1. Spirit Fanfics >
  2. Theory Of Love By Chance - MinSung (Stray Kids) >
  3. Capítulo 37

História Theory Of Love By Chance - MinSung (Stray Kids) - Capítulo 37


Escrita por:


Notas do Autor


E agora começa realmente a nova etapa aaaaa
Se preparem e não fiquem bravos cmg okay?Kkkkk amo vcs
Boa Leitura<3

Capítulo 37 - Capítulo 37


Fanfic / Fanfiction Theory Of Love By Chance - MinSung (Stray Kids) - Capítulo 37 - Capítulo 37

***

S E G U N D A     E T A P A --- M I N H O ---

***

Han tinha seus olhos marejando,se relembrando da imagem em que Minho sorria ao falar ao telefone com Jeongyeon.

Jisung estava apoiado no suporte que havia na varanda da escola para não cair,encarando a vista ao lado de Yugyeom.

---Então,o que você tem á dizer para mim?-Perguntou o mais velho.

Han o olhou,mas desviou-o para o chão,procurando as palavras.

---Eu...-Fez uma pausa,e fitou o seu Hyung.---Quero sair da equipe de escritores.

Yugyeom riu,não de felicidade,mas de nervoso.

---Acalme-se.Você está bem?-Kim franziu o cenho,preocupado.

---É que...-Han mordeu os lábios e olhou a vista novamente.---Eu tentei de tudo.Eu li os livros,pesquisei na internet.-Citava.---Mas ainda não estou nisso.Meio que perdi a fé no amor...-Revelou em um suspiro.---Não acho que sou bom nisso.

Yugyeom sorriu fraco sem mostrar os dentes.---Você pode escrever sobre isso.

---Hã?-Jisung o encarou,confuso.

---Uma pessoa que não acredita no amor.-Explicou.---Mas precisa escrever sobre o amor.

Jisung pareceu pensar sobre isso,talvez fosse uma boa ideia.

---Conte uma história de alguém que tente entender o amor.-Continuou Yugyeom.---Ele vai á biblioteca para encontrar livros sobre o amor...Mas ele nunca se apaixona ou acredita nisso.Conte esta história para o público.

Han prestava atenção atentamente,Yugyeom era realmente bom nisso.

---Quem sabe.Depois de escrever,você pode encontrar a resposta que você tanto procura,O Amor.-Disse o mais alto.

---Não tenho certeza se meu coração consegue lidar com isso.-Han falou.

---O amor não é guiado apenas pelo coração,você usa o cérebro também.-Apontou para a sua cabeça,mas depois apoiou seus braços no suporte da varanda.---Vamos lá,você consegue.Acredito em você.-Bateu de leve no ombro de Jisung,e sorriu o confortando.

***

---Vamos fazer isso.-Minho sorriu,apertando a mão de Felix,que sorriu.

---Eu concordo.-Disse o mais novo.

Os quatro amigos estavam reunidos no local de sempre,a cafeteria.Conversando coisas banais como sempre.

Chan se virou para olhar Jisung,que estava quieto,tomando seu expresso.---Jisung,você não tá mais morando com o Felix?

O outro assentiu.---Tive sorte que meu apartamento antigo ainda tá vago.Então,eu vou voltar pra lá.-Disse visivelmente animado.

Não queria mais dar trabalho a Felix,e também queria seu espaço e privacidade de volta.

---Você tá bem,financeiramente?-Perguntou Minho,o olhando.

Han pensou brevemente se podia encara-lo,mas o fez.---Minha mãe já resolveu tudo.Não se preocupe.-Disse.---Obrigado vocês todos por cuidarem de mim nesses meses.-Sorriu.---Eu preciso voltar a escrever o roteiro.-Depositou seu expresso na mesa.---Até mais.-Se levantou para ir embora.

Todos o fitaram até ele sair pela porta e desaparecer da vista de todos.

***

(Agora escutem Levanter de Stray Kids hihihi)

Han faltava as maiorias das aulas para se encontrar com o pessoal da peça,discutiam e gargalhavam enquanto ensaiavam e discutiam alguma ideia para acrescentar no espetáculo. 

Jisung se divertia pra valer,até esquecia o real motivo de ter aceito entrar para a equipe de teatro.

E por outro lado,Minho na sala de aula,fitava o lugar vazio de Han por dias,nem prestava mais tenção na aula.Sentia falta dele,de verdade.E toda vez que iria falar com o pequeno,este dizia que tinha coisas do teatro para resolver,e assim terminava uma conversa que mal tinha começado.

Um dia desses,Han adentrou seu apartamento,se sentou na sua cama e fitou tudo,se lembrando de cada minuto que passou ali.Se jogou para trás,se deitando na cama e suspirando.

E toda a noite,pegava seu notebook para estudar ou continuar a escrever seu roteiro.Estava tão focado na peça,que mal saia com seus amigos e tinha se afastado dos 3.

Felix e Chan meio que eram os que mais conversavam com ele nos tempos livres(Que eram raros),e disseram que não se importavam com o afastamento do menor,pois sabiam que era por uma boa causa.

E já Minho...eles nem se falavam mais.Han evitava o maior.

Outro dia desses.Os quatros desciam a escadaria,os mais altas andaram na frente,e Han os chamou brevemente,avisando que não os acompanharia porque tinha que resolver coisas da peça.

Felix e Chan concordaram e saíram na frente.

Minho foi falar com o Jisung,eles sorriram um pro outro,sem trocar palavras.E quando Lee ia falar algo,Jisung se virou e entrou na sala de teatro,fazendo Lino morder os lábios e suspirar.

Por a parede ser de vidro,Minho pôde ver que o mais novo divertia a sala e também se divertia,sorria,gargalhava e por ser o mais novo da produção da peça,todos o tratavam como bebê e cuidavam do mesmo.

Minho sentia uma pontada no peito,mas sabia que o menor de divertia,e Minho tinha que se contentar com isso.

No ping-pong que todos os quatros costumavam jogar,Minho se sentava em uma das mesas e sentia o calor do amigo ao seu lado.Mas sempre que olhava para a mesa ao lado,não via nada,Jisung estava se divertindo por aí...

E também,Minho andava nos corredores e tinha avistado Jisung encarar o mural cheios de panfletos da peça.Parou atrás do menor e o chamou ''Jisung'',o outro se virou despreocupado sorrindo por conta dos panfletos.

Jisung o encarou e sorriu fraco,dando um aceno com a cabeça.Minho sorriu e também inclinou a cabeça para cima,retribuindo o ato.

Han então se virou para o mural,e começou a conversar e sorri com os pessoal do clube de teatro.

Minho suspirou e seu sorriso desapareceu.Fitou por um tempo a animação do outro e então seguiu andando em frente,por aquele corredor que parecia infinito.

***

Minho se lembrou de todos esses acontecimentos e suspirou,sentindo o vento bater em seu rosto.Este estava em uma ilha que costuma ir quando mais jovem junto com seu pai,queria passar um tempo longe dos amigos,para pôr seus pensamentos em ordem.

Não contou nada á ninguém...não queria que o perturbassem.

Ele fitava o mar,que estava agitado,conforme o vento se movimentava.Estava sentado em uma pedra grande,com sua roupa de praia e afundando seus pés na areia,frustrado.

Seu celular apitou,uma notificação nova.Tirou o celular do bolso e viu a mensagem de Jisung.

''Hannie: Ei Minho,você tá morto?
Você tá sumido por semanas.

Estou em casa.Não se preocupe.
Vou coltar assim que resolver umas coisas aqui.''

Mentiu,e assim guardou seu celular no bolso.Jeongyeon o avistou e se aproximou dele,lhe oferecendo uma garrafa de cerveja,que Minho não recusou.

Brindaram juntos e beberam,Jeong notou que nessas semanas,Minho estava pensativo demais,e isso despertava curiosidade na mais velha.

A mesma se sentou ao seu lado e suspirou encarando o outro respirar fundo e fitar o mar.

---Será que você pode me contar porque veio até aqui pra me ver?-Perguntou a menina,desconfiada.

---Por onde eu começo?-Pensou.---Eu tinha um amigo próximo chamado Han Jisung...-Jeongyeon assentiu,fazendo o outro prosseguir.---Um dia,comecei a suspeitar que ele tivesse sentimentos por mim.Então,eu testei ele.-Falou,com um pouco de reprovação,não gostava de relembrar esse erro que cometeu.---

''---Vamos.-Virou o rosto para que Jisung pudesse o beijar.--Aqui.

*

---Eu acabei de te alimentar.Vamos.-Disse fazendo Han afastar seus pensamentos e tomar uma atitude.

Han o empurrou.---Nossa pausa acabou.-Minho sorriu de lado e Han desviou o olhar.---Vamos voltar pras salsichas.-Andou até a barraca deixando Lee para trás.''

''Minho estava sem vergonha na cara mesmo,se aproximou de Jisung,e deitou sua cabeça no ombro do menor,o assustando.

*

---Posso ficar assim pelo resto do filme?-Perguntou ainda apoiando sua cabeça no ombro de Han.'' 

''Lee então puxou a mãos de Han,fazendo com que o mais novo rodeasse sua cintura.Minho não disse nada,apenas sorriu de lado,já Jisung,estava sorrindo como um idiota.''

---Mas ele não mostrou nenhum sinal.-Explicou Minho,para a sua noona,que prestava atenção.---Aí,ele ficou bravo comigo sem motivo algum.Eu não sabia o que fazer.-Suspirou.---Naquele dia,eu usei o notebook dele.

''---Fique com o meu notebook...para terminar o trabalho.-Falou o menor,entregando o notebook à Minho,que pegou engolindo em seco.''

Flash Back On

Minho sentou-se na cama de seu apartamento e abriu o notebook,afim de terminar sua parte no trabalho.

Mas estava entendiado...que mal teria de visitar o perfil,de Han no facebook?

E assim fez,abriu a página do perfil de Jisung e de acra franziu o cenho.Uma publicação estava publicada com a configuração ''Publicar: Apenas para eu''; ''Visível: Somente eu''.

Aquilo despertou uma certa curiosidade no mais velho,que sem pensar duas vezes,deu play no vídeo.

''---Annyeonghaseyo!-Han disse sorrindo fraco para a câmera.---Esse é provavelmente o último vídeo da página 'Stay'. Hoje vou fazer uma análise de um filme antigo.-Mostrou o filme.---'Amor a toda prova'.-Olhou o DVD---Eu escolhi esse filme porque...ele fala do que estou sentindo agora.-Fitou a câmera.---Eu me sinto louco e e estúpido pelo amor.-Suspirou depositando o DVD em cima da mesa.---Eu tenho amado secretamente meu melhor amigo...estamos no mesmo grupo de amigos.-Fez uma pausa.---Mas a amizade nos impede de dar um passo á frente.''

Minho prestava atenção em cada palavra dita pelo seu melhor amigo,com o coração á mil.

''---Lee Minho...-Começou a chorar relembrando cada momento com Minho...aquela ilusão toda.''

Minho sentiu seu coração se apertar com aquela cena.

Tinha prometido que não deixaria o pequeno chorar...mas o pior era que...Minho era o motivo do outro chorar e sofrer agora.

Minho sentiu sua visão borrar,e mordeu os lábios.

''---Me desculpe por amor você....-Jisung disse entre os soluços devido ao choro.---Eu sinto muito.

Minho suspirou falhado deixando as lágrimas escorrerem.

''---Eu tentei manter isso como segredo,-Fez uma pausa,já sentindo sua respiração falhar.---Mas é minha culpa...-Disse com toda a tristeza em sua voz.---Quando eu descobri que você me testou,eu não consegui lidar...-Chorou mais ainda,não estava conseguindo se controlar.---Por que eu tava me sentindo tão bem com tudo aquilo.Eu tenho medo que tudo desmorone...-Fungou.---Me desculpe.-Abaixou a cabeça por alguns segundos,fazendo com que as lágrimas caíssem sobre o chão.Levantou a cabeça fitando a câmera.---Não tem chances de eu contar pra você...-Falou com a voz tremula.---Por que eu seria deixado sem nada...-Sorriu triste.---Sem você''.

Minho passou a língua nos lábios e fechou o notebook,se sentindo destruído e culpado ao extremo.

Queria sumir do mundo por ser tão cuzão.

Flash Back Off

---Parecia que eu tinha levado um tapa na cara.-Minho engoliu em seco,fitando sua noona,que tinha um semblante indecifrável,mas Lee sabia que ela estava irritada.---Então,eu pensei que tinha que fazer algo por ele.

''Han o olhou e segurou a mão que continha o batom.---Você escolheu a mesma cor que eu.-Sorriu.---Ok,fique parado.-Han pegou o batom e passou rapidamente nos lábios de Minho.---Tente esse tom e depois olhe no espelho.''

---Pra ele se sentir o melhor possível...-Disse Minho.

''---Este colar é tão lindo.-Disse Minho se aproximando ao notar o olhar do menor sobre o colar.---Você quer isso ou algo assim?-Pergunto Minho.

Han o encarou e desviou o olhar.---Eu digo que é muito caro.-Sorriu.---Nós devíamos ir.

Jisung saiu andando,deixando Minho com um sorriso travesso nos lábios.O Lee fitou o colar e depois o menor saindo da loja.''

''Minho suspendeu o colar,fazendo-o se desenrolar conforme a sua caída.
Han estava hipnotizado por aquilo,ele não podia acreditar naquilo.''

---E depois,me esquecer da forma mais dolorosa possível.-Engoliu em seco,com a respiração falhada.---Eu disse á todos que tinha uma namorada...

---Hum,quem seria a azarada?-Jeong riu.

---Então Noona...é você.-Respondeu,fazendo outra fazer uma cara de reprovação.

---Mas que caralho Minho!-Fez uma careta.---Não era para você me meter nesses seus problema...-Disse irritada.

---Eu sei Noona...me desculpa.

---Não é só á mim que você deve desculpas...-Suspirou vendo o outro abaixar a cabeça.---Eu posso te compreender,mas estou desapontada...credo...eu namorar você?Você é como um irmão pra mim,isso é estranho.-Riu.---E o pior é que eu não me imagino namorando um macho,principalmente um idiota como você.

---Jeongyeon!-Exclamou o outro.

A mais velha riu.---Okay,prossiga a história.

---Enfim...eu fingi que você era minha namorada,e ainda fingia falar no telefone com você.E o pior foi...

''---Você...Jeongyeon...

Han encarou o amigo,que tinha os olhos fechados.Seu coração se despedaçou por completo,mais um vez,para variar.

Minho selou a bochecha do rapper,e depositou outro selar no pescoço do mesmo.

Lino deixou o pescoço do outro e o fitou.---Eu te amo,Jeongyeon.

Voltou á devorar os lábios de Jisung,sedento por mais e mais.E o que estava sendo beijado,fechou os olhos dessa vez.Não porque estava sentindo prazer naquilo,e sim porque queria impedir as suas fiéis amigas de longa data,lágrimas.''

---Credo Minho!Aí já é demais...tenho pena de mim,e principalmente dessa garoto.-Ralhou.

---Doeu em mim enquanto eu dizia aquilo...-Minho ignorou a amiga.Yoo apenas suspirou e assentiu,imaginava a situação.---O Jisung deve ter se sentido tão mal que nunca mais conseguiria me amar de novo.

Suspirou...

---Eu pensei que poderíamos voltar a sermos amigos,comer juntos como antes,assistir filmes como antes,sair juntos como antes.-Fez uma longa pausa.---Mas eu estava errado.O Hannie desapareceu da minha vida.Isso me fez perceber o quão importante ele é pra mim.Ele esteve comigo em todo momento da minha vida.-Seus olhos marejaram,e seu rosto ficou vermelho.---Eu quero que ele volte,mas estou com medo.Com medo de machucar ele de novo.-As lágrimas caíram.

---O motivo pela qual você veio aqui é ficar bêbado e pensar no que deve fazer depois,certo?

Minho respirou fundo...não tinha certeza,mas sabia que não podia pensar menos á respeito de Han Jisung.

---Eu acho que tenho sentimentos por ele.

 


Notas Finais


E então...esse é o enigma do Minho galerinha...
Ele foi idiota por motivos banais,porém né...ele quer concertar as coisas,seria tarde demais pra isso?
Kkkkkk,Yuna...sinto seu cheiro vindo.
Chuu<3~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...