História The Witch and The Hunter - Amor Doce - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais
Tags Amor Doce, Bruxas, Caçadores, Feiticeiros, Kentin, Magia
Visualizações 23
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Injustiça


Fanfic / Fanfiction The Witch and The Hunter - Amor Doce - Capítulo 2 - Injustiça

- Isso... Não vai ficar assim... Eu irei te vingar Agnes... Eu prometo isso a você...

 

 

Respiro fundo e olho para o corpo de Agnes.

 

- Tenho que te tirar daqui... - A seguro e ando de volta para a aldeia, depois de um tempo chego e grito por Félix, o mesmo me ouve e vem até mim.

 

  - A-Agnes? O que houve?! - Algumas outras pessoas da aldeia se aproximam também.

 

  - Um caçador... Ele a atacou... - Ele a segura e olha para seu rosto, ele respira fundo e me olha com raiva.

 

  - Será que realmente foi um caçador?! Quem não garante que foi você que fez isso com ela? Todo mundo viu você falando que ela devia morrer! Você a matou Dália! - Arregalo meus olhos quando ele me acusa.

 

  - O-O Que?! Não! Eu nunca mataria minha própria irmã! Todo mundo sabe que nós nos amávamos! Que somos próximas uma da outra! - Meus pais se aproximam de nós.

 

  - Dália nos conte a verdade. O que aconteceu na floresta?! - Meu pai fala com muita raiva e tristeza no olhar.

 

  - Eu fui para a floresta para ficar sozinha, ela foi atrás de mim e um caçador a achou! Ele a matou! Ele tirou a vida da minha irmã na minha frente! Eu vi tudo!

 

  - Fala a verdade Dália! - Minha mãe altera a voz me olhando com desprezo.

 

  - Eu estou falando a verdade! - Lágrimas silenciosas caem de meus olhos.

 

  - Você a matou para assumir o lugar da mesma... Você estava com inveja do sucesso de sua irmã! - O Félix volta a falar enquanto fica olhando para o rosto da minha irmã sério e um pouco triste.

 

  - Dália vai embora! Você não pertence mais a essa família! Não pertence mais a esse clã! Você está banida! Nunca mais volte para este lugar! O que você fez é imperdoável! - Meu pai diz com decepção na voz.

 

  - Pai eu não fiz nada! Eu juro! Eu nunca faria isso com a Agnes! Nunca!

 

  - Vai embora daqui Dália... Você é uma assassina... Matou a sua própria irmã... Já está decidido. Saia já desta aldeia! - Félix diz enfurecido, porém noto tristeza em suas palavras.

 

Respiro fundo, vendo que não iriam acreditar em mim.

 

  - Eu vou embora... Mas quando vocês virem à verdade... Irão se arrepender! - Ando para dentro da floresta novamente, ando olhando para baixo e chorando baixo.

 

Eu preciso achar algum lugar para ficar... Talvez Áquila possa me ajudar... Espero que ele se lembre de mim...

 

Olho envolta localizando onde estou e vou indo para a casa do mesmo. Não demoro a chegar e bato duas vezes na porta e a mesma abre sozinha.

 

  - Áquila? Sou eu a Dália... - Olho envolta.

 

  - Quanto temp... - Ele para de falar ao me ver suja de sangue.

 

  - O que aconteceu? Está machucada? - Ele olha para cada parte de meu corpo procurando algum machucado.

 

  - Não estou machucada... Pelo menos não fisicamente...

 

  - Vem, me conta o que aconteceu... - Ele se senta na cadeira e me puxa para fazer o mesmo.

 

  - Agnes... A Agnes morreu...

 

  - O que?! Como? - Ele fica surpreso.

 

  - Um caçador a matou... E um tempo antes nós discutimos... Todos do clã acham que fui eu... E me expulsaram...

 

  - Meu Deus... Quem tomou essa decisão...? De te expulsar...

 

  - Foi o meu pai...

 

  - Eu não acredito que ele teve coragem de fazer isso com a própria filha... - Ele suspira.

 

  - Eu também não... - Olho para o chão triste.

 

  - Você pode ficar aqui em casa, sabe que não me importo.

 

  - Eu sei disso... Mas eu tenho algo em mente...

 

  - E o que seria?

 

  - Eu vou achar o verdadeiro culpado pela morte da Agnes... Eu vou trazer esse desgraçado para a aldeia! Eu vou me vingar dele Áquila! - Ele fica em silêncio.

 

  - O que foi?

 

  - Levar ele lá não vai adiantar... Eu sei bem como o conselho de anciãos são... Eles continuaram te acusando dependendo de quem acusou você.

 

  - Foi o Félix que me acusou... O marido da Agnes... - Ele respira fundo.

 

  - Então eles não acreditaram...

 

  - Eu sei que isso é algo pessoal, mas porque você saiu do clã?

 

  - Porque eu não concordo com as decisões que eles tomam e eu gosto dos humanos. Eles não são tão maus como eles pensam.

 

  - Entendo... Enfim eu gostaria de poder provar minha inocência e fazer justiça... Minha irmã não fez nada para aquele caçador a atacar!

 

  - Eu posso te ajudar a achar esse caçador... Mas você tem certeza de que deseja fazer isso? É perigoso... Você pode se machucar...

 

  - Eu preciso fazer isso...

 

  - Ok. Eu conheço alguns acampamentos de caçadores que existem por perto da floresta.

 

  - Certo... Você tem alguma roupa para que eu use? Como pode ver a minha está com sangue...

 

  - Claro... Me siga. -Ele se levanta e vai até o seu quarto.

 

Eu o sigo olhando envolta vendo que a casa não mudou desde a última vez que estive por aqui. Áquila é um amigo de infância, brincávamos juntos na aldeia até que o mesmo saiu do clã ao atingir a maior idade, ninguém sabe, mas eu já vim o visitar algumas vezes, mas com o tempo acabei por me afastar com medo do que fariam se descobrissem.

 

Saio dos meus pensamentos vendo o mesmo tirar roupas do armário para que eu vista.

 

  - Eu espero que dê em você eram da minha prima, mas você sabe...

 

  - Sim eu fiquei sabendo... Sinto muito por ela...

 

  - Ta tudo bem, já superei isso enfim... Estarei na sala me chama quando você terminar de se trocar - Ele sai do quarto e eu me troco, olho para a minha roupa com sangue me lembrando da Agnes morrendo.

 

  - Tenho que seguir em frente... Chorar não vai mudar nada... -Respiro fundo e ando até a sala segurando a minha antiga roupa, vejo o Áquila lendo um livro e me aproximo sentando ao seu lado.

 

  - O que tem no livro?

 

  - Hm? Só alguns feitiços

 

  - Ah sim... Quando você vai poder me ajudar?

 

  - Olha Dália... Eu não quero que você acabe morrendo...

 

  - Então não vai me ajudar?!

 

  - Eu vou ajudar só... Por favor, tenha cuidado...

 

  - Eu terei não se preocupe.

 

  - Isso não basta... Eu vou te ajudar a aperfeiçoar suas habilidades e principalmente te ensinar a lutar. Só assim terei certeza que conseguirá se defender sozinha.

 

  - Ta eu faço o que for preciso...

 

 

Continua...


Notas Finais


Até o próximo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...