1. Spirit Fanfics >
  2. The Witcher - I love Ciri >
  3. This is Ciri

História The Witcher - I love Ciri - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


DESCULPEM QUALQUER ERRo ORTOGRÁFICO,vou corrigir com o tempo!⚔️

Capítulo 4 - This is Ciri


Fanfic / Fanfiction The Witcher - I love Ciri - Capítulo 4 - This is Ciri

Geralt nem ao menos esperou,assim que encontrou o local onde estava,abriu as portas com um grande e estrondoso barulho. Yennefer nem ao menos se mexeu,já tinha previsto uma visita de seu amigo, Geralt de Rívia. 

As portas foram fechadas,e enquanto Geralt puxava o ar pelos pulmões, parecendo eufórico, Yennefer organizava alguns de seus livros na prateleira na parede. 

— Chegou tarde. Comecei a pensar que não viria. _ Ela disse e deu a volta na mesa e se encostando sobre ela. 

— Então já sabe o que quero falar com você.

— Quase tudo. Mas sim,sei que está apaixonado por Cirilla,o que parece meio errado,e que ela não sabe sobre o nosso, digamos, "vínculo". 

— Não temos nenhum vínculo, Yennefer,isso já acabou. 

— Nós dois sabemos que sim. Não estou querendo vingança ou algo do tipo,se é o que está querendo me perguntar. 

— Você tem alguns lados que pode se dizer que são bons e ruins. Não a quero perto de Cirilla. 

— Isso só o tempo dirá, não você. 

— Do que você está falando? 

Yennefer se levantou e começou a ir em direção a Geralt. Ele cerrou os dentes e fechou os punhos em estado de alerta. Sabia dos truques de Yennefer, não iria correr o risco. 

— Ela é uma menina especial,e nos damos bem. 

— De qualquer forma, nós não iremos ficar aqui por muito tempo, só até ela se curar por completo. 

— Você já perguntou a ela,se ela quer isso? 

— Yennefer... 

— Eu não vou fazer nada com ela,muito menos com você. É bom, finalmente,depois de anos ter uma companhia que preste. Cirilla é corajosa,ela tem capacidade para se tornar uma aprendiz... 

Então é isso. Geralt pensou. Yennefer consegue sentir o quanto Cirilla é forte, independente e autêntica. Ela quer que Cirilla fique em Ellander para que ela se torne sua aprendiz. Mas Geralt Não pode confia em Yennefer o suficiente depois de tudo que fez quando se conheceram. Não quer que Cirilla saiba sobre o que aconteceu no passado,por quê afinal de contas,Geralt ja Não era o mesmo de sempre. 

— Não. Isso não vai acontecer. _ Foi as únicas coisas que disse. 

— Você é tão egoísta. _ Yennefer revirou os olhos e deu meia volta sem conseguir olhar para aquele homem tão rude e prepotente. 

— O que disse? 

— Ela vai virar o que sua? Sua esposa? Hoje ela completa 18 anos, não é mais uma menina,ela passou dessa fase faz tempo, Geralt. E você transformará ela em uma daquelas mulheres que só vivem trancadas em casa, cozinhando, limpando, cuidando dos filhos. Ele não quer isso! 

— Isso não vai acontecer. 

— Quem garante? Você? É um ciumento possessivo que só pensa em você. 

— Isso não é verdade,porra! Tudo que fiz até hoje foi pela segurança dela! Só quero protegê-la, vê-la feliz! E o que você fez nesse tempo que não nos vimos? Seduziu quantos homens mais para conseguir o que quer? Quanta gente matou? Você nunca vai mudar, Yennefer, não importa quanto tempo passe. Se me chama de egoísta, é porque você é a única aqui! 

Yennefer apoiou as mãos sobre a mesa e então abaixou a cabeça. Não iria perder a calma,queria defender a honra de Cirilla,queria vê-la uma feiticeira completa,uma mulher independente,mesmo que amasse perdidamente esse troglodita onde está agora mesmo. Seus olhos ficaram em uma cor mais intensa ainda,ela umedeceu os lábios e levantou a cabeça voltando para a sua antiga posição. 

— Vamos deixar isso nas mãos dela. 

— Não se atreva a chegar perto dela. 

— Você não manda em mim. Vejo potencial nela,vejo algo que a muito tempo não via! Não pode tirar isso dela! 

— Ela é muito jovem,merda! É muito fácil entrar na mente dela,e eu não confio nem um pouco em você. 

— Eu não sou um monstro. Não vou machuca-la. 

Geralt balançou a cabeça em negação,a única coisa que fez foi virar a mesa em direção a parede e caminhar em direção a porta.

— Não destrua o sonho de alguém só porque quer ver o seu ser realizado! 

A porta se bateu e Então os dois estavam separados novamente. 

Geralt de negava a acreditar nas palavras de Yennefer. Não se sentia egoísta,tudo que sempre fez foi porque finalmente conheceu uma razão para viver,e essa razão é Cirilla. Tudo que fez foi por ela, só queria protegê-la, mantê-la segura. E agora com alguém querendo se livrar dela tudo se tornou mais crítico ainda, não iria deixar Yennefer,muito menos ninguém colocá-la contra ele. Deixar que Yennefer se aproximasse de Cirilla deixava Geralt em estado de alerta,com medo que de que a menina pudesse se tornar uma feiticeira com mas intenções e que ficasse completamente perdida com o poder. Sabia que depois dessa noite em que é o aniversário de Cirilla eles teriam que partir. 

Precisa ser feito. Geralt pensou. 

Assim que chegou na frente do quarto onde Cirilla estava,ele pensou por um momento antes de bater,mas bateu na porta e entrou. Seu coração gelou quando não viu a menina na cama,como a havia deixado antes de te saído com Jaskier. 

— Cirilla? _ ele foi até a porta do banheiro que ficava um pouco mais longe da cama e então bateu nela. 

— Estou aqui. Saiu em um segundo. 

Ele respirou aliviado e então se escorou no batente das portas. 

— Precisamos conversar. _ Antes que dissesse mais alguma coisa,as portas foram abertas. A primeira coisa que pode sentir foi o cheiro delicioso de flores que saiu junto do vapor. Era o seu cheiro. O perfume de Cirilla. O perfume que ele sentia quando acordava,quando penteava o cabelo,quando se sentavam juntos no jardim para olhar o por do sol. 

Primeiro ele olhou para o seu rosto,mas ela desviava o olhar com as bochechas coradas,como se estivesse receio. Logo em seguida ele não pode deixar de não abrir a boca quando ela estava bem na sua frente,ainda segurando a porta com a mão esquerda,e com a mão direita ela trazia o tule do vestido que havia comprado para ela mais cedo. O presente havia ficado mais do que perfeito em seu corpo,a cor azul lhe dava contraste,as mangas caídas nos ombros lhe davam um ar inocente,e os cabelos brancos jogados por cima brilhavam mais do que o costume. O tule ia até o chão, e quando ela finalmente olhou para o seu rosto esperou alguma reação que fosse sua,mas ele ainda a olhava,a admirando, olhando de cima abaixo. A danadinha conseguiu encontrar o seu presente. 

— Diz alguma coisa. Por favor. _ Pediu.

Ele colocou um sorriso de lado e a puxou pela cintura em um movimento rápido, deixando seus rostos muito próximos. 

— Então você conseguiu encontrar o presente. Muito esperta a senhorita.

— Eu ia colocar de volta na caixa,mas então você chegou e... 

— Ficou perfeito em você. Acho que no final das contas eu escolhi o certo. 

Ela sorriu e mordeu o lábio inferior com as mãos ainda em seu peito. Completamente perdida com a situação. Era a primeira vez que ficava tão próxima de um homem,e tudo bem,ela não tinha muita vergonha de Geralt,mas Estava mais do que ansiosa para passar uma noite inteira em seus braços,sem interrupções, somente os dois. 

— Obrigada,eu adorei. 

— Não tem de quê,meu anjo. 

Seus lábios se selaram depois da frase. Geralt deixou seu seus dedos escorregassem por seu rosto até ficarem em sua cintura. Ciri tremeu quando sentiu sua mão descer pelas costas até ficarem paradas em um só lugar. Ela deixou seus dedos vagarem pela raiz de seu cabelo, sentindo sua língua entrar em um lenta dança com a sua. Ela ainda era tão tímida quando beijava,no começo era assim,mas quando Geralt a tocava ela saía dos trilhos e seu sangue começava a ferver. Isso foi o suficiente para ela fazer os dois andarem para trás,a ponto de Geralt cair sentado na grande cama com docel e ela em seu colo. 

Geralt achou que estava na hora dela provar um pouco do sexo,mesmo que fosse sem penetração,queria levar a sua menina ao extremo com apenas alguns orgasmos. Queria vê-la gemer e gritar seu nome,mesmo que fosse por alguns minutos e esquecer todos os problemas. Queria fazer daquele aniversário o melhor de todos para Cirilla. Ela merecia isso.

Ela parou por alguns segundos e segurou seu rosto. Geralt Estava tão eufórico,nunca achou que fosse fazer aquilo com Cirilla,a criança surpresa de que tanto tinha receio de se aproximar. Ainda achava que ela era um sonho,por ser tão boa para ele.

— O que ia me dizer? Que dizer,antes da gente... 

— Esqueça,depois falamos sobre isso. 

Ele segurou seu corpo delicado e o colocou sobre a cama ficando por cima do seu. 

— Quero te mostrar uma coisa. 

Os ombros de Ciri ficaram tensos derrepente. Geralt levantou suas costas e desfez o laço do vestido e o retirou do corpo de Ciri. Ela cobriu seus seios com a palma das mãos e Geralt Sorriu internamente com isso. Ele deixou seus lábios se tocarem novamente para lhe dar conforto,ela não sabia se estava a pronta,mas se sentia. Queria ser tocada por Geralt,mas sabia que não era uma daquelas mulheres que ele dormia. 

— Não fique envergonhada. Você é linda, Ciri. 

Ele tocou suas mãos por debaixo das suas e então as retirou de seu peito. Ela gemeu em protesto mas ofegou quando sentiu a ponta de seus dedos tocar e pressionar seus mamilos. Fechou os olhos e jogou a cabeça para trás,tudo aquilo era muito novo para ela, não deveria fazer aquelas coisas antes do casamento,mas já não era da realeza, não se importava mais. 

— Abra os olhos,olhe sempre para mim._ Geralt Pediu e ficou de joelhos para retirar a camisa branca. Ciri pode ter um belo deslumbre de seu peito,algumas cicatrizes cobriam sua pele,mas nada que ela não soubesse. Cada aventura,ela sabia de todas. Ela se curvou,se sentando na cama e deixou sua boca deslizar pelo meio de seu abdômen, fazendo seus lábios quentes deixarem um trilha quente por seu corpo, até que Geralt soltou um grunhido vendo que ela estava muito próxima da sua virilha.

Ela não está pronta, Geralt... Se controle,ela não está cem por cento curada. 

Deixa eu fazer isso, você ainda não está totalmente recuperada, Cirilla. 

— Mas eu me sinto bem. _ Disse depois de ser deitada novamente com a boca de Geralt em seu pescoço. — Ah... 

— Te vi mancando, não minta para mim. 

Ele começou a descer. Sua boca foi parar em seus seios. Chupando e sugando a pele rosada ele se deliciava com eles e Cirilla apenas ofegava e gemia seu nome em um tom muito baixo sem querer chamar atenção. 

— Você não é boa em mentir. Então no caso... _ Ele apoiou o braço direito ao seu lado para manter o controle entre seu corpo e os joelhos no colchão. Logo Cirilla gritou quando sentiu sua mão invadir sua peça íntima e tocar seu clitóris inchado. — Me diga se gosta ou não. Vou saber se não disser a verdade. 

— Geralt.... Por favor.... 

Ele foi mais a fundo, fazendo movimentos circulares e vendo seu corpo se contorcendo debaixo do seu. Suas unhas fincaram em seus músculos e ela arqueou as costas quando sentiu sua entrada se dilatar.

— Oh meu Deus! 

— Diga,meu anjo,diga se gosta quando estou te tocando aqui. 

Primeiro foi um dedo,logo ele aumentou para dois e Cirilla se via em êxtase. 

— Geralt...ah... 

— Olhe para mim. _ Ela levantou um pouco os olhos e abriu a boca quando seus dedos invadiram com cuidado mas agilidade. Estava vermelha enquanto via Geralt entre suas pernas,era algo que nunca imaginou ver, até que ele se posicionou com o rosto em cima do seu clitóris e o tocou com a língua. Cirilla gemeu alto enquanto sentia seus dedos e sua língua agirem juntos em perfeita sincronia. Geralt soltou outro grunhido ao sentir seu gosto escorrer entre seus lábios,dele a chupava com vontade,se deliciando, sentindo os dedos de Ciri o empurrarem para baixo,e cada vez mais fundo. Era o sexo oral perfeito.

— Diz que gosta disso,meu anjo.

— Sim,eu... Eu gosto ... Eu gosto. 

— Isso mesmo. Goze para mim, Ciri. Deixa eu sentir um pouco mais de você. 

Logo ele não pode evitar e aumentou para três dedos em seu interior apertado,vendo mais uma vez suas costas arquearem, até ele encontrar seu ponto G e o tocar com maestria. Cirilla soltou um grito alto, deixando o nome de Geralt sair em plenos pulmões. Ela gozou e então Geralt Não deixou nenhuma gosta sua ser desperdiçada. 

Ele subiu até ficar em frente ao seu rosto corado. Ele sorriu vendo o quanto ela havia ficado satisfeita. Está a feliz só de vê-la tão a sua mercê. 

— Eu poderia te fazer gozar muito mais,mas você não está pronta para isso. _ Ele deixou que sua boca juntasse com a sua para fazer com que sentisse seu próprio gosto.—  E temos um lugar para ir. 

Estranhamente,Ciri estava muito calada. Geralt franziu o cenho e ades olhar em seus olhos. 

— O que aconteceu? Te machuquei? 

— Não, não é nada. Eu só queria retribuir, não sei, fazendo alguma coisa. 

Geralt Estava evidentemente com um problema entre suas pernas,e queria muito sentir a boca de Cirilla ao seu redor,mas queria dar alguns passos primeiro antes de correr.

— Vamos com calma, está bem? Eu estou bem, vou resolver isso no banheiro. Agora, eu só quero ficar aqui com você.

Ele se deitou ao seu lado e a puxou contra o sei peito. Agora ele afagava seus cabelos e pensava que a mantia segura por enquanto. 

— Geralt? 

— Sim?

— Você... Não disse aquilo só porque eu acordei, não é? Não disse só porque estava dormindo. Eu sei que não posso obrigar ninguém a sentir o mesmo que eu,mas não quero que minta para mim. Eu não gosto de mentiras. Nunca quis que me dissesse aquilo que queria ouvir, só quero ouvir o que você está sentindo. Verdadeiramente. 

Geralt suspirou, deixando o ar guardado de seus pulmões saírem lentamente. 

— Não vai mais existir segredos entre nós. Eu não quero isso. E se está perguntando se meu sentimento por você é recíproco,pode ter certeza de que é, Ciri. Eu a amo com todo o meu coração,mesmo que ele seja um pouco duro e... Que tenha sido feito para não ter sentimentos. Mas eu aprendi a te amar. E cuidar, principalmente,de você. 







Notas Finais


Esse foi um pouco mais comprido,e a essa hora da noite entrei no caminho sem parar kkkkk em fim,espero que estejam gostando e daqui pra frente vai ter ação.
Digam nose comentário se estão gostando ⚔️🙅🏻‍♀️🥰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...