História There is only one king - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Hanta Sero, Hitoshi Shinsou, Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mina Ashido, Minoru Mineta, Momo Yaoyorozu, Ochako Uraraka (Uravity), Shouto Todoroki, Tenya Iida, Tsuyu Asui, Yuga Aoyama, Yuuga Aoyama
Visualizações 21
Palavras 1.705
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo 1


"Quando menino, sempre soube que um dia tenha a coragem de ser rei, o tempo voou e eu cresci. 

Agora estou pronto para a promessa que ele traz

Você só queria que eu estragasse tudo

Mas isso é algo que você nunca vai ver

Tudo o que você esperava

Foi só em um sonho

Agora eu vou em um rolo na estrada

E eu sei que nunca vou quebrar

Eu controlo todo o fluxo na minha alma

Puxe a espada para fora da pedra no chão

Ela sempre disse que seria algum dia

Vendo castelos nas nuvens

E de um jeito ou de outro

Quando eu pisar na sala, todo mundo vai se curvar

Pois só existe um rei

E ele sou eu."


Darkland

Alguns diziam que quando ele era comandado pelo rei Masaro e pela rainha Mitsuki era um lugar bom para se viver, era tranquilo e silêncioso, tudo era calmo e as pessoas eram bastantes simpáticas.O rei e a rainha, sempre que podiam, iam visitar os moradores e ver se tinha algo faltando para os mesmos. 

Até eles viajarem, era uma viajem de negócios, eles haviam sido convidados a passar dois dias no Reino de Greenland, que era comandada pela família Midoriya. 

Eles estavam na carruagem quando a mesma foi atacada por algum tipo de animal carnívoro, muitos disseram que poderia ter sido lobos, mas ninguém voltou para contar qual era o animal. 

Katsuki tinha cinco anos quando isso aconteceu, ele seria o próximo rei de Darkland, ele ficou depressivo quando soube da morte de seus pais, todos tentaram consola-lo mas nada adiantava, ele sempre virava o rosto e fingia que a pessoa não existia. 

Aos sete ele conheceu Kirishima Eijirou, que logo se tornou seu melhor amigo, os dois aprontavam por todo canto da casa, Katsuki gostava da companhia do moreno, adorava escutar as estórias que ele contava, amava a forma como ele sorria, a única coisa que ele odiava em Kirishima era o fato dele está sempre de bom humor. 

Atualmente Katsuki está com dezoito anos, e Kirishima com dezenove, mas mesmo assim parece uma criança de cinco. Hoje é um dia especial para Katsuki, pois hoje ele será oficialmente rei de Darkland, oque pra ele seria apenas um dia comum mas já para Kirishima seria o dia mais importante de sua vida. 

-Você tem que sorrir para as pessoas, oque elas vão achar se virem você com essa cara de bunda?!-falou tocando no ombro do amigo

-Eu não preciso sorrir pra ninguém. 

-Seu sorriso é tão bonito, Katsuki, você é até legal quando se esforça, devia mostar isso para o seu povo.-falou calmamente

-Eu estou indo para colocar ordem onde não tem, não para agradar as pessoas!-Katsuki resmungar

-Ok, ok. 

Os dois entraram no quarto do mais novo, Kirishima se sentou em sua cama enquanto o outro foi até seu armário. 

-Oque está procurando? 

-Minha paciência, eu acho que joguei ela no lixo quando me mostraram do tanto de gente que eu iria ser responsável.-falou sério

-Eu acho que você nunca teve. 

-Verídico. 

-Sr. Katsuki, o senhor já está pronto?-um mordomo perguntou batendo na porta do quarto

-Ainda não.-Kirishima respondeu por ele

-Me ajuda com a gravata.-Bakugou pediu para o maior

-Sim, senhor.-brincou indo em encontro ao mesmo, arrumou sua gravata e olhou em seus olhos, eles estavam muito perto, Eijirou sorriu para o menor e selou os lábios na bochecha do mesmo

-Estou pronto.

Os dois desceram as escadas indo em direção ao salão de baile, chegando lá perceberam que o mesmo estava lotado, foram caminhando calmamente pelo salão em direção a uma mesa que se encontrava mais afastada. 

-Odeio tudo isso.-Katsuki falou se sentando a mesa

-A pergunta é o que você não odeia! -Kirishima bricou sentando ao lado do amigo

-Kacchan!-uma cabeleira esverdeada se aproximou dacomunicasserto de mim, resto de aborto da natureza! -o Katsuki falou se levantando 

-M-mas eu não disse nada demais!-o esverdeada tentava se lembra se tinha dito alguma ofensa -Oque eu fiz?

-Você cagou com o mundo assim que nasceu! -Bakugou falou segurando o Midoriya pelo pescoço

-Não fala assim com ele!-um bicolor apareceu para dar um soco no Katsuki mas sua mão fora segurada por Eijirou

-Encosta um dedo nele e eu te faço conhecer Deus,ou o inferno no seu caso. 

-Oque está fazendo aqui, Deku?!-o Katsuki estava ficando furioso

-Eu v-vim representando o Reino de Greenland.-falou e seu rosto começou a ficar com uma coloração meio arroxeada

-Solta ele.-Shoto disse olhando para o Katsuki

-Vamos embora Kirishima, pra mim já deu.-Bakugou disse soltando o pescoço do Midoriya

-Vamos. -Eijirou sorriu ladino e soltou a mão do Shoto

-Sr.Katsuki, me acompanhe. -um mordomo disse e os dois o acompanharam

Os três foram em direção ao centro, pois lá ocorreria a coroação, o mais novo estava com a cara fechada enquanto Eijirou o biliscava em um pedido silêncioso de que ele sorrise. 

-Sorria para as pessoas, Katsuki.

-Vou sorri para ninguém não.-fez bico

-Eu vou te bater se você não sorrir!-o alertou

-Estou sorrindo! 

Depois de Bakugou receber a coroa, ele chamou o mais velho pra voltarem para a mesa, o mesmo concordou e o seguiu até ela. 

-Posso me sentar aqui?-o esverdeado apareceu apontando para a cadeira sobrando na mesa

-Nã-

-Sim.-Kirishima o cortou

-Que bom!-Izuku sorriu para os dois, Katsuki fechou o punho para soca-lo mas sua mão fora segurada por Eijirou

-Midoriya, temos que ir.-o bicolor apareceu olhando seu relógio de bolso

-Amém.-o Katsuki resmungou

-Ah...claro, tchau Kacchan!-o esverdeado disse indo em bora

-Estou com sono.-o mais velho falou deitando sua cabeça no ombro do amigo

-Vamos embora.-falou se levantando

Os dois subiram para o quarto do mais novo e se deitaram na cama, os dois se encaravam de vez em quando, mas sem dizer nenhuma palavra, era como eles se comunicassem silênciosamente. 

-Nem adianta me olhar com essa cara de cachorro sem lar.-Katsuki quebrou o silêncio

-Por favor, katsuki!

-Eu já disse um milhão de vezes que você não pode dormir na minha cama!-o Katsuki falou se sentando, irritado

-Porque?! 

-Porque a cama é minha e seu quarto é do lado do meu. -apontou para frente

-Mas lá é chato! 

-Caguei pra isso. 

Os dois ficaram novamente em silêncio, era comum o Katsuki ser curto e grosso com as pessoas, mas o Eijirou era exceção. 

-Vou pegar o futon pra você.-o mais novo disse se levantando e indo em direção ao armário

-Obrigado!-falou se levantando

-Deita aqui.-o Katsuki apontou para o futon ao lado de sua cama

-Boa noite.

-Noite. 

Os dois se deitaram em seus devidos lugares e ficaram em silêncio, a noite estava silênciosa e pela grande janela que tinha naquele quarto dava pra ver o quanto a noite estava bonita e sem nenhuma nuvem, o mais novo adorava observar as estrelas, ele as achava muito bonitas e acreditava que as mais brilhosas eram seus pais o observando do céu. 

Sem sono, o Katsuki se levantou de sua cama e seguiu caminho para a sua varanda, lá dava para ver as estrelas melhor. Inclinou seu corpo no parapeito. 

-Oque fazer acordado?-o mais velho perguntou o abraçando por trás

-Observando as estrelas.-falou fechando os olhos

-Vamos dormir, amanhã você tem que ir no cidade fazer muitas coisas.

-Eu não queria ser rei, é muita gente, muita coisa. 

-Amanhã vamos visitar o Reino dos Midoriya, né? 

-Sim, infelizmente. 

-Você tem que sorrir para as pessoas, não pode andar sempre com esadormecerame. 

-Você é insuportável! 

-Vamos dormir.-falou selando os lábios na nuca do mais novo

-Vamos. 

Os dois voltaram para suas devidas camas e adormeceram. 

O sol batia no rosto do Katsuki, já que sua cama ficava de frente para a varanda, que logo acordou. De cara fechada o Katsuki se levantou, parou para observar o mais velho que dormia tranquilamente ao lado de sua cama, sacudiu o mesmo tentando acorda-lo, mas falhou miseravelmente. 

-Eu vou sair e você vai ficar. 

O Katsuki trocou de roupa e desceu as escadas indo em direção da cozinha, pegou uma maçã que tinha lá e saiu em direção a sala do trono. 

-Vossa majestade.-um dos guardas fez uma referência- tem um homem querendo falar com o senhor. 

-Traga-o aqui.

-Sim, senhor. -Falou e saiu

-Oie!-Kirishima disse assim que entrou na sala do trono- sabia que você estava aqui. 

-Legal. 

-Vossa majestade- um sujeito apareceu na sala- me chamo Hanta Sero, e tenho algo importante para lhe dizer. 

-Sero? Hnm, diga.-o Katsuki o olhou desconfiado

-Fui o escolhido para vir aqui avisá-lo sobre algo que está acontecendo no vilarejo do Leste. 

-Oque está havendo lá? 

-As crianças estão sumindo sem mais nem menos, está sumindo uma a cada noite, e homens também estão sumindo, a população desse vilarejo está diminuindo de forma absurda! 

-Entendo. 

-Oque o senhor pretende fazer? 

-Não se preocupe, iremos fazer o possível para encontrar essas crianças. 

-Obrigado pela atenção, senhor. -fez uma referência e saiu

-Você não tem a mínima ideia do que fazer, né?-Kirishima perguntou rindo

-Não mesmo. 

-Gostei de ver, não foi grosso nem nada! 

-Oque vamos fazer?! 

-Podemos ir até lá e tentar investigar?!-nem ele sabia se estava perguntando ou afirmando

-Podemos, vamos fazer isso hoje! 

-Mas temos que visitar os Midoriya!-o parou

-Tou pouco me lixando para eles, meu povo vem acima de tudo agora! 

-Emocionei aqui.-finjiu limpar uma lágrima

-Vamos em um grupo pequeno para não chamar atenção, vai eu e mais quatro cavaleiros, você fica e cuida das coisas até eu voltar! 

-Eu devia ir e não você!-emburrou-se

-Não posso deixar qualquer pessoa para cuidar daqui, eu confio em você, e se eu não voltar...

-Eu serei o próximo rei?!-o mais velho abriu um sorriso de orelha a orelha

-Não,energúmeno, você vai me procurar!-deu um tapa em sua nuca

-Foi isso oque eu disse!

-Qual o teu nome, rapaz?-o Katsuki perguntou para um guarda que estava passando

-Denki, Denki Kaminari, senhor! -falou rápido se curvando

-Traga seu melhor cavalo para mim-falou e o outro saiu- e Kirishima, quero que você escolha os quatro melhores cavaleiros para ir comigo! 

-Eu? Porque eu? 

-Porque sim, vai logo! 

O mais novo subiu para o seu quarto e colocou uma roupa mais adequada para ir ao vilarejo do Leste, desceu e foi em direção a porta do castelo. Respirou fundo e andou até os cavaleiros escolhidos a mão por Kirishima e o cavalo que esperava o quinto cavaleiro, o rei. 

-Todos prontos? 

-Bakugou.-Eijirou apareceu ao seu lado

-Oque faz aqui Kirishima?! Eu te dei uma ordem!-se assustou com a presença do mais velho

-Eu vim te avisar que...se você morrer, eu te mato!-o olhou feio

-Ok, ok, não vou morrer.

-Promete?- mostrou o mindinho

-Prometo, infantil.-juntou os mindinhos











Era o primeiro dia dele como rei, ele não podia morrer...né? 


Notas Finais


É isto, espero que gostem.
2bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...