História The Yellow Girl - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens JB, Personagens Originais, Youngjae
Tags 2jae, Cute, Yellow
Visualizações 43
Palavras 835
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oe
Eaekkkkkkdscp
Era pra eu estar att LTAP, mas sla preguiça(eu não desisti da fic calma) uma one shot só pra mostrar que tô viva:3
Leiam e tentem não se matar bj

Capítulo 1 - Voltar


Fanfic / Fanfiction The Yellow Girl - Capítulo 1 - Voltar

 Viagens de trabalho sempre são cansativas. Ainda mais se você tiver que viajar de avião, pois sempre vai ter um bebê, muito insatisfeito com a vida, que irá chorar o percurso inteiro. E quando somos obrigados a fazer conexão? É horrível! Porém, quando se está voltando para o lar e para as pessoas que ama, todas essas reclamações ficam esquecidas.

Depois de quase 5 horas dentro de um avião, finalmente eu estava liberto. Felizmente, hoje o dia estava sorrindo para mim. Consegui um táxi rápido, meu celular ainda tinha bastante bateria e eu chegaria cedo em casa, cedo o bastante para poder ver as pessoas que amo.

-De todas as pessoas que levei hoje... -O senhor que dirigia o táxi se pronunciou -...o senhor é a mais sorridente. Qual é o seu nome jovem?

-Im Jaebum. É um ótimo dia para sorrir.

-Vai ver alguém especial?

-Vou ver as pessoas mais especiais para mim. -Sorri ao terminar de falar

O silêncio voltou a se instalar no carro, não me importei muito com isso. Aos poucos fui reconhecendo as ruas e as casas até reconhecer a minha. Uma linda casa amarela, com um pequeno Jardim cheio de girassois em frente a ela, dava um ar mais vivo à casa. Assim que entreguei o dinheiro ao gentil senhor ele me disse:

-Seu dia com certeza será ensolarado. Boa Tarde, amigo!-Dei o dinheiro e peguei minha pequena mala de mão.

Já com as chaves da casa em mãos, abri a porta. Pelo silêncio, presumi que estivesse sozinho em casa. Subi as escadas de madeira verde-água devagar, e logo localizei o meu quarto. Depois de arrumar minhas coisas e tomar um banho, fui até a frente de casa. Sentei no meu banquinho, olhei no meu relógio de pulso, marcavam exatamente 16 Horas e 30 minutos, meu coração saltou.

Ao final da rua, minha donzela chegava, tudo ficava em câmera lenta. Sua bicicleta preta a acompanhava, mesmo que a donzela não saiba andar nela tão bem, ela tentava. A falta de equilíbrio obrigava a minha donzela a mexer, de um lado e pro outro, o guidão da bicicleta. A menina de estrutura baixa se destacava naquela rua, suas roupas eram cheias de vida, todas no tom amarelo -menos a calça jeans azul marinho-, seus óculos tinham uma armação dourada, e se misturavam muito bem com as sardas existentes no nariz e nas bochechas da menina. Mas eu tinha que admitir, o que chamava mais atenção eram suas galochas amarelas -Ela realmente gostava dessa cor-. Sua paixão por essas galochas era tão grande que as usavam em qualquer lugar, faça chuva ou faça sol. E seu sueter feito a mão.

Ela não possuía tantos traços coreanos, mas não deixava de ser bela. Seus cabelos negros balançavam pelo vento e a concentração que ela tinha era assustadora.

Logo atrás da minha donzela, havia mais uma pessoa. Novamente naquele dia, eu sorri. Seus cabelos loiros com leves tons de castanho caiam delicadamente em cima da testa, e seu sorriso parecia uma onda, uma onda que sempre me atinge com força, mesmo que eu já tenha visto esse sorriso milhares de vezes. Involuntariamente, sorri junto. Ele segurava a mochila -também de cor amarela- da minha donzela em uma mão, e na outra segurava Coco, a nossa cadelinha, ele usava um moletom rosa claro simples e uma calça jeans azul escuro. Seus olhos descontraídos miraram em casa e, logicamente, em mim. Nunca vi Choi Youngjae dar um sorriso tão lindo quanto aquele, me apaixonei mais um pouco por aquele garoto incrível.

É incrível como um som pode mudar nosso humor. Pode ser por uma música que você goste, ou um som irritante que te deixa nervoso. Mas para mim, naquele momento, o melhor som que eu já pude ouvir, foi o da minha donzela. Quando ela docemente me notou e chamou meu nome

-Papai! Você voltou! -Minha linda filha largou a bicicleta no chão e veio correndo na minha direção com os braços abertos, e eu claro, abri os meus também, logo a rodeando com meus braços. Apertei forte, como se não quisesse sair daquele momento mais. -Papai, está me apertando forte.

-Me desculpe, pequena -Tirei meus braços do seu redor e dei um beijo na sua testa -É que eu estava com muitas saudades.

-Eu também, papai.

-Eu também fiquei com saudades! -Uma terceira voz se fez presente. Felizmente, o amor da minha vida estava do meu lado naquela varanda. Coco já estava solta no chão e pulava em cima de mim como se não me visse meses, bem ela realmente não me via a meses.

Em uma movimento rápido fiquei no tamanho de Youngjae e o puxei para um beijo também rápido. Ah, palavras não são capazes de descrever a saudade que eu estava por esses lábios. Ele sorriu bobo e colou nossas testas. Senti uns cutucões na minha perna, já sabendo quem era apenas agachei e peguei minha pequena do chão e a segurei no meu colo.

-Bem vindo de volta, papai!


Notas Finais


Bem pequeno mesmo. Só me veio essa ideia de repente e deu vontade de escrever. Fazer o que?
Obg por ler:3 Comente de vocês gostam mais de one shots ou de long fics. Pq eu tenho ideias bem lokas na minha mente:v
Bjs de luz u3u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...