1. Spirit Fanfics >
  2. Theoí >
  3. Capítulo 06

História Theoí - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Oieee pessoas!!
Mais um capítulo narrado pelo Minnie
Boa leitura!!!

Capítulo 7 - Capítulo 06


Fanfic / Fanfiction Theoí - Capítulo 7 - Capítulo 06

Assim que sai da sala meu corpo travou. Por que essas coisas acontecem comigo? Meus passos eram lentos e meu olhar baixo, mesmo assim chegamos ao nosso destino, o escritório dele.

- Entre Park. - Ele tentava ao máximo impor sua autoridade e eu não sou burro de desrespeitá-lo.

Após entrarmos na sala o homem senta em sua cadeira e acena para que eu me sente em frente à sua mesa e assim faço. Quando ia abrir a boca para começar a me explicar e implorar para que não me desse uma punição absurda, já que é óbvio seu desprezo pela minha família, a porta é brutalmente aberta.

- Cronooos! Faz tempo que não me faz uma visita. Eu me sentia especial sabia? Mas você parou. - O moreno tinha um pouco de deboche em sua entonação e a última frase foi dita com uma falsa tristeza. O que esse idiota está fazendo? Tentando piorar a situação?

- Jungkook eu estou ocupado, se quiser conversar depois você vem até minha sala. - Conversar? Porque ele está sendo tão simpático com o Jeon? A um segundo atrás eu achei que iria morrer!

- Eu sei, eu sei, massss - O garoto se sentou ao meu lado, ele parecia querer tirar o peso da conversa, diferente de mim não demostrava medo, pelo contrário, parece saber muito bem o que estava fazendo. - Eu tenho um segredo para você! - Ele sussurra porém alto o suficiente para todos presentes conseguirem ouvir.

- Um segredo? Vai assumir a culpa Jeon? Porque pelo que vejo o Park estava bem mais envolvido na confusão do que você, eu não consigo nem saber qual é a cor do cabelo dele. - Sorriu cínico.

- Não vim assumir a culpa. Vim dizer que todos somos culpados. - Cronos não pareceu gostar da resposta. - E se me permite dizer o Park é um loirinho lindo. - Ele piscou para mim? Eu não faço ideia do que está tentando fazer mas isso não vai dar certo.

- Certo Jungkook, continue. - Diferente do que dizia, ele parecia não querer dar ouvidos ao garoto e sim terminar nossa conversa.

- Primeiramente não foi Jimin que iniciou a guerra de tinta, mas a pessoa não é importante para o momento. - O Deus estava com uma sobrancelha erguida e me encarava de cima, ele não acreditou em Jungkook. - Segundo que todos ali jogaram tinta em alguém, inclusive a tinta branca no rosto do Park foi obra minha. – Sorriu orgulhoso. Sim, ele realmente pegou o maior pote de tinta da cor citada e simplesmente jogou no meu rosto, inclusive revidei virando dois potes de tinta vermelha ao mesmo tempo em seu um em seu cabelo e o outro em seu rosto de baixo para cima fazendo com que só a boca e o queixo ficassem pintados.

- Então você está querendo dizer que eu deveria punir a todos? - Não sei se está melhorando ou piorando a situação.

- Na verdade nós só fizemos o que o professor propôs, expressamos nossos sentimentos usando tinta. Todos estamos estressados, é a primeira semana e já tivemos um incêndio, temos trabalhos para entregar, precisamos aprender nos relacionar com um bando e adolescentes de nariz empinado só porque são filhos de não sei quem.. - Ele continuaria falando mas Cronos o interrompeu.

- Tudo bem Jungkook, já entendi, mas se vocês não querem ser punidos eu espero que não aconteçam mais confusões nessa instituição. Fui claro? - Ele conseguiu mesmo?

- Claríssimo! - Jeon levantou indo em direção a porta. - Jimin? Você não vem?

- Não, nós ainda precisamos conversar. - E a resposta é não, ele não conseguiu.

- Mas Cronos é hora do almoço. - Não está convencendo Jungkook, pelo amor de Zeus tenha uma desculpa melhor.

- Nunca te vi se esforçar tanto para defender alguém criança. Por acaso você namora o filho do Tritão? - Namora quem?

- Não.. Mas sabe como é né, está faltando tinta branca na minha boca, rosa é uma cor legal. - Porque ele? Espera porque o Deus Cronos está me olhando assim?

- Tudo bem Jungkook não vou estragar seu momento, podem ir. - O moreno segura meu pulso me puxando para fora da sala enquanto meus olhos estavam arregalados e meu semblante confuso.

- Como? Por que? Ele acha que a gente? - Eu não conseguia terminar uma frase, depois que a porta fechou atrás de nós Jeon sorriu orgulhoso de si mesmo e continuou me puxando.

- Parece que tem algo sobre mim que você não sabe sereia. - O moreno estava animado, talvez porque conseguiu driblar o Deus.

- Vocês pareciam íntimos. - Foi a primeira frase que eu consegui completar desde então. O menino ainda me guiava e já estávamos próximos ao nosso bloco.

- Depois te explico melhor o que aconteceu lá dentro, agora eu preciso de um banho. - Adentramos o bloco vermelho. - Não só eu. - Ele me olha de cima a baixo, realmente eu fui o que fiquei em pior estado.

...

Depois de tomarmos banho e nos vestirmos estávamos cada um sentado em sua cama, faltava pouco menos de trinta minutos para a próxima aula mas eu estava curioso demais para esperar então pedi para que ficássemos no quarto e ele me contasse o que exatamente aconteceu, já que eu estou extremamente perdido.

- Bom, você quer que eu comece pela parte em que ele te odeia, a que ele me ama ou a que ele ficou orgulhoso ao achar que a gente transa? - Engasguei com minha própria saliva. Quando é que essa última parte aconteceu? Jungkook achou graça de minha reação.

- Pela parte que ele me odeia. - Falei depois de me recuperar.

- Você não é filho de um Deus do Olimpo, é um Semideus, suas habilidades sempre envolvem água salgada e digamos que Poseidon não era o filho preferido. Ele não te odeia, só não consegue ver algo para admirá-lo ainda. - Ou seja, ele não gosta de mim porque meu pai tem uma cauda e não é filho de Zeus, ótimo estou lidando com idiotas o tempo todo.

- Ok agora o mais importante. Por que ele te tratou daquela forma? - Meus olhos até brilhavam em expectativa.

- É uma sereia fofoqueira mesmo. - E novamente o sorriso de deboche está em seu rosto. - Bem, entre meus 3 e 8 anos o Deus Cronos sempre me visitava, fazia algumas perguntas estranhas, algumas vezes até brincava comigo e me dizia que eu era diferente dos outros mas nunca me contou o motivo. - E então eu me lembro das coisas que meu pai me contava sobre o pequeno Jeon.

- Faz sentido, ele procurava algum traço que confirmasse as suspeitas. - Falo mais para mim do que para ele, na verdade eu não queria que tivesse escutado.

- Que suspeitas Jimin? Isso tem a ver com o que sabe e não quer me contar certo? - O moreno que antes estava relaxado agora parece ansioso.

- Vamos comer? Temos aula daqui a pouco. - Me esquivo de suas perguntas levantando e passando pela porta, mas antes que eu consiga seguir para fora do quarto meu braço é puxado com força e a porta fechada com brutalidade. - Que porra é essa Jungkook? - Pergunto um pouco assustado, meu corpo estava prensado entre a porta e o garoto.

- Park você já está me irritando, no começo eu até achei que estava blefando mas você sabe de algo importante e eu quero saber o que é. - Parecia tentar manter a calma, travava o maxilar e serrava os punhos vez ou outra estralando os dedos. Não respondi, eu não conseguia. - Jimin! A gente não vai sair daqui até você me contar. - Ok agora ele parecesse um pouco menos irritado, talvez seja o momento de tentar inventar algo?

- Olha Jungkook eu realmente não sei de nada, eu só tenho uma suspeita do porquê você ser tão comentado desde que nasceu. - Ele não estava contente com a minha resposta, caralho eu só não quero te contar.

- Não quer falar? Tudo bem. Vamos fazer de outro jeito então. - Eu sei que não demostro medo pelo Jeon, até porque não tenho, mas se ele resolver acabar comigo agora ele consegue. Meus olhos estavam fechados esperando o primeiro soco mas ele não veio. - Abre os olhos Park. Não sou idiota de te bater, não vou conseguir o que quero assim. - Soltei um suspiro aliviado. - Vou te fazer uma pergunta simples e você me responde com sim ou não. Sem mentiras. - Concordei com a cabeça - Isso que você tanto guarda, tem a ver com meu pai? Você sabe quem ele é?


Notas Finais


Alguma suspeita de quem é o pai do Jk?
Obrigada por lerem e até Quarta😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...