História There is only one king - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Hanta Sero, Hitoshi Shinsou, Iida Tenya, Katsuki Bakugou, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Midoriya Izuku (Deku), Mina Ashido, Minoru Mineta, Momo Yaoyorozu, Shouto Todoroki, Tsuyu Asui, Uraraka Ochako (Uravity), Yuga Aoyama, Yuuga Aoyama
Visualizações 5
Palavras 1.456
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 2


*Bakugou on*


Estamos a meia hora,contada no relógio, cavalgando. E para piorar a situação, eu acabei de descobrir que não estamos nem um pouco perto do nosso destino, eu nem ao menos sei se estamos indo pelo caminho certo, pois nunca andei por essas bandas, para ser mais preciso, eu nunca mais sai do castelo depois da morte dos meus pais. 

Não entendi direito o porque de estarmos indo pela floresta, mas pelo que me disseram, o vilarejo do Leste ficava no centro da floresta. Estou com um presentimento ruim, tem algo de errado nessa floresta, eu estou sentindo. 

Estou me sentindo inseguro aqui, não estou me sentindo bem, é como se tivesse algo me observando igual como eu faço com as estrelas, fixamente. Estou sendo observado, eu sei que estou. Parece que tudo ao meu redor está ficando apertado e sombrio, não gosto dessa sensação, por um momento eu esqueci como se respira. 

Fiquei desnorteado e acabei caindo do cavalo, antes da minha cabeça se chocar com o chão eu olhei ao redor. Meus companheiros também estavam no chão e parecia que eles foram atingidos por algo, mas não tinha ninguém além da gente. Apaguei. 

Abri os olhos com dificuldades, tinha algo ou alguém me batendo. Jesus Cristo, nem morrer em paz eu posso mais! 

-Para com isso, caralho!-segurei a mão de quem me batia

-Kacchan!-era Deku que me batia?! Ele quer morrer cedo, só pode! 

-Eu tou no inferno? 

-Não vou levar isso como uma ofensa.-Izuku se levantou e estendeu a mão para me ajudar a levantar também

-Eu ainda acho que você não devia ter ajudado ele.-Shoto apareceu em cima de um cavalo

-É oficial, estou no inferno.-debochei tirando os resquícios de terra da minha roupa

-Para de ser mau agradecido!-Shoto revirou os olhos

-Cadê meu cavalo?! Meus cavaleiros?-questionei preocupado

-Ta aqui seu cavalo.-Deku assobiou e o mesmo apareceu

-Você está bem?! Eles te maltrataram?-interrogue subindo no cavalo

-Oque você estava fazendo por aqui, Kacchan?-Izuku perguntou

-Estava indo resolver umas coisas no vilarejo do Leste, e vocês? Essas terras são minhas até onde eu sei, eu também não chamei vocês.-desconfiei

-Essas terras não são suas, estas terras pertencem aos Ochako. 

Ok, ok, vou explicar uma coisinha simples; por essas redondezas tem três Reinos: Darkland, Greenland e luck. O Reino do centro é o dos Midoriya, depois vem o dos Katsuki e por último vem o dos Ochako. 

-Como?! 

-E para piorar, estamos perdidos.-Shoto disse 

-Que droga! 

-Calma, Kacchan.-Deku ia colocar as mãos no meu cavalo mas eu fui mais rápido e dei um tapa na mesma

-Calma o caralho! 

-Izuku, ele sempre foi delicado assim?-Shoto perguntou para Deku como se o mesmo conhece-se desde pequeno, oque realmente era verdade 

-Delicado igual a um cavalo? Sim, sempre foi.-Deku começou a rir e eu o olhei feio

-Fale isso de mim denovo que eu faço seu pau ir para na garganta!

-Isso já aconteceu.-Shoto ficou pensativo -só que não foi o pau dele. 

-SHOTO!-Izuku o repreendeu envergonhado

-Jura?!-agora era eu quem tinha uma crise de risos

-Pare de rir!-Deku tentou me bater, falhou 

-Temos que achar um caminho de volta para o meu Reino, não quero ser comido por um lobo. 

-Mas por um certo ruivo você quer,né?-Shoto perguntou malicioso

-Shoto, eu só não te mato aqui porque eu tenho prioridades no momento, mas do inferno você não escapa!-o alertei com ar superior

-Vamos logo, que jantar em casa.-Deku falou subindo em seu cavalo branco

-Vamos.-falei e logo fomos em direção oposta de onde estávamos

Eu estou cansado e meu cavalo mais ainda, Deku e Shoto também estão. Demos uma pausa, desci do cavalo e me sentei perto de uma árvore, para descansar. 

-Que horas são? 

-São...quatro da tarde.-Deku falou se sentando ao meu lado olhando seu relógio de bolso

-Não vamos chegar a tempo, está escurecendo também.-Shoto se pronunciou

-Ei! 

-Oque foi?!-eu e o bicolor falamos em uníssono

-Aquilo é uma casa?-apontou para dentro da floresta

-Que casa? Você tá usando drogas por acaso?-questionei quando vi que não tinha nenhuma casa

-Não, eu juro que vi! 

Deku,literalmente, nos arrastou até o meio da floresta. Lá realmente tinha uma casa, não era bem uma casa, era meio que uma casinha, pois era pequena, cor de rosa com amarelo, a entrada era cheia de margaridas e tinha vários passarinhos voando de la pra cá. 

-Que linda.-Shoto disse com os olhos brilhando

-Gosta de coisas rosa, Shoto? 

-Não. 

-Prefere verde, né? 

-Sim. 

-Vamos bater na porta!-Izuku nos puxou até a mesma

-Eu não vou bater.-Shoto disse

-Não sabe bater, Shoto?-perguntei sorrindo

-Eu bato, otários.-dito e feito, Deku bateu na porta

-São guardas?! -ouvi uma voz feminina perguntou

-TEM GENTE AQUI NÃO!-outra gritou

-Então...com quem estou falando? -Deku perguntou colocando o ouvido na porta

-Com Cristo é que não é!-a primeira gritou

-Podemos entrar?-Izuku perguntou e eu arregalei os olhos pela forma que o mesmo foi direto

-Vocês sabem com quem estão falando?! -a segunda voz disse com tom superior

-"Vocês" Sabem com quem estão falando?!-minha vez de perguntar

-Um idiota esverdeado, um loiro explosivo e um cara com cabelo metade branco e metade vermelho mestruação.

-Somos Reis, podemos entrar?-Deku tentou novamente

-A casa é sua!-uma mulher de pele e cabelo rosa falou assim que abriu a porta

-Que porra é essa? -apontei pra ela

-Olha, me chama Mina Ashido e essa é a Momo Yaoyorozu.-a rosada disse apontando para uma morena

-Isso, a minha finha está lá em cima, tem comida na geladeira e por favor não colocar fogo na casa! -falaram saindo da casa

-Essa casa é nossa agora? 

-Mãe?-uma garotinha que parecia ter cinco anos apareceu atrás da gente

-Não sou sua mãe! 

-Papai? 

-Não! 

-Ola! -Izuku notou a presença da menina com cara redonda- Qual o seu nome? 

-U-Uraraka. 

-Quantos anos você tem, Uraraka? -Deku perguntou para a cara de bolacha

-Seis. 

-Cadê seus pais? 

-Papai, cadê a mamãe?-perguntou pra mim

-Não sou seu pai, guria! 

-É sim, papai. 

-Onde está sua mãe?-Shoto perguntou se abaixando para ficar na altura dela

-Qual o nome da mamãe mesmo, papai?-perguntou olhando pra mim

-Kirishima Eijirou. -Deku falou no meu lugar e eu o encarei feio

-Eu não sou seu pai, e eu não sei o nome da sua mãe, cara redonda! 

-Tem alguém em casa?-escutei alguém perguntar do lado de fora da casa e mesmo com a porta aberta não dava para ver quem era

-Quem está aí?!-Shoto perguntou apontando sua espada de prata para a porta

-Somos cavaleiros enviados pelo rei Ochako, estávamos a caminho do Reino de Darkland e acabamos encontrando essa casa.-um guarda entrou dentro da casa

-Qual o seu nome, guarda? -Izuku perguntou colocando a menina no colo

-Tenya Lida, senhor.-fez uma referência- e o Senhores? 

-Todoroki Shoto. 

-Bakugou Katsuki. 

-Izuku Midoriya. 

-Majestade, era o senhor mesmo que procurávamos.-segurou minha mão e me puxou pra fora

-Papai! -a menina cara de biscoito saiu do colo de Izuku e se prendeu na minha perna

-S-sua filha, senhor?-Lida estranhou a menina

-Uma iludida, apenas. 

-Iremos guiar os senhores até os seus devidos Reinos, tudo bem? -perguntou apontando para os outros cavaleiros que até agora eu não tinha notado

-Vamos. 

-Aleluia!-Deku comemorou

Subi no meu cavalo assim que a cara redonda soltou minha perna, olhei pra ela e a mesma estava com cara de choro e com os braços esticados pra cima, pedindo ajuda. 

-Você fica. 

-O senhor vai deixar uma criança indefesa aqui? É perigoso até para um adulto, tem muitos lobos por essas redondezas!-um loiro ao meu lado perguntou

-Hunf, vem bolacha.-puxei a menina e a coloquei na minha frente

Eu observei que ela estava com os olhos pesando, supus que ela estava com sono. Eu estava certo, não deu dois minutos e ela já deitou a cabeça na do cavalo e adormeceu. 

Não demoramos muito para chegar em meu Reino, quando andávamos em direção ao meu castelo eu percebi que várias pessoas me olhavam curiosas e surpresas. Pedi para que Deku e Shoto dormissem em meu castelo hoje, por mais que eu odiasse os dois, eles são importantes pra mim.

Desci do cavalo assim que entrei no castelo, pedi para que os cavaleiros dos Ochako deixa-se seus cavalos no estábulo e que eu separaria um quarto pra cada um, assim que entrei chamei uma das cozinheiras e pedi para que fizesse um banquete, pois temos convidados hoje. 

Eu percebi agora que esse tempo todo eu estava com Uraraka nos braços e que ela ainda estava dormindo tranquilamente, estava subindo as escadas indo em direção do meu quarto quando avistei Kirishima. 

-BAKUGOU!-chamou pelo meu nome e eu o olhei feio- oque foi? 

-Ela está dormindo!-briguei com ele por ter gritado

-De quem é essa menininha linda?!-Eijirou estava com os olhos brilhando

-Papai...?-parabéns Kirishima, acordou a bolacha

-Quem é o pai dela?-desconfiou

-Bem...

-Bakugou Katsuki, quem é o pai dela?!-me olhou sério

-Papai, quem é ele? Ele é a mamãe?- ela perguntou entrelaçando as pernas na minha cintura

-Ele é sua mãe.-falei entregando ela para Eijirou que abriu um sorriso de orelha a orelha

-Se você é o pai dela e eu a mãe, isso nos torna...-Eijirou falou sorrindo

-Nem ouse terminar essa frase. 




















Notas Finais


Ta ruim mas é isto.
2bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...