1. Spirit Fanfics >
  2. The Wolf - Ten wayv >
  3. 03

História The Wolf - Ten wayv - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Eu finalmente atualizei essa história e então, já podemos soltar os rojoes?
Tava com bloqueio criativo pra ela, mesmo sabendo cada pedaço do que vai acontecer aqui, fiquei meio blé. Tanto que, ela estava sendo escrita na primeira pessoa, mas resolvi mudar para a terceira, já que me sinto mais confiante assim.
Eu peço perdão por deixá-las esperando, prometo tentar não demorar tanto da próxima vez.
E bem, é isso!
Agradeço do fundo do meu coração pelos favoritos e comentários, 200 favs com dois caps eh de se subir pelas paredes, só devo agradecer 😔❤️

enfim, tenham uma boa leitura e eh nois ❤️

(Não revisado)

Capítulo 3 - 03


Fanfic / Fanfiction The Wolf - Ten wayv - Capítulo 3 - 03

As pernas de S/N fraquejaram e, não aguentando mais jogou-se no chão choramingando. Ten mais uma vez bufou, murmurando um "garota chata!" e curvando-se para ela. 


– O que foi dessa vez? - A olhou impaciente. 

Estavam há uns trinta minutos caminhando pela floresta, ele podia muito bem transforma-se em logo, levando-a e fazendo com que chegassem mais rápido. Mas, ele não ia com a cara dela e preferia provoca-la, fazendo-a andar mais do que devia, só para vê-la implorando-lhe uma "carona". 


– Ten, lobinho, por favor... - O olhou em súplica, com a famosa cara de cachorro abandonado arrancando do logo uma risada nasalada. 


– Estamos quase lá, você aguenta! - Falou simples e voltou a caminhar. 

Não tendo outra saída, a menina levantou-se com certa dificuldade e o seguiu xingando e praguejando. 

Novamente parou no meio do caminho, as pernas fraquejaram e doeram ainda mais. 


– Droga, odeio essa vida! - Disse fazendo com que Ten virasse para ela. 

A olhou de cima abaixo com desdém, particularmente não ligava nem um pouco para ela. Se não fosse por Xiaojun, jamais estaria levando-a consigo para sabe-se lá onde. Era insuportável ao seu ver, mimada e forçada, na primeira oportunidade com certeza a faria de prato principal. 


– Eu não mandei você fugir do palácio por puro capricho! - cruzou os braços e levantou uma sobrancelha. S/N o olhou indignada. 


Capricho? Estava tentando ser livre! Foi o que pensou, suspirando e negando com a cabeça. 


– Sabe, querida S/N... - Dessa vez sorriu, ato que causou a menina estranheza. Ten abaixou-se ao lado dela e delicadamente tocou seu rosto, pondo uma mecha desgrenhada de cabelo atrás de sua orelha. – Eu não me importaria de mudar o caminho e te deixar no seu reino em segurança... Na verdade, seria um prazer me livrar de você! - Sorriu e por isso, recebeu um tapa no rosto. 


Ten rosnou, pôs a mão no local que estava vermelho por ardência e fechou os olhos por alguns segundos, tentando se controlar. 


– Sinto muito, lobinho. Mas como tratamos, você irá me levar até o povoado e eu devo chegar lá sem nenhum arranhão, certo? Afinal, não quer que Xiaojun fique bravo com você, não é mesmo? - Sorriu cínica. 

Sentia ódio de Ten, tão poucos dias de convivência e tinha-o como um dos homens mais chatos do mundo. 


– Desgraçada! - murmurou baixo e ignorando tudo saiu caminhando e quebrando alguns galhos que estavam pelo caminho. 


Ou ele aturava, ou surtava. 


(...)


Separaram-se perto de árvores grande e pedras. S/N estava na beira da lagoa, esperando Ten que fora caçar e fazer suas necessidades de lobo. Aproveitando a água cristalina, banhou e ajeitou os cabelos molhados. Agora, encontrava-se sentada em uma pedra com seu arco e flecha em mãos, a espera de Ten. 

Este que não tardou muito em chegar, jogando um enorme cervo morto a frente da garota. 

Não se assustou, levantou uma sobrancelha e engoliu em seco ao focar no homem nú a sua frente. Havia esquecido-se de que, ao se transformar ele sempre voltava sem roupa, por isso, ela carregava um embornal com algumas peças para ele. 

Não que, aprecia-lo fosse algo ruim, mas antes do corpo escultural vinha um homem de personalidade ranzinza e insuportável. 


De quê adiantava ser tão lindo, se era uma mula? - pensou ela, pegando a adaga e começando a recortar a carne do grande animal. 


– Não precisava olhar tanto, mas como presente quando chegarmos, pedirei a algum pintor da região para fazer um quadro. Assim, você pode guardar de recordação! - Sorriu de lado, fora impossível não vê-la o admirando. 

Chegou até a ficar boquiaberta, mas ele entendia. 


– Idiota! - Murmurou jogando um pedaço molhado de sangue em seu rosto. Parecia o fígado e Ten quase surtou com o cheiro insuportável. 


– Vamos parar com isso! - Disse entre dentes, resmungando algumas coisas e pegou a pequena faca das mãos dela, começando a cortar a carne mais rapidamente. – Se quer sobreviver até chegarmos lá, é melhor saber manter a convivência. - começou a tirar os ossos do animal. – Então vá e agenda o fogo. - disse sem olha-la mantendo sua atenção na carne. 


S/N bufou e se levantou, procurando pedras que pudessem ajudá-la. Odiava dar o braço a torcer, mas se o próprio Ten estava a falar aquilo, era porque a boa união parecia ser necessária entre ambos. 


– Você prefere mais assado, ou mal passado? - Virou-se para ele assim que acendeu o fogo. 


– Eu como cru, asse somente para você. - Respondeu de forma rápida pegando um pedaço levando até a boca. 

S/N sentiu ânsia, mas não o julgaria. Ele era lobo e estava acostumado. Porém, nossa, aquilo era tão nojento! 


– Certo... - Assentiu e começou a por a carne no fogo. Pensou um pouco e deu-se conta de que, puxar assunto não era uma má ideia. Talvez, ajudasse na convivência. Fazia assim quando tinha viagens com outras princesas, as vezes funcionava.


Então, por que não tentar?


– Você gosta de frutas, Ten? - O olhou curiosa e pegou uma maçã de dentro do embornal estendendo-a para o mesmo. 


– Eu odeio frutas. - A olhou. – E por favor, não tente ser forçada! Coma e durma, boa noite! - Dito isso, virou-se de costas, terminou de devorar a carne e deitou-se fechando os olhos. 


(...)


A noite costumava estar mais fria do que o normal. encolhida entre os panos, S/N tentava aquecer-se de alguma forma ficando paralisada. 

Ten não dormia, preferia ficar apreciando os vagalumes em volta da lagoa. A fogueira parecia não adiantar nada e ao olhar para o lado sentiu pena. 

Mesmo que não pudesse fazer muito, tinha sua temperatura mais elevada que o normal por ser um ser diferente. Não sabia se ela dormia ou não, mas a tremedeira era perceptível. 


Poderia deixá-la morrer de frio, era uma grande opção. 

Mas, tadinha. O coraçãozinho se apertou e então, ele se aproximou com a pele do lobo selvagem que matou mais cedo e delicadamente, puxou-a para mais perto. 


– O que é isso? - Peguntou assustada despertando-se. 


– Estou tentando colaborar com seu frio, juro não te devorar! - a olhou sincero. 

Se ela estivesse despertada por completo, pensaria bem na proposta e em mil e uma formas arquitetadas por ele para que ela fosse o almoço de amanhã. Mas, o frio nem conseguia deixá-la raciocinar direito, por isso apenas assentiu. 

Ainda sonolenta, sentiu o coração acelerar quando os braços dele envolveram seu corpo. O rosto se afundou no peitoral dele e a pele fora jogada por cima de ambos. 


– Obrigada. - Disse de olhos fechados travando o maxilar na tentativa de não bater tanto o queixo. 


– Não agradeça, não é de graça e futuramente irei cobrar caro! - Foi simples na resposta, fechando os olhos encostando a cabeça no tronco da árvore. 

Ela não disse mais nada, aquilo era o mínimo que podia se esperar de um selvagem interesseiro como ele. 

Ten não estava a fazer favores de graça, mas mesmo assim, sentiu-se confortável e acolhida. Então, não teria arrependimento em paga-lo no futuro. 


Notas Finais


Antes de tudo, queria recomendar essa história maravilhosa com nosso nakamoto yutinha, sério, a protagonista toda safadinha e cheia de atitude, amei: https://www.spiritfanfiction.com/historia/play-date-yuta-nakamoto-21699671 dêem uma passada lá, é minha amiga que escreve e mano, a mulher é perfeita? Recomendo, recomendo!

Do nada ele foi de lobo mau pra cachorrinho fofo nhonho, quem amou essa quebrada?
Espero que tenham gostado, deixem seu feedback eu amo saber o que vocês acham, pensam sobre e afins.
nos vemos no próximo capítulo e se vocês querem mais fanfics de qualidade eh só visitarem meu perfil @_nanette KKKKKK TÁ BOM, PAREI


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...