História They Call me Jay Park - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Jay Park
Personagens Jay Park, Personagens Originais
Tags Aomg, Bboy, Dance, Jay Park, Romance
Visualizações 187
Palavras 852
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem pela demora para atualizar. Estou com problemas em organizar minha rotina para escrever. Espero que gostem. Até o próximo cap

Capítulo 18 - 18


O show de Londres tinha sido incrível mesmo com o tempo sem colaborar. A chuva era densa mas lá estava toda a equipe de cantores da Aomg e seus bailarinos dançando e o público delirando. No after party de Londres foi o melhor, porém o único que participei aqui era insano, as garotas incrivelmente lindas ficando com os DJs e afins e agora entendi a frustração de Sora por ser só para maiores de 21 anos.

A turne durou um mês e seguimos para a Coreia, eu confesso que não queria voltar, mas teria que lidar com minha fama momentanea, pelo menos era o que eu achava, logo Jay se cansaria de mim e/ou todos esquecessem que eu era a mulher de um ídol.

Aviagem foi mais longa do que eu imaginei e na manhã seguinte quando aterrissamos no aeroporto de Seoul todos estavam lá, todas as fãs e todas as revistas de fofocas possíveis também. Eu senti um frio na barriga, as fãs coreanas eram as mais difíceis de se lidar, sempre tão radicais e foi exatamente como temi. Cartazes de ódio a minha pessoa se espalhavam pelas mãos das garotas que me receberam com xingamentos

- Que ótimo - sussurrei e Honey riu

- É o preço a se pagar - gray sussurrou e saiu do embarque primeiro que eu, todos saíram primeiro que eu. A coragem ficou em algum lugar naquela turnê e eu queria me esconder a ponto de nunca mais me acharem, era um sentimento terrível.

- Hey gatinha - disse Jay pegando minha mão - Juntos até o fim lembra?

E com aquele sorriso que só ele tinha ele me puxou  pela multidão, eu tinha uma máscara em meu rosto e meus cabelos presos e ainda sim todos queriam fotos nossas junto de meninas me chamando de ridicula pedindo para que eu morresse.

- Fãs de Jay Park são movidas pelo ódio - comentei ao entrar na Van que nos aguardava para nos levar até a AOMG

- tantos caras e você escolhe o Jay - sorriu Simon, você vai sobreviver

Eu enfiei minha cara nas mãos em forma de protesto, quando chegamos na AOMG eu nem fiz questão de olhar minhas redes sociais, queria difstancia daquilo então fui checar minha agenda de pacientes e a lista era muito peculiar para o dia seguinte. E eu tinha me esquecido do hospital completamente.

- Conferência amanhã - disse Jay na minha porta

- tenho trabalho voluntário amanhã - respondi sem encarar ele que sentou na mesa a minha frente. - se puder quero distância das câmeras por enquanto.

- Ok - ele sorriu - vamos tirar férias, nesse fim de semana o que acha?

Eu sorri com a proposta, ficar longe das câmeras com Jay não seria má ideia

- e para onde vamos jay jay?

- Casa dos meus pais

Eu engasguei com a resposta dele, estava tudo indo rápido demais e eu acho que não estava nem um pouco preparada para conhecer os pais dele, eu suspirei pensando em uma resposta e Simon nos interrompeu levando Jay para verificar alguns beats e eu agradeci do fundo da minha alma por isso. Sora ainda me esperava na empresa e fomos de carro para casa. Estava tão exausta que do mesmo jeito que me joguei na cama eu permaneci ate o outro dia e fui acordada por Sora aos gritos dizendo que eu estava atrasada para irmos ao hospital visitar as crianças.

Quando chegamos ao hospital eu podia sentir todos os olhares sob mim enquanto cuidava de algumas pacientes entre 15 e 16 anos, aquele hospital de câncer era o meu trabalho voluntário favorito porque passava a maior parte do dia fofocando com as garotas sobre meninos e idols da atualidade.

- Unnie Unnie, - chamou uma das meninas - minhas amigas não acreditam que você é a namorada do Jay park

- e porque elas não acreditam?

- elas disseram que Jay Park nunca namoraria alguém e estão rindo de mim por que eu disse que era verdade

- hum... Então vamos provar pra elas que você está certa? 

Eu estava me divertindo com as garotas e me gabando um pouco também, qual garota não gostaria de ser a namorada do Jay park? Então peguei meu telefone e liguei para ele torcendo para que seu tempo estivesse livre a ponto de vir me encontrar no hospital. Ele sorriu ao telefone com minha birra, mas acabou concordando em ir ver as garotas no hospital.

Jay não demorou a chegar e o hospital virou uma loucura, muitas pessoas com celular pedindo por fotos com o Idol e as garotas sorrindo como nunca se viu.

Depois de um grande show gratuito no hospital voltamos para a AOMG para o tratamento de Jay. Eu adorava passar minhas mãos sob sua pele, pequenas faíscas beliscavam meus dedos quando o tocava. Ele estava inquieto com algo e isso estava me deixando incomodada, até que Bora entrou em meu consultório dando o seu melhor sorriso.

- Senti Saudades Oppa - disse ela me ignorando completamente.

Então eu apenas olhei para ele e deixei os pombinhos sozinhos.


Notas Finais


Comentem o que acharam. Isso me ajuda a continuar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...