História The woman behind the kunoichi - Capítulo 17


Escrita por: e GrahLeilane

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Itachi Uchiha, Kunoichi, Luta, Naruto, Romance, Shinobi
Visualizações 9
Palavras 4.121
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Fluffy, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ooie. Quanto tempo! E não...nao desisti da historia... kkkk só tenho preguiça de postar. Sorry

Capítulo 17 - Capitulo 17


Hide e Haru estão dormindo, aproveito para ficar na sacada observando o movimento. Vejo o Itachi entrar correndo e ir direto para o banheiro. Vejo rastros de sangue no chão.
-Itachi... o que está acontecendo? – pergunto assustada-
Ele não me responde.
Abro a porta e vejo sua mão e sua boca toda ensanguentada. Ele está chorando.
Abraço-o.
-Eu não quero morrer. -fala ele com a voz tremida- 
Um desespero toma conta de mim. Não sei o que dizer.
Aperto o abraço.
- Re eu não quero te deixar. Eu não quero deixar Hideki e Harumi.
Começo a chorar, pego uma toalha e limpo o sangue que está em seu rosto. 
Olho-o.
- Eu te amo!
Ele fecha os olhos e respira fundo
-Eu também te amo. Demais. 
- Se você morrer, eu te trago de volta.
Ele me olha assustado.
-Re... você não está mexendo com essas coisas,não é?
Não falo nada. 
- Re! Por favor... não é porque eu não quero morrer,que eu quero que você mexa com essas coisas perigosas. Não vale a pena.
Sinto uma lagrima escorrer por meu rosto.
- Eu te amo... não posso viver em um mundo sem você. 
Ele me abraça.
-Eu sei que vai ser dificil Re. Mas Hideki e Harumi vão precisar de você. Não se arrisque. Continue sua vida. 
Nego.
- Não existe vida sem você.
- Existe Re. -ele faz eu olhá-lo- case de novo. Tenha mais filhos. Seja feliz.
- O QUE? Ser feliz sem você? Você é a minha outra ponta do akai ito. Itachi não fale algo assim. 
- Eu só quero que você não se prenda a mim quando eu partir.
- Só você me faz feliz. Eu te amo!
- Eu também te amo! -ele começa a tossir muito- Eu te amo Reran. Você é meu único amor. Desde sempre. -fala ele com a voz rouca- eu te amo mais que tudo. Você, Hideki e Harumi são tudo pra mim. Quando eu me for... -ele respira fundo- Irei sabendo que fui o cara mais feliz que viveu por aqui.
Choro muito.
- Vem por quarto. -Puxo ele comigo- logo eles acordam. 
Entrando no quarto, vejo Harumi acordada.
Ele vai até ela e a pega no colo.
- Oi minha princesinha. Papai te ama demais. Nunca esqueça disso. 
Ela olha para ele e sorri.
Vejo lágrimas em seu rosto.
Fico observando-os. 
Como eu queria poder fazer ele ser eterno pra nós.
Sento-me na cama e vejo que Hideki ainda dorme profundamente.
Harumi começa a resmungar e Itachi me entrega ela 
Dou de mamar a ela.
Ele senta ao meu lado e fica observando Harumi,que sorri para ele enquanto mama.
- Você é linda demais minha princesinha. 
Ele levanta rapidamente.
-O que houve? -pergunto preocupada-
Ele coloca a mão no olho direito.
- Eu não sei Re... parece que a minha visão tinha sumido. Que coisa agoniante. 
-como assim ?? 
- Ficou tudo escuro nesse olho. Mas agora voltou. 
-Ta doendo? Quer que eu chame a Sakura?
Ele nega.
-Não... já passou.
Fico olhando-o.
- se estiver com dor... por favor me fale!
Ele assente.
Minha mãe entra correndo no quarto e com o barulho, hideki acorda. 
- O que houve mãe??
- Parece que Sasuke está na vila.
Eu e Itachi nos olhamos.
- Sasuke na vila??
Ela assente. Hideki começa a chorar e Itachi o pega no colo.
- Disseram que ele soube que o Itachi está aqui e veio atrás dele 
Olho para o Itachi.
- Você não vai se encontrar com ele. Eu vou!
Ele nega.
- Ele está atrás de mim!
- Você não deve se estressar com isso! E fim de assunto! 
- Reran! Não seja teimosa!
- Teimoso é Você Itachi Uchiha! Eu que vou e fim de papo!
-Re! Seus filhos precisam de você! Não se machuque.
-Eu vou conversar com ele.  Não quero brigar!
- Ele não vai te ouvir amor!
- Ah vai! Ele vai ter que me ouvir!
Coloco Harumi na cama e pego Hideki. Dou de mamar para ele.
-Eu vou ir lá ao encontro dele e ele vai largar de ser besta.
-Reran não faça isso! Ele está atras de mim e não de você. Não se arrisque assim! Hideki e Harumi precisam de você... e eu também!
-Itachi! Me deixa fazer isso! 
Termino de dar mama para Hideki e o coloco na cama.
- Mamãe já volta,papai vai cuidar de vocês meus pequenos.
- você não vai!-Fala Itachi bravo-
-Eu vou! E ninguém vai me impedir!
- Não quero você machucada!
- Já falei que não estou indo parar brigar! E sim para conversar! Não tende me impedir meu amor.
Me levanto e troco de roupa. Itachi vem até mim e me abraça por tras. 
-Não vai. Por favor!
Me viro e olho-o. 
- vai dar tudo certo ok?? Vou trazer nosso irmãozinho de volta.
- Reran... precisamos de você. 
-Eu sei. Mas pode ser a minha única chance. Não me deixe desperdiçar ela.
- Você não vai mudar de ideia,não é mesmo?
Nego.
Ele respira fundo e beija meu rosto demoradamente. 
- Boa sorte então. Eu te amo Re.
Sorrio de canto.
-Tambem te amo! Senhor Uchiha!
E logo saio da casa da minha mãe. Olho para trás e vejo Itachi na sacada do meu quarto.
Mando um beijo pra ele.
-amo vocês! -falo antes de ir atras do Sasuke.
Após um tempi,encontro-o.
- Sasuke.
Ele para e me olha.
-Reran.
- veio ver seus sobrinhos?
Ele revira os olhos.
-Eu não tenho sobrinhos! 
-Tem SiM Sasuke. E eles são lindos! O clã Uchiha está renascendo!
- Esse dever é meu!e não daquele assassino!
- Sasuke... vamos conversar...
- Não tenho o que conversar com você!traidora!
- não fala assim maninho!
-NÃO SOU SEU IRMÃO!
- calma! Não fique assim!
- Onde está ele?
Não respondo.
-ONDE ESTÁ ELE??
-Você não vai descobrir Sasuke!eu jamais diria onde o Itachi esta.
Ele vem até mim e me pega pelo pescoço.
-ME DIGA AGORA RERAN! 
Nego.
-Es...esqueça esse... odio! Você... vai...se arrepender depois.
Ele aperta meu pescoço.
-Você está sendo covarde. Batendo na pessoa que te criou e te deu tudo.
-Você foi uma traidora! Você me traiu! Você me abandonou! Preferiu fugir com aquele assassino!
Ele me joga contra uma pedra.
Me levanto com certa dificuldade.
-Sasuke... você é meu irmãozinho. Minha familia.
-Eu não sou sua familia! MINHA FAMILIA FOI MORTA! 
- Presta atenção Sasuke. Seu irmão te ama.
Ele ri.
- Ama tanto que me chamou de desprezível! Vê se cresce Reran! Veja os fatos.
Tento prender o Sasuke no meu Jutsu das sombras,mas eu estava conversando com um clone dele.
Ouço o som do Chidori atrás de mim, me viro. sinto o impacto e uma corrente eletrica em meu corpo. Coloco a mão em meu peito.
- Sa...suke por...que?? 
Apago.

P.O.V Itachi

As horas se passam e já está anoitecendo. Nada da Reran voltar. 
Harumi começa a chorar,pego-a no colo. 
Tento acalmá-la,mas é impossivel. Ela com certeza está com fome. 
Onde está você meu amor? Eu não devia ter deixado ela ir.
Vejo Kakashi passar.
- Hey Hatake!
- O que houve Uchiha Itachi 
Respiro fundo.
-É a Reran. Ela saiu à procura do Sasuke e ainda não voltou. 
- Faz muito tempo?
-Cerca de 4 horas já.
-Meu Deus! Porque não avisaram que ela iria atras dele?
-Ela é teimosa Kakashi. Você a conhece. 
Kakashi entra e vem ate o quarto em que estou.
- Como eles estão?? -pergunta Kakashi sobre os bebês-
-Harumi já está reclamando de fome. Hideki ainda está tranquilo, porém não sei por quanto tempo.
- Vou mandar os cães ninja atrás dela.
Ele faz o selo de invocação e os ordena.
- Kakashi fica aqui de olho no Hideki. Vou pedir ajuda para a mãe da Reran. Não posso deixar meus bebês com fome. Ela deve saber o que fazer.
Ele assente e vou até o andar de baixo.
- Reran ainda não voltou. -falo-
- Estou muito preocupada! Não sei do que Sasuke é capaz. Ele está com ódio da irmã. Ele está cego.
- Harumi está com fome... e eu estou tão nervoso que não sei o que fazer.
- Darei um jeito. Não se preocupe.
Fico na cozinha com a mãe da Reran,enquanto ela prepara uma mamadeira para a Harumi. 
Logo ela a pega no colo e dá o mamá para ela.
Me sinto imensamente aliviado.
Fico la embaixo um bom tempo, esperando a resposta dos cães do Kakashi.
Kakashi aparece no topo da escada com um olhar apavorado.
- Itachi!
Olho-o.
- O que houve? Encontraram??
Kakashi mal consegue falar.
-A Re... A Reran... foi encontrada quase sem...nenhum sinal vital.
- O QUE?? Não pode ser! Não! Não pode ser.
-Onde ela está? 
- Ao leste... na floresta. Proximo à um rio.
Olho para minha sogra. 
- Por favor tome conta de Hide e Haru!eu vou trazer nossa Reran de volta!
Ela assente.
-Kakashi! Me leve até lá!
Saímos correndo na direção indicada.
Demoramos até encontrá-la.
Corro ate ela.
- Reran! Reran meu amor. 
Kakashi verifica os sinais vitais dela.
-Estão fracos. Vamos levá-la urgentemente de volta à vila. Com certeza foi um ataque de Chidori. Não há duvidas.
- Reran não me deixe!  Por favor! 
Sinto as lágrimas em meu rosto.
- Eu te amo pequena. Não me deixe. Eu preciso de você. Hide e Haru precisam muito mais.  Eu deveria ter te impedido de vir. É tudo culpa minha.
Sinto a mão de Kakashi em meu ombro.olho-o.
-Vamos levá-la. Rápido! Antes que seja tarde demais. 
Pego-a no colo e saimos de la.
Parece que a volta está mais longa. Temos que chegar rapido.
Ao chegar na vila, corro direto ao hospital com Reran em meu colo. 
- Tsunade! Tsunade! -grita Kakashi-
Ela corre ao nosso encontro.
- Reran... ela foi atingida por um Chidori! -falo-
- Como assim? Quem fez isso?
- Sasuke. -fala Kakash-
-Coloquem ela nessa maca! -Tsunade ativa o jutsu medico dela-
Coloco-a deitada e beijo sua mão. 
-Eu te amo Reran.
- Não sei se conseguirei salvar ela. -fala ela preocupada-
- Como assim Tsunade? -pergunto apreensivo-
- Ela foi atingida quase em um ponto vital.
-não me fale uma coisa dessas! Não deixe ela morrer! Como Hide e Haru vão ficar! Como eu vou ficar. -falo desesperado-
- Farei tudo o que for possivel. -ela olha para o pessoal do hospital- levem-na urgente para uma sala de reanimação. -eles a levam e fico com o Kakashi na sala de espera-
Fico andando de um lado para o outro. Agoniado com a falta de informação.
- Relaxa Itachi. Ficar nervoso desse jeito não vai ajudar em nada. Só vai piorar.
-Relaxar? Como? Meu amor tá la dentro. Entre a vida e a morte. Corro o risco de nunca mais vê-la e você quer que eu relaxe? 
- Só estou tentando ajudar.
- mas não está conseguindo!
Ouço  a voz tremula da Tsunade falando alto.
- Vamos Reran! Reaja! Reaja garota! Seus filhos precisam de você! Seu marido precisa de você. VAMOS! REAJA!
Vou ate a porta da sala onde eles estão, fico olhando pela vidraça.
- Vamos sua teimosa! Não ouse nos deixar assim! -ouço a voz da Tsunade como se ela estivesse brigando com a Re-
Entro na sala,fico olhando para aquela cena.
Me aproximo e pego a mão da Reran.
Falo baixinho:
-Hey minha princesa Uchiha. Volta pra mim! Para nossos bebês! Reran! NÃO ME DEIXE! 
Sinto ela apertar minha mão. Olho-a.
- Re?? Tsunade ela apertou minha mão. 
Tsunade respira aliviada.
- era isso que eu precisava. De uma resposta dela.
Vejo que uma lagrima escorre por seu rosto.
- Obrigado Hokage. Obrigado por trazer ela de voltar. Nem sei como agradecer!
Eu não sei porque eu deixei a Reran ir falar com o Sasuke. Eu deveria ter impedido-a. Por minha culpa ela está aqui.
Um enfermeiro fala:
- Os batimentos dela está diminuindo novamente Hokage Sama. Eles estavam estaveis agora a pouco.
Me desespero.
- Tsunade! Não deixa minha Reran morrer. Por favor!
Vejo que Tsunade muda seus metodos.
- Você não vai à lugar algum Reran! Você vai ficar aqui! 
Ela abre os olhos repentinamente e parece estar sufocada.
Me assusto. 
-RERAN?
-Quieto Itachi! -fala a Hokage- quieto! 
Eles a acalmam.
Ela me olha, pego em sua mão..
-Ita...chi... o Sasuke... -ela fala com dificuldade-
-Shhhh meu amor. Não fale nada. -passo minha mão em seus cabelos- Eu sei o que aconteceu. 
- Ele... me... odeia. 
Não consigo falar nada. Só chorar e agradecer por ela estar viva. 
Sasuke passou dos limites. Ele quase matou a pessoa que o criou. 
- eu te amo minha pequena. E seus bebês também. Eles já estão sentindo falta da mamãe deles.
Vejo lagrimas nos olhos dela. 
- Quero ver Haru e Hide. -fala ela baixinho-
-vou trazê-los aqui. -falo beijando sua testa-
Ela tenta se levantar.
-não... não meu amor. Fique deitada... você não está bem.
Vejo que ela tenta falar,mas não consegue. Ela coloca a mão em seu peito. 
Acaricio seus cabelos. 
- Logo você ficará boa. Tenho certeza. Tsunade é a melhor médica que conheço e vai te deixar 100%. Agora eu vou buscar sua mãe e os bebês. Ok?
Ela assente devagar. Beijo sua mão e saio.
Itachi POV off

Reran POV on

Me sinto fraca e com dificuldade para respirar. Minha visão não está boa ainda. Vejo tudo embaçado.
A porta do quarto abre e olho em direção da mesma.
Não enxergo direito. Mas acho que é Danzou. 
O que ele faz aqui? 
-Então você está viva. -fala ele- a genitora dos pequenos traidores.
Não consigo falar absolutamente nada.
- É... eu mandei tirá-los de você,pois não queremos mais Uchihas na vila. Uchihas são parasitas. Você é uma Uchiha... e deveria ter sido eliminada com todo o resto do clã.
Fico olhando-o, assustada com aquilo tudo.
- Ahh então você não sabia? Oh é claro que não! Sua mãe nunca lhe contou que você é uma Uchiha de sangue? Seus irmãos são os unicos Uchihas que estão vivos. E você cometeu um erro grave ao se casar com o próprio irmão.
Começo a ficar sem ar. As lágrimas tomam conta do meu rosto. Tento falar:
- iss... isso... é...
-Oh é claro que é verdade. Porque eu mentiria para alguém que está prestes à morrer?? Uchiha bom é Uchiha morto. 
E ele segura em meu pescoço com força. Me debato na cama. Não consigo pedir por ajuda. Não quero morrer. Não posso morrer. 
Sinto meu corpo começar a adormecer. Apago.
Acordo com o quarto cheio. Vejo o Itachi chorando abraçado à minha mãe. Vejo Kakashi,Sakura e Naruto. Tsunade também está aqui.
- Ita...chi... -falo bem baixinho-
Ele me olha.
- Ah meu Deus! -ele chora mais- o que foi que aconteceu meu amor?
- Dan...
- o que ? -pergunta ele apreensivo-
- zou...
- Danzou! -exclama Naruto-
Assinto devagar.
Olho para minha mãe.
- Uchi...-respiro fundo- ha. Eu... sou uma... Uchiha.
- Claro que sim meu amor. Somos casados...lembra? -fala Itachi-
Nego.
- Meu pai... -aponto para mim e logo aponto para Itachi, começo a chorar-
- O QUE? -ele olha para minha mãe-
Ela nega.
- Eu sou... sua irmã...
Ele fica apavorado.
-Não. Não! Não é verdade.
Vejo que minha mãe começa a chorar e se aproxima de mim.
- Filha... -ela pega em minha mão e a aperta de leve- você é Uchiha sim.
- Ai meu Deus! -fala Itachi colocando as mãos na cabeça-
Ela olha para ele.
-Mas você não são irmãos. Vocês tem um parentesco distante. 
Itachi passa as mãos em seu rosto, secando suas lagrimas.
Ele vem até mim e me beija no rosto. 
- Mesmo se você fosse minha irmã, eu jamais te abandonaria,porque eu te amo. Te amo demais. Você é a razão de toda minha felicidade. 
Respiro fundo.
- Eu... eu também te amo.
Ele me olha e sorri. 
-Hide e Haru vieram te ver. 
Ele me ajuda a sentar na cama  e traz Hideki e Harumi para ficarem juntos de mim. 

Levou algum tempo para eu ficar 100% boa. Mas quando isso aconteceu, logo nos aprontamos para voltar ao esconderijo da Akatsuki. Os bebês já estava grandinhos e realmente precisávamos voltar.

Ao chegarmos lá.
- Volteeeei! -falo alto-
- Reeran! -exclama Deidara- que saudade de você! -ele vem me abraçar, logo ele olha para Hideki e Harumi- mas que arte mais bela que vocês fizeram! Eles são lindos Re.
Sorrio.
- Mas me digaaaa! Como você está Re??
- Ahh passei por alguns perrengues, mas já estou bem. Quase morri duas vezes em menos de 24 horas.
- Que horror garota! Tem que se cuidar...hm.
- E você?? Como está minha loira safada!
Rimos.
- Ah eu estou bem. Tenho que te contar algo...
- O que??
-Eu estou me sentindo meio jogado se fora né? -Fala Itachi- vou levar as crianças para o quarto.
Eu e Deidara damos risada.
- Me conte!! -falo-
- Sabe o Tobi...
- Sei...
- Então... hm.
- Eu não acredito!! -falo rindo-
- acredite Re! -ele ri também- 
- E vocês já...
-Aiii já! Foi sensacional. 
- Ai minha Loira ta apaixonada! Mas e ai... eu nunca vi o rosto dele. Ele é bonito??
- Meeeeu Deus Reran. É maravilhoso. -fala ele rindo- e ele é... -fala baixinho-  um Uchiha.
-Não acredito! -falo espantada-
- Acredite... por isso que é lindo desse jeito. Tudo se explica por isso.
Dou uma risada alta.
- e você acha o Itachi bonito?
- Sem dúvida alguma Re. Se ele fosse... hm. Eu pegava.
-Ih! Não curto concorrencia.
Ele dá risada.
-Ele é só teu. Já tenho o meu. Que é maravilhoso. Hmm.
- Ai que bom Dei. Que bom saber disso. Sério mesmo. Eu quero muito que vocês sejam felizes,que adotem um baby para vocês, que se casem...enfim... que tudo dê certo.
Ele sorri.
-Senti tanto sua falta Re. Não some mais assim, hm.
- Não vou sumir. Prometo.  -vou em direção ao quarto- agora meu cuidar dos meus pequenos. Até depois Dei.

Ele acena para mim e entro no quarto.
- Colocaram as fofocas em dia?
Dou risada.
- Ele veio me contar que ele e o Tobi estão tendo um caso.
Ele ri.
-Fala sério!
- ele tá todo apaixonadinho. -rindo-
- Que bom que ele superou o Sasori, né?
Respiro fundo e assinto.
- pois é. 
- A vida continua... outros amores surgem...
-Itachi...para. 
- Por que?
- Eu sei o que você está querendo dizer! Então pare! Não existirá outro.
-Até o Deidara superou...
-Não sou o Deidara.
- Reran... eu quero que você seja feliz.
- Serei feliz... com você!
- Mas não para sempre.
-Chega desse assunto. -falo brava-
Ele me abraça e beija meu rosto.
- Que foi pequena?
-Não gosto desse papo! Você sabe disso.
- Me desculpe. – ele beija meu rosto varias vezes,começo a rir.
- Te amo seu chato.
- Eu também te amo! Demais! -ele morde de leve minha bochecha-  temos que arranjar uma casa pra nós. O que acha?
Olho-o.
- eu acho maravilhoso! Nossa casa. Nossa família, nossa vida.
Ele sorri.
-uns gatos e uns cachorros.
Dou risada.
- um de cada ta bom né?
Ele me aperta.
- e mais uns dois filhos.
- Mais dois?? 
- siiim!!!
- isso daqui uns cinco anos né?
- Por enquanto vamos só praticando.
Damos risada.
Alguem bate na porta. 
Olho pra Itachi.
-Quem será? -pergunta ele baixinho-
Faço sinal de que não sei.

Vou até a porta e a abro.
-Oi Konan! -falo-
Ela sorri sem jeito. 
- Eu vim ver os filhos de vocês.
Ela vê o Itachi e acena para ele.
- Vem...entra.
Ela os vê dormindo.
- Eles são lindos Reran!
Sorrio.
- demais!não é mesmo?
Ela assente e senta à beira da cama.
Vejo que algumas lágrimas escorrem por seu rosto.
-Tá tudo bem?? -pergunto-
Ela seca as lágrimas e assente.
- tá sim... é só que...
Itachi faz sinal de que vai sair do quarto e nos deixa sozinhas.
- É só que...?
Ela me olha.
- Eu e o Pain... bom...não podemos ter filhos.
-Por que não?
Ela respira fundo.
- É uma situação BEM complicada. 
-Pode falar...
Ela me olha .
- Bom... nem sempre o Pain se chamou assim.
Me sento ao seu lado.
- ah não?
Ela nega.
- Ele se chamava Yahiko. Ele sempre foi inteligente e esperto. Sempre fui apaixonada por ele.  Eramos em tres... eu,yahiko e nagato. Sempre onde um ia,os outros dois iam atras. Eramos inseparaveis. Mas... entre diversos acontecimentos... Yahiko morreu.
Fico espantada com o que escuto ela falar.
- morreu?
Ela assente.
-Ele morreu e hoje o pain é só um fantoche manipulado por Nagato que está incapacitado. Ele é o novo corpo de Nagato.
Coloco a mão na boca surpresa com tudo isso.
-Então quer dizer que... O Pain... não é ele mesmo?
Ela assente. 
- Meu Yahiko morreu há muito tempo,mas consegui tê-lo de volta,mesmo que assim. Mesmo que ele seja outro. Vivemos assim... desde então... Deus e Anjo. E por isso que não podemos ter filhos. Yahiko está aqui,mas ao mesmo tempo não, tudo nele é manipulado e eu me casei com o Nagato no corpo do Yahiko, não que eu reclame, jamais. Nagato sempre me tratou como rainha, mesmo que ele não demonstre em público e eu sou muito feliz com ele,mas as vezes eu penso... Tudo o que fizemos até hoje,carinhos, beijos... nada foi com ele e sim com o corpo do Yahiko, já perguntei a ele se ele se sente vazio por isso e ele diz que não,que me fazer feliz é o que importa. Eu só queria que a gente pudesse ter filhos...  -ela olha para baixo-
Abraço-a.
-Nunca imaginei que você passasse por tudo isso, sempre aparentou ser uma mulher forte.
- Na frente das pessoas tento manter a pose de vice lider né. Mas quando estou sozinha eu desabo. Várias vezes Pain já me pegou chorando, ele sempre consegue me fazer parar de pensar nisso... ele me faz esquecer tudo, ele é maravilhoso Reran. De verdade,eu o amo demais. -ela faz sinal de negativo com a cabeça- eu nunca contei isso para ninguém... -ela sorri fraco e me olha-
-É bom desabafar. -sorrio- e essa conversa não vai sair daqui. Prometo.
Ela segura em minhas mãos.
-obrigada Reran! De verdade.
- Você pode contar comigo, sempre.
Ela sorri.
-Você tem um coração maravilhoso e o Itachi também. Vocês dois são diferentes, não deveriam estar aqui.
- Temos nossos motivos... 
Ouço o Itachi tossindo. Me levanto rápido. 
- o que houve Reran? -pergunta Konan-
- Essa maldita doença... 
Abro a porta e corro para a sala.
Vejo Kisame segurando o Itachi.
- Tá tudo bem cara??
Itachi assente.
- Não está tudo bem não! -falo- me diga o que está sentindo!
Ele não responde.
 -Itachi! Me responda!
Ele me olha.
- Reran! Minha visão... está sumindo! -fala ele apavorado-
Ele tenta se segurar em mim, enquanto Kisame ainda o segura.
- Reran! -continua ele,apavorado- Reran! Estou com medo! -Ele fecha os olhos e coloca as mãos neles- 
Ele deve estar sentindo uma dor insuportavel para estar com medo.isso me matava,por não poder fazer nada para acalmar ele.
Ele escorrega das mãos do Kisame e cai no chão.
- olha pra mim Itachi. Olha pra mim! -ele está atordoado no chão- Itachi fica acordado! -faço ele me olhar- hey! Está me vendo??
Ele não responde.
- ITACHI!!! NÃO VAI ME DEIXAR ASSIM! ITACHI!!!!
Ele me olha.
- Re... ran. 
- Fique acordado! -falo chorando- Não durma! 
- Reran... eu te amo.
- Eu sei... eu sei Itachi.
- Hide e Haru..
- Para! Para! -olho para o Kisame- vai atras da Sakura! Por favor!
- Aquela que matou o Sasori?? -pergunta Deidara-
-Dei por favor! Precisamos dela! Por favor! 
Olho novamente para o Itachi.
- Você não vai me deixar hoje! Não vai! 
Ele coloca a mão no peito,aperta e geme de dor.
Sento-me no chão e trago-o para meu colo.
Ele fica me olhando e acariciando meu rosto. Sinal de que a visão dele voltou.
- Reran... 
- hum...?
- Obrigado.
Olho-o e ele continua.
- Obrigado por ter me dado oportunidade se ser pai.
- Para de se despedir.
- Eu preciso fazer isso! Eu preciso! 
- Você não vai morrer! -falo alto,chorando-
- Obri...ga...do... por acreditar em mim e por me amar.
Ele apaga em meus braços.

- ITACHIIIIII!!! -grito desesperadamente-

Cinco anos depois...


Notas Finais


Espero que estejam gostando


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...