História The Wolf and The Hunter - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bruxa Branca, Caça Ás Bruxas, Caçador, Floresta, Jikook, Jimin!ômega, Jungkook!alfa, Kookmin, Lobo, Medieval, Mpreg, Realeza, Sobrenatural
Visualizações 486
Palavras 1.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!

Capítulo 2 - Chapter One


Fanfic / Fanfiction The Wolf and The Hunter - Capítulo 2 - Chapter One

curandeiro: que ou quem procura tratar e curar doentes sem habilitação médica oficial, e ger. mediante práticas de feitiçaria, beberagens etc.; benzedeiro, carimbamba.

Mais uma tentativa falha.

Jungkook não se importava de fazer o mesmo ato que fizeram com sua mãe.

— Por que é tão difícil capturar aquele lobo? Que merda! — Perguntou o moreno totalmente confuso. Jong-in só observava-o e ria de como lerdo o maior era.

— Deve ser porque eles não são burros igual a você! — Respondeu totalmente irônico. Depois desse acontecimento o alfa se retirou da cabana e seguiu para sua casa. Assustou-se ao entrar no local e correu rapidamente para segurar o corpo frágil e pequeno do ômega, mais uma vez o menor tinha o desobedecido.

— Jiminnie, descanse que agora eu vou cuidar de você. — Disse e o deixou calmamente na cama macia e felpuda, o menor suspirou pesado quando viu a figura do alfa sair de sua vista, deitou a cabeça na almofada e esticou-se sentindo-a doer. — Já disse maninho para não sair de casa esses dias! — Falava enquanto limpava os ferimentos do menor, um que tinha na bochecha esquerda e outro na costa, ainda não havia curado nada. O lobo do ômega não havia conseguido curar todo o corpo do menor, é realmente difícil retirar algo que os lúpus deixam neles.

Exatamente foram dois meses para os ferimentos sararem, tudo graças ao curandeiro Min Yoongi que se encontrava de passagem na floresta, ambos se tornaram ótimos amigos e parceiros. Yoongi como havia prometido ao menor que o ensinaria a usar arco e flecha, ou até mesmo se defender, seguia calmamente até uma lojinha onde poderia comprar esses tipos de armas.

— O que deseja senhor? — Perguntou o alfa que vendia as armas e tudo demais que havia naquele local.

— O mesmo de sempre. — Respondeu firme, desceu sua mão esquerda até seu bolso e de lá retirou uma sacolinha com moedas de ouro dentro da mesma. — Espero que isso pague. — Disse se dirigindo ao alfa.

— Claro, senhor. — O mesmo confirmou sorridente, então só recolheu as armas e deu para o curandeiro. — Boa sorte. — Falou no ouvido do beta.

— Não preciso de sorte. — Fala por fim e saiu do local, logo seguindo direto para a floresta obscura. O beta podia ouvir os gritos dos animais sendo mortos, não sabia porque esses alfas patéticos queriam matar tanto sendo que o lobo mais precioso vivia com  eles. No meio do caminho havia apanhado várias frutas e ervas, queria alimentar muito bem Jimin — que agora considerava como um filho —, e não lhe deixar faltar nada.

— O que um beta indefeso faz essa hora na floresta? — Virou-se ao ouvir um timbre de voz rouco o chamar, suspirou pesado mas não abaixou a cabeça.

— Não te interessa. — Fala e começa a andar mais rápido, não gostava de conversar com algum caçador.

— Mas que audácia. Não gosto que me tratem assim. — Disse puxando brutalmente o pulso do menor e o fazendo olhar para si.

— Problema seu, não meu! — Já estava de saco cheio daquilo, não queria conversar e pronto. Retirou seu braço rapidamente e correu, graças a deus a casa de Jimin se encontrava perto. Fechou a porta ao entrar no local devido e dirigiu-se até a cozinha, Jimin dormia serenamente na cama enquanto o curandeiro fazia uma comida bem gostosinha para o menor se alimentar.

— Jimin, vem comer! — Gritou da cozinha ao preparar tudo gostosinho e servir pro menor, Jimin acordou e coçou seus olhinhos e desceu da cama, seguiu andando em direção a cozinha e se sentou ao ver dois pratos com comida em cima da mesa, sorriu alegre e começou a comer tudo calmamente, assim podendo degustar melhor da comida. — Gostou? — Perguntou o beta.

— A-Ah, hyung! Tá delicioso, adorei! — Sorriu alegre enquanto falava de boca cheia.

— Mais tarde eu volto para poder te ensinar a usar o arco e flecha, tudo bem?

— Claro, só não demore. — O beta beijou a testa do mesmo e saiu.

[...]

Jungkook parecia um leão prestes a dar o bote, escondia-se atrás de um tronco de árvore enquanto mirava sua flecha bem no peito do animal selvagem que se embebedava com toda a água que tinha naquele rio, se pode dizer que dentre os demais caçadores, Jungkook é o melhor. Seria uma caça perfeita, igual aqueles tiro ao alvo, caso não fosse por um homem passando todo encapuzado pelo animal sem ser percebido, e em vez de atirar no animal, acertou no rio fazendo o mesmo se assustar e sair correndo. Poxa, o moreno só queria seguir a tradição da família Jeon.

O lúpus seguiu para o bar, um lugar onde o mesmo poderia esquecer tudo o que se passou em seu passado, podia beber e usufruir de uma noite prazerosa com ômegas, afinal, era um alfa bastante garanhão. As imagens daquele lobo de pelagem branca não saía de sua memória, todo santo dia aparecia o mesmo em seus pensamentos, sorriu maléfico e entrou no ambiente fedorento. No local o que se podia ouvir era os gemidos — lê-se gritos — que as ômegas faziam nos corredores de cima com alfas, o odor de sexo e álcool se misturava e pairava pelo ar. O moreno agarrou a primeira mulher que viu e a beijou.

— A-Ah, vamos p-para o andar d-de cima... — Disse a mesma.

— Claro, bebê! — Falou e a carregou em seus braços, logo a levou para o andar de cima, onde alfas betas e ômegas trepavam brutalmente, entrou no primeiro quarto vazio e jogou o corpo magricelo da mesma na cama, fechou a porta e se juntou a mesma. Aquela fora uma noite como todas as outras que queria esquecer seu passado.

Yoongi mais uma vez massageou suas têmporas e suspirou.

— Não é assim que se segura uma flecha Jimin! É assim! — Pegou o arco do menor e colocou a flecha no mesmo, podendo mostrar facilmente para o menor como se segura um arco e uma flecha. — Entendeu agora? — Perguntou o Min novamente.

— Ah, sim, Obrigado....de novo. — Sorriu fraco e voltou a acertar — lê-se errar — o alvo.


Notas Finais


Perdoem os erros otrográficos! :D Sabe, a fanfic não vai ser essas que tem celular digital e tals, tipo vai ser tempos antigos, onde tem a noobreza, casas e tals. Estou trabalhando em um plot para fanfic de vampiro, mas vou demorar a postar, preciso me dedicar as minhas fanfics já postadas, porém não há nada que uma oneshot não faça,hm?

Gente, não falo sexo, mas sim trepar, não liguem, sou doido!>.<

Espero que tenham gostado go capítulo, finalmente depois de perder toda vez esse cap e o escrever de novo, estou aqui >.< Amo vocês, meus xuxus! Gente, eu tenho uma paixão por Jeongguk, mas ao mesmo tempo por Jungkook, sla, o Jungkook vai combinar melhor com a história!

Quem é o alfa que falou com o Yoon? Por que o Jongin trabalha com o Jungkook? aaaaaaaaaaaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...