História The worst secretary (Imagine Namjoon) - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 61
Palavras 1.139
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Blz Little Pandas? Então, mais um capítulo da história! Estou amando escrever fanfic, gente, sério. Sempre tive um amor por escrever histórias, mas escrever fanfic, é outra coisa né? É mágico, eu amo de paixão isso. Espero que gostem deste episódio.

Boa leitura!

Capítulo 2 - Meu chefe é um Sadomasoquista! (HOT)


Fanfic / Fanfiction The worst secretary (Imagine Namjoon) - Capítulo 2 - Meu chefe é um Sadomasoquista! (HOT)

Meu chefe é um Sadomasoquista!: 2

 

 

 

     Pela manhã acordo, faço minha higiene pessoal e tomo café. Me despeço da omma com um beijo na bochecha. Saí de casa e me deparei com a figura de Jinhyo na frente do portão encostada em um carro preto. Ela olhava o relógio.

        — Está atrasada! — ela reclama.

        — Disseram que era para mim estar pronta até as sete horas, e eu estou.

        — Não era pra estar pronta as sete, era pra sair as sete. Você leu o Email direito?

        — Só vamos logo. — apressei. — De quem é esse carro?

        — É só o carro da empresa, eles dão isso para os funcionários. Esse é o seu. — falou seco.

        — I-Isso é meu? Uau! — dou uma olhada para o carro.

      Observo cada centímetro do carro, é lindo.

       Olhei para dentro e me depairei com a sombra de alguém no banco do motorista.

        — Tem alguém ai dentro?

        A figura abre a porta do carro e eu me assusto.

        — Olá. — um homem pouco mais alto que eu saíu do veículo.

        — Oi? — respondi confusa por ter saído sem aviso prévio.

        — Ah, esqueci de dizer. Esse é o seu motorista, Mim Yoongi. Mas pra encurtar chama ele de Suga, ele é um doce. — brincou Jinhyo.

        — Prazer em conhecê-la senhorita Sunhee. — o mesmo se ajoelha no chão e beija minha mão derrepente.

        — Obrigada, eu acho. — meu rosto cora.

        — Por que eu tenho um chofer? — olhei para Jinhyo.

        — Você sabe dirigir?

        — Não.

        — Então, isso explica alguma coisa pra você? — fala num tom irônico.

       

       Quebra de tempo

 

     Cheguei no escritório do senhor Namjoon, ele parecia ocupado. Organizava suas canetas por cor e tamanho, ele é realmente perfeccionista, ri baixinho. Observáva pelo vidro da sala.

            — Porra!... 

            — SUNHEE! — ouço Namjoon me chamar.

     Rapidamente vou até o mesmo, ele havia derrubado aguá na roupa.

            — VAI FICAR OLHANDO OU VAI LIMPAR ESSA SUJEIRA?! — diz bufando de raiva.

            — S-Sim senhor Namjoon.— pego meu lenço de bolso e começo a limpar as vestimentas de Namjoon.

            — Você não está limpando direito. — ele aponta para a calça.

            — Desculpe. — enxugo a calça do mesmo.

      Senti uma leve ereção no membro de Namjoon enquanto secava o local.

Isso é descomunal, como é que pode ser desse tamanho?

            — Você é muito safada não é? — diz o maior me puxando.

      Ele me põem sentada em seu colo.

            — Senhor o que está fazendo?!

            — Olhe só o que você fez, isso é inadimissivél não? Ainda mais para uma pessoa exigente como eu, uma secretária não poderia deixar seu chefe exicitado, Ah, Sunhee, Sunhee, acho que irei ter que lhe demitir. — disse fingindo estar emocionado.

            — Por favor me perdoe, senhor, eu prometo que isso não vai mas acontecer! É o único emprego que fui aceita, quero muito realizar meu sonho, se eu fosse demitida iria acabar com tudo que construí até agora, eu imploro, eu faço qualquer coisa... Qualquer coisa mesmo! Não me demita!

            — Ah... Pobre garotinha. — ele me empurra de seu colo fazendo eu cair no chão. — Talvez eu possa lhe perdoar se pedir desculpa com mais sinceridade.

            — Sinceridade?

            — Isso mesmo, que tal se ajoelhar? — disse irônico.

            — Eu não se-

            — CALADA! Você quer ou não quer seu emprego de volta?

            — Sim, senhor. — Abaixei a cabeça me ajoelhando.

            — De agora em diante me chame de mestre ou Daddy, nunca me chame pelo nome verdadeiro, nem na frente de outras pessoas, caso o contrário vou te punir. Vai obedecer todas a minhas ordens, sejam elas as mais cruéis ou mais leves, você servirá e me sastifará quando eu achar necessário. Me obedeça e eu realizo seus desejos. Me desobedeça e te punirei. A partir de hoje você é minha pequena cachorrinha.

 E foi assim que me tornei a cachorrinha do chefe.

 

     Namjoon

  Estava certo em escolher essa garota, ela é linda e sexy ao mesmo tempo, tem coisa melhor que isso? Eu já estou louco pra saber o sabor dela, não vou conseguir me conter muito tempo. Eu quero foder ela, com tudo o que tenho. Quero penetrar essa pequena com tanta força que ela terá que usar cadeira de rodas depois de dormir comigo!

     Ahhhh, eu já não aguento mais, eu tenho que comer ela, não quero saber as condições, meu pau está implorando por uma foda bem dada com essa garotinha. Vou faze-lá de gato-sapato, ela será minha nova cachorrinha.

    A pego de surpresa impressando a mesma sobre a mesa do escritório, começo beijando seu pescoço depois sua boca, deslizo minha língua pelo seu corpo fazendo-a gemer, tiro sua calcinha, dessa vez uso meus dois dedos penetrando-os no interior de Sunhee, ela estava no apíce do prazer, não parava de gemer, tudo o que ela me pedia era mais. Eu tenho que realizar o pedido dela, eu devo não?

    Coloco meu membro para fora dou estocadas fortes, na mesma. A prendo com as algemas na mesa, a ponho de quatro e fodo ela em diversas posições.

            — Você é muito apertada — penetro com mais força.

            — Mmm...AHH, D-Daddy, você está muito bruto. — gemeu de prazer.

            — Tem certeza...  Baby Girl? EU NEM COMECEI AINDA!

        Estoco mais forte, enfio meu membro cada vez mais profundo no interior dela, Sunhee estava muito quente por dentro, meu pênis já havia se acostumado com a temperatura ambiente.
        A ponho de lado, vou reduzindo as estocadas até chegar ao estado final, gozo imediatamente.

             — Vista-se. — jogo uma camisa qualquer em cima da mesma. — Seu choffer está lá embaixo te esperando. Ele vai te deixar na frente da sua casa, se quiser qualquer coisa peça para ele, agora vá.

             — M-Mas-

             — Você está me desobedecendo Sunhee? — perguntei se aproximando.

             — Não, mestre. — respondeu inquieta.

             — Foi o que eu pensei. Agora sai logo daqui, estou começando a ficar com raiva, se não quiser que desconte em você é melhor sair.

             — Sim Daddy. — Sunhee saí do escritório com as roupas que lhe dei.

         

             Sunhee

      No que eu estava pensando, como eu fui aceitar uma barbaridade dessas? Eu realmente não queria ser demitida, mas não a ponto de viver do favor dele.

       Vou até o carro onde Suga esperava.

           — S-S-S-SENHORITA?! POR QUE ESTÁ VESTIDA ASSIM? — o chofer cora ao ver o estado de minha roupa.

           — Não é nada, vamos logo. — entei no carro bufando.

         O caminho todo não disse uma palavra com Sugar que parecia preocupado com minha situação.

           — O que aconteceu?

           — Não é da sua conta, você é só um motorista idiota! — respondi.

           — Desculpe, não irei perguntar de novo. — voltou a olhar para o volante.

     Eu sei que não é culpa dele, porém eu tinha que aliviar a raiva em alguém, por que eu sou tão idiota? Não quero ser uma espécie de puddle para o meu chefe, ele é meu chefe, não meu dono!

       Dormi o resto do caminho todo. Sinto alguém me carregar até o quarto, ele delicadamente me põem em cima da cama. Depois desliga a luz e me dá um beijo de boa noite.

 

        Mim Yoongi

       Boa noite Sunhee.


Notas Finais


Obrigada se leu até aqui!

Fuii bjss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...