História The witch - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Faculdade, Horror, Sexo, Sobrenatural, Suspense, Terror
Visualizações 60
Palavras 1.175
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá galerinha! Desculpem a demora, eu estava super ocupada, mas voltei com mais um capítulo super legal!
Espero que gostem.
Boa leitura!
Beijinhos ♥

Capítulo 17 - Warm welcome


Fanfic / Fanfiction The witch - Capítulo 17 - Warm welcome

Depois da brincadeira idiota dos garotos na noite passada, Elly acordou se sentindo mal. É claro que não foi pela brincadeira deles, mas sim pelo que aconteceu depois, foi difícil explicar para Greg o que aconteceu com a boneca, é claro que ele não acreditou, mas pelo menos ela tentou. 

O dia na casa não começou bem, os garotos acordaram com gritos, e eram de Amberly, ela contou que estava transando com seu namorado, quando alguma coisa mordeu a perna dela, realmente havia uma marca de mordida enorme, e era identifica à de Tracy, depois disso elas não pararam de falar sobre fantasmas, agora estão no lago assassino, que é como Matt o chama.

- Você não tem nenhum veneno para ratos? - Tyler perguntou para Tom enquanto ele fazia o curativo nas garotas. O de Tracy estava quase sarado, e o de Amberly, estava querendo infeccionar. 

- Tenho, te dou depois! - Tom falou sem desviar a atenção do que estava fazendo. - Mas por que quer mesmo? - Oras, para matar o rato assassino que está fazendo estrago nas nossas meninas! - Ele respondeu observando o homem trabalhar. 

- Só se for um rato mutante né, pra ter dentes como de um humano! - Natalie falou sorrindo, Tyler continua dizendo que foi um rato, mas os outros tem suas dúvidas.

- Não tinha ninguém no quarto além de nós, e não foi um fantasma, por que isso não existe! - Matt falou da cadeira onde estava, depois do suposto ataque ele não tem mais coragem de entrar na água. 

- Uii então desculpa, foi um rato com boca de gente! - Natalie debochou. 

- Onde estão à Elly e o Greg? - Tom perguntou, eles não haviam aparecido com os outros, o que deixou Tom preocupado, já que ele sabia o segredo da mansão. 

- Ela está zangada por que fizemos uma brincadeirinha ontem à noite! - Matt respondeu. 

- Brincadeira? Ela se machucou! - Eric falou alto o suficiente para escutarem do pier, ele estava com o namorado. 

- Mas aquilo não foi nossa culpa! - Tyler falou olhando na direção dos dois rapazes. 

- Foi sim, os braços dela ficaram roxos! - Natalie falou encarando o rapaz. 

- O que aconteceu? - Tom perguntou, ele havia terminado os curativos.

- A louca da Elly, disse que a boneca de plástico agarrou os braços dela com força! - Amberly respondeu apoiando as pernas no colo do namorado. 

- Que boneca? - Tom perguntou curioso. 

-A boneca que usamos pra fazer a brincadeira! - Tyler respondeu. 

- É bom que vocês não façam mais esse tipo de brincadeira, essa casa não é para diversão. - Ele falou. 

- Como assim? - Peter perguntou. 

- Essa casa é má! - Ele respondeu apenas isso, depois se retirou. 


[...]


A tarde estava estranhamente calma, o grupo se preparava para sair, os suprimentos haviam acabada, e eles tinham que completa a gasolina da van.

- Vamos gente! Não podemos chegar à noite! - Matt falou irritado. 

Assim que as meninas se acomodaram na van, eles partiram para a cidade, a viagem foi longa, a cidade é muito distante. 

Antes da noite cair, eles chegaram, e se dividiram em grupo para comprar tudo mais rápido. As meninas ficaram responsáveis por comprar os alimentos e remédios, e os rapazes de arranjar gasolina e álcool, além de algumas ferramentas para Tom.


{Supermercado}

As meninas caminharam um pouco pela cidade quase deserta, as casas eram de madeira e haviam poucas pessoas na ruas.

- Nossa, esse lugar é assustador! - Amberly falou olhando ao redor. 

- Eu preferia ficar aqui, a cidade é mais reconfortante do que a mansão! - Elly falou séria. 

- Você tá viajando né? - Tracy perguntou olhando para a garota. 

- Você viu alguma casa, ou algum posto policial, ou pelo menos alguém no caminho para vim pra cá? - Ela perguntou. 

- Bom, não! - Tracy respondeu pensativa.

- Caso aconteça alguma coisa, não teremos a quem pedir ajuda! - Ela respondeu.

- Olha, eu odeio concordar com a esquisita aí, mas ela tem razão! - Amberly falou. 

- É, além de Tom, não temos mais ninguém para pedir ajuda, e o pior, é que ele não entra na mansão! - Natalie completou. 

- Olha, tem um supermercado ali! - Tracy apontou para uma pequena casinha de madeira com um placa em cima.

As meninas entraram na casinha, era bem pequena e possuia prateleiras por toda parte, cheias de latas e sacos de salgados. 

- Bom, eu e Elly pegamos a comida e vocês duas as bebidas! - Natalie falou. 

- Ainda bem, por que se não, iríamos beber só água! - Amberly falou maldosa. 

- Cachaceira! - Elly falou irritada. 

As compras foram rápidas, elas apenas pegaram tudo que viram pela frente e colocaram no carrinho, no final se encontraram no caixa. 

- Oh turistas? - A senhora atrás do balcão perguntou mostrando um sorriso amarelo. 

- Estudantes. Estamos fazendo pesquisa! - Natalie respondeu sorrindo. 

- Estão hospedadas na cidade? - A senhora perguntou passando as compras. 

-Não, estamos na mansão Milan! - Amberly respondeu indiferente. 

De repente a senhora derrubou a garrafa de Wisky, as meninas a encararam assustadas, a senhora se afastou do balcão e se encostou na parede. 

- A senhora está se sentindo bem? - Elly se aproximou dela. 

- SE AFASTA! - A senhora gritou para ela, a menina recuou assustada se juntando as outras.

-SAIAM DAQUI! LEVEM AS COISAS E SAIAM DAQUI! - Ela continuo gritando, as meninas pegaram as sacolas e saíram correndo da casinha. 


{Posto de gasolina}

Os garotos não estacionaram longe do posto, era um lugar enorme, o ponto de referência da cidade, as meninas os esperariam na praça. 

- Oi, vocês tem galão de gasolina? - Matt perguntou. 

O rapaz com o uniforme do posto os encarou, ele tinha uma expressão bem acabada, apesar da idade.

- Quem são vocês? - O rapaz perguntou.

- Precisa de nossa identidade para comprar gasolina aqui? - Tyler perguntou irritado. 

- Não, mas turista que não ficam na cidade não são bem vindos! - Um homem idoso saiu de dentro da loja dos fundos. 

- Por que não? -Eric perguntou irritado. 

- Vocês estão na mansão Milan né? - O velho perguntou se aproximando deles.

-Sim, faz três dias! - Peter respondeu, ele segurava a mão do namorado. 

O homem começou a sorrir, fazendo o rapaz se juntar a ele e os meninos se entreolharem confusos.

- Qual é a graça? - Gregory perguntou.

- Nada, apenas acho estranho que ainda estejam vivos considerando a história da casa! - O homem respondeu. 

- Qual é a história da casa? - Gregory perguntou, ele já havia ouvido Tom falar sobre algo estranho na casa.

- Nós não falamos nisso por aqui! - O homem respondeu. 

- Olha já que vocês não vão nos contar nada, será se dá pra vender logo o que queremos? - Matt se irritou. 

O homem fez um sinal de cabeça para o rapaz e ele atendeu os garotos, depois de tudo comprado partiram para a praça afim de recolher as meninas. 









Notas Finais


Então? Gostaram?
Espero que sim!
Até o próximo capítulo.
Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...