História The Zone


Escrita por:


Sinopse:
{ kai vampire • suho scientist }
“Junmyeon era um homem atormentado e medroso, aliás, cheio de características estranhas... um pequeno gênio. Fazia parte de uma organização extremista voltada para a ciência centrada numa área remota da Ásia. Quando uma descoberta maligna muda todos os seus planos suicidas e o leva a superfície da loucura.”
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 263
Favoritos 34
Comentários 17
Listas de Leitura 14
Palavras 12.433
Terminada Não
Categorias EXO
Personagens Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Oh Se-hun (Sehun), Personagens Originais
Tags Chanbaek, Chanhun, Kaiho, Sci-fi, Seho, Sukai, Vampire

Fanfic / Fanfiction The Zone
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Água pra lavar o medo;
2
79
2.477
 
2.
Imundície;
4
52
1.705
 
3.
Rebellion: the zone plan;
3
49
3.424
 
4.
A Censura;
6
57
2.145
 
5.
Pressa para alcançar o urgente;
2
26
2.682

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por clowcard
Capítulo 4 - A Censura;
Usuário: clowcard
Usuário
Okay, essa morte totalmente inesperada do Minseok acabou me pegando em proporções catastróficas pois adquiri um certo carinho sobre a imagem que ele representava no contexto da história. Eu o enxergava como um irmão mais velho do Junmyeon, um dos únicos pilares que o garoto tinha dentro desse inferno de laboratório e alguém que tornava sua vida um tanto mais leve. Foi o único que restou na vida do Jun, se pararmos pra pensar. Juntando esse acontecimento terrível aos maus tratos sofridos pelo Jongin – que compartilha do mesmo sofrimento que o anatomista, mas mil vezes mais prejudicado – e os três dias na Censura, não consigo sequer imaginar como o psicológico do meu bichinho se encontra.

Sem palavras para as alfinetadas que o Junmyeon deu no Baekhyun, são quatro da manhã e eu perdi as estribeiras quando li aquela do rabo imundo. Provavelmente eu tenho 5 anos de idade mental, peço que me desculpe por isso.

Jongdae parece ser um alívio até mesmo cômico para a história e para a vida do Junmyeon, o que me deixa um pouco menos receosa sobre o futuro dele dentro desses corredores. Ambos partilham de histórias dolorosas e tentam lidar com seus passados de maneira que os faça conseguir seguir em frente e rumar para um caminho que sabe-se Deus lá onde é, desintencionalmente proporcionando companhia um ao outro.

Como esperado, seu capítulo não me decepcionou em nada e acabou só aumentando a minha sede por uma continuação. Estou maravilhado com o desenrolar, com o que tem sido mostrado sobre as características psicológicas de cada personalidade e como seus destinos passam diante dos olhos do leitor. A história me causa um misto de sensações e estou maravilhada com todas elas. Parabéns por esse trabalho incrível, espero que possamos nos encontrar em outro capítulo em breve.