História They are everthing to me (Banda Fly and Trio Yeah) - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br), Trio Yeah
Personagens Caíque Gama, Felipe "Fiu" Ryo, João "Johnny" Baroli, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Personagens Originais, Wallyson "Waah" Gustavo
Tags Caíque Gama, Colegial, Felipe Ryo, Fly, João Baroli, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Pegação, Trio Yeah, Wallyson Gustavo
Visualizações 70
Palavras 885
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Volteiiii! E ó bem mais cedo! Muito obg por todos os favoritos eles assim como os comentários me motivam muito para estar aqui. Obg LanyAzevedo, steve-rogers-(mudou de user? Hahahahaha) e bekaah_souza!!! Vcs foram os principais motivos para eu estar aqui tão cedo! Hahahaha enfim sem mais delongas. O cap tá curtinho mas podem ter certeza que o próximo vai compensar

Capítulo 32 - Você os perdeu


Fanfic / Fanfiction They are everthing to me (Banda Fly and Trio Yeah) - Capítulo 32 - Você os perdeu


Inexplicável o quanto seu beijo era bom, ele fazia tudo no seu tempo e tudo estava bom. Paramos por falta de ar. 
-Mas então o que uma princesa bêbada dessas fazia andando por aí sozinha? – Ele pergunta sem soltar minha cintura. 
-Eu estava procurandlo mleu príncipe. – Digo e despejo um selinho em seus lábios que solta um riso fraco. -Eu tava só indo atrás de bebida mesmo, mas não to achando o chris, viu ele por aí? – pergunto 
- CÊ tá maluca? Mais bebida? Pode ir parando!!! Você já tá bem louca não precisa de mais. – ele diz e eu faço bico. – Aí que biquinho mais lindo. – ele diz assim que despeja um beijo. 
-Aliás tem alguém aqui que precisa pagar uma aposta. – digo me referindo ao truco que ele perdeu.
 – Se vc achar o fiu eu pago, Mas vamos aline! Vamos dançar. – ele diz me puxando pra pista. 
Começou a tocar mc lan e depois disso eu não respondia mais pelos meus atos, waah me sarava enquanto eu rebolava em seu membro. Avistei a Yas e o fiu de longe e eles pareciam bem íntimos logo os chamei, quando me dei conta waah e fiu estavam sentados e eu e yas dançando para eles. Sentei em seu colo de frente pra ele e comecei a beijo-lo, ouvi alguns gritos de comemoração. Nosso beijo era cheio de tesao e vontade, ele beija bem demais e tudo estava maravilhoso. Paramos por falta de ar e assim foi indo. A música mudou e nos levantamos. Vi que o fiu estava com uma bebida na mão. Eu ia pegar até que 
- Cê tá doida? Você já tá bebada não vai beber mais!!! – Waah diz puxando o meu braço. 
- Aí por fabor!! Só um pouquinho!!! – peço fazendo bico.
- Nem mais um pouquinho, você quer ir embora? – ele pergunta e eu respondo com um não com a cabeça. – Então pronto se eu ver você bebendo eu vou te levar embora. – Ele diz e eu o beijo. 
- Obrigado! Por cuidar de mim, mesmo eu estando nesse estado. – Digo 
- que isso gatinha! O prazer é meu. 
- Caraio mano Johnny se deu benzão! – fiu diz cutucando o waah e apontado para o Johnny e minha irmã. CARALHO AINDA. 
- PUTA QUE PARIO EU NÃO ACREDITO FILHA DA PUTA, a mas eu vou resolver isso agora. – Digo me desfazendo do abraço do waah mas ele me segura. 
- Você não vai fazer nada! Não nesse estado, você está inconsciente. 
- Meu é a irmã dela. – Yas diz me ajudando
- Cara é a minha irmã, ALGUÉM FAZ ALGUMA COUSA! – Digo revoltada e o waah vai puxar o João, ele hesitou um pouco e logo waah levou ele pra fora e minha irmã foi na direção contrária.
- Aí fiu tem alguém devendo uma tal aposta hein?- digo 
- Ahhhh amanhã a gente paga, pode ser? Mais fácil. – ele diz 
- ok. – respondi e continuei dançando, senti um toque nos meus ombros, me virei 
- Lembra de mim? – Carlos diz 
- Oiee! – Digo o abraçando. – Bom... lembro mas bem pouco. – Digo rindo e ele também. – Mas aí o que tá fazendo de bom? 
- A to de boa, só bebendo e curtindo a festa... e tu? Eu tava olhando e porra ce tá animada hein?! – ele diz e eu rio. 
- Meu amigo, se vc estudasse aqui você entenderia porque estou tão animada... 
- Tem um negócio muito louco lá fora quer ir ver? – ele me pergunta 
- Hmm... será que caio nessa de novo? – Pergunto em tom de ironia. Rimos e ele me guiou até lá fora, nos beijamos sem nem trocar nenhuma palavra, Carlos sabia usar a língua muito bem, estávamos em sintonia. – Que negócio louco esse hein! – Digo ainda em meio aos beijos. 
- Você não me ligou de volta, tive que usar alguma outra desculpa. – ele diz ironicamente 
- Cara eu perdi seu número, me passa de novo. – peço pegando meu celular e ele coloca seu número. 
- Tira uma foto aí. – ele diz e eu viro a câmera. Tiramos uma selfie e eu a coloquei no contato dele. 
- Prontinho, depois eu te chamo. – Digo embalando outro beijo. O celular dele tocou e era a mãe dele, atendeu e fiquei o esperando. 
- gatinha vou ter que ir embora mas me chama tá? – ele diz assim que finaliza a ligação e despeja um beijo em mim. 
- Ok! Eu te levo até a porta– Digo
- Não precisa! – ele diz
- Não mas eu quero, essa festa já deu já, de lá eu já vou pro meu quarto e fodase. – insisto, ele me deu a mão, fomos assim até a porta de saída da escola, demos um último beijo e eu sentei no chão perto da recepção, um lugar onde ninguém me veria, fiquei moscando, tudo rodava e eu lembrava de alguns flash de hoje. Parecia sonho. – O João com a minha irma, o Paulo com a Mariana... é aline você os perdeu, novamente. Você é um ser humano jorrivel. – Eu dizia para mim mesma em um tom baixo. – O mundo não merece que você respire... – o mundo não merece você nele, você é péssima, nem pra decidir quem você quer você serve garota, você é podre... 
- Ei quem aqui é podre? 
Continua.... 

 


Notas Finais


Eai quem odeia a Mariana? Hmm algo me diz que o próximo cap promete. Hahahahaha!! Comentem por favor e é isso até o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...