Primeiro a explosão, depois os desaparecimentos e agora a menina some, isto só pode ser praga. – Disse Barnes.

- Encontre a KIA! – Ordenou Lewis à um guarda.

2

Melanie tinha acabado de acordar, estava bem feliz pelos acontecimentos do dia anterior, finalmente seu amor foi correspondido. Ela não via a hora de ligar para Kate e contar detalhes. Ela tenta ligar mais de dez vezes para o telefone do quarto de Kate.

- Por que ela não atende. – Ela pensou alto.

Cansada Melanie ligou para Astrid, uma grande amiga dela e de Kate.

- Por que está me ligando as 08:20 da manhã depois de uma festa. – Questionou a adolescente bocejando

- A ressaca pegou em Astrid. – Comentou Melanie rindo. – Já vai poder dormir, só queria te perguntar se você viu a Kate saindo ontem na festa? – Ela perguntou enrolando seus longos cabelos loiros.

- Olha, eu estava com ela até umas duas da manhã, depois ela sumiu, tenho quase certeza de que foi embora para casa. – Disse Astrid sentando na cama.

- É que ela não está atendendo as minhas ligações. – Falou Melanie olhando para um retrato dela e de Kate juntas.

- Ela deve estar dormindo, qualquer coisa passa na casa dela depois, quando conseguir falar com ela entra em contato comigo. – Ela disse. – Eu preciso ir agora, Tchau. – Finalizou Astrid.

- Tchau Astrid. – Disse Melanie desligando o telefone.

Melanie em dois minutos vestiu qualquer roupa e deu um “jeito” no cabelo desgrenhado, e da mesma forma que escapou da janela para ir na festa, pulou com bastante cautela e andou em direção a casa de Kate, novamente viu seu irmão indo para a casa na árvore, ele ainda estava de pijama.

A garota chegou na casa de Kate, mas teve uma surpresa quando chegou e viu muitas pessoas inclusive policiais em volta da casa dela, Joe e os pais ele estavam lá também, Adams fez um sinal discreto assim que a viu.

Um tempo depois o garoto chegou em um canto onde a menina se encontrou com ele.

- O que aconteceu Joe? – Perguntou Melanie – Seus pais descobriram sobre a festa ontem?

- Não, sua amiga Kate sumiu quando voltava da festa e meus irmãozinhos também desapareceram, estou na merda. – Disse ele abraçando Melanie – Me desculpa sei que era muito amiga dela.

Melanie ficou sem palavras, ela abraçou Adams e começou a soluçar.

Lucy chegou alguns minutos depois, ela queria consolar Paola, mãe dos gêmeos, ela estava simplesmente arrasada.

- Lucy! Eu não acredito, Andrew e Alice sumiram. – Disse ela indo na direção da detetive.

- Eu estou aqui, e vou te ajudar a encontrar seus filhos, Grace Johnson também desapareceu essa semana. – Falou Lucy.

A mãe de Kate também estava chateada, tinha tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo, o barulho da polícia e das pessoas em volta fazia a cabeça de Lucy girar.

3

- Isso está passando dos limites Alan. – Chegou Lucy furiosa em casa. – Daqui a pouco não vai haver cidade.

- Calma Lucy. – Disse Brouk tentando acalmar a esposa. – Também quero saber o que aconteceu com eles.

- Tenho uma coisa para te contar, fica aí já volto. – Falou ela enquanto ia para seu porão.

- É alguma pista? – Perguntou ele.

Lucy volta com cheia de coisas na mão, ela joga tudo na mesa da cozinha, o marido começou a ver as coisas, tinham muitos papeis, a maioria eram pistas e fatos sobre os desaparecimentos das 102 pessoas.

- Eu fiz uma investigação de 12 horas ontem, eu analisei e a maioria das pessoas que sumiram são crianças de nove a quatorze a anos, também bastantes adolescentes. – Disse Lucy com um olhar triste.

- O governo tem que ter alguma ligação com o sequestrador, na reunião de ontem, Lewis queria evacuar a cidade e ignorar totalmente as vítimas desaparecidas. – Ele falou enquanto pegava uma cerveja na geladeira.

- Não acho que eles estejam acobertando o sequestrador, mas sim fazendo isso com as próprias mãos. – Disse ela mexendo em um envelope separado do resto dos papeis.

- Ontem passei na casa dos Johnson, como sempre Isabelle estava agindo estranho, e quando estava investigando o quarto de Grace encontrei uma das tabuas de madeira solta e dentro dela tinha esses papeis e isso aqui. – Disse Lucy colocando os papeis em cima da mesa e estendendo o diário de Grace Johnson.

4

Melanie estava impressionada, sentada na cama de Kate e olhando as coisas do quarto, ela levanta e anda até a escrivaninha da amiga.

- Onde você está Kate? – Ela se perguntou limpando as lágrimas.

Ela pegou uma foto que estava ali de quando ela e a amiga tinham 10 anos, também havia um garoto na foto, aquele era o irmão mais velho de Kate, Kevin Russell.

Os três eram melhores amigos desde crianças, Kevin era só dois anos mais velho que as meninas, era um doce de pessoa e completamente igual ao pai. Até que um dia quando o Sr. Russell foi buscar Kevin no treino de beisebol um terrível acidente de carro aconteceu e infelizmente nenhum dos dois resistiram. Kate nunca superou a morte deles.

- Querida...! – Disse Valerie, mãe de Kate.

- Oi ... Eu sinto muito Sra. Russell, pela Kate, e pelo Kevin. – Falou Melanie chorando.

- Está tudo bem minha querida, está tudo bem, eles vão encontra –lá.

Elas ficaram um bom tempo conversando, as coisas também não estavam boas para Joe, sua família estava muito chateada e decepcionada com ele.

Antes Melanie era só uma adolescente que não se preocupava com as coisas, mas agora ela percebia o que estava acontecendo ela sentia na pele. Ela queria descobrir, porque de tantas pessoas Kate havia sumido, ela finalmente se lembrou sobre os amigos e vizinhos que tiveram seus parentes sequestrados, ela parou e pensou no quanto estava sendo ignorante. Seus pensamentos foram interrompidos pelo barulho de Astrid chegando no quarto.

- Olá Sra. Russel, Melanie, eu soube sobre Kate e estou me sentindo... – Ela parou de falar e começou a chorar.

- Vai dar tudo certo Astrid, a Kate vai ficar bem – consolou Melanie.

As meninas passaram o resto da tarde ajudando a Sra. Russell, mais tarde elas foram embora juntas.

- Astrid, o que você acha de irmos na casa do Joe? – Sugeriu Melanie.

- Mel! – Disse Astrid chamando a amiga pelo apelido.

- Não estou falando de falar com Joe, e sim de verificarmos o quintal da casa dele. – Respondeu Mel.

- Eu adoraria ir, mas prometi para a minha mãe que eu chegaria antes do jantar, então eu preciso ir. – Lamentou Astrid.

- Tudo bem, tchau Astrid. – Disse Melanie se despedindo da amiga.

Melanie observava a amiga com seu coque mal feito indo para casa, que ficava do lado da casa dela, mas ela se virou e correu para a casa de Adams.

Quando ela chegou na casa de Joe olhou as janelas para se ver se tinha alguém na casa dele, mas pelo visto a casa estava completamente vazia, a garota andou um pouco pelo quintal e sentiu pisar em alguma coisa, ela se abaixou e encontrou os óculos que Alice Adams estava usando na noite anterior, ela achou que podia ser uma pista então os guardou no bolso. Alguns minutos depois Melanie escutou um barulho, ela pensava que era os Adams ou Joe, então ela se escondeu atrás de um arbusto.

- Então foi aqui que os gêmeos desapareceram. – Uma mulher falou.

Melanie se aproximou, saiu da moita e foi para uma árvore com um balanço próxima, ela reconheceu a mulher, era Isabelle Johnson. Haviam outros homens lá, mas um chamou a atenção da adolescente.

- Receio que não só as crianças, mas uma adolescente de 15 anos chamada Kate Russell também foi pega, acho que nosso pedido de esvaziamento da cidade já passou da hora de ser aprovado. – Disse o homem.

Melanie já tinha visto aquele cara uma vez, e tinha alguma coisa ligada a Kate.

- Vamos Dr. Lewis. – Disse outro homem enquanto a equipe estava indo embora.

“Então o nome daquele cara é Dr. Lewis”. Pensou a garota, ela sabia que Kate estava em maus lençóis. 


Notas Finais


Espero que tenha gostado! ❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...